Home Sistemas de Armas Apresentação oficial do UCAV nEUROn

Apresentação oficial do UCAV nEUROn

535
14

Istres, França – O nEUROn, UCAV demonstrador de tecnologia europeu, foi oficialmente apresentado aos representantes dos seis países participantes pelo Sr. Charles Edelstenne, presidente e CEO da Dassault Aviation.

O Sr. Serge Dassault, Presidente Honorário da empresa, bem como os representantes da equipe industrial nEUROn – Saab (Suécia), Alenia Aermacchi (Itália), EADS-CASA (Espanha), HAI (Grécia) e RUAG (Suíça) – participaram nesta cerimônia.

Esta apresentação é um marco importante após cinco anos de projeto, desenvolvimento, produção, montagem e os primeiros testes estáticos do demonstrador nEUROn. Os primeiros testes do motor serão realizados muito em breve, visando um primeiro voo em meados de 2012.

Depois, uma seqüência completa de vôos de teste terá lugar durante dois anos na França, Suécia e Itália. Estes testes irão abordar as qualidades de vôo, capacidade stealth, disparo de armas ar-terra a partir de uma baia interna, a integração em ambiente de C4I, bem como a inserção da plataforma sem piloto no espaço aéreo.

A Administração Nacional de Armamento – ou seus representantes – dos seis países participantes (França, Suécia, Itália, Espanha, Grécia e Suíça) foram capazes de ver, pela primeira vez o demonstrador que representa um triplo “primeiro” para as indústrias aeroespaciais dos países europeus: primeiro avião de combate stealth, primeiro UCAV desenvolvido em cooperação, e primeiro avião de combateinteiramente concebido e desenvolvido em ambiente virtual.

Lançado por iniciativa do Ministério francês da Defesa, em 2003, o programa Neuron tem dois objetivos:

  • desenvolver as tecnologias críticas para aeronaves de combate de amanhã;
  • validar um modelo de cooperação inovador, que otimiza o respectivo know-how das indústrias participantes, sob a liderança de um reconhecido e aceito contratante principal.

Durante um breve discurso, o Sr. Charles Edelstenne disse que cabe agora aos governos pensar em um follow-up para o Neuron, a fim de usar melhor a experiência adquirida durante cinco anos de trabalho de desenvolvimento.

FONTE: Dassault Aviation

LEIA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Apesar de terem um acordo de cooperação c/ os franceses, p/ o desenvolvimento de um UAS na faixa MALE, os britânicos prosseguirão no desenvolvimento de suas tecnologias usando o UCAV Tanaris.

(http://www.flightglobal.com/news/articles/uk-funds-new-ucas-research-effort-366732/)

DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás

Off-topic 1:

Earlier this month, it was reported that the General Staff of the UAE Air Force (UAEAF) had proposed limiting its future fighter plans to the F-15, F-16 and the Eurofighter Typhoon.
http://www.arabianaerospace.aero/bahrain-2012-uae-backing-bahrain-show.html

[]s!

Justin Case
Justin Case
8 anos atrás

Amigos, bom dia.

Vídeo da apresentação do nEUROn.

Vejam o detalhe do armamento sendo retirado do “bomb bay” para a posição de lançamento.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=DZWnjpw1jBE#!

Abraços,

Justin

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Em se confirmado o “off topic” do Dr. Barata, Le Jaca est mort!!!
O Domingo não poderia começar de meneira melhor…

Ivan
Ivan
8 anos atrás

Juste au cas,

Procurei você na platéia e não encontrei.
Onde estavas?
Por ventura era o próximo a discursar?

Cordialement,
Ivan, le terrible. 🙂 🙂 🙂

Rogério
Rogério
8 anos atrás

Um par de GBU-12 não é pouco?

[]s

joseboscojr
joseboscojr
8 anos atrás

Rogério,
Tá mais pra GBU-24 de 2000 lb.

RA5_Vigilante
RA5_Vigilante
8 anos atrás

Rogério

O F-117 tb carregava só um par de bombas.

Saudaçoes

Rogério
Rogério
8 anos atrás

Bosco, dando um close no vídeo confirmei que é GBU-12 mesmo, de 500lbs. Lí sobre o X-47 e ele tb carrega no máx 2 GBU-12 ou GBU-22
.
.
Vigilante, o F-117 carregava 2 GBU-27, que é uma variante da GBU-24 com aletas menores p/ caber no bombbay, essas, pesam 2000lbs.

[]s

Rogério
Rogério
8 anos atrás

A questão que eu quis levantar é que com uma capacidade restrita dessas ele nunca substituirá um caça tripulado, até o Tucanão leva isso.

[]s

RA5_Vigilante
RA5_Vigilante
8 anos atrás

Rogerio

Vc está certo. Porém há uma coisa a se pensar: a relação custo/benefício.

Quanto custou (custará) desenvolver ( e utilizar) um ucav stealth com capacidade de ataque (mesmo limitada) comparada com uma aeronave stealth tripulada?

Talvez essa seja o ponto destes novos ucav.

Saudações

Vassili
Vassili
8 anos atrás

Vigilante,

eu considero o lado financeiro a menor das questões. No meu entendimento, a maior cartada dos UAV é o simples fato de não usar um piloto, e não permitir que um inimigo que por ventura consiga abater um use o (s) piloto (s) como propaganda de vitória.

abraços.

RA5_Vigilante
RA5_Vigilante
8 anos atrás

Caro Vassili O lado do piloto é extremamente importante sim. Mas se vc parar para observar, nos conflitos mais recentes, o número de pilotos abatidos foi relativamente baixo se comparado ao Vietnã, por exemplo. Mesmo assim, ao mostrar um piloto torturado, o resultado pode ser negativo por parte da opinião pública, passando imagem de brutalidade e desrespeito às convenções. Isso pode reforçar ainda mais os argumentos para serem atacados. Nos tempos de crise, os gastos excessivos tem sido um dos argumentos principais contra a continuidade das campanhas. Quer queira quer não, há tb grande luta para aprovação dos orçamentos de… Read more »