quinta-feira, junho 17, 2021

Gripen para o Brasil

Visita à Boeing fomenta cooperação entre Brasil e Estados Unidos no setor aeroespacial

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Super Hornet com tanques conformais

ST. LOUIS, 4 de Novembro de 2013 – Representantes de empresas e instituições dos segmentos aeroespacial e de defesa visitaram instalações da Boeing em St. Louis, nos EUA, com o objetivo de, fortalecer parcerias existentes e estabelecer contatos para cooperações futuras.

Do Brasil, participaram AirMod, Apex-Brasil, BCA Textil, Embraer, Globo Usinagem, GMO Marcatto, Magnaghi Friuli Aerospace, Saipher, Softex e Studio Marcelo Teixeira. Estas organizações possuem ampla expertise em compósitos, fabricação, serviços de engenharia e design de softwares.

“A oportunidade de nos relacionarmos com empresas brasileiras de todos os tamanhos e abrangendo diversas especialidades é muito importante para o nosso engajamento contínuo no Brasil”, disse Susan Colegrove, diretora regional de Parcerias Estratégicas Internacionais da Boeing Defesa, Espaço e Segurança.

Em St. Louis, a visita incluiu uma mesa redonda de discussões sobre quais são os requisitos e processos para realizar negócios no Brasil e nos Estados Unidos, e uma visita à linha de produção do F/A-18 Super Hornet. O caça F/A-18 Super Hornet está entre as opções consideradas pelo Brasil na concorrência do F-X2. Antes de ir a St. Louis, o grupo foi recebido no Instituto Aeroespacial de Ohio e no Departamento de Comércio dos EUA.

A visita dá continuidade ao programa de Parceria para Aviação entre Brasil e Estados Unidos, que começou em 2012 e visa a expansão e aprofundamento da cooperação entre os dois países. A parceria apoia os objetivos do Brasil de desenvolver a infraestrutura de aviação do país, enquanto proporciona às empresas americanas novas oportunidades de negócios nesse setor, que está em crescimento.

A Boeing é a maior companhia aeroespacial do mundo e líder na fabricação de aeronaves comerciais e sistemas de defesa, espaciais e de segurança. A empresa emprega mais de 170 mil pessoas nos Estados Unidos e em 70 países. No Brasil, A Boeing está presente por meio de dois escritórios, em São Paulo e em Brasília, abertos em outubro de 2011. Para mais informações, visite www.boeing.com.br.

DIVULGAÇÃO: Boeing/Ketchum

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

O F-18 com tanque conformal ficou “o bicho!

eduardo pereira

Doidera de+++ este Vespao tuning ,que bela foto, tomara que esta informaçao desta galera toda passeando por lá seja sinonimo de bons ventos vindouros !!

Sds, Eduardo o esperançoso.

Marcos

Filme Nikita Nikita é um filme francês, que conta a história de uma jovem viciada, que após matar um policial, acaba presa. Então é recrutada pelo serviço secreto francês para trabalhar como assassina profissional. Posteriormente foi feita uma versão americana. A história toda é a mesma. Por que cito Nikita? Porque esse filme já vi. Não falo do filme Nikita, que por acaso assisti, falo do filme, ou melhor, da novela FX-2. Essa novela eu já vi. E a história é a seguinte: – Havia um avião francês – o Mirage -, que chegou ao final de sua linha de… Read more »

Marcos

O F-18 com o tanque conformal mais o POD, ficará uma aeronave superior a todos os outros do programa FX-2. Com redução de assinatura radar, fim dos problemas com o tanque torto, misseis na baia interna reduzindo vibrações e desgastes.

http://www.youtube.com/watch?v=TFb2ObuhVS4

joao.filho

Zzz… Essas “noticias” incriveis saem toda semana…

Oganza

Mais do mesmo… Tô com o Galante… não comento mais sobre FX-2. Esse párias não merecem minha audiência.

Antonio M

Os programas FXs devem entrar para a história como referência, de governos serem tão capazes de travar o desenvolvimento, cooperação industrial multinacional em uma área de tecnologia avançada ao mesmo tempo que disfarça privatização com o nome de partilha onde pode acabar cedendo para outro país tecnologias avançadas que foram desenvolvidas aqui sem garantia de um retorno adequado.

eder albino

Imaginem como ficaria a motivação dos pilotos da FAB com a compra desse F-18 advanced.
Lembro-me de quando fui a Montevideo dirigindo uma Toyota SW4 de um amigo, quando voltei tive encarar a realidade; meu carro 1.0. O vespão traria uma motivação “nunca antes vista neste país.”

Marcos

Um F-5 modernizado está para um F-18 E/F como um FNM caixa seca está para um Volvo com câmbio automático, direção hidráulica, ar condicionado, freio ABS integral, controle de tração.

Reportagens especiais

Saab Gripen E: ‘dark horse’

Por Chris Thatcher Se você está seguindo o processo complicado de substituir a frota antiga de aviões de combate CF-188...
- Advertisement -
- Advertisement -