Home Aviação de Caça Vídeo mostra caça russo ‘cortando’ avião espião americano no Mar Negro

Vídeo mostra caça russo ‘cortando’ avião espião americano no Mar Negro

6829
54

Avião-espião e Su-27 ficaram a 1,5 metro de distância em manobra intimidatória

WASHINGTON – Autoridades americanas mostraram imagens de um caça russo voando perigosamente perto de um avião de reconhecimento da Marinha dos EUA nesta segunda-feira. Os militares americanos denunciaram o gesto como “inseguro”. O incidente ocorreu enquanto o avião-espião americano EP-3 Aries estava em missão no espaço aéreo internacional.

A aeronave foi interceptada por um Su-27 russo, que se alinhou com a aeronave americana durante cerca de duas horas e quarenta minutos, informou a Marinha dos EUA em um comunicado.

“Esta interação foi determinada como perigosa, pois o Su-27 se aproximou a cinco pés (1,5 metro) e cruzou diretamente com a trajetória de voo do EP-3”, indicou o texto.

As Forças Armadas americanas deram conta de várias interações “inseguras” com aviões russos sobre o Mar Negro nos últimos meses.

“O exército russo está em seu direito de operar no espaço aéreo internacional, mas deve se comportar no marco das normas internacionais para garantir a segurança e evitar incidentes”, destaca a declaração.

As forças da Rússia e da Otan operam habitualmente no espaço aéreo internacional sobre o Mar Negro e esta atividade tem se intensificado após a anexação da Crimeia por Moscou em 2014.

FONTE: AFP

Subscribe
Notify of
guest
54 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Léo Neves
Léo Neves
2 anos atrás

Outro video que eu vi dessa interceptação mostra algo interessante , o Su-27 armado com um R-27ER e um R-27ET , mostrando que provavelmente se precisassem usar , usariam os dois para ter uma vantagem e ter certeza que atingiria o alvo usando dois mísseis cada um com um tipo de orientação. Fora os R-73 também transportados.
Alguem sabe a versão do R-73 usado pela Rússia?

Mosczynski
Mosczynski
2 anos atrás

Ameaçar os americanos enquanto esses voam um Electra é fácil. Por que não fazem isso com um F-18? rs

Marcos
Marcos
2 anos atrás

A Rússia solta todos os vídeos de interceptação pra dizer que é “fodona”.

A Rússia disse que interceptou um F-22 e o “colocou pra correr”. Cadê o vídeo? Seria o maior feito da Rússia, uma humilhação para os “americânus”.

Tudo balela, papo que causaria inveja no Joseph Goebbels

hamadjr
hamadjr
2 anos atrás

Os Russos são fodha podem xorar a vontade é livre e o mimimi também … pode colocar qualquer coisa vassoura F-35 F-22 USS Interprise nave klingon o Su 27 faria mesma trajetória dar um susto

Adriano Fernandes
Adriano Fernandes
2 anos atrás

1,5 não daria pra ver a aeronave tão definida.só daria pra ver a cor passando

João
João
2 anos atrás

Verdade Roberto kkkkkkkkkkkk

Clésio Luiz
Clésio Luiz
2 anos atrás

Até agora aparentemente eu sou o único que acha que esse vídeo está muito suspeito, com cara de computação gráfica. Somado a isso, vem alguns detalhes que não combinam com o que é contado pela USN: 1- A câmera claramente está apontada para o lado, pois se o Flanker cruzasse a frente do Orion este se aproximaria da aeronave que cortasse seu caminho; 2- Se o Flanker realmente se aproximou a 1,5 m (5 pés), não é mostrado nesse vídeo, já que a passagem é claramente a uma distância muito maior; 3- Todo vídeo militar capturado por câmeras FLIR ou… Read more »

Manock
Manock
2 anos atrás

que vídeo mais mequetrefe, heim?!

Carlos
Carlos
2 anos atrás
RenanZ
RenanZ
2 anos atrás
Mauricio_Silva
Mauricio_Silva
2 anos atrás

Olá. Clésio Luiz 31 de Janeiro de 2018 at 22:07 1) Não, pois o que importa é a velocidade relativa entre as aeronaves. Se o Su-27 estiver mais rápido que o P-3, ele passaria pela frente se afastando, como mostrado no vídeo. 2) Verdade. No ponto em que foi feita a filmagem, a distância entre as aeronaves é bem maior que 1,5m. Mesmo com lentes de grande abertura angular, o vídeo ficaria bem diferente. 3) Pode ser resultado de uma captura sem edição. Ou o P-3 simplesmente não “percebeu” o Su-27. Assim, não haveria informações “classificadas”. 4) O pessoal de… Read more »

carcara_br
carcara_br
2 anos atrás

Foi inseguro mesmo, não estava dando seta….

Rommelqe
Rommelqe
2 anos atrás

O video divulgado no Airboyd é bem mais longo. Ha uma camara sob o P-3 que mostra os misseis instalados no flanker . A distancia minima, entre asas teria sido da ordem de 1,5m. Sao imagens bem nitidas, mostrando os rotores da asa esquerda.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

… nem piscando os faróis.
.
🙂

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
2 anos atrás

Segue o jogo, como se costuma dizer: “agora conta uma novidade…”

Esse joguinho de “caça ao rato” é mais velho que minha Avó, o “mimimi” é pela distancia que os meninos estão mantendo entre si, faz sentido pela segurança das aeronaves, apenas isso. De vez em quando tenho a impressão que querem fazer da Força Aérea Russa a ultima bolacha do pacote.

Esse Putin pode ser questionado quanto a sua maneira de governar, mas que a rapaziada dele é boa de marketing isso ninguém pode negar.

Gripen BR
Gripen BR
2 anos atrás

Maverickzovisk. Rs.
1,5 m – não neste vídeo
“cortou” – Não em trajetória perpendicula.
Esses cowboys gostam de entrar no espaço aéreo alheio, não sei se é o caso. Fazem e acontecem! Gostam de mandar até até farol em rochas sair da frente, e ficam nesse mimimi! A Rússia é boba e feia!

Aerokicker
Aerokicker
2 anos atrás

Ricardo Bigliazzi 1 de Fevereiro de 2018 at 7:32

Se essa papagaiada putinista é ser bom de marketing, então só precisamos de um marketeiro du bão comandando as Forças Armadas para virarmos Brasil Putença.

Pelamor.

O ponto dessas provocações gratuitas do Putin é esse: Provocações gratuitas. Ficam caçando quem bata palma para maluco russo dançar a dança da megalomania, por isso ficam azucrinando os EUA com seus caças, passeando inadvertidamente com o sucatão Kuznetsov invadindo ZEE da França e do RU…

donitz123
2 anos atrás

É só colocarem um fraldão geriátrico.

Sérgio Luis
Sérgio Luis
2 anos atrás

Marcos 31 de Janeiro de 2018 at 20:16
A Rússia solta todos os vídeos de interceptação pra dizer que é “fodona”.

Quem postou o vídeo foi a USAF!

Wagner
Wagner
2 anos atrás

Vai dar M qualquer hora.

Flamenguista
Flamenguista
2 anos atrás

Depois dessa, os bancos do EP 3 foram trocados, com certeza!

Jeff
Jeff
2 anos atrás

Meu deus quanto MIMIMI desses gringos. Se fosse um jato espião russo no mar do quintal deles, seria uma choradeira sem tamanho.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Off – Sputniknews declara que o BR possui o maior poder aéreo da região.
https://br.sputniknews.com/americas/2018020110417898-forca-aerea-brasileira-maior-poder-fogo-regiao/
Vale post ?

Emmanuel
Emmanuel
2 anos atrás

“O Brasil se posiciona sem dúvida como o país latino-americano com o maior poder de fogo, dispondo de 697 aviões de guerra.(…)”.
Parei de ler aí.
Coisas do Sputinik.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Russófilo é um ser realmente estranho e relativista. Um avião passa na frente do outro de propósito mas tá tudo “de boa”. Essa maconha que tão distribuindo nos sindicados, partidos políticos e grêmios estudantis está mofada e mexendo com a cabeça deles além do razoável.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Os russos deviam ter utilizado aquele pod que desliga o Aegis pra desligar esse avião, em vez de passar na frente dele.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Tom & Jerry

tudo normal.

“Eu acho que vi um gatinho”.

rustam bogaudinov
2 anos atrás

Aerokicker 1 de Fevereiro de 2018 at 8:23 O ponto dessas provocações gratuitas do Putin é esse: Provocações gratuitas. Ficam caçando quem bata palma para maluco russo dançar a dança da megalomania, por isso ficam azucrinando os EUA com seus caças, passeando inadvertidamente com o sucatão Kuznetsov invadindo ZEE da França e do RU… ___ Provocations Putin? )) probably Putin personally instructed the pilot to get close to Orion, and probably Putin with his magic forced the pilots of the US Air Force to approach the Russian territory)))))))))))))) ___ Provocações Putin? )) provavelmente Putin instruiu pessoalmente o piloto a chegar… Read more »

hamadjr
hamadjr
2 anos atrás

Os Russofóbicos vão a loucura, imagina só um Su-27 passou na frente de avião estaduniense isso é ináceitavel para os fanboys estaduniense … mas como isso é possível … alguém lembra daquela lambança da fota americana que se o farol não saisse da frente eles passariam por cima kkk ai ai ai que coisa heim

César A. Ferreira
César A. Ferreira
2 anos atrás

Para quem tem idade de ter vivenciado a guerra fria, nenhuma novidade… Um detalhe interessante é que as interceptações da guerra fria eram mais modestas, comportadas, pode-se dizer… Todavia, um fato pouco comentado é a presença de uma aeronave de reconhecimento eletrônico margeando a costa da Criméia, enquanto não se tem notícia equivalente deste ato no tocante as costas dos EUA… E os americanos acham justo reclamar. Mais surpreendente, devo dizer, é ver um comentário, pretensamente de um cidadão brasileiro em claro tom emocional: “Ameaçar os americanos enquanto esses voam um Electra é fácil. Por que não fazem isso com… Read more »

Gustavo GB
Gustavo GB
2 anos atrás

Por aquelas bandas todo mundo intercepta todo mundo. Quem nunca viu fotos do Tu-95 acompanhado por aviões ocidentais que atire a primeira pedra. O que chama a atenção nas interceptações feitas por caças russos é a proximidade que chegam das aeronaves inimigas. Eles chegam pertinho, mostram suas armas, fazem piruetas e depois se afastam. Esses russos são uns fanfarrões e amam uma provocação.

Gustavo GB
Gustavo GB
2 anos atrás

Aqui temos um Su-27 interceptando um P-3 português:
https://www.youtube.com/watch?v=r03FlOjHsJM

rustam bogaudinov
2 anos atrás

29 de janeiro de 2018, quando a aeronave de rádio e reconhecimento eletrônico Lockheed Martin EP-3E Orion (ARIES II) com o número da cauda 157326 (número de série 285A-5541) eo sinal de chamada FARM26 foi interceptado pelo lutador russo perto da costa da Crimeia. A julgar pelo vídeo, o lutador Su-27P com o número de série “07 azul” (número de série 35206) do 38º Regimento de Aviação de Combate, estacionado no aeródromo da Criméia Belbek do 4º Exército de Bandeira Vermelha Força Aérea e Defesa Aérea do Distrito Militar do Sul. A aeronave de reconhecimento americana faz parte do esquadrão… Read more »

Flanker
Flanker
2 anos atrás

“Delfim Sobreira 1 de Fevereiro de 2018 at 13:17 Off – Sputniknews declara que o BR possui o maior poder aéreo da região. https://br.sputniknews.com/americas/2018020110417898-forca-aerea-brasileira-maior-poder-fogo-regiao/ Vale post ?” Simplesmente um grande amontoado de bobagens!! Desde quando o Brasil possui “697 aviões de guerra”? Se soamrmos TODAS as aeronaves da FAB (caça, treinamento, transporte, asas rotativas, etc), talvez se chegue a esse número. Se somarmos todos os F-5, A-1, A-29, AH-2, H-60, H-36, E-99, R-99 e mais os helis do EB e MB, também não se chega perto disso. Mas o suprassumo das bobagens são os comentários na página do sputnik…..chega a… Read more »

Daniel Vieira
Daniel Vieira
2 anos atrás

Perfeito o seu comentário César A. Ferreira!

Bosco
Bosco
2 anos atrás

César, Seu vitimismo é compreensível mas se tem algo que os russos (soviéticos) são mestres é em espionar países com seus aviões e em especial os membros da OTAN (EUA, inclusive). Ou seja, menos! Não há santos nessa história. O que está em discussão aqui (ou pelo menos é o que deveria estar) é o fato da manobra perigosa ser adequada ou não para o caso em tela e não a legitimidade dos EUA espionar a Rússia em espaço aéreo internacional ou vice-versa. Eu de minha parte acho legítimo os EUA espionarem os russos e vice-versa, assim como acho legítimo… Read more »

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
2 anos atrás

César A. Ferreira
Seu comentário é perfeito

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
2 anos atrás

Os EUA vivem espionando e provocando nos quatro cantos do planeta e quando alguem retribui a “gentileza” se acham no direito de reclamar

Bosco
Bosco
2 anos atrás

E se algum brasileiro mostra ter ligação emocional com qualquer país, EUA principalmente, o problema é dele. Eu pelo menos acho mais compreensível alguém ter ligação emocional com os EUA que com a Rússia ou a China ou o Irã ou a Coréia do Norte ou Cuba. Mesmo porque tem muito comentarista que comenta aqui na Trilogia que mora nos EUA ( salvo engano, até o Galante que é o dono e quem manda no pedaço), ou tem parente que mora lá, ou já estudou lá, ou foi tratado por um equipamento médico feito lá, ou foi avaliado por um… Read more »

Ivanmc
Ivanmc
2 anos atrás

Quando são aviões russos voando perdo dos países vassalos dos EUA é provocação, mas quando é um avião dos EUA cheio de tecnologia eletrônica de espionagem sobrevoando próximo ao território da Rússia é “reconhecimento”.
.
O ministério do mimimi adverte: os americanofilos do top gun podem sofrer graves crises de choro ao lerem certas matérias.

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
2 anos atrás

Bosco
O que é que tem a ver seu desabafo pró-americano com o tema deste tópico
Vc queria que fosse um F-22 cortando a frente de um Tu-160 Blackjack

César A. Ferreira
César A. Ferreira
2 anos atrás

Caro Bosco, Não há vitimismo algum no meu comentário. Você deve ter-se equivocado por uma leitura apressada, creio. O envio de uma aeronave de reconhecimento para a costa de um terceiro país é um ato de provocação, quer você queira, ou não. Caso tenha dúvida, pergunte para um jurista especializado em direito internacional. O jurisconsulto lhe explicará com detalhes tudo aquilo que se configura como ato provocativo e/ou hostil. As nações podem e espionam umas as outras, mas, é um ato que implica em prejuízos quando descoberto e esta prática, espionagem, sempre foi e será considerada como um ato hostil… Read more »

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Queria!

Flanker
Flanker
2 anos atrás

Um país utilizar aeronaves para espionar o outro acontece todos os dias. E o espionado mandar interceptadores para acompanhar o espião também é normal. Faz parte do jogo há décadas. O que não é normal é esse tipo de atitude dos pilotos russos. Eles acham que vão intimidar alguém com isso? Divulgações desses tipos de voos “arrojados” dos russos tem sido cada vez mais frequente, mas por acaso os EUA suspenderam seus voos? Não! Continuam voando e fazendo o que sempre fizeram. Se um dia acontecer um acidente numa interceptação dessas, o que vão dizer? Os voos não são em… Read more »

Léo Neves
Léo Neves
2 anos atrás

Bosco
Falar mal dos EUA virou moda , não adianta cair na briga.
Eu achei um pouco de falta de juízo do piloto russo mas não acho algo inaceitável, e se fosse o contrario seria legal de se ver do mesmo jeito . Devíamos agradecer pelas belas imagens e não julgar se foi uma atitude certa ou errada.
Melhor falar sobre o armamento do Su-27 e os sistemas de inteligência da aeronave americana.

Ramon Grigio
Ramon Grigio
2 anos atrás

Para quem curte as imagens sem “bias” ou ideologia, é um deleite!

Luiz Trindade
Luiz Trindade
2 anos atrás

Salvo as conversas sem pé e nem cabeça dos defensores do EUA e da Rússia, a única postagem sensata foi do Clésio Luiz sobre alguns detalhes interessantes sobre o vídeo.

Agora defendo também que qualquer país que sinta incomodado com vôos não amigáveis perto de sua fronteira demonstre de maneira bem clara e contundente!

Ypojucan
Ypojucan
2 anos atrás

Caros, vocês se esquecem do que era o período da guerra fria! (quem não viveu, não sabe, e os que viveram parecem que se esqueceram. A bem verdade na época pouca sabíamos, pois informações críveis eram raras!). Mas o fato é que o procedimento usado pelo Su-27 é exatamente o mesmo utilizado no incidente de 13 de setembro de 1987, onde pela primeira vez um Su-27 pode ser visto em todos os detalhes por ocidentais. Nesta data, um P3B da Força Aérea Norueguesa patrulhava o Mar de Barents, quando um Su-27P da V-PVO pertencente ao 941 IAP (Esquadrão de interceptadores… Read more »

César A. Ferreira
César A. Ferreira
2 anos atrás

Caro Roberto F. Santana…
O link postado na sua intervenção foi de uma extrema felicidade, pois reporta não só uma interceptação com incidente, como também a primeira vez que um Su-27 era visto pelo ocidente em termos operacionais.

Sds,

Ivanmc
Ivanmc
2 anos atrás

Matéria bem interessante:
“Tocou a sirene!
Saiba o que acontece quando uma aeronave desconhecida é detectada pelos radares da Força Aérea:”

.
http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/30477/DEFESA%20A%C3%89REA%20-%20Tocou%20a%20sirene!