quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Primeiro-Ministro de Portugal voa no KC-390

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Primeiro-Ministro de Portugal António Costa voou hoje no cargueiro Embraer KC-390 entre São Paulo e o Rio de Janeiro.

O ministro disse em sua conta no Twitter que o avião é o primeiro produto da cooperação com o Brasil na área da tecnologia aeronáutica com componentes produzidos em Portugal.

António também mencionou que foi aprovada em Conselho de Ministros a resolução que autoriza as negociações para a aquisição de cinco KC-390 para substituir os C-130 da Força Aérea Portuguesa (FAP).

- Advertisement -

47 Comments

Subscribe
Notify of
guest
47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luciano

Alguém da Embraer levou a maquininha p/ passar o cartão de crédito ? Aproveita que o cliente tá c/ cara de gostou do produto.

Wellington Góes

Realmente! Rsrsrsrs

Antônio de Sampaio

Eu diria que Antônio Costa parece estar: “Mais feliz do que pinto no lixo.”

Marcelo

Esse cockpit é realmente moderníssimo, nenhum outro cargueiro deve chegar perto. Vamos esperar que Portugal assine e a Suécia entre no programa!

sergio ribamar ferreira

Parabéns! Sucesso é muito bom de se ver.

Mauricio_Silva

Olá.
Sei não…
Está parecendo mais “merchandising de governo” de Portugal. Aliás, vendo a evolução do programa KC-390 pela ótica da mídia portuguesa, parece que o projeto é português e a Embraer é a empresa “sub contratada”.
Está parecendo mais uma ação de “marketing pessoal” do que um possível teste/demonstração do aparelho para um cliente potencial.
Sei lá…
SDS.

Nonato

Maurício. Tirou as palavras da minha boca… Não sei porque eles agem assim. Claro que de alguma forma têm participação no projeto. Mas a atitude é essa que você falou. Talvez como forma de enaltecer algo de bom para o país. Mas fica algo meio que irreal… Afinal de contas nem a Embraer é tão dona em certo sentido. Não fabrica motores, nem aviônicos, etc. Claro que várias empresas participam de alguma forma. Mas acredito que nenhum país pode chamar o produto de seu, com exceção do Brasil e da Embraer. Mas tudo é válido. Para nós importa o sucesso… Read more »

Pedro Lopes

Lamentavelmente ainda vejo algum ressabiamento por parte de alguns brasileiros, “O ministro disse em sua conta no Twitter que o avião é o primeiro produto da cooperação com o Brasil na área da tecnologia aeronáutica com componentes produzidos em Portugal.” Onde é que está explicito alguma apropriação por parte de Portugal deste projecto ou mesmo na imprensa portuguesa? Agora é óbvio que se Portugal puder potenciar e divulgar a sua participação na construção deste avião é perfeitamente normal, assim como o fará a Argentina ou a Republica Checa. Outra questão estou em desacordo completo com a entrada nesta altura do… Read more »

Renato de Mello Machado

O KC-390 ficou com cara de nave,ficou com cara de ave de rapina espreitando sua preza e ele é só um cargueiro,no vídeo do water spray test mostrou toda a maldade da aeronave.O A-29 é muito bonito, mas não tem cara de mau,como um Stuka ou o Bf 109.Espero quê um dia quando a Embraer fizer um caça, tenha uma certa malignidade em seu desenho.

Paulo Sergio de Araujo

Pânico na hora do voo do KC 390 – Um assessor teria ligado para o risonho ministro de Pvoo : ortugal e perguntado o que estava achando do avião e do voo ele respondeu : ” Vamos cá indo “” – Ops como assim KKKKKKKKKKKKKKKKK

Renato Vieira

Nonato 12 de junho de 2017 at 2:14 Desde o ano passado quando o KC fez paradas antes de sua chegada na Farnborough Airshow, a imprensa lusitana estampava: “aviao desenvolvido em Portugal”, “avião made in Portugal”, “58% do projeto é português”, e por ai vai. O que podemos fazer é rir um pouco mas isso não é problema e sim algo bom, alguém precisa justificar a compra e não há problema da criança ter muitos pais, desde que paguem pensão claro, então fiquemos com a idéia de que somos a mãe pois essa so tem uma, alem disso podemos ser… Read more »

Luiz

Acho.que para apresentação do cargueiro em eventos internacionais deveria fazer uma pintura mais neutra,como o cinza acho mais bonito,essa pintura da fab acho muito pesada

Alisson Mariano

A Participação de Portugal no projeto é muito importante para manter a indústria aeronáutica daquele país.
.
Quanto à empolgação em torno do projeto, faz todo sentido. É o projeto mais importante com participação Portuguesa no setor. Ninguém acha ruim quando “nos apropriamos” do Gripen.
.
Importante destacar que eles não estão produzindo componentes apenas pro KC-390, mas para outras aeronaves tbm.

Tikuna

Rapaz, quem se importa com o que os portugueses dizem??? do que eles fazem no KC-390 ou em que quantidade?? quem se importa com os portugueses??
Deixem que sigam iludidos, o importante é que eles comprem o avião, e isso eles vão fazer.
Pior são os argentinos, que nem sinal de vida dão.

ivo

Renato Vieira 12 de junho de 2017 at 8:18
amigo Renato, muito cuidado ao malhar os comentários portugueses, eu já levei pau de portuga neste mesmo fórum.
abs.

Guizmo

Todo governo tem sua dose de populismo e faz cortesia com o chapéu dos outros. É normal, infelizmente.
Por aqui, fizemos algo parecido com o AMX…..

Antônio de Sampaio

Guizmo 12 de junho de 2017 at 10:02 A diferença é que com o AMX, a Embraer foi realmente encarregada de criar soluções de engenharia para o projeto, as asas do AMX foram projetas pela Embraer, então houve realmente uma efetiva contribuição, essa participação se mostrou muito útil no futuro, dando a Embraer expertises nesta área. No caso de Portugal, a participação se limita a produzir as peças já concebidas pela Embraer, não foram eles que fizeram o projeto, acho que não tinham tal capacidade, apenas se limitam a construir o encomendado, e convenhamos, o que existe em Portugal são… Read more »

Nuno

Caro Antônio de Sampaio, apesar de pequena no contexto global do projeto, a participação lusa não se limita à produção de peças nas 2 fabricas da EMBRAER em Évora. Para além destas há a também já falada participação da OGMA (65% de capital da EMBRAER) e, mais importante, a participação do CEIIA (https://www.ceiia.com/aero-embraer), com mais de 450.000 de engenharia investidas no projeto.

Guizmo

Antonio,
Por isso que escrevi: “fizemos algo PARECIDO”. Meu ponto é: Você coloca um parafuso, bate o bumbo dizendo que é seu projeto. Isso acontece, é normal. No mais, não me sinto munido de informações para saber percentual e intelectualmente qual o nível de interação do Brasil (no AMX) e de Portugal (no KC), para efetuar comparações de quanto cada um trabalhou

Rafael Oliveira

Antônio, o CEiiA projetou peças, testou, certificou e supervisiona a fabricação em Portugal. Não é mero fabricante de peças projetadas pela Embraer.

.

Antônio de Sampaio

Camaradas, fui fazer uma pesquisa no flightradar24 com os olhos sobre o espaço aéreo sueco/europeu para ver se o nosso pássaro estava no ar, e bem, dei de cara com dois Erj145 e um Phenonzinho 300 fazendo graça por lá, operadores civis.
Mas olhando um pouco mais, vi um avião de silhueta peculiar e conhecida, cliquei nele e não deu outra:
Um Embraer VC-99B da FAB, e decolou de Lisboa, voando naquela região, será o Raul Jungmann?? deve ser. Indo direto pra Gotemburgo.
https://www.flightradar24.com/E35L/db4ace6

Matheus

MD e Embraer realmente querem essa venda aos Suecos.

Depois que Portugal começou as negociações, agora é partir para o resto da Europa. Prevejo bastante gente irritada na Airbus/Lockheed.

Mauricio_Silva

Olá. Ninguém discute a importância nem a relevância das fábricas e projetistas portugueses no desenvolvimento do KC-390. Mas a origem e especificações do projeto foram feitas no Brasil. Não há dúvida que Portugal é um parceiro relevante na entrada dos produtos brasileiros, em parceria tecnológica, na C.E. Mas o marketing lusitano tem de ser mais amplo e não apenas focado no ambiente doméstico. É ótimo quando uma autoridade portuguesa de primeiro escalão aparece participando dos testes do KC-390. Mas isso tem pouca (ou nenhuma) valia se o país não estiver disposto a comprar o aparelho. O grande aval e apoio… Read more »

Chokoeater

Mas e os suecos, realmente querem o que???? Pelo que foi divulgado até o momento, o “+ um” sequer prioridade é. O que se tem até o momento é somente a movimentação unilateral brasileira, nada mais. Pois quase que o mesmo pode-se dizer de Portugal, que até o momento somente manifestou seu interesse em iniciar negociações a respeito da aquisição da aeronave, mas nada de concreto fez neste sentido ainda. E se há gente irritada de verdade estes se encontram em SJC e Gavião Peixoto, enquanto que apesar dos seus muitos problemas a Airbus vendeu o A-400M para a Indonésia… Read more »

Pedro Lopes

E posso ainda acrescentar que é quase certo que os KC-390 portugueses depois irão sofrer melhorias de acordo com indicações e necessidades da FAP, à semelhança dos F-16 que foram actualizados com especificações da FAP e com autorização do fabricante americano General Dynamics, o que diz bem do elevado grau de competência e desenvolvimento das OGMA e sua credibilidade no domínio internacional. Portanto Portugal vai comprar o avião com as especificações de série mas depois vai convertê-lo num avião muito melhor, não no capítulo da aerodinâmica mas sim no aumento de valências de combate à guerra electrónica e nos domínios… Read more »

Pedro Lopes

A meu ver será um bom negócio para Portugal, além de potenciar o cluster aeronáutico vai dotar as FAP com quatro valências, duas ao nível militar e outras duas ao nível civil, ao nível militar para dar mais valências de projecção logística de material e homens, só para se ter uma ideia Portugal enviou recentemente para a RCA, 55 viaturas, 12 contentores pesando cerca de 600 toneladas mais um contingente de tropas especiais Comandos, num Antonov 124 fretado pela ONU e que fez o transporte em nove viagens, o que vale é que Portugal não teve que pagar o frete.:)… Read more »

Renato Vieira

Eita Pierre, os portugueses reinventaram a roda, pois !
—–
Ivo, não há problema quanto a isso…o que você pensou não é crime, é preconceito de profissão que tem tanto aqui como em qq lugar do mundo….agora apoderar-se de propriedade intelectual aí é bem, diferente.

Pedro Lopes

Renato Vieira,na apresentação deste avião em solo europeu, embora ele esteja pintado com as cores da FAB que aliás ainda nem sequer formalizou a compra de qualquer unidade, qualquer um verificará estampado quatro bandeirinhas que representam os quatro países que participaram no projecto. A participação portuguesa de propriedade intelectual envolveu, cerca 170 engenheiros e 450 mil horas trabalho para a concepção, design e cálculos de 1.600 peças que compõem o chamado dorso do avião, onde está localizado o trem de aterragem, os elevadores das asas traseiras, a fuselagem e uma parte do leme, componentes que são da inteira responsabilidade do… Read more »

Hernâni

Querem ver que agora temos as carpideiras brasileiras todas ofendidas por o primeiro ministro de Portugal ter dito que o avião é uma parceria aeronáutica entre Portugal e o Brasil? A Embraer tem duas fábricas em Évora, as OGMA, são detidas a 65% pela Embraer e 35% pelo estado português, houve centros tecnológicos portugueses que se envolveram na concepção e certificação do produto… (já imaginaram como certas peças são importantes se tiverem o selo CE? sabem quanto isso vale em termos de qualidade e exportação?) “primeiro produto da cooperação com o Brasil na área da tecnologia aeronáutica com componentes produzidos… Read more »

Hernâni

Já agora o post que tinha deixado atrás…

https://www.publico.pt/2016/06/12/economia/noticia/ogma-aposta-em-novos-mercados-e-atinge-lucro-recorde-de-11-6-milhoes-1734876

O avião de transporte “brasileiro” vai precisar de muitas operações de marketing como esta para se tornar conhecido e para poder ser vendido por esse mundo fora…! Na próxima cimeira da Nato em Bruxelas peçam ao primeiro ministro português, o ministro da defesa que também estava na foto e toda a comitiva portuguesa para ir no KC-390…!!!

Um abraço

Karlinhos

Podem falar o que quiserem. O KC-390 tem mesmo cara de mal, e os Portugueses tem sim que se orgulhar de participar de um projeto militar de primeira grandeza fora do eixo EUA, Europa e Russia. Ai eu fico me perguntando, somos primeirissimo mundo no quesito aviação com a Embraer, e em outras coisas ficamos pra traz. Não poderiamos seguir esse exemplo, de que onde chegamos com uma nave “Made in Brasil” recebemos todo o respeito. Seria esse o Brasil dos sonho, se pudesse ser tudo assim.

Alex

A Boeing ainda vai vender o KC- 390 para a USAF, para a Marinha, para o US Army ou para a Guarda Costeira americana, é só esperar.

Hernâni

Se este avião for um sucesso é uma bofetada de luva branca que Portugal dá na Airbus que não fabrica um simples parafuso no país! Fazem acordos milionários de venda de aviões com os chineses e a maioria dos países da CE e do Euro não recebe nada em troca, a não ser os têxteis baratos chineses e outras porcarias que chegam do Oriente. Um nicho de tecnologia aeronáutica em parceria com os brasileiros seria uma boa forma de mostrar aos nossos “parceiros e amigos” europeus de que somos capazes de viver sem depender deles apenas! Mais, somos um país… Read more »

Luciano

Aos amigos lusitanos, e aos meus conterrâneos gostaria de pedir que voltasse a moda o uso de algo chamado bom senso – parece que muitos nunca ouviram falar dele. Nem tanto a terra, nem tanto ao mar. O projeto foi todo focado nas especificações da FAB ( mas que se bem atendidas seriam muito bem vindas p/ vários outros operadores ), foi. Parte do projeto foi feito, e bem, em Portugal, foi. O sucesso do KC-390 fará bem a ambos os países, sim. Então mandemos a mer… os chatos e os espíritos de porco que só comentam p/ denegrir. Obs.:… Read more »

Hernâni

Luciano
Nem mais!!! eu não faria melhor síntese!!
um abraço

Pedro Lopes

Hernâni Você está a tocar no ponto certo, Portugal interessou à Europa quando precisava de infraestruturas, para isso chegou dinheiro a 70% de fundos perdidos mas….o restantes 30% tivemos que nos endividar à banca europeia porque assim nos foi obrigado e é se queríamos ser admitidos na CEE e posteriormente na UE e no euro, a partir do momento em que Portugal já está servido de infraestruturas, exceptuando a ferrovia e portos que curiosamente este governo está a investir, e passamos a ter massa cinzenta qualificada em excesso, Portugal “deixou de ter interesse” pois está precisamente na fase de transferência… Read more »

Hernâni

Pedro,
Também não diria melhor!
Os nossos parceiros e amigos europeus, em especial o ministro das finanças alemão e os seus fiéis seguidores, pensavam e afirmaram que Portugal era uma segunda Grécia, ou seja, tínhamos de evitar um segundo resgate, agora estão com alguns problemas em engolir um crescimento acima da média europeia baseado nas exportações de bens e serviços e no investimento. O cachorro mordeu a trela e fugiu ao dono…!!

um abraço

Pedro Lopes

Luciano Bom a FAB só tinha mesmo que formalizar até porque esta iniciativa do governo português meteu uma certa pressão.:) Há um ditado português que diz, a César o que é de César que é apenas uma parte da frase proferida por alguém há cerca de 1984 autor da dita frase mas acrescentando-lhe a Deus o que é de Deus, o que quer dizer que os portugueses sempre tiveram o bom senso de não se acharem donos da razão deve-se valorizar aquilo que cada um contribuiu para o projecto e não fazer tábua rasa do papel de Portugal na parceria… Read more »

Pedro Lopes

Hernâni A Grécia sempre foi a inspiração de Portugal, não Roma, por isso tenho um especial apreço por esse país e pelo povo grego. Todos os reís portugueses se inspiraram em Alexandre o Grande, nenhum rei português reconheceu um César sequer como exemplo a seguir, por aqui se explica a demanda a Oriente não só pelas especiarias mas para ampliar aquilo que Alexandre tinha conseguido. Todo o europeu devia estar grado à Grécia, a criadora das ciências e filosofia europeias, até os romanos beberam influência dos gregos e o reconheceram, só os bárbaros fora do legado do império romano nunca… Read more »

Rafael Oliveira

Pedro Lopes,
A FAB assinou o contrato de compra de 28 KC-390 em 21/05/2014.
Acredito que a FAB e a Embraer tenham muito mais poder de pressão sobre o governo brasileiro do que o governo português e que a compra se deu muito mais como um desenrolar do processo de desenvolvimento e fabricação da aeronave do que qualquer outra coisa.

Rommelqe

Senhores, temos aqui muito a comemorar. Portugal foi convidado e tem cumprido galhardardamente com sua parte na festa. O KC390 é fruto da colaboração vitoriosa de um conjunto de entidades e pessoas que, apesar de muitos percalços e barreiras, de toda ordem, conseguiram realizar uma obra admiravel. Temos que lembrar dos tchecos, que tambem fazem parte importantissima neste contexto, assim como dos argentinos, cuja participação, embora muito pequena, tem sua relevancia. Uma ausencia que, infelizmente, ocorreu, é a chilena, que certamente poderia ter colaborado em muito. Ao meu ver o Chile é um especial convidado, continuando a ser muito benvindo… Read more »

Luciano

Amigo Hernâni, aproveitando essa comunicação transatlântica, lembrei que quando eu era criança, meu pai falava de um comediante português – Raul Solnado – que contava a história da sua participação na guerra de 1908. Com o surgimento do youtube encontrei uma participação dele em um programa especial na TV Record do Brasil : https://www.youtube.com/watch?v=Scon87C_zkU
Abs.

Hernâni

Luciano, Raul Solnado morreu há poucos anos atrás. foi um grande comediante português e teve também bastante sucesso no Brasil. Esse video é memorável. Era a guerra de 1908, nunca existiu! até nesse aspeto era hilariante. Da de 1914-18 já não se podia fazer piada… Um abraço Roberto Santana e Pedro Lopes, Os três grande pilares da civilização ocidental estão nos vossos dois textos, a antiguidade clássica, Grécia e Roma e a herança judaico-cristã. São esses princípios que definem a nossa civilização e a nossa forma de estar no mundo apesar das diferentes crises politicas, económicas e de valores que… Read more »

Guizmo

“E ao imenso e finito oceano, ensinam estas quintas, que aqui vês. O mar com fim será Grego ou Romano, o mar sem fim, é Português” F.Pessoa

Antonio Palhares

Depois de nascido, o que não falta a todo filho bonito e bom, é a certeza da paternidade. No processo de concepção, geração e parto, onde dúvidas e incertezas permeiam o caminho. É que percebemos a timidez e certo desinteresse de alguns participantes. Hoje temos um belo avião que deixou de ser um projeto e é uma realidade animadora. Um produto de primeira classe. Portugal é um parceiro importante e vai colher bons frutos. Não posso dizer o mesmo da Argentina e Chile. Parabenizo o texto do Pedro Lopes. Parabenizo o Rommelqe – 21:50 -12.06. Pelo Texto e o Pedro… Read more »

Rinaldo Nery

Pedro Lopes e Hernani, também quero morar em Portugal. Se possível, voar na TAP ou Portugalia. Em outubro estarei aí de férias, e vou me informar melhor sobre os benefícios para os aposentados brasileiros. Se puderem me adiantar algo, agradeço : rinaldonery@uol.com.br. O Brasil chegou no fundo do poço. Está um lixo. #bolsonaro2018.

athalyba

Agradeço aos tugas que participaram aqui na discussão. Sempre bom ter informações “do terreno”, de quem vive a realidade e que busca compartilhar. impressões objetivas. Muito grato !

E espero que nos espelhemos em Portugal, que elegeu um governo de frente ampla de esquerda que tem Antonio Costa como Primeiro Ministro, e está mostrando que essa conversa de austeridade é coisa de Wall Street/Bruxelas. Avante, em terras brasilis e além mar!

Últimas Notícias

Eve, da Embraer, e Bristow firmam parceria para desenvolver operações de UAM com pedido de até 100 eVTOLs

Melbourne, Flórida, 23 de setembro de 2021 – A Eve Urban Air Mobility, uma empresa da Embraer, e a...
- Advertisement -
- Advertisement -