terça-feira, agosto 3, 2021

Gripen para o Brasil

Mont-de-Marsan: a próxima casa do Rafale na França

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O ano de 2011 reserva muitas mudanças para a Base Aérea 118, de Mont-de-Marsan, no Armée de l’air (Força Aérea Francesa). Entre as mais importantes, coroando seu status de Base de Defesa de Nova Geração, está a chegada de duas unidades de aviões de combate. Uma delas é o Esquadrão de Reconhecimento 2/33 “Savoie”, equipado com vinte aeronaves Mirage F1. O esquadrão será transferido da Base Aérea de Reims, que fechará suas portas.

A outra unidade a chegar, com seus elementos precursores, será o futuro Regimento de Caça “Normandie-Niemen”, composto unicamente por aviões Rafale. Esse, que será o terceiro esquadrão operacional equipado com a aeronave na França, se instalará gradualmente durante o ano de 2011 – vale lembrar que o esquadrão de transformação para o Rafale 2/92 “Aquitaine”, recentemente ativado em St. Dizier, não opera aeronaves próprias, utilizando-se dos caças que dotam os esquadrões “Gascogne” e “Provence”, com os quais compartilha a base, além de um Rafale M cedido pela Marinha Francesa.

Em contrapartida, o Esquadrão de Transporte “Ventoux” deverá ser transferido para a Base Aérea de Creil em maio de 2011. Com as mudanças, o pessoal em serviço na Base Aérea 118 deverá passar de 3.200 para 3.700 em seis meses.

Visita de Sarkozy a Saint-Dizier, a atual casa do Rafale no Armée de l’air

Voltando à citada Base Aérea 113 “Commandant Saint Exupéry” de St. Dizier, esta recebeu a visita do presidente francês Nicolas Sarkozy no início deste novo ano, onde ele fez um discurso sobre a modernização das Forças Armadas Francesas. 

Em St. Dizier, onde atualmente operam os esquadrões operacionais 1/7 “Provence” e 1/91 “Gascogne”, além do esquadrão de transformação para o Rafale  2/92 “Aquitaine”, já citado, Sarkozy estava acompanhado de Alain Juppé, Ministro da Defesa, do Almirante Édouard Guillaud, chefe do estado maior das Forças Armadas, e do General Jean-Paul Paloméros, chefe do estado maior do Armée de láir.

Sarkozy foi apresentado a um Rafale equipado com míssil SCALP representando o poder estratégico convencional, e a outra aeronave equipada com o armamento ar-solo modular (AASM), representando o apoio a forças terrestres, especialmente os comandos paraquedistas. O presidente francês interessou-se particularmente pela utilização do sistema Rover nessas missões, aproveitando para expressar sua satisfação pela criação da Base Aérea 104 de Al Dhafra, nos Emirados Árabes Unidos. Também foi apresentado o pod Reco NG, que entrou em serviço em novembro do ano passado.

A nota do Armée de l’air sobre a visita do presidente francês destacou parte de seu discurso: “Nesta manhã, eu vi na Base de Saint-Dizier homens e mulheres orgulhosos de implementar um dos sistemas mais poderosos que o país já construiu para a sua defesa: o Rafale,  Eu vi o pessoal civil e militar trabalhando em  infraestruturas modernas e adequadas. Estes são sinais concretos da modernização da nossa Defesa.” Segundo o presidente, Saint-Dizier é um dos melhores exemplos da modernização pela qual está passando a Defesa da França.

FONTE / FOTOS / MAPA: Armée de l’air (Força Aérea Francesa) – tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo

 

NOTA DO BLOG: você pode encontrar as Bases Aéreas 113 (St. Dizier) e 118 (Mont-de-Marsan) no mapa acima, que mostra a nova organização de Bases de Defesa das Forças Armadas Francesas. Para ver outras matérias a respeito das mudanças em curso no Armée de l’air, especialmente relacionadas à racionalização pela qual passam os esquadrões de combate (a qual está ligada à introdução do Rafale) clique nos links a seguir:

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
- Advertisement -
- Advertisement -