Enquanto isso, no Mali …

    150
    11

    Mali-Guerre-lounis-640x350

    FONTE: http://maliactu.net

     

    Subscribe
    Notify of
    guest
    11 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    solskhaer
    solskhaer
    7 anos atrás

    Piada pronta, como diz o Simão!!!

    Fernando "Nunão" De Martini
    Reply to  Guilherme Poggio
    7 anos atrás

    Se fosse um Rafale, a “miragem” teria que incluir uma “ventania”…

    Justin Case
    Justin Case
    7 anos atrás

    Nunão,

    E por que não uma rajada de canhão, metralhadora, que também é “rafale”?
    Abraço,

    Justin

    Fernando "Nunão" De Martini
    Reply to  Justin Case
    7 anos atrás

    Hum… Boa! Mas se for um Rafale (ou Mirage) biposto, não vai ter rajada de canhão. Só com pod. Mas com pod, não pode levar outra coisa na estação do pod. Ou pode? Voltando às rajadas ou ráfagas, o problema é que rafale, até onde sei, é uma palavra usada mais para rajada de vento do que para tiro, em geral. Se vc experimentar digitar no campo busca de jornais franceses o termo rafale (sei por experiência própria, procurando notícias), a maior parte dos resultados da pesquisa não vai falar nem do avião nem de pentes de bala se exaurindo… Read more »

    Justin Case
    Justin Case
    7 anos atrás

    Pois é, Nunão.

    Mas tenha cuidado com o Rafale biposto.
    Ele tem canhão e pod usá-lo sempre que necessitar.
    O modelo que “talvez” não pudesse usar canhão seria o biposto naval.
    Ainda, se alguém te ameaçar com uma de rafale de Kalachnikov, não espere uma ventania russa.
    Abraço,

    Justin

    Fernando "Nunão" De Martini
    Editor
    7 anos atrás

    De fato, Justin, me confundi. Está disponível no biposto:

    “Le canon interne NEXTER 30M791 de 30 mm (2.500 coups/min) disponible sur monoplace et sur biplace”

    http://www.dassault-aviation.com/fr/defense/rafale/armements-avances.html

    Quanto à ventania russa, tô fora. Baita de uma gelada. Um amigo meu recebeu essa ventania na Sibéria, e surpreendeu-se a ponto de ficar de queixo caído. E esse foi seu erro: ao abrir a boca, a língua congelou lá dentro.

    Ah, sim, tô falando de vento, não de Kalachnikov!

    Fernando "Nunão" De Martini
    Editor
    7 anos atrás

    Aproveitando, Justin:

    Aqui em casa eu tenho um dicionário francês mais velho do que eu (pra falar a verdade, é do tempo do Mirage III) e fui lá converir as definições para rafale.

    Uma das definições é…

    Revés!

    Deve ter caído em desuso, afinal seria um péssimo sinônimo para um avião que se quer exportar! Felizmente para o Rafale, desde o início do ano passado o vento mudou para melhor e os tempos de um revés após o outro parece que ficaram para trás.

    Abs!

    Justin Case
    Justin Case
    7 anos atrás

    Nunão,

    Ainda sobre o tema principal, veja este vídeo sobre uma campanha de tiro aéreo na base de Solenzara.
    É interessante para conhecer o dia a dia de um esquadrão de caça e ver algo sobre o manuseio do armamento.

    http://www.savevid.com/video/rafale-campagne-de-tir.html

    Abraço,

    Justin

    Justin Case
    Justin Case
    7 anos atrás

    Melhor que nosso “adia, adia…” 🙄

    Justin

    Fernando "Nunão" De Martini
    Editor
    7 anos atrás

    Justin,

    Não sei o que é pior, o “adia, adia” ou algo mais definitivo como “adieu, adieu”.

    Au revoir!