Home Força Aérea Brasileira Programa de certificação de bombas guiadas a laser da FAB avança

Programa de certificação de bombas guiadas a laser da FAB avança

402
13

A Força Aérea Brasileira realizou nesta terça-feira (1/5) o primeiro lançamento de bomba guiada a laser no estande de tiro de Saicã, a 110 km da cidade de Santa Maria (RS), tendo o A-1 (AM-X) como aeronave plataforma.

O lançamento faz parte da campanha de certificação das configurações armadas do A-1 com bombas guiadas a laser no Brasil. O kit de guiamento laser é instalado em diversas bombas de fins gerais (BAFG). A partir da instalação dos kits, a BAFG passa a ter uma excelente precisão.

Os voos são realizados com uma aeronave A-1, nas configurações armadas definidas pelo Estado Maior da Aeronáutica (EMAER) e serão utilizados para o processo de modernização das aeronaves (projeto A-1M), em execução pela EMBRAER.

A Operação Poker é coordenada pelo Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (DCTA), com a participação do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE).

Além do DCTA, participam da campanha os Esquadrões 1º/10º GAv, 3º/10º GAv, 1º/12º GAv, com o suporte da Base Aérea de Santa Maria (BASM), do Parque de Material Bélico (PAMB) e das empresas Aeroeletrônica e Rafael. Os voos de certificação continuarão até 10 de maio na cidade de Santa Maria (RS).

 

FONTE/FOTOS: DCTA/FAB

13
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Giordani RSjoseboscojrsergiocintraGrifoMarcelo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
GHz
Visitante
Member
GHz

Ao lembrar que a Paveway I foi empregada na Guerra do Vietnã, constatamos que neste campo estamos com mais de 40 anos de atraso.

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

Discordo GHz…

Mesmo não conhecendo a tecnologia empregada na Paveway 1, não acredito q seja a mesma empregada na bomba brasileira…

Sensores laser, e outras tecnologias envolvidas, evoluiram um pouco de 40 anos para cá… rsrs

HRotor
Visitante
Member

Antes tarde do que nunca…
No país do Lulalá, mensalão, futebol, carnaval, BBB e demais oba-obas, ainda bem que sobrou esse punhado de gente guerreira.
Yes we can!

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

“…não acredito q seja a mesma empregada na bomba brasileira…”

Esse kit laser, está c/ cara de ser israelense.

Ricardo Cascaldi
Visitante
Member

2 boas notícias 2 dias seguidos… se continuar assim eu to feliz, pequenos passos mas de grande importância. Tem que começar em algum lugar!

Vader
Visitante
Member

Putz, que matéria horrível! Impressionante como a comunicação da Força Aérea é ruim, quando comparada com outras FAs ao redor do mundo.

Pombas, qual era a configuração do A-1? “A que o Estado-Maior definiu”???? Que diabos de configuração é essa????

E qual o resultado dos lançamentos? Qual o nível de precisão das bombas? “uma excelente precisão”?????

Inacreditável. Porque diabos fazer tanto segredo por causa de um cacareco de bomba guiada que o mundo desenvolvido já possui a 30 anos?

Me recuso a comentar uma matéria lixosa como essa.

Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

Como sempre os críticos de internet já se manifestaram…o importante é que a modernização do AMX que a FAB e a Embraer estão realizando está de vento em popa. Finalmente teremos um vetor de ataque de respeito, com armamento moderno. As coisas evoluem , apesar dos críticos que nada fazem.

Grifo
Visitante
Grifo

Senhores, mais um milestone atingido em um dos programas mais importantes da FAB. Continuo acreditando que o AMX-M vai ser o mais letal sistema de armas da FAB, nosso maior diferencial em relação aos nossos vizinhos.

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

Considerando que nossos vizinhos, inclusive a Venezuela e seus “Flankers”, estão prá lá de capengas e a política oficial é não reclamar de suas demandas, mas simplesmente atende-las; melhor seria economizar a verba.
Podemos precisar qndo adquirirmos o tampax que substituirá os F-5, ao fim da vida utíl destes.

sergiocintra
Visitante
sergiocintra

Poggio São desse tipo de matéria, que nós entusiasta gostamos de ver e apreciar, agora as longas matérias sobre o q acontece na India, Paquistão, Turquia, que o x componente francês saiu da base tal p/ a base tal, pouco nos incomoda, mas esse tipo de matéria nós aproxima. Sabemos o q envolve toda uma parafernalha e grana, maaasss.. Estou digitando ao lado do banner do livro do F-5 e lembrando da otima matéria do Nunão sobre os mesmos. Minha unica e exclusiva opinião, esse é o caminho. Temos a operação Agata transcorrendo, trocentos militares “brasileiros” empenhados e….minha observação ou… Read more »

joseboscojr
Visitante
Trusted Member
joseboscojr

As aquisições de armas de um país se baseia muito na geopolítica, no cenário em que tal país está inserido. Por um lado é bom que tais armas estejam sendo introduzidas só agora já que a toda ação corresponde uma reação. A partir do momento que tivermos armas ar-sup capazes de serem lançadas fora do alcance das defesas dos países vizinhos haverá um reposicionamento das peças do jogo de xadrez regional com a aquisição de armas ofensivas semelhantes e defensivas capazes de abranger essa nova ameaça. Com a introdução de bombas guiadas por laser e GPS substituindo o velho ataque… Read more »

joseboscojr
Visitante
Trusted Member
joseboscojr

Interessante a participação da Rafael e não da Elbit.
Até onde eu sei tínhamos comprados um lote de kits de orientação laser (Lizard) da Elbit.

Giordani RS
Visitante
Member

Definitivamente, a FAB tem um problema de comunicação…morre de medo de se expor…morre de medo que os outros saibam seus “segredos”…por favor…e as imagens da bombas sendo lançadas? e que papo é esse de configuração do estado-maior???? Que coisa mais sem sentido!
Na boa, os EUA e Israel testam bombas mega-up-power-slan e a poderosa FAB não divulga a imagem ou o vídeo de uma bomba guiada por uma tecnologia de mais de 30 anos???? Ah, bem vinda aos Anos 80…