Home Asas Rotativas Índia quer comprar mais aviões C-17 e C-130, além de helicópteros

Índia quer comprar mais aviões C-17 e C-130, além de helicópteros

351
9

Ministro da Defesa da Índia também comentou sobre o prazo para avaliar finalistas do MMRCA

Reportagem do AINonline afirma que, segundo o comandante da Força Aérea Indiana, a Índia poderá adquirir pelo menos mais seis aviões de transporte  C-17, da Boeing, e outros seis C-130J, da Lockheed Martin. Os primeiros dois C-130J encomendados pela Força Aéra Indiana, de um total de seis, já foram entregues e, segundo o comandante Naik, a encomenda inicial de dez C-17s já foi finalizada.

Naik também afirmou que a seleção de helicópteros de ataque, de transporte pesado e utilitários também é iminente. Para os de ataque, concorrem o Boeing AH-64D Apache e o Mil Mi-28N. Para os pesados, competem o Boeing CH-47D e o Mil Mi-26T e, para os utilitários leves, disputam o AgustaWestland AW119, o Eurocopter AS550 e o Kamov Ka-226.

O comandante também comentou sobre a seleção do MMRCA (avião de combate multitarefa de porte médio). Sobre a eliminação do F-16, F-18, Gripen e MiG-29, ele disse que “os dois finalistas europeus foram os que mais cumpriram os mais de 600 parâmetros que a equipe de seleção da Força Aérea Indiana estabeleceu.” Ele já havia afirmado que a abertura das propostas comerciais do Dassault Rafale e do Eurofighter Typhoon seria em meados do mês passado (junho), mas que levaria “alguns meses” para avaliar os pacotes de apoio, treinamento e compensações, assim como os custos dos ciclos de vida.

Treinadores: no final de junho, a Índia selecionou o Pilatus PC-7 Mk II para seu requerimento por um treinador básico. A compra foi apressada pela proibição de voos dos treinadores HAL HPT-32 Deepak, de motor a pistão, em julho de 2009, após 17 acidentes. Enquanto aguardam a entrada em serviço do novo treinador, os pilotos fazem a instrução nos jatos HAL Kiran Mk II ou BAE Systems Hawk.

FONTE: AINonline

FOTO: USAF (Força Aérea dos EUA)

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marco Antônio
Marco Antônio
9 anos atrás

Esta “Nova Guerra Fria” entre China e Índia ainda renderá muito para a indústria mundial de armamentos……a China tem comprado mais internamente e a Índia prioriza a diversidade de fornecedores externos…..interessante para se analisar o melhor modelo: desenvolvimento da indústria local X poderosas compras externas de fornecedores diversificados.

Importante salientar que fica clara a exclusão da possibilidade de compra externa de uma única fonte, prática que causa dependência e, consequentemente, afeta a soberania nacional.

Nick
Nick
9 anos atrás

Inveja. hehehehe, bah cada dia uma notícia boa por lá. É PAKFA, Tejas, P8A, C-17, Scorpenes, PAs russos, Brahmos, MMRCA, AMCA, e não se mais o que. E aqui, só se ouve o ruído dos grilos. 🙁

[]’s

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Existem 2 projetos indianos que correm o risco de serem tocados nessa condição de “single vendor”:

1-) Remotorização da aeronave Jaguar, a RR se retirou da concorrência, deixando o caminho livre p/ a Honeywell.

2-) Bhin SPH, em uma concorrência anterior a torre T-6 da Denel foi selecionada.
Depois o caldo entornou, a Denel foi flagrada pagando propina, a concorrência foi cancelada e a empresa sul-africana colocada em uma lista negra.
A opção corrente seria equipa-lo c/ a torre do K-9 sul-coreano.

Marine
Marine
9 anos atrás

Nunao,

De quem e a traducao? “Um par de meses”?! O original seria, “A couple of months” certo? A traducao correta da expressao entao nao e ao pe da letra. “Alguns meses” seria mais apropriado.

Ja com relacao a India, falar o que? Claro que vivemos em um cenario diferente mas enquanto ela segue em frente nos aqui continuamos parados no tempo.

Sds!

asbueno
asbueno
9 anos atrás

De fato, não dá para compararmos com os Indianos. Tivessem resolvido a questão da aviação de caça e estaríamos numa boa situação, relativamente confortável.

Isso já foi repetido à exaustão por aqui, mas a culpa é
da falta de competência e de interesse das autoridades políticas desse país. Se fosse apenas em relação ao meio militar estaria ótimo…

Vader
9 anos atrás

Off-topic: atualização sobre a situação de nosso Min Def:

http://vaderbrasil.blogspot.com/2011/07/e-jobim-nao-foi-por-enquanto.html

Baschera
Baschera
9 anos atrás

Culpa do Cabral….. que descobriu as “índias” erradas…..PUTZ.

A tia da metralhadora vai liberar os R$ 4 bi daquelas emendinhas ordinárias e sujas daqueles vendilhões do templo de Brasília, mas dinheiro para as FFAAs não tem.

Acho que vou fazer como a Azaléia, vou me mudar para a Índia !!

Sds.

Observador
Observador
9 anos atrás

Caro Vader:

Mostrei o seu Rafale “tunado” para a minha afilhada de dez anos.

Ela amou.

– Ai, “tio”, que FO-FO! Todo rosa! É avião só prá menina?

– É filha – respondi rindo – tem muita gente que acha que é.