quarta-feira, abril 21, 2021

Gripen para o Brasil

Panetta tira o F-35B do ‘castigo’

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Secretário da Defesa dos EUA, Leon Panetta, aparece nas fotos quando visitou o pessoal da F-35 Integrated Test Force na Naval Air Station (NAS) Patuxent River, no dia 20 de janeiro de 2012. Panetta disse na sexta-feira que estava endossando a versão F-35B do Corpo de Fuzileiros Navais (USMC) porque houve progresso suficiente na resolução de questões técnicas.

Robert Gates, que antecedeu Panetta na Defesa dos EUA, tinha colocado o F-35B em estado probatório até que os sérios problemas técnicos que afetavam a versão fossem resolvidos.

Na foto abaixo, Leon Panetta ri à toa com as boas notícias.

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Giordani RS

E ele é louco de ir contra os fuzileiros?

paulo fontanezi

Alguém sabe qual é a real dos F35?
Hora eu acho que ele e top melhor ate que os F22 hora eu acho que ele vai ser fiasco…não sei a real desse caça!!!

Grifo

Caro paulo fontanezi, um pouco da “real” do F-35 pode ser visto no último relatório de avaliação do programa JSF, divulgado na semana passada pelo DOTE (Director, Operational Test & Evaluation) do DoD. Em inglês: http://blogs.star-telegram.com/files/dote-report-1-13-2012-1.pdf É um pouco longo, mas quem quiser pode ir direto na seção “F-35B Flight Sciences” para ler sobre os sérios problemas de peso da versão STOVL, e na seção “Mission Systems” para ver os problemas nos sistemas de missão que fizeram o DoD adiar por mais um ano o início do treinamento dos pilotos. Pode-se dizer que problemas são normais em qualquer programa, e… Read more »

Ivan

‘Cost Plus’, este é o nome do inimgo dos contribuintes americanos e demais países integrantes do JSF – Joint Strike Fighter.

Enquanto cada defeito gerar um retrabalho, que será cobrado,
ou cada atraso gerar mais horas de trabalho, que serão cobradas,
os problemas do F-35 (qualquer letra) vão perdurar.

Talvez Robert Gates tenha mostrado como a Lockheed Martin deveria ser tratada, ‘na ponta da faca’, ameaçando diminuir seus lucros com cancelamento de uma versão.

Como pode um contratante permitir ao contratado faturar cada vez mais com os próprios erros?

Sds,
Ivan.

Grifo

Caro Ivan, acho que o problema não é o “cost plus”, e sim uma outra coisa que os americanos chamam de “scope creep”: querer fazer um produto que atende a todos os requisitos de todo mundo.

Já dizia a piada que o camelo é umcavalo desenhado por comitê. O F-35 é um caça desenhado por três forças armadas, onde ninguém abriu mão dos seus requisitos, e aí está sendo difícil parir este camelo.

DrCockroach

Prezados Colegas, Cost-plus, sem duvida, eh um enorme componente dos problemas do F-35. Acredito que o comentario do Ivan sintetiza muito bem e soh posso subscreve-lo, mas apenas p/ exemplificar o cost-plus (margem de lucro sobre os custos incorridos): – 16% de plus sobre 69 milhoes de cost = 11 milhoes de lucro por unidade; – 16% de plus sobre 133 milhoes de cost = 21 milhoes de lucro por unidade; A LM nao seria uma empresa que visa lucro se nao tivesse o “incentivo” de relaxar nos custos e, consequentemente, aumentar os lucros dada as facilidades do contrato; alias,… Read more »

Grifo

– 16% de plus sobre 69 milhoes de cost = 11 milhoes de lucro por unidade; – 16% de plus sobre 133 milhoes de cost = 21 milhoes de lucro por unidade; Caro Drcockroach, não é assim que os contratos do JSF funcionam. Eles são contratos do tipo “Cost-Plus-Fixed-Fee”, onde um valor fixo é pago além dos custos envolvidos. Em alguns casos o valor fixo só é pago se alguns KPPs tiverem sido atingidos (“Cost-Plus-Award-Fee”). Em resumo, o contrato não penaliza o aumento de custos, mas também não incentiva este aumento. De qualquer maneira não deixa de ser um cheque… Read more »

DrCockroach

Prezado Grifo, Tinha lido que do LRIP 1-3 eram cost-plus simples inclusive citando a margem de 16% (ou 13%); infelizmente nao achei o link, embora costumo procurar ler boas fontes e, quando possivel, original. Sabia que o LRIP 4 jah era diferente e nova mudanca deve acontecer adiante. Buscando no F-16 forum (http://www.f-16.net/f-16_forum_viewforum-f-22.html) e “aviation week” realmente parece ser o caso de que os contratos iniciais eram tipo cost-plus-fixed-fee, como vc menciona. Acessei, no DoD, o contrato de 2008 que tb menciona o cost-plus-fixed-fee. Problemas contratuais ainda existem que favorecem a LM, mas realmente nao seriam tb beneficos como um… Read more »

DrCockroach
Grifo

Caro DrCockroach, correto, mas logo no ano seguinte em 2009 o contrato foi mudado para “Cost-Plus-Award-Fee”. Veja em http://www.defense.gov/contracts/contract.aspx?contractid=4063.

shipbuildingbr

Comuna não perde a oportunidade de aparecer. Até parece que essa versão não iria sair e os problemas não seriam corrigidos. Meu nesse projeto tem um carimbo “USMC”, uma chancela que vem das entranhas do “verdadeiro povo” norte-americano e que garante pela sua importância que saia do papel por bem ou por mau, nem que para isso a USAF tenha que ser desativada para se arrumar dinheiro. O secretario de defesa e o gerente local do PCC (Partido Comunista Chinês) de plantão: o Sr. Obomba tem que disfarçar para não dar na cara que estou fazendo de tudo para prejudicar… Read more »

Mauricio R.

As pendências do cancelamento do A-12 Avenger II ainda não foram resolvidas, GD e Boeing estão cobrando o Pentágono na Justiça, então cancelar essa versão do F-35, somente traria mais problemas.

DrCockroach

Prezado Grifo, Senao houve nova modificacao, o LIRP-5 serah um fixed-price-incentive-fee, mas com sharing basis p/ os concurrency costs. Acima disto tb deve (deveria) haver um price-ceiling, no qual excedido, a LM marcha(ria) sozinha (se nao me engano, o contrato dos tankers da Boeing teve o mesmo formato). http://www.defense.gov/contracts/contract.aspx?contractid=4681 Com a bagunca, o DoD deverah contratar mais uma centena de auditores p/ verificar o andamento… seriam estes parte dos spillovers? 🙂 []s! P.S.: prezado shipbuildingbr (e marine), gostaria de dizer que mudei de opiniao…digo, de opiniao com relacao ao boneh dos marines; agora acho eles mais bonitos que o bone… Read more »

paulo fontanezi

Vlws a indicação de leitura Grifo!
Deu para ter uma noção do que se passa mais 5 anos atrasados eu acho que os projetistas devem realmente compensar os investimentos pq senão….

DrCockroach

off-topic, but HUGE!!!: A SAAB teria entregue uma proposta ao governo Sueco p/ entregar 100 Gripens NG com preco medio de cerca de 50 milhoes de dolares cada (preco fixo), alegando que poderia ser mais barato que fazer o upgrade planejado dos C/Ds. http://translate.googleusercontent.com/translate_c?hl=en&ie=UTF8&prev=_t&rurl=translate.google.com&sl=auto&tl=en&u=http://sverigesradio.se/sida/artikel.aspx%3Fprogramid%3D83%26artikel%3D4914333&usg=ALkJrhhrPaxMlEUkf_nHf1Vpw6EGcOHssQ Se proceder a informacao, pode passar a regua e fechar o Gripen NG p/ o Brasil. []s! P.S.: desconfio que a SAAB ainda nao tenha anunciado a renovacao do leasing p/ Hungria (que jah anunciou o pedido) pois devem er receio quando a possibilidade deles pagaraem. Como os colegas devem saber, existe um grande risco que… Read more »

Almeida

Amigos, o programa JSF estava fadado a estourar custos desde sua concepção. São 5 forças armadas (USAF, USN, USMC, RAF e RN) ditando requisitos para 3 versões distintas de uma única aeronave, uma dessas versões (VSTOL) reconhecidamente de uma dificuldade extrema de engenharia, com apenas dois outros irmãos mais velhos no Mundo, ambos sem capacidade supersônica. Não fosse o suficiente, mandaram também fazê-lo stealth. Daí, já no meio da bagunça, começam a pedir mais requisitos, como aumento do alcance, carga paga, capacidade ar-ar (deixando assim de ser Joint Strike Fighter pra ser Joint Multirole Fighter), integração de novos sensores ultra… Read more »

Vader

Excelentes notícias. O F-35B será a mais revolucionária máquina de guerra fabricada nos últimos 30 anos.

Corsario137

Eu concordo com o Vader, principalmente porque não sou eu nem o contribuinte brasileiro que está pagado esta conta escorchante da LM.

Mauricio R.

As contas escorchantes são proporcionais a atualidade da aeronave envolvida.
Eles lá pagam pelo F-35, nós aqui pagamos pelos F-5, pela restauração do acervo de museu da Aviação Naval e pelo até o momento, supérfulo KC-390.

Reportagens especiais

Perfil: Mirage IIIEBR no portão do PAMA-SP, dezembro de 2017

Aproveite a tranquilidade do final do ano para visitar esse veterano - e aproveite, também, para comparar suas dimensões...
- Advertisement -
- Advertisement -