segunda-feira, maio 17, 2021

Gripen para o Brasil

‘Eurocanards’ sobre a Líbia: Rafale, o que saiu na frente

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Compre a revista Forças de Defesa 2 e veja matéria especial, mostrando os diferenciais mostrados pelo Rafale e os outros dois “eurocanards” em operações sobre a Líbia

Gaddafi pode ter saído de cena, mas as missões de aviões de combate sobre a Líbia não. Para se ter uma ideia, o Ministério da Defesa da França divulgou nesta segunda-feira (29 de agosto) que, entre 18 e 25 deste mês, foram realizadas 150 surtidas  do dispositivo militar francês. Destas, 96 surtidas (65%) foram de ataque ao solo, realizadas por aeronaves Mirage 2000-D, Mirage 2000-N, Mirage F1 e Rafale, da Força Aérea Francesa.

E é deste último que estamos tratando aqui. O Rafale foi o primeiro dos três “Eurocanards” a sobrevoar a Líbia em missão real no conflito, então é o primeiro da lista na matéria especial publicada na revista Forças de Defesa 2. Para quem já recebeu a revista, estas fotos (via Ministério da Defesa da França) servem como complemento à matéria, que mostra os diferenciais mostrados pelo Rafale e os dois outros “Eurocanards” em missões realizadas nos últimos meses sobre a Líbia. Para quem ainda não comprou o seu exemplar, serve como aperitivo. Adquira já a sua revista!

Para adquirir o seu exemplar, clique num dos botões abaixo. Use o PagSeguro para gerar um boleto pagável em qualquer banco e o PayPal para pagar com cartão de crédito. Ao efetuar a compra por estes botões, favor informar o endereço completo para o envio. Para dúvidas sobre outras formas de pagamento e demais informações, envie um e-mail para revista@fordefesa.com.br. Ao comprar a revista, o leitor torna-se assinante dos sites das Forças de Defesa, podendo postar comentários após o seu cadastramento.

 

 

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
edcreek

Olá,

Minha revista chegou hoje em casa, não vejo a hora de chegar para ver!!!!!!!! Eta ansiedade!!!!!

Abraços,

rtegli

Pelo que já li sobre o assunto, o Rafale tem se mostrado como o melhor caça de 4ª geração disponível no mercado (não estou querendo conclui que é ou não a melhor opção para o Brasil). Contudo, a dúvida que tenho é se os armamentos de seu inventário (principalmente mísseis ar-ar) são tão bons quanto dos americanos e russos. Isso realmente é uma incógnita para mim. abs

Guilherme Poggio

caro rtegli

Os armamentos ar-ar do Rafale são os mesmos das versões mais novas do Mirage 2000. Existem planos para dotar o Rafale de armamento mais moderno como é o caso do míssil MBDA Meteor, mas só a partir de 2018

http://www.aereo.jor.br/2011/01/03/franca-encomenda-200-misseis-meteor-para-o-rafale/

DrCockroach

Mais um constrangimento publico. Reporteres do Wall Street Journal aproveitando os arquivos disponiveis com a tomada de Tripoli localizaram documentos de 4 empresas que prestavam servicos p/ a repressao da Libia atraves de monitoramento de ligacoes, chats, internet, etc. Um, inclusive, continuou por um curto periodo mesmo depois da rebeliao. Sao elas: – Amesys (Franca); – Narus (subsidiaria da Boeing!); – ZTE Corp (China); – VASTech SA Pty Ltd (Africa do Sul); http://online.wsj.com/article/SB10001424053111904199404576538721260166388.html Lamentavel, fornecer estes tipos de servicos p/ um pais em que nao existia um regime legal com garantias dos direitos individuais, em que era sabido os casos… Read more »

Luis

“…o Rafale tem se mostrado como o melhor caça de 4ª geração disponível no mercado…” => depois de todos os outros.

Reportagens especiais

Força Aérea Brasileira em 1979, poster da revista Flap Internacional

Reprodução do poster "Força Aérea Brasileira em 1979", da revista Flap Internacional, enviado gentilmente pelo leitor e colaborador Roberto...
- Advertisement -
- Advertisement -