terça-feira, outubro 26, 2021

Gripen para o Brasil

UAV americano agora é propriedade do Irã

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O avião teleguiado espião americano capturado em 4 de dezembro pelo Irã em seu território agora é de propriedade da República Islâmica, afirmou nesta terça-feira o ministro iraniano da Defesa, Ahmad Vahidi, ao comentar a demanda de Washington de devolução do aparelho.

“O avião espião americano é uma propriedade da República Islâmica, e vamos decidir o que vamos fazer com ele”, declarou Vahidi em resposta ao pedido dos Estados Unidos. “O avião deles violou (o espaço aéreo iraniano) e agora, ao invés de apresentar um pedido de desculpas, de maneira sem vergonha nos pedem que devolvamos o aparelho”, completou o ministro, citado pela agência Isna.

Na segunda-feira, o presidente Barack Obama afirmou que Washington havia solicitado a restituição do avião teleguiado (drone) de observação RQ-170 Sentinel, do qual o Irã se apoderou em 4 de dezembro, quando o aparelho estava 250 Km dentro do espaço aéreo iraniano.

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou que Washington havia transmitido uma demanda formal a Teerã, mas destacou que não esperava uma satisfação.

Uma parlamentar iraniano afirmou, segundo a televisão estatal iraniana, que o país pretende copiar o drone para equipar suas forças. “A capacidade do Irã em termos de aviões teleguiados é muito elevada. Nossos engenheiros construíram ótimos aparelhos de reconhecimento e ataque”, destacou nesta terça-feira o general Vahidi, confirmando implicitamente o projeto.

FONTE: UOL

COLABOROU: Elison Costa

- Advertisement -

34 Comments

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Valdo

Hehehe… Os americanos além de terem uma soberba, são muito cara de pau…

Imagina você colocar uma câmera escondida na casa do teu vizinho… aí ele descobre… e você vai pedir a câmera de volta….

Clésio Luiz

Se restavam dúvidas sobre o Irã estar de posse do aparelho, agora não há nenhuma.

Sobre o pedido de desculpas pela invasão do espaço aéreo, os EUA não pediram desculpas por ter abatido um avião civil iraniano com mais de uma centena de vidas inocentes, quanto mais pelo pouso de um drone de espionagem.

Baschera

Americano é igual a gaúcho…..não come o mel….. masca as abelhas !!

Caíu no meu quintal é meu !!

Os americanos até pensaram em tentar ir buscar o RQ-170 (segundo um meio de imprensa israelense)….. mas temeram repetir a m….. que fizeram no final dos anos 70 quando da malfadada operação “Eagle Claw”.

Sds.

tplayer

Bem que o Irã poderia exigir os F-14 que comprou dos EUA, pagou e nunca recebeu em troca do RQ-170.

Marcelo

hahaha…realmente, pedir de volta é muita cara de pau…
então como disse o Clésio, estão mesmo com o drone, que, de alguma forma, fez um pouso forçado e ficou quase inteiro! Agora essa de copiar, só com tecnologia iraniana é dose hein? Não custa nada chamar os chinas!

Diegolatm

Eauheauheau, primeiro alvo de ataque dos americanos no IRã = Local onde o UAV capturado está… Sinceramente eu acho que essa bomba da guerra ao irã não vai demorar muito para estourar.Vi em um post no Defesanet que um cientista que participa da comissão de energia atômica das nações unidas falou que em 2 anos não se pode descartar a possibilidade de o irã fazer a bomba atômica e que existem dois problemas que os americanos e outros países do eixo (Israel) devem ter em mente: 1- O exemplo do irã em criar uma bomba atômica, pode levar a mais… Read more »

Ivan

“A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou que Washington havia transmitido uma demanda formal a Teerã, mas destacou que não esperava uma satisfação.” A “demanda formal” é apenas um ato que compõe a justificativa americana para a invasão e queda de um drone de sua propriedade em território alheio. A defesa política e eventualmente jurídica do episódio passa por defeito técnico e o natural é pedir a devolução do equipamento quebrado. Não precisa ser verdade a “invasão acidental”, mas é linha de argumentação e as formalidades devem ser cumpridas. Outro ponto que destaco é a foto que abre o… Read more »

Giordani RS

Mas teem de enviar um jimo cupim para o seu obama! Que cara-de-pau! Devolver uma banana! Até porque esse UAV descerá encaixota num nas terras de um certo dragão…

Giordani RS

Bah…me emocionei e saí escrevendo…abaixo correção do parágrafo:

Mas teem de enviar um jimo cupim para o seu obama! Que cara-de-pau! Devolver uma banana! Até porque esse UAV descerá encaixotado nas terras de um certo dragão…

Nick

Melhor Obama e Hillary esperarem sentados…. HAHUSUHAUHAUH!! 😀

No mais sonho de consumo dos engenheiros Iranianos (e chineses) … Vão replicar isso em todos os drones, mísseis e até no F-5 Stealth deles.

[]’s

Tadeu Mendes

Por mais cara de pau que tenham, pelo fato de pedirem o UAV de volta, agora comeco a entender o quebra-cabecas. Rsrsrs…os iranianos estao caindo na armadilha dos americanos. Isso vai ficar muito interessante, e paro por aqui. Baschera, Os EUA formalizarm a desculpa pela derrubada do Airbus do Iran. O piloto foi instruido a mudar a rota, mas ignorou (por que??), ou nao entendia ingles (???), e seguiu o curso…foi uma tragedia, mas nao foi intencional. Intencional foi a derrubada do Pan Am em Lockerbie (Escocia), aquilo foi um atentado a bomba, perpetrado pela Libia e pago pelo Iran,… Read more »

Ivan

Giordani,

A “cara-de-pau” é necessária para compor as formalidades dipolomáticas e jurídicas referidas acima.

Como diria o ‘filósofo’ BBB Kleber Bambam: FAZ PARTE !!!

Sds,
Ivan.

Tadeu Mendes

Marcelo,

Nem chinas nem russos e muito menos os iranianos vao conseguir tirar leite dessa vaca.

E mais facil viaja a velocidade da luz do que decodificar o que ja foi apagado da memoria.

Ivan

Tadeu,

Não há armadilha nem mesmo conspiração Clancyniana.

Os Yankees fizeram besteira na Pérsia… de novo.

O melhor para eles (os americanos) é ficar com cara de paisagem.
Como se diz popularmente:
Quanto mais se mexe nestas coisas, mais ela fede.

Deixa quieto.

Sds,
Ivan.

Tadeu Mendes

Prezado Ivan,

Essa estoria ainda vai dar pano para manga. Conhece esse ditado????

Definitivamente, essa e a grande estoria do ano. Vai render mais que a execucao de Bin Laden.

Marcelo

caro Tadeu, não me refiro à decodificação eletrônica ou software dos equipamentos, mas aos materiais usados, configuração da estrutura interna para diminuição do eco radar, técnicas de proteção das palhetas do motor, este tipo de coisa, os chinas ou russos podem tirar muita informação útil. No mínimo, visto que o troço está quase inteiro, dá para testar o eco radar e verificar em qual frequência a detecção é mais fácil, por exemplo, enfim, dá para tirar muito leite sim!

Mauricio R.

Engraçado, tem mtos aqui chamando os americanos de cara de pau, mas aposto que nenhum de vcs sabem qntos pesqueiros japoneses os soviéticos apresaram qndo da defecção do então tenente Belenko e seu Mig-25 Foxbat???

Giordani RS

Interessante é esse UAV não ter uma carga explosiva para autodestruição…

Se os chineses colocarem as mãos nesse(e com certeza “irão”), esse modelo já estará defasado…

Modo teoria da conspiração “ON”: E se esse UAV for um “Cavalo de Tróia?”

Daglian

Na minha opinião os iranianos poderão sim extrair boa parte da tecnologia presente no RQ-170, mas não agora, e sim daqui há muito tempo, visto que eles não tem “tradição” nesta área, mas também devemos considerar que não são estúpidos.

Tadeu Mendes

Caro Marcelo,

Voce tem toda a razao nesse aspecto. Mas como aqui (EUA) esta cheio de espioes (alguns ate com cidadania americana), provavelmente ja devem saber de muita coisa.

So gostaria de lembrar ao amigo de uma coisa: saber ler a receita do bolo e seus ingredientes ja e alguma coisa, agora a tecnica para conzinha-lo ja e outra coisa.

Eu acho que as tecnicas empregadas na manufatura dos UAVs. ainda sao bastante complicadas, ou seja, eles (chinas, russos ou iranianos) ainda nao dominam totalmente, talvez parcialmente, e no caso dos iranianos, provalvelemente nada de nada.

Hammadjr

Salam Aleikum, para mim é uma novidade que o Irã tenha comprado aeronaves do estaduniense, quem diria, no entanto em relação ao que se passa no Oriente Médio é preciso cautela, pois uma análise conjuntural feita pela otica ocidental pode não refletir a situação daquela região. Na minha percepção bem simplista os americanos não atacaram o Irã por que não tem certeza do sucesso da empreitada, caso tivesse não exitariam em leva-la a frente, ainda mas agora que o teco-teco spy pifou

Uitinã

Como eu já falei os Russos e Chineses já sabiam se aquilo ali era ou não verdadeiro e com certeza já devem tá loucos atrás de um pedaço, em outro Post eu escrevi o que especialistas disseram sobre o caso russos e chineses não precisam nem dos softwares e hardwares só precisam analisar a fuselagem e os materiais compostos utilizados na aeronave e boa, depois e só usar a imaginação e boa.

Mauricio R.

Algo me diz que os chineses não necessitam do UAs americano, p/ nada…

(http://www.flightglobal.com/blogs/the-dewline/2011/12/picture-chinas-wind-blade-uav.html)

Mauricio R.

Examinar o UAS lá ni Irã é somente o início do processo, sem capacidade industrial, aquilo lá é somente sucata.

(http://www.wired.com/dangerroom/2011/12/cia-drone-secrets/)

Mauricio R.
Vader

Pra mim isso é um tremendo de um Cavalo de Tróia, e os iranianos estão caindo como patinhos na esparrela. Tão dando a desculpa que o Tio Samuel Wilson tava procurando.

E mais não digo.

Corsario137

Seja lá o que for, é DIVERTIDÍSSIMO!

Observador

Senhores, Devagar com a andor que o santo é de barro. Não concordo com estas teorias da conspiração. Estas só ficam bem nos livros de Tom Clancy. A realidade é muito mais atrapalhada, confusa e complexa do que os livros. Os EUA nunca iriam entregar dezenas de bilhões de dólares em tecnologia sensível apenas para criar um pretexto para atacar o Irã. Pretextos para isto já existem em número suficiente. Não é preciso fabricar mais um. Além disto, os EUA não vão se meter em nenhuma outra aventura, mesmo que seja um ataque aéreo cirúrgico ao Irã, antes de sairem… Read more »

joseboscojr

A situação do Irã também não é das mais confortáveis. Se ele admite que tomou o controle do drone, ele dá pretexto para os americanos afirmarem que o dito cujo não estava sobrevoando o território iraniano e que foi desviado. Se os iranianos disserem que o abateram legitimamente e por isso caiu no território que sobrevoava, como está intacto (ou quase)? A terceira opção é que ele tenha caído de maduro no território iraniano devido à falha técnica de algum tipo, aí também cabe o argumento de que ele poderia não estar sobrevoando o território iraniano e que tenha implementado… Read more »

Baschera

O RQ 170 não possui tal dispositivo de auto-destruição, conforme já foi escrito em matérias de post anterior sobre o assunto.

Os americanos sabiam exatamente onde ele “caiu”, pois o acompanhavam via satélite….. o problema era ir lá buscar.

Não foram. Não arriscaram. Vão-se os anéis…ficam os dedos.

Sds.

joseboscojr

Mas os anéis não são muto valiosos não tendo em vista que a tecnologia stealth americana é baseada num trabalho de um cientista russo, a aerodinâmica da aeronave é baseada num avião nazista e a tecnologia de comunicação criptografada em tempo real via satélite e o software de controle foi hackeado. rsrssss

Grifo

Senhores, acho que não existe “legislação” ou nada similar que aplique aqui. Esta não é uma bola que alguém chutou por cima do muro e está pedindo para você jogar de volta. É uma aeronave militar que entrou sem autorização no espaço aéreo do Irã. Os iranianos devolvem se quiserem, e pelo jeito acho que não querem. Os entusiastas aqui que forem algum um dia for a Moscou não devem perder a chance de visitar o Museu das Forças Armadas russas. Lá entre outras relíquias estão os destroços do U-2 americano que foi abatido pela União Soviética na década de… Read more »

Vader

Observador:

“Se os iranianos tivessem tecnologia para fazê-lo pousar, haveria muito pouco para aprender com o drone, não?”

Perfeita colocação!

Bosco:

A lógica aponta para a terceira opção.

Sds.

M.A

Lembrando que, se a capacidade dos sensores do RQ-170 tem capacidade para tal, a aeronave poderia muito bem estar “espionando” o território Iraniano a fundo sem sequer estar penetrar no espaço aéreo do dito cujo. Sensores com tal capacidade foram empregados desde o SR-71, que tirava as fotos do território soviético bem distante do seu espaço aéreo, com sistemas de cameras que conseguiam uma boa resolução a distâncias imensas, permitindo que a aeronave percorre-se a extensão da fronteira russa enquanto seus sensores fotografavam tudo que fosse relevante e visível. Os soviéticos nunca puderam fazer nada, e o Irã também não… Read more »

Últimas Notícias

IMAGENS: Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Por André Magalhães Aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, na ALA 1, em Brasília (DF), a cerimônia alusiva...
- Advertisement -
- Advertisement -