Home Aviação de Transporte Esquadrão Pelicano incorpora nova aeronave SC-105 Amazonas SAR

Esquadrão Pelicano incorpora nova aeronave SC-105 Amazonas SAR

2012
5

Nova aeronave vai operar em missões de busca e salvamento em todo o país

Ocorreu nesta quinta-feira (03/08) a incorporação da nova aeronave de Busca e Salvamento da Força Aérea Brasileira (FAB). O novo avião FAB 6550, conhecido como SC-105 SAR, sigla do inglês Search and Rescue, será operado pelo Esquadrão Pelicano (2º/10º Grupo de Aviação), sediado na Ala 5, em Campo Grande (MS), de onde poderá deslocar para qualquer parte do território nacional.

A cerimônia foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, que realizou o batismo da aeronave. O momento contou com a presença de Oficiais-Generais da FAB. O Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, Comandante do Comando de Preparo (COMPREP), destacou o dia como um marco para a FAB. “Hoje somos testemunhas de um momento histórico para a Força Aérea. Este esforço é resultado de uma incontestável dedicação e profissionalismo incansável, trabalho de homens e mulheres do Esquadrão Pelicano”, ressaltou.

O Chefe de Operações do 2º/10º GAV, Major Aviador Leonardo Machado Guimarães, conduziu a missão de chegada da aeronave à Ala 5. “Com este avião, nós vamos estender as nossas operações e vamos ter capacidade de prestar um serviço melhor ao Brasil e à Força Aérea”, completou.

A nova aeronave traz tecnologias que exigiram treinamento prévio da tripulação. O Sargento Edinei Jones do Carmo é operador do Sistema de Missão e conta que a capacitação começou em 2014, incluindo aprendizado de línguas estrangeiras. “Fizemos vários cursos com aeronaves similares e também de inglês e espanhol. Após várias capacitações, compilamos todas as informações necessárias para operar a nova aeronave em um curso específico, no início deste ano, na Espanha”, explica.

Com um sistema eletro-óptico de busca de imagem e por espectro infra-vermelho, o novo avião permitirá realizar buscar pelo calor, podendo detectar, por exemplo, uma aeronave encoberta pela vegetação ou uma pessoa no mar. “Isto vai ampliar muito a capacidade de ver o objeto da busca. Com todos estes sistemas associados temos a expectativa que diminua bastante o tempo de busca de uma aeronave”, relata o Tenente-Coronel Jorge Marcelo Martins da Silva, Comandante do Esquadrão Pelicano.

O Tenente Aviador André Villela Gaspar é um dos pilotos da nova aeronave e fala dos próximos passos. “Agora a expectativa é desenvolver a doutrina, estabelecer os parâmetros para saber como funcionam os sensores nos ambientes brasileiros, como no Pantanal, na Amazônia, na Caatinga, para, então, conseguirmos melhorar a eficiência do Serviço de Busca e Salvamento Brasileiro”, observou.

FONTE: Força Aérea Brasileira

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fresney
Fresney
3 anos atrás

Parabéns a FAB, mas não tem sonda para REVO ???

Juarez
Juarez
3 anos atrás

Para que???
Para arrumar mais a pane, além das dezenas que está cruza de quero quero com lagartixa já tem.

G abraco

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Poucos países pediram sonda para REVO, é um opcional pouco solititado em uma aeronave deste porte.
Não tem estrutura de apoio para levar mais de uma equipe para operar os sistemas, então não tem lógica usar reabastecimento em voo para ficar mais muitas horas voando.
O C-295M da Finlandia foi um dos únicos clientes da sonda.
. http://www.irelandaviation.com/wp-content/uploads/2011/06/103-CC-2.jpg

Tallguiese
Tallguiese
3 anos atrás

Na foto da formatura notei que tem um sapão ali do lado. Coisa boa eles ainda estão voando conosco. O som que ele faz é muito legal!

igortepe
igortepe
3 anos atrás

A FAB deveria ter optado pelo C27J Spartan. Esta sim uma verdadeira aeronave militar de transporte.
Deve ter rolado bola na concorrência, para comprarem essa jaca voadora.