Home Aviação de Ataque Cronograma detalhado do caça Gripen da FAB na campanha institucional Dimensão 22

Cronograma detalhado do caça Gripen da FAB na campanha institucional Dimensão 22

33493
82

Caça Gripen NG fará a defesa aérea da Dimensão 22

A Força Aérea Brasileira (FAB) lança nesta terça-feira (03/10) a campanha institucional Dimensão 22, cujo conceito sintetiza a responsabilidade de atuação da Força Aérea Brasileira (FAB) no cumprimento da sua missão constitucional de Controlar, Defender e Integrar o território nacional, dentro de um cenário tridimensional de 22 milhões de km².

Para apresentar todas as informações relativas à Dimensão 22, o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica criou uma página especial. Além de concentrar os conteúdos divulgados em veículos como a revista Aerovisão e o jornal Notaer, o espaço permite acesso fácil a todas as notícias publicadas sobre o assunto e, portanto, será constantemente atualizada.

Segundo a FAB, o caça sueco de múltiplo emprego Gripen NG é um modelo supersônico monomotor projetado para missões ar-ar, ar-mar e ar-solo sob quaisquer condições meteorológicas. A FAB receberá 36 unidades da nova aeronave até 2024 para atuar na Defesa Aérea da Dimensão 22.

A versão brasileira, desenvolvida em parceria com empresas locais, contará com modernos sistemas embarcados, radar de última geração e capacidade para empregar armamentos de fabricação nacional.

Em termos estratégicos, representa a possibilidade de entrada do Brasil como parceiro em um programa de alta tecnologia. Haverá reflexos duradouros para a indústria de defesa nacional, com foco na transferência de tecnologia para o País.

82
Deixe um comentário

avatar
80 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
49 Comment authors
Alexandre FontouraSergio BernardoAlexandre FontouraAmos de OliveiraPedro Tavares Nicodemos Filho Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
André Bueno
Visitante
André Bueno

Muito interessante, lança luz a várias questões.

Ferreras
Visitante
Ferreras

O vídeo ficou muito bem feito! Parece feito pela Embraer. Parabéns !

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

E diminui um sem número de “achismos”. Mas a idéia estapafúrdia de reduzir o efetivo da FAB vai, no meu humilde julgamento, totalmente contra as necessidades da Força para a proteção da “Dimensão 22”. Nosso efetivo é menor que o da PMSP. Absurdo. Parece média com o GF: “viu? estou cortando”. Vamos colher péssimos frutos no futuro. Escrevam. O EB e a MB não estão nem aí para a redução de efetivo. Só a FAB é a “esperta”. Não há NENHUM estudo do EMAER recomendando qualquer redução.

André Bueno
Visitante
André Bueno

Rinaldo Nery 3 de outubro de 2017 at 19:57

Espero que no futuro não se arrependam e que não seja tarde demais!

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

Em 2018 mesmo sem os novos sistemas não haverá mais testes de vôos do protótipo Sueco? Ou ocorrerá de forma esporádico ano que vem!

André Bueno
Visitante
André Bueno

Top Gun Sea 3 de outubro de 2017 at 20:05

Penso que ali estão listados os highlights. Os testes de voo precisam continuar.

Lucas PS
Visitante
Lucas PS

Uma dúvida minha:

Por que o Brasil é o único que fez o pedido de bipostos? O que ele terá em vantagem com relação ao monoposto?

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

Também não contempla o primeiro vôo e os testes de vôo com o protótipo brasileiro sem os novos sistemas que deveria ocorrer em 2018!

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Que venham mais 36 com a mesma compensação comercial e com um financiamento mais elástico.

Caçador Cometa
Visitante
Caçador Cometa

Na minha humilde opinião, e microvisão do sistema, efetivo para mais ou para menos nunca foi o problema maior, e sim a mal distribuição dele(recursos humanos ociosos). Talvez reduzir o número de Oficiais Aviadores formados seja algo que venha a ajudar, haja vista não possuirmos mais toda aquela quantidade de horas de voo e aeronaves que tinhamos no passado e, pensando melhor nas capacidades atuais de novos sistemas aeroembarcados, é natural que o número de aeronaves diminua com o aumento de suas próprias capacidades de combate atuais. Não precisamos de muitos pilotos, precisamos de pilotos experientes e capazes.

Gustavo
Visitante
Gustavo

Poderiam colocar lá 2024: Encomenda do 2° lote com mais 36 aeronaves.
Sonho meu…

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Então façam um estudo sério e com metodologia, e cheguem a uma conclusão séria, com números inquestionáveis. Nada de achismos ao fazer a barba no espelho.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Parece mais um plano de marketing para justificar a escolha do Gripen E/F, do que uma proposta de ter uma força aérea condizente com a dimensão territorial e dos anseios do poder aéreo, no que concerne à defesa dos interesses estratégicos do país. . No mais, concordo com o Rinaldo, a redução do efetivo não ajudará na ampliação da capacidade de defesa aeroespacial nacional, mas sim uma maior concentração no que já está para lá de concentrado. . Uma das minhas críticas ao mau uso do orçamento da Defesa, não se refere ao gasto com o pessoal na ativa e… Read more »

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

Só acho que o tempo é longo demais,será que os f-5 aquentam esperar tanto,ou se colocará alguma aeronave até a chegada.Ideia minha poderia colocar o um avião de treinamento avançado talvez o t-50 ou um russo ou mesmo o italiano.

Marcos
Visitante
Marcos

Tá todo mundo preocupado com F5, mas…
Os T25 e T27 estão no osso. E a FAB opera sem um jato de treinamento.
Tem a substituição das asas dos P3 a serem feitas.
De resto, não sei como está a vida útil dos armamentos.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Lá vem a história do LIFT de novo…

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Marcos, vai lá na matéria dos T-6 Texan argentinos e lê os últimos comentários.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Comentário retido

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Cada país com a sua força aérea condizente. Não dá para esperar mais da nação do MAM.

TeoB
Visitante
TeoB

Minha opinião, que o Brasil compre mais um lote de 36 e que a FAB entregue a patrulha marítima para a MB.

Manuel Flávio
Visitante
Manuel Flávio

Wellington Góes 3 de outubro de 2017 at 20:59

Aquelas rápidas informações no vídeo à respeito das capacidades do caça, para o povão, de um país que não faz guerra, com desemprego alto e parque industrial ocioso, é o suficiente.
Eu acho que a FAB fez um vídeo na medida mesmo para o público.

camargoer
Visitante

Caro TeoB Recentemente, o Comandante da MB deu uma entrevista ao jornalista Roberto Lopes e ele deixa bem claro qual é posição da FAB e da MB sobre os P3 que reproduzo abaixo: NSIDER – E agora a Marinha ainda vai receber a Aviação de Patrulha da FAB… CM – Pois é, essa é uma informação que vem circulando, mas que precisa ser colocada nos seus devidos termos. Realmente a FAB nos procurou sobre a questão da Aviação de Patrulha, mas não para nos repassar as aeronaves, e sim para pedir que alguns especialistas da Marinha passem a integrar as… Read more »

Lyw
Visitante
Lyw

Interessante que incluíram uma rápida animação do F39 disparando um MAR-1. Com certeza este míssil deverá estar no pacote complementar de armamentos a ser adquirido.

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Vídeo muito bom como instrumento de marketing com o povão e os leigos, mas decepcionante em vários pontos que nem irei abordar para não gerar polêmica ou comentários raivosos.
No fim das contas, pelo menos estão assegurados os 36. Ao menos é assim que o GF quer que a Aeronáutica pense… a Argentina tá aí como exemplo (sempre nivelando por baixo)…

Sds

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Comentário bloqueado…

Manuel Flávio
Visitante
Manuel Flávio

A propósito pessoal,

Nossos Gripens terão o pod de ataque eletrônico Sky Shadow.

Hélio
Visitante
Hélio

impressionante, deveriam estar voando pra copa, agora o primeiro vai ser entregue em 2022 e OLHE LÁ, os F5 aguentam até lá?

mf
Visitante
mf

Pelo que entendi este cronograma mostra os Gripen que terão mãos brasileiras.

Já começaremos a receber o Gripen NG em 2019 mas serão os produzidos só pelos suecos.

Denis Dias
Visitante
Denis Dias

Off Topic: Executivos da Airbus Group Brasil revelaram na semana passada, durante uma reunião empresarial fechada, que o grupo estaria cogitando fechar a sua fábrica de helicópteros Helibras.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/raquel-faria/au-revoir-minas-1.1526970

zorannGCC
Visitante
zorannGCC

Olá a todos! . Eu realmente acho que precisamos de um estudo sério quanto ao efetivo ideal de cada força. Obviamente que não há interesse das 3 forças em fazer um estudo deste, independente, e ter de cortar na própria pele. O coorporativismo e a resistência à mudanças são enormes. . Uma reforma da previdencia dos militares, também não deve sair e duvido que realmente aumentem a quantidade de militares temporários a ponto de causar algum efeito significativo nos gastos com inativos. . O Brasil é o 13° país do mundo em gastos militares (SIPRI 2016 éramos o 12° em… Read more »

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

O cronograma original previa entregas começando em 2019 e terminando em 2024. Vão atrasar dois anos… Confere?

E vai ficar por isso mesmo? Ninguém vai explicar o motivo do atraso e como isso afetará os planos da FAB?

http://www.aereo.jor.br/2015/09/10/saab-formaliza-contrato-de-fornecimento-de-36-cacas-gripen-ng-a-fab/

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Prof Rinaldo Neri, se posso chama-lo assim, com o devido respeito. Algumas dúvidas: pra que ter dois aviões presidenciais(poderia vender um)? poderiam ser adquiridos mais alguns A29 ST(um esquadrão)? e quanto à modernização do A 1 M (não seria vantajoso; custo benefício? Poderíamos adquirir mais alguns H1H, modernizá-los para um padrão de ataque? Sem contar em adquirir(caso haja verba), AH2 sabre e finalmente a FAB poderia pelo menos ceder os P95 M Bandeirulha para a MB( não sei quanto possuímos desta aeronave e se ainda possam ser )? acredito que precisaríamos de mais algumas aeronaves(caças). até 2022 creio ser um… Read more »

Daniel
Visitante
Daniel

Sei que um projeto dessa magnitude não acontece da noite para o dia, porém, tenho a impressão, que o Gripen E em 2024 não será o mesmo caça que é hoje.

jorge Alberto
Visitante
jorge Alberto

E a Historia se repete… Churchill tentou alertar o parlamento para que fossem investidos recursos na militarização… Pois a Alemanha estava se militarizando…
.
Quem nao aprende com os erros do passado, sofre no futuro!
.
Apesar de que… Os politicos do Brail, querem mais eh vender o Pais! Vide os assuntos tratados por Temer em sua ultima visita a China!
.
Querem vender a todo custo as Goldem Shares… Absurdo!!!
.
Ate quando os Militares Brasileiros aceitarao passivamente isso?
.

César Lopes
Visitante
César Lopes

Me perdoem, mas estamos diante de uma das Potências mundiais pretendendo colocar suas forças de defesa em carrinhos de rolimã e transportar seu arsenal em lancheiras para a hora do lanche. Nao fiz referência à aeronave em si, mas a forma como o assunto “defesa nacional” vem sendo conduzido.

Gabriel
Visitante

Realmente zorannGCC.

Os militares brasileiros, depois de anos de estudo, vivencia, conhecimento e dedicação na profissão não tem capacidade para fazer um estudo sério sobre planejamento futuro das Forças Armadas.

Quem tem conhecimento profundo em relação a missão, organização, emprego, estrutura, efetivo, orçamento, etc… das Forças Armadas é você.

Fica a sugestão, se veste com um terno e gravata, coloca todo teu conhecimento institucional em um arquivo e “bate” no Ministério da Defesa.

Realmente estamos precisando de civis brasileiros com soluções perfeitas, fruto de conhecimento profundo.

Washington Oliveira
Visitante
Washington Oliveira

dúvida de um leigo:
– recentemente tenho visto apresentações de caças de quinta geração como os Raptors americanos os chineses J20 e o Su russo. efetivamente falando sobre defesa aérea nacional, em caso de ataque aéreo teremos defesa ?

XO
Visitante
XO

Cel Nery, a MB já está reduzindo pessoal, o planejamento é fazê-lo até 2031…
Gostei do conceito da Dimensão 22… seria a versão FAB para a Amazônia Azul…

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Voltando a falar do Gripen E/F, quem aqui reparou no novo cronograma de entrada em serviço do F-39?!?!

Thomas Santana
Visitante
Thomas Santana

Bom dia! Do jeito que as coisas andam, para garantir continuidade das encomendas e do projeto, que não é o forte de nossos governos, vamos ter que fazer uma doação direta para compra do próximo lote de Gripen. Se houvesse uma “doação”/desconto de 1% do salário da folha de pagamento da FAB (que seriam os maiores interessados), acumulados por 10 anos, quando da entrega dos 36 confirmados, já teria-se valor suficiente para aumentar o próximo lote do governo, ou mesmo pedir em separado. Pode-se utilizar o rendimento desse valor + o 1% do ano, e ir pagando anual as encomendas,… Read more »

Bruno
Visitante
Bruno

Caramba, ainda tem um bom tempo até os Gripen entrarem em operação em quantidade razoável, será que os F-5 dão conta até 2024? Porque depois de receber as aeronaves ainda tem a questão de doutrina e etc… é bom o Brasil não se meter em treta!

Gustavo
Visitante
Gustavo

Bruno 4 de outubro de 2017 at 11:36 A principio, a modernização dos F-5 deixariam ao menos metade da frota apta para atuar até 2025. Claro, levando no limite. O Gripen vai substituir a tempo os F-5, o que não vai acontecer é quando chegar a hora do A-1 sair de cena, os gripens adicionais já estarem contratados e entregues, esse é o risco. Mas como disseram acima, não é o único problema da FAB, a instrução está no limite, os cansados T-25 já estavam na fila por um substituto que não sai, o TC-X nem se comenta mais nada… Read more »

André Bueno
Visitante
André Bueno

Ao que consta os T-25 estão muito bem e não precisam de substitutos para breve.
T-Xc é a designação de uma aeronave projetada e desenvolvida pela Novaer e que, eventualmente, poderá ser a substituta do Universal.
Nada há sobre uma modernização dos T-27, que precisam de modernização.
A-29, como a própria designação demonstra, não é substituto para o T-27.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Bom… Vamos lá… O Gripen NG foi concebido em 2010 nós vamos acabar de ter o nosso Gripen em 2024. São 14 anos de defasagem… Até lá a aviação de caça terá ido para outro patamar. Quem viver, verá!

Parafraseando o poeta Cazuza:

Brasil!
Mostra tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim

Bardini
Visitante
Bardini

Incrível como tem gente que faz força pra não entender o cronograma…
.
Sempre foi isso aí, desde que adiaram os prazos por conta do amadurecimento do Software. Mas “Zé mané” quer mudar a realidade.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Há uma incompatibilidade, quantitativa, de várias coisas expostas nesse material de divulgação sobre meios da FAB com a área de 22 milhões de quilômetros quadrados a ser coberta pela mesma. Uma dessas coisas já é o próprio lema alardeado.
Porém vou me calar.
“Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.
Abraham Lincoln”

Manuel Flávio
Visitante
Manuel Flávio

Wellington Góes 4 de outubro de 2017 at 10:47

Novo cronograma aonde, Sr. Wellington Góes?

https://ibb.co/dsE4qb

(Tabela divulgada pela FAB na CRE em 2015)

Flanker
Visitante
Flanker

O aumento da carga operacional sobre os F-5M desde a desativação dos Mirage 2000, aumentou bastante, pois o GDA precisou ser equipado também com o F-5, o que foi conseguido com a diminuição das dotações de células do Pampa e do Grupo de Caça. Quando a FAB pensou e desenvolveu toda a logística da modernização desse vetor, incluindo seu pacote de manutenção contratado, não se imaginava que os F-5 precisariam arcar com toda responsabilidade da aviação de caça supersônica da FAB. Naquela época, se imaginava que o vetor escolhido do F-X estaria operacional muito antes do que de fato vai… Read more »

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Acho mais incrível é ver cidadãos, entusiastas ou como se autodenominam, especialistas achar que em 2024 vamos ter um caça maravilhoso. Tá certo começaremos a receber em 2020 os caças. Mas e ae?!? Qual a diferença de 2020 para 2024? Quatro anos?!? Se nós tivéssemos uma política séria nesse país estaríamos fazendo liesing com Gripens E/F para ir cobrindo a segurança do espaço aéreo e ao mesmo tempo treinando os outros pilotos no Brasil. Mas para que né?!? Afinal os especialistas aqui vão dizer o cronograma tá ótimo. Foi o melhor negócio que o país poderia ter feito… Meu Deus…… Read more »

Alfredo C S
Visitante
Alfredo C S

Bem, sempre falam, e fazem, reducao do efetivo das FFAA, mas reducao dos atuais 650 mil funcionarios publicos federais nem se comenta…realmente, o trabalho de desconstrucao das FFAA foi muuuuito bem pensado. Aumentam-se os gastos publucos em todas as areas improdutivas e ineficientes; assim aumenta-se a inflacao; para esconder a inflacao (“inimiga dos pibres”) sobem-se os juros; para se pagar os juros se privatizam as estatais ineficientes (inchadas pelos politicos):o dinheiro vai para os bancos publicos e privados ateaves do pagamento de emprestimos ao governo; destroem-se escolas, hospitais, e forcas de defesa; o lucro dos bancos batem todos os recordes… Read more »