Home Treinamento Lançamento de GBU12 por Gripen em campo de tiro no norte da...

Lançamento de GBU12 por Gripen em campo de tiro no norte da Suécia

631
14

No vídeo acima e nas fotos abaixo, pode-se ver a preparação e o lançamento de bomba guiada a laser GBU12 por caça JAS-39 Gripen da Força Aérea Sueca, no campo de tiro de Vidsel, no norte da Suécia. O lançamento e o acerto no alvo estão no minuto final do vídeo, que tem três minutos e meio de duração, que no todo traz belas imagens da neve cobrindo boa parte da paisagem daquela região do país e declarações de piloto (em sueco) a respeito desse treinamento.

Gripen com Litening III e GBU-12 para lançamento real - foto Forças Armadas da Suécia

Segundo nota das Forças Armadas Suecas que acompanhou as imagens, o aumento dos recursos alocados pelo Governo Sueco às Forças Armadas, neste ano, vem permitindo ampliar o número de horas de voo, fortalecer a prontidão operacional e realizar mais práticas de tiro.

Foi o caso, por exemplo, deste lançamento de bomba GBU-12 por um caça JAS-39 Gripen do 211º Esquadrão de Caça da Ala Norrbotten, equipado com pod (casulo) designador de alvos Litening III. 

Gripen sendo armado com GBU-12 para lançamento real - foto 2 Forças Armadas da Suécia

O aumento de recursos para atividades de voo e prontidão é uma resposta à situação geopolítica mais séria na região, permitindo especialmente mais treinamentos para missões ar-solo. A sigla JAS, que acompanha o nome do Saab Gripen, significa caça, ataque e reconhecimento: ou seja o jato pode cumprir os três tipos de missão. No recente conflito na Líbia, o foco foi o reconhecimento, mas a aeronave permite muito mais do que isso, e assim os pilotos precisam estar treinados para todos esses papéis, segundo a nota das Forças Armadas Suecas.

Gripen sendo armado com GBU-12 para lançamento real - foto Forças Armadas da Suécia

Com o aumento de recursos, mais pilotos praticam regularmente os lançamentos reais de bombas, e não somente lançamentos simulados, e o planejamento é que essa prática de emprego de armamento real sobre alvos seja feita, cada vez mais, em cenários de condições táticas diversas e de ameaças aéreas e terrestres.

Segundo o chefe de divisão Tobhias Wikström, “com sistemas avançados, nós temos que praticar bastante, assim essas sessões extras de treinamento são especialmente bem-vindas.” O vídeo mostra apenas uma bomba sendo lançada, mas as fotos que acompanham a nota mostram pelo menos dois jatos (que são vistos em voo no vídeo) configurados com GBU12, com indicativos 257 e 258.

Bomba guiada a laser GBU-12 de 250kg - foto Forças Armadas da Suécia

A Ala Norrbotten (F21) possui uma das maiores áreas de exercício do mundo, no norte da Suécia, onde treinam regularmente unidades suecas e de outros países.

FONTE / FOTOS / VÍDEO: Forças Armadas da Suécia (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em sueco)

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
mdanton
mdanton
5 anos atrás

ERROU!

Aldo Ghisolfi
Aldo Ghisolfi
5 anos atrás

Como, errou?!

Joner
Joner
5 anos atrás

Modo ostentação on!!!

Temos algo parecido no inventário da FAB?

mdanton
mdanton
5 anos atrás

Estava olhando a roda e está não tevê um impacto direto… Será que só os fraguimentos incapacitao os veículos?

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Baseado que uma Paveway é uma bomba de precisão para bater alvos de ponto ficou no mínimo estranho a escolha de um ponto próximo aos dois veículos. Fosse eu no caso de uma operação de guerra real teria escolhido um dos veículos para receber um impacto direto e o outro seria neutralizado de qualquer forma. Tudo bem para uma JDAM com espoleta de proximidade procurar um ponto equidistante dos alvos que se pretende neutralizar, mas no caso de uma Paveway, não é errado dizer que ela “errou”. No mínimo, pode-se dizer que foi uma escolha infeliz. Acaba que o chão… Read more »

Corsario137
Corsario137
5 anos atrás

Off-Topic: Jacques Wagner para o Ministério da Defesa! Salve-se quem puder.

Marcos
Marcos
5 anos atrás

Corsario

Agora vai!

… pro brejo!

Nick
Nick
5 anos atrás

Vale a pena ver o video na telona 🙂

[]’s

eparro
eparro
5 anos atrás

Bem, uma parte das tais multi-missões o Grifo já mostrou que cumpre!

Achei interessante a configuração no 258:
. 2 tanques externos;
. um míssil no “cabide” de ponta de asa esquerda
. e uma baita bomba no “cabide” da asa esquerda também

Ué, assim a “bagaça” não fica pensa?

Outra coisa que imaginei diferente é que não houve um “mergulho” para lançamento da bomba, foi uma queda livre simples e bye bye.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Mdanton,
Se você prestar atenção no veículo que está afastado da explosão ele também fica bem danificado (provavelmente, incapacitado permanentemente) quando a onda de choque chega nele. Claramente o para-brisa é destruído e a pressão faz estrago no interior do veículo.

Victor Matheus
Victor Matheus
5 anos atrás

Muito legal esses treinamentos com bombas. Ontem mesmo estava vendo um vídeo onde um B-2 lançava dezenas de JDAMs em uma área de exercício que simulava uma base aérea. A precisão é impressionante.
E obrigado Bosco pela listinha que você me passou na outra matéria.
Um abraço e Feliz Natal pro pessoal do PA!!!