quinta-feira, junho 30, 2022

Gripen para o Brasil

Array

EUA dizem que participação da Embraer em concorrência é ‘muito importante’

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O Departamento de Estado dos EUA reiterou nesta segunda-feira considerar “muito importante” que a Embraer participe da nova concorrência para o fornecimento de aviões de ataque leve para as tropas americanas no Afeganistão.

Segundo Thomas Kelly, primeiro sub-secretário-assistente da divisão de assuntos político-militares, o cancelamento da disputa, vencida pela Embraer no final do ano passado, “não teve nada de político” –referência às críticas de que a Força Aérea teria se curvado ao lobby político da concorrente Hawker Beechcraft.

“A decisão não teve nada a ver com a Embraer nem teve nada de político”, disse Kelly, em conversa com jornalistas brasileiros. “O cancelamento ocorreu após uma investigação interna apontar a necessidade de rever procedimentos internos relacionados à qualidade da documentação.”

A Força Aérea americana deve apresentar as novas regras da concorrência até o dia 30 deste mês.

Questionado se o cancelamento poderia atrapalhar as chances de a fabricante americana Boeing vencer a disputa pelo contrato dos caças junto à Força Aérea Brasileira, o chamado programa FX-2, Kelly afirmou considerar os processos distintos. “Os EUA e a Boeing apresentaram uma proposta bastante robusta. O Brasil está no grupo de elite dos países para os quais nós oferecemos o mais alto nível de transferência de tecnologia.”

Kelly disse ainda que a garantia de que o compromisso com a transferência de tecnologia será honrado foi dada pelo Congresso americano e também pelo presidente Barack Obama, em conversa com a presidente Dilma Rousseff. “O mais importante é a confiança e isso se constrói com diálogo e interesses mútuos.”

Kelly conversou com jornalistas brasileiros nesta segunda-feira em Washington, em um encontro agendado pela Boeing. O encontro faz parte da agenda de uma viagem organizada pela fabricante para apresentar o avião que a empresa quer vender para o Brasil, o Super Hornet (FA-18).

FONTE: Jornal Floripa

- Advertisement -

3 Comments

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Alguém poderia avisar ao Dpto de Estado, p/ não dar corda e nem paparicar, quer participar, vai e participa; não precisa criar esse circo tdo.

Grifo

“O cancelamento ocorreu após uma investigação interna apontar a necessidade de rever procedimentos internos relacionados à qualidade da documentação.”

Senhores, se o problema foi a documentação “interna”, por que anular a concorrência e pedir uma nova oferta aos concorrentes? Não bastaria refazer a documentação?

O sr. Thomas Kelly deve achar que todo mundo aqui é idiota. Pelo menos ele teve um momento de honestidade quando disse que o código fonte dos caças americanos não é cedido para ninguém.

Mauricio R.

Se a Hawker-Beechcraft não houvesse mostrado tanta disposição em brigar por este contrato, aquietando-se após o GAO haver fechado posição c/ a USAF, então seria possível dar-lhe sequência; mesmo em ano de eleição presidencial. A partir do momento em que a ação foi ajuizada, o contrato e sua execução sairam do ambito e do controle da USAF e do Pentágono. O que motivou a necessidade de se arrumar algum fato, que permitisse empurra-lo p/ o ano calendário de 2013 e portanto p/ longe da selvageria da campanha presidêncial americana. Qnto aos códigos-fonte dos caças americanos, os australianos tiveram que literalmente… Read more »

Últimas Notícias

República Tcheca estuda substituir caças Gripen C/D pelo F-35

O Ministério da Defesa da República Tcheca está decidindo a compra de novos caças, que substituirão 14 aeronaves supersônicas...
- Advertisement -
- Advertisement -