terça-feira, maio 18, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer: 50 dias sem atividade na China

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A produção da fábrica da Embraer em Harbin (1.250 km ao norte de Pequim), na China está parada desde 26 de abril, data da entrega da última unidade do ERJ-145 (50 passageiros).

Sem demanda, 90 dos 213 funcionários (apenas sete são brasileiros) ganharam licença remunerada, e US$ 7 milhões em peças e equipamentos estão parados no armazém da empresa.

Para que a fábrica volte a funcionar, o trabalho tem sido intenso em áreas como a comercial e a financeira, em meio aos passos para viabilizar a montagem de jatos executivos Legacy 600/650, a nova aposta da Embraer para o mercado chinês. O processo pode levar até 24 meses.

A migração do ERJ-145, já sem demanda no mercado, para o Legacy é resultado de um acordo firmado em meados de abril entre a Embraer e sua sócia minoritária na fábrica, a estatal Avic, em meio à visita da presidente Dilma Rousseff a Pequim.

A fabricação de jatos executivos não era a primeira opção da Embraer. A empresa queria montar o E-190, para cerca de cem passageiros, mas o governo chinês negou a autorização porque uma empresa do país desenvolve um avião semelhante.

FONTE: Agência de Notícias Jornal Floripa

SAIBA MAIS:

      - Advertisement -

      5 Comments

      Subscribe
      Notify of
      guest
      5 Comentários
      oldest
      newest most voted
      Inline Feedbacks
      View all comments
      Vader

      Isso que dá fazer negócio com quem não é confiável.

      edcreek

      Olá,

      Piada, enquanto isso, compramos todo lixo Chines:

      Bolsas, Celulares, Eletroeletronicos, Carrinhos de infantis, Vestuario, Sapatos, etc, etc

      Os Chineses agradeçem por manterem os empregos deles……

      Piada,

      eraldocalheiros

      A verdade é uma só: Os chineses estão se lixando pra embraeer e muito menos pro governo brasileiro, pois o que eles queriam da embraeer eles ja tiveram, a tecnólogia o resto é o resto.

      cfsharm

      Como diz o poeta: ” Malandro é malandro e mané é mané…. podes crê que é!”. Acharam que aqueles salamaleques todos iam dar em alguma coisa. Continuamos a ver navios… chineses e cheios de produtos e não ganhamos nada com isso.

      Vader

      Como disse alguém outro dia:

      “Os chineses fazem negócio a 5.000 anos. O PT a 30”. 🙂

      Reportagens especiais

      Conheça as armas do caça Saab Gripen E/F da FAB

      As armas e pods compatíveis com o caça Saab Gripen E, mas a FAB só adquiriu uma parte até...
      - Advertisement -
      - Advertisement -