quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

1.000 libras sobre a Líbia: Typhoons da RAF atacam com Enhanced Paveway II

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A RAF (Força Aérea Real Britânica) divulgou informe sobre ataque, realizado a um alvo militar na Líbia, de caças Typhoon armados com quatro bombas Enhanced Paveway II, de 1.000 libras (454 kg). Foi a primeira vez, segundo a RAF, que esse tipo de bomba foi utilizado operacionalmente por um Typhoon. O ataque foi realizado na quarta-feira passada, 25 de maio.

O Typhoon FGR4 estava acompanhado de um Tornado GR4, e ambos lançaram um total de nove bombas sobre um complexo militar em Tiji.

No planejamento, a missão deveria atacar um total de oito pontos no alvo, que seria um depósito militar. Um nono alvo, dentro do complexo, foi atacado com base em informações recebidas durante a missão.

O Typhoon lançou suas quatro bombas  Enhanced Paveway II, enquanto que o Tornado empregou cinco Paveway IV (de quinhentas libras – 227 kg). Segundo a RAF, isso também representou um feito inédito para o Tornado. Ambas as armas têm guiagem a laser e a GPS.

Nas fotos de baixa resolução disponibilizadas pela Força Aérea Real, vê-se um Typhoon decolando com quatro bombas Paveway II, de 1.000 libras, e imagem dos danos ao depósito de Tiji.

FONTE / IMAGENS: RAF

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Interessante notar que o Typhoon perde um suporte importante ao transportar um casulo de designação. Outros caças como o F-16, o Gripen e o Rafale tem lugar dedicado para esses casulos. Isso mostra que o Typhoon recebeu capacidade ar-solo muito tarde no seu desenvolvimento. Nem colocar o casulo no suporte dos mísseis de médio alcance, como no F/A-18 e o velho F-4, eles fizeram.

Renato Oliveira

Cadê as rafaletes agora, pra dizer que o Typhoon não tem armas A-S integradas?

Almeida

Clésio tá coberto de razão. Na minha opinião, assim como o Tornado foi criado como caça bombardeiro e depois fizeram um remendo para uma versão ar-ar, o Typhoon nasceu como caça de superioridade aérea puro sangue e depois sofreu remendos para ter capacidade ar-solo e justificar o programa, completamente inadequado para seu tempo. Os europeus deveriam ter cancelado tanto o programa Eurofighter quanto o Rafale no começo dos anos 90, assim que viram seus projetos da Guerra Fria sofrendo atrasos e cortes, além de se tornarem obsoletos com a revelação do F-117, B-2 e o XF-22. Talvez hoje estivessem colocando… Read more »

Vader

O ÚNICO caça CONCEBIDO como multirole do mundo chama-se Lockheed-Martin F-35 Lightning II – Joint Strike Fighter.

O resto é GAMBIARRA.

Clésio Luiz

Isso faz dele o gambiarra-mor.

Últimas Notícias

FAB realiza enlaces de dados entre aeronaves usando o LINK-BR2 pela primeira vez

Os voos foram realizados durante a execução da Operação Íris, como foi denominada a segunda fase de ensaios de...
- Advertisement -
- Advertisement -