segunda-feira, julho 4, 2022

Gripen para o Brasil

Rebeldes derrubam Su-24 na Líbia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Os corpos dos dois tripulantes foram colocados de bruços na areia, o núcleo derretido de seu motor a jato destruído ainda brilhava ao lado deles.

Pouco mais de uma hora antes, este emaranhado de metal retorcido, que estava espalhado pelo deserto, era um avião de combate de fabricação russa.

Agora, ele representa a primeira vitória superfície-ar das milícias rebeldes, que marcham para oeste ao longo do Golfo de Sidra, teimando em ir de toda maneira para Trípoli.

”Primeiro vieram os helicópteros para ver o que estávamos fazendo”, disse Lamin Marharj. ”Então eles mandaram os aviões cerca de duas horas mais tarde para nos bombardear.”

Um homem aparentando cinquenta e poucos anos e de barba, Marharj mais parecia um sábio local do que um recém-inscrito revolucionário.

A área que ele falava era Ras Lanuf, um posto avançado da Companhia Petrolífera Sirte, que serve como um dos maiores terminais de petróleo da África, onde as forças sitiada leais ao ditador Muammar Gaddafi acabara recuando.

Como pode ser que uma força de combate tão bem equipada quanto as tropas de Khadafi esteja perdendo tanto terreno, e tão rapidamente, para um grupo tão sujo de revolucionários conhecidos coletivamente como Shabab, a palavra árabe para ”a juventude”.

O fato do ‘shabab’ conseguir derrubar um Sukhoi Su-24 é algo bastante notável dada sua inexperiência com as armas que eles estão lidando.

Mas de acordo com Maharj, como o avião fez uma primeira passagem sobre Ras Lanuf, e depois um segunda, um rapaz simplesmente pegou um lançador de granada auto-propelida, mirou e atirou, conseguindo um tiro certeiro.

No local da derrubada do avião, um vale conhecido como Swadi Wadi al-Haj, cerca de dois quilómetros a sul da estrada principal em uma linha reta com o aeroporto Lanuf Ras, os jovens que se reuniram para examinar os destroços fumegantes e estavaam entusiasmados, disparando tiros para o ar.

”Gaddafi, halas [acabado]”, disse o jovem Adel que tinha viajado para Ras Lanuf de Benghazi, no sábado para se juntar à luta.

”Amanhã – Sirte”, acrescentou ele, com esperança e mais autoridade.

Em meio ao fervor houve também uma reverência para os dois pilotos, cujos corpos foram rapidamente cobertos com cobertores.

Exatamente quantos indivíduos nascidos Líbia estão lutando para acabar com esta revolta popular não está claro, mas há uma inclinação excessiva entre os rebeldes em atribuir aos corpos que eles veem no chão como sendo de outra nacionalidade.

Uma e outra vez, testemunhas de várias batalhas e escaramuças citaram a presença de estrangeiros lutando contra eles.

Eles são negros ou falam línguas desconhecidas.

No caso dos aviadores abatidos, depois que um rebelde fez um exame minucioso da pele e cor do cabelo, ele declarou serem originários do Extremo Oriente.

”Muito curto, sua pele é tão macia, e seu cabelo é preto. Estes não são os homens da Líbia,”disse uma testemunha. Os outros concordaram.

De volta à estrada, atrás da pista do aeroporto, o terminal de Ras Lanuf estava parcialmente encoberto pela poeira de uma tempestade de areia leve.

Com as portas abertas, sem pessoas, o terminal dava uma sensação fantasmagórica como seus motores chiando a distância e ignorando o caos que os cerva. Alguns quilômetros para oeste, na guarita que serve como porta de entrada para área residencial de Lanuf Ras, uma multidão de 200 shabab tinha estabelecido uma espécie de quartel-general revolucionário local.

Certamente, nenhum cinegrafista, poderia ter arranjado essa imagem de uma rebelião em ação.

Os rapazes estavam ao redor conversando entre caixas empilhadas de munição, alegremente comendo pão com atum.

Outros decidiram circundar os canhões antiaéreos para cantar canções triunfantes zombando Kadafi e seus filhos foi a melhor maneira de ir, pontuando o refrão e disparando alguns tiros.

Se o fornecimento de elementos essenciais para a sobrevivência dos shabab parece um pesadelo logístico, isto não apareceu até agora.

Em cada posto de controle ao longo da rodovia, a água engarrafada é empilhada ao lado de pacotes de comida abundante. Caminhões continuam fazendo suas entregas de gasolina e a eletricidade ainda funciona.

FONTE:
The Age

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Poder Aéreo

NOTA DO BLOG: A Força Aérea da Líbia possuía poucos exemplares de bombardeiros Sukhoi Su-24, possivelmente apenas dois em operação. Existem informações que dão conta de que um deles havia sido incendiado.

É provável que a aeronave tenha sido derrubada por um MANPADS. Acertar um tiro de RPG em um jato voando a mais de 600 nós não parece ser razoável.

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato Oliveira

Certamente foi um MANPADS. Militares que aceitam atacar civis merecem este destino.

tplayer

Se foi com uma RPG deve ter sido o Rambo.

Uma vitória e tanto para os rebeldes, certamente fará um rombo no ego dos militares que apoiam o genocida.

Renato Oliveira

RPG é consistente com um avião incendiado ainda no solo. tplayer, concordo com o impacto psicológico.

joseboscojr

Acertar um Su-24 no ar com um RPG?
Puxa!
E eu que achava que o cúmulo da pontaria era outra façanha.

Vader

Sei não, mas acho que essa rebelião vai gorar…

Rodrigo

Só vai dar certo se ONU agilizar a NFZ e ataques a alvos do Governo.

O problema é a lentidão da ONU e o Cáubi da Líbia conta com isto para esmagar a rebelião antes.

Ivan

Que a ONU é indecisa e a OTAN Européia é muuiiiito lenta todos já sabemos, não é surpresa.

Curioso é a passividade da Liga Árabe…
Agem como se pretendenssem apoiar o o Coronel Kadafi… mas como não podem fazer isto abertamente, trabalham para dar tempo ao tirano, minando os rebeldes.

Talvez seja do interesse daqueles que dominam a Liga Árabe transformar os “Ventos da Liberdade” em uma leve brisa.

Sds,
Ivan.

Rodrigo

Se os gringos e ingleses, que com autorização ou não serão quem arregaçarão as mangas de verdade na hora da ação, agirem unilateralmente cairão um mundo de críticas em cima deles.

edcreek

OLá,

Precisamos arrumar um cara desses para derrubar um certo aviao presidencial…..heheheheeh…

Falando serio acho mais facil ter sido problemas tecnicos do que RPG…

Imagino que se os “Guardiões” do mundo(EUA e seus escudeiros Ingleses) em sua bondade não entrarem na briga a rebilião será sufocada.

Abraços,

Vader

Se “uzamericanu” entrarem na treta, serão acusados pela caterva vermelhuxa de serem a “polícia do mundo” e aquele blábláblá de sempre.

Se não fizerem nada, serão acusados pelos mesmos antiamericanos de leniência e conivência.

Enfim, irão apanhar de todo jeito.

Então é melhor economizar uma verba do contribuinte americano, e deixar a treta para os europeus resolverem, afinal são eles os maiores prejudicados (especialmente Itália e França).

Rodrigo

Edson, você ironiza mas é a verdade…. Por que os franceses não tomam a iniciativa e vão? No Afeganistão eles estão escondidos. Conseguem passar 30 dias em operação com o “poderoso” Rafale F3 sem despejar UMA ÚNICA bomba e ainda conseguem perder um avião em pane seca. Idem para o também “poderoso” Tiger, que cai sozinho em tempo ruim. Os “poderosos” Caracal, que dizem operar full pax neste TO, até hoje ninguém respondeu o meu desafio de mostrar uma única foto ou vídeo comprovando. Só vejo ele com uma carga útil e ofensiva inferior a do Pavehawk que é muito… Read more »

Antonio M

O Gadafi afirma que a revolta é orquestrada pelos EUA e AL Qaeda. Interessante essa aliança.

Só falta culpar o PIG – Partido da Imprensa Golpista ……….

edcreek

Olá, Rodrigo, não questiono que os EUA e os seus escudeiros Ingleses é que estão verdadeiramente no “front” Afegão. E nem deveria ser diferente, os EUA criaram essa guerra agora eles que devem arcar com os custos. A Russia defente seus interesses onde lhe convem, como vimos recentemente na Ossétia, é como eu disse os EUA estão atraz de seus fantasmas de onze de setembro então é natural que eles arquem com os “lucros ou prejuizos” dessa caçada. Falando especificamente do caso Libio, torço para uma intervesão internacional, já que temos uma grande parcela da população a favor e contra… Read more »

Rodrigo

Sucata não são, porque são novos.

São só medianos mesmo, como todos os produtos da Lixocopter.

Wagner

Cara bom hein… na manual, pegou um Fencer !!!

Renato Oliveira

Caros colegas, quando eu disse “de RPG”, estava pensando na aeronave ter sido atingida ainda no solo. Acertar um helo com RPG vá lá mas um atacante supersônico é mais difícil que ganhar na mega-sena sozinho.

Se foi em voo mesmo com MANPADS é difícil.

O serviço pode ser facilitado com ‘espiões’ ao estilo Kosovo: alguém com celular diz que o avião decolou, outro diz que passou em A, outro diz que passou em B, e assim por diante, de tal forma que o ‘sniper’ terá tempo para se preparar, pois os rebeldes não devem dispor de radares operacionais.

Luiz Henrique S. Santana

Duvido muito um rebelde derrubar esse caça russo com um RPG! Isso não é possível, somente com bateria antiaérea especializada de última geração. Um RPG somente abateria um avião não supersônico à baixa altitude ou um helicóptero de assalto também voando baixo.

Últimas Notícias

FAB intercepta aeronave carregada com 500 kg de drogas

Atuação da Força Aérea tem como objetivo defender o espaço aéreo e proteger as fronteiras do país A Força Aérea...
- Advertisement -
- Advertisement -