domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

Ministro Aloizio Mercadante visita a empresa sul-africana Denel

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A empresa estatal sul-africana de defesa Denel, que desenvolve o míssil ar-ar A-Darter em conjunto com a Força Aérea Brasileira, divulgou notas à imprensa sobre a visita da presidente brasileira Dilma Rousseff e do ministro de ciência e tecnologia Aloizio Mercadante à África do Sul. O ministro visitou a Denel no dia 17 de outubro, segundo a nota mais recente.

Talib Sadik, Chefe Executivo (CEO) da Denel, disse que a visita do ministro brasileiro demonstra a importância do programa do míssil A-Darter para ambos os países: “Este é o próximo passo no relacionamento entre as indústrias de defesa da África do Sul e do Brasil, que vai crescer em relevância e valor nos próximos anos”.

A presidente Dilma Rousseff está no país africano para o encontro IBSA, que reúne Índia, Brasil e África do Sul. Participam o presidente sul-africano Jacob Zuma e o primeiro ministro da Índia, Manmohan Singh.

Segundo Sadik, o programa A-Darter para um míssil ar-ar de curto alcance de nova geração, guiado por infravermelho, foi iniciado conjuntamente pela Denel Dynamics (subsidiária do Grupo Denel) e a Força Aérea Brasileira em 2006, sendo o primeiro programa cooperativo de defesa dos dois países, no contexto do acordo trilateral IBSA.

Os primeiros mísseis deverão ser entregues às Forças Aéreas Brasileira e Sul-Africana no início de 2013.  Nesta última, deverá equipar os caças JAS 39 Saab Gripen e jatos de treinamento / ataque BAE Hawk. O míssil já foi lançado, com sucesso, pelo Gripen.

De acordo com Jan Wessels, CEO da Denel Dynamics , “o A-Darter é planejado para ser um míssil de grande agilidade, capaz de manobrar em altíssimas cargas G. Sua cabeça de busca por infravermelho é projetada para ter ângulos de visão bem elevados. Com uma massa de menos de 100kg, o míssil é propulsado por um motor foguete de sustentação com empuxo vetorado.” Ainda segundo Wessels, apenas um punhado de países no mundo tem as habilidades técnicas e capacidade de desenvolver esses mísseis de quinta geração.

FONTE: Denel

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Corsario137

O Celso Amorim que é Ministro da Defesa vai a Europa falar com chefes de Estado enquanto o Mercadante visita fábrica de material bélico.

Mercadante, o homem que revogou o irrevogável.

Antonio M

Esse pessoal do (des)governo deveria abrir uma fábrica de bebidas de fermentados de uva, pois vão gostar de fazer espuma assim lá na ………

edcreek

Olá,

Corsario137 essa foi boa, kkkkk

Ele deve ter ido acertar mais uma *comissão-sinha*, para mais liberacao de verba do projeto.

Abraços,

Storm Rider

Mercadante…podia ser pior?

Vader

Ihhhhhh, agora o A-Darter tá lascado… o “revogador do irrevogável” é capaz de revogar a participação brasileira no projeto… 🙂

Últimas Notícias

Irã diz que explosão acima de Natanz faz parte de treinamento militar

A explosão relatada coincide com uma crise nas negociações sobre o programa nuclear do Irã A mídia iraniana no sábado...
- Advertisement -
- Advertisement -