sábado, outubro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Primeiro teste de lançamento de AASM com guiagem a laser

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Direction Générale de l’Armement (DGA) francesa realizou em 17 de junho de 2010 o primeiro lançamento de um AASM (Armement Air-Sol Modulaire) com guiagem a laser.

A primeira versão, com guiagem inercial e por GPS foi certificada em 2008 e está operacional no Afeganistão. A segunda versão, guiada por infravermelho, foi certificada em 2009 e encontra-se em avaliação operacional.

A versão guiada a laser, combina também a guiagem GPS e inercial, permitindo ao AASM engajar alvos em terra e no mar com grande precisão.

O teste de lançamento foi feito a média altitude por um caça Rafale, contra um alvo a 25km de distância, iluminado por um designador laser DHY-307, idêntico aos usados pelos observadores avançados do Exército francês.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

73 Comments

Subscribe
Notify of
guest
73 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
zmun

O que eh esse mancha mais escura na fuzelagem em volta do motor? Seria queimado? Parece o antigo cano da minha moto…

tiagojl

A iluminação não poderia ter sido feita pelo próprio Rafale com ajuda de algum pod? Seria um feito mais impressionante.

Marcos

É pedir muito…

Bosco

zmum,
essa mancha deve ser proveniente de sujeira da pista. Parece começar atrás dos trens de pouso principais.

LIVRE PENSADOR

Sujeira da pista ou o motorzinho se esborrou todo para tirar a jaca do chão?

Justin Case

Amigos, Sobre o ensaio, também foi informado que foi inserida uma informação inicial de coordenadas 100 metros defasada do alvo, para que fosse testada a guiagem final a laser. O impacto foi a um metro do ponto iluminado. A mancha é a tradicional sujeira, que adere principalmente nas superfícies que têm algum resíduo de óleo, fluido hidráulico ou combustível (vapor proveniente de drenos ou suspiros, provavelmente). A lavagem da aeronave é feita durante inspeções programadas. Fora disso, só quando existe uma razão especial (como uma exposição para fotos ou após utilização intensiva dos canhões, por exemplo.) Abraços, Justin “Justin Case… Read more »

Roberto F Santana

Uma mera contribuição aos comentários Bosco e Justin,
As pistas francesas devem ser bem limpas e naturalmente sairia da bequilha também.
Fluido hidráulico em uma aeronave é igual a sangue em uma pessoa, se tem algum vazamento é item “no go” (não voa).
Provavelmente é fuligem dos grandes discos de freio, que é claro, com a ajuda de água e querosene, fica impregnado na fuselagem.

A7X

Pelo que ouvi dizer, o AASM é um dos poucos armamentos similares à JDAM americana. Ouvi dizer também que o desempenho deste armamento é muito bom.

Abs.

Galileu

A7X, tambem só ouço falar bem da AASM, deve sim ser concorrente a altura da JDAM

Justin Case

Bem lembrado, Roberto. Vazamento hidráulico é “no go”, mas lembre que todos os reservatórios têm suspiros e há troca de gases com o ambiente em caso de consumo (combustível ou óleo lubrificante de alguns rolamentos) ou em caso de alteração na altitude (pressão atmosférica). Em algumas manobras incomuns na aviação comercial (g negativo, “jink out”, alto AOA) é normal vazar combustível dos reservatórios. Alguns vazamentos de combustível também ocorrem em aeronaves que têm grande esforço estrutural ou sofrem variação de temperatura e são dotadas de tanques integrais (a superfície da asa é a parede do tanque). A variação de temperatura… Read more »

A10

Vão vim pra FAB?

Justin Case

Essa é a informação pública da SAGEM:

http://www.sagem-ds.com/fra/site.php?spage=03019900&idpress=142

Justin

“Justin Case supports Rafale”

robert

PARABÉNS!!!!

Parabéns a todos, primeira vez desde o começo que uma foto de um vetor do F-X2 apareceu e ninguém ficou falando de F-X!!!!!!!!!

To chorando de felicidade aqui!!

Só falaram sobre a parte técnica!!

Agora ta ficando bom!

Pedro

Concordo com você caro robert, apesar de ter uns comentários, querendo menosprezar o feito. Ainda mais vindo de pessoas que sabemos ser altamente influenciada por alguém anti rafale.

ABRAÇOS.

Francisco AMX

O teste era para a bomba e não para o sistema de designação, o alvo foi traqueado por um designador em terra pq certamente foi o objetivo do mesmo!

é sabido que o Damocles já é testado a bastante tempo e já está no Afeganistão a uns 6 meses…

desinformação é a arma do mais fraco!

Marcelo

Não acho que se a iluminação fosse feita pelo próprio avião seria um “feito muito mais impressionante”. Isso o Armée de l´Air faz rotineiramente, mesmo com as GBU-12. No caso, estavam testando se a combinação Rafale/AASM está operacional para apoio cerrado em campo de batalha, atacando alvos designados pelas tropas em terra, que são quem sabe onde as ameaças estão. Alvos designados pelos próprios aviões normalmente são fixos, como bases e pontes e cujos ataques são planejados antes da decolagem.

Bosco

Algumas diferenças conceituais da AASM em relação a JDAM: 1-A JDAM tem seu módulo de orientação na parte traseira enquanto que a AASM tem na dianteira. As versões guiadas a laser da JDAM possuem na parte frontal apenas o seeker laser (ou a espoleta de proximidade) 2-Os projetistas parece que deram a JDAM prioridade para ser lançada de grande altitude enquanto que a AASM parece ser mais adequada a ser lançada de baixa altitude. Claro que no caso, comparo a versão com asas da JDAM e a versão com foguetes da AASM. A adição de foguetes na AASM (opcional) é… Read more »

Roberto F Santana

Eu gosto do Rafale, Ele tem uma peculiaridade que poucos conhecem, ele é o primeiro caça a jato, desde os F-80,Mig-15,etc, que não tem speed-brake ou air brake. Outra caracteristica, que pode parecer um mero detalhe mas que diminui o tempo de manutenção e o preço, é seu canopy, que abre para o lado o que torna desnecessário a remoção do mesmo para a manutenção obrigatória do assento.Alem do que é aberto e fechado manualmente. Considerando seu peso, é possível manobras acrobáticas em velocidades de 190 nós e até mesmo 140 nós.Impossíveis no Mirage III e no F-1. Invejo os… Read more »

Justin Case

Bem lembrado, Roberto.

O efeito do “speed brake” é obtido com atuação dos canards e demais superfícies de comando em contraposição, o que atesta o alto nível de desenvolvimento obtido na área de comandos de vôo digitais.
Abraço,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

Roberto F Santana

Bem lembrado também,Justin!
É o caso do F-22 e talvez do PAK-FA.
Obrigado, porque eu já estava imaginando:Como é que um piloto novinho e empolgado vai fazer quando ele entrar no circuito de tráfego a 350 nós?!

Justin Case

Complementando:

Esta tecnologia de comandos de vôo digitais é considerada altamente crítica para o Projeto KC-390, que deverá ser capaz de fazer extração de carga a baixa altura por paraquedas. Este procedimento (LAPES) provoca um grande passeio do centro de gravidade, seguido de uma repentina alteração no peso total, tudo à baixa altura e baixa velocidade. Ém desafio cumprir sem riscos adicionais e sem exigir elevada carga de trabalho para o piloto.
Este é um dos aspectos motivadores do interesse da Embraer na parceria com o consórcio Rafale.
Abraços,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

grifo

Esta tecnologia de comandos de vôo digitais é considerada altamente crítica para o Projeto KC-390

Não, não é.

Este é um dos aspectos motivadores do interesse da Embraer na parceria com o consórcio Rafale.

Não, também não é. Até mesmo porque se desconhece o lançamento de paraquedistas pelo Rafale.

Justin Case

Grifo,

Acho que vou postar sempre na hora do futebol.
Consegui colocar quatro comentários sem ter sua oposição imediata.
Ô marcação cerrada.
Abraço,

Justin

grifo

Caro Justin, seus comentários como sempre estavam de excelente qualidade. Sempre uma oportunidade para aprender.

Até a hora em que o Rafale começou a lançar cargas de pára-quedas…

J. Claro

Mas afinal, os Rafale vem ou nçao vem prá Fab?

tiagojl

Francisco AMX

Obrigado pelas risadas 😀

Hornet

“Até a hora em que o Rafale começou a lançar cargas de pára-quedas…”

Grifo, não viaja na maionese. Leia de novo o que o Justin escreveu que vc entenderá. Não destorça as coisas…não tem Rafale nenhum lançando cargas de paraquedas…e vc sabe bem disso.

E o DFCS faz parte da proposta de parceria da Dassault para a Embraer. Há interesse sim.

abraços

Hornet

ops! “destorça” = distorça

Hornet

relembrando:

“A parceria estratégica firmada entre a equipe Rafale e a Embraer se estenderá a outros programas aeronáuticos, incluindo, por exemplo, a transferência de tecnologia no campo do domínio chave e altamente sensível dos Sistemas Digitais de Controle Voo (DFCS). É importante destacar que as tecnologias DFCS são dominadas por pouquíssimas empresas no mundo e desejadas por muitas.”

http://tecnodefesa.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=912:programa-f-x2-a-proposta-da-rafale&catid=36:materias&Itemid=54

abraços a todos

URUTAU

Caro Hornet

GRANDE HORNET caro amigo segundo o texto do link colocado por Vossa Senhoria ( rssrsrsrsr ) a fabulosa industria DASSAULT que em 2008 contava em seus quadros com pouco mais de 12.000 funcionarios numero este reduzido hoje devido a forte crise financeira a 8.500 funcionarios vai caso seja concretizado a compra dos Rafales impressionantes 29.000 empregos no BRASIL
Seria muita inocencia e ingenuidade crer em tal fato amigo Hornet
Algo me diz que esses francos estão mentindo e nos ludibriando caro amigo rsrsrsrsrsrss

Um forte abraço Hornet

Rodrigo

Comemorem muito o bom desempenho da AASM, porque somente ela está disponível para nós oficialmente na proposta francesa. A FAB compra o Rafale; A FAB compra o ASSM; O GF contrata o Mr. M para fazer planejamento de missões. Para um avião tão caro, somente um tipo de arma é o fim, mas os nacionalistas ufanistas “patrióticos”, vão me falar das LGB nacionais e do MAR1! Até que estejam 100% operacionais e mais uma montanha de dinheiro para os FRANCESES OS INTEGRAREM NO RAFALE, eu já estarei aposentado. Uma das críticas que os comunistas fazem, não seriam os gringos integrarem… Read more »

Edcreek

Olá,

E o projeto segue com ou sem venda internacional com dinheiro Françês, eles não esperam uma venda externa para pagar o desenvolvimento.

Vale lembrar que a AASM terá versões para todas ocasiões:

anti-radar
data-link
Desfragmentação
Penetração
Anti-Navio
Cobrindo uma grande gama de “alvos” em potencial.

Outro fato importante é que o missel A-darter será integrado ao vetor vencedor FX independete da origem.

Abraços,

grifo

Caros Hornet e Justin Case, Vamos lá. Primeiro, dominar a tecnologia de controle avançado digital de vôo é uma boa coisa e seria algo muito bem-vindo. Como uma série de outras tecnologias. Mas dizer que dominar esta tecnologia será “altamente crítico” para o programa KC-390 não é correto. O que não faltam são empresas dispostas a fornecer este sistema COTS para o programa. A Embraer não depende do domínio desta tecnologia para completar o programa. Quanto ao interesse da Embraer em uma parceria com o consórcio Rafale, minha impressão é que é pouca ou nenhuma. A Embraer certamente gostaria de… Read more »

Edcreek

Complementando

Independente de ser ou não o vencedor do FX2(eu não acredito mais, por questões de prazos) o Rafale a cada dia avança e se torna uma maquina exelente de dissuasão e guerra. Independente de financiamento externo, atravez de vendas.

Abraços,

Roberto F Santana

Caro Justin Case, Interessante seu comentário sobre o deslocamento do centro de graviadade mas penso que no caso do LAPES, o CG não sai dos limites de seu passeio, operação crítica e com certeza difícil.Creio que o comportamento do avião após o lançamento já é conhecido pelo piloto Em todo caso, lembro-me de um dos primeiros acidentes fatais com o C-130 na FAB, foi na aproximação para pouso em Fernando de Noronha, o Hercules de repente estolou e caiu no mar.Investigação posterior (não tenho certeza disso), concluiu que uma carga se desprendeu e se deslocou violentamente durante a curva final,… Read more »

Antonio M

“…Independente de financiamento externo, atravez de vendas. …”

Não é tão bom pois senão, a França/Dassault não estariam tão desesperados em empurrar a jaca para outros países ……

Nick

Se por hipótese a proposta francesa não vencesse, o KC-390 não voaria, porque não tem essa “tecnologia crítica”?? Sei não…. no meu ponto de vista é mais uma tentativa de justificar a compra francesa. Se o KC-390 já está em fase de congelamento do projeto, e iniciando a seleção dos fornecedores, e a proposta francesa demorar digamos mais 1 ano para ser aprovado, o KC-390 terá de atrasar só para ter essa tecnologia “crítica”??? Se houver alguma parceria dos franceses no KC-390, na minha opnião, TEM de ser desatrelado da compra dos caças. Faz-se a TT dos franceses para essa… Read more »

Orion_paris

Hi all,

Here some Rafale news from europe :

French MD has confirmed today that the annoucement of Rafale by Lula is expected before the end of July. Nothing really new but it is said that a linked Rafale/KC-390 deal may be annouced during Farnborough. In addition some sources in EAU said that the deal is now closed and an announcement is also possible during Farnborough.

The next two weeks may be quite good for Rafale… or not

Curvo

Só uma dúvida :

– Esta tecnologia dos controles digitais, viria antes ou depois das 36 ªs aeronaves adquiridas ???? Pois até aonde estava escrito TT somente após as 36 primeiras aeronaves e na base do conta gotas …
Vocês poderiam me responder ?

Com relação ao lançamento desta bomba AASM, maravilha, agora se vem para nós, já não sei dizer, mesmo comprando o Rafale, vamos ver os custos de tal maravilha !!!

Rodrigo

Ed, o AASM não é nada mais nada menos que um kit para bombas burras, mesma coisa da JDAM e das GBU, não é mágico. O alcance máximo do AASM é de 50km, com um peso máximo igual ao da Mk84, senão me engano no FL150. Odeio estes dados de super-trunfo, mas tem hora que são necessários. Achar que será uma arma anti-navio e anti-radar descente é forçar demais a amizade. Para anti-navio os franceses usam o Exocet, que não foi permitido para nós, por um motivo simples. O MAN-1 deriva muito do Exocet( por engenharia reversa) e eles não… Read more »

Curvo

Hei pessoal, parece que temos nova data para anuncio do RIP-2 !!!!
Até o fim de Julho ????
Quem viver verá !!! hahahahaha

luiz otavio

percebe-se na foto que o primeiro está com orifício da entrada de ar aberto e o outro não, sou leigo, chutaria que um está mais pesado que o outro e necessitando de mais ar.

Giordani RS

É bonito esse jato!!!

Justin Case

Amigos, bom dia. Ainda sobre AASM e bombas guiadas… Uma das opções da AASM é propulsada por foguetes. O resultado pode ser tanto a maior velocidade de impacto, aumentando o poder de penetração, como a capacidade de lançar de maior distância “stand-off”, diminuindo os riscos para a aeronave. Isto leva a cogitar a possibilidade de utilizar as AASM propulsadas (ou similares) em aviões de baixa performance. Creio que o leque operacional de uma aeronave como o Super Tucano, por exemplo, poderia ser bastante aumentado, permitindo sua operação em ataque a alvos defendidos por artilharia antiaérea ou a partir de uma… Read more »

Vader

Orion_paris disse: 15 de julho de 2010 às 9:37 Greetings. As you, friend, said: nothing really new. Most of people over here really do not believe that the FX2 have an end in this terminally ill government, even because it would take months until the final negotiations and, especially, the final contracts be signed by FAB authorities (that may simply chose not to sign the papers, considering actual brazilian law gives them – and only them – this attribution) and approved by Congress and Federal Court of Auditors. And more: even if (and after all is an enourmous “if”) the… Read more »

Francisco AMX

bobos riem por qualquer coisa mesmo!

Curvo

Caro Francisco, Xico, é rir para não chorar !!!!

E à propósito fiz uma pergunta às 9:40, será que você podia me ajudar nesta questão ????

Ricardo_Recife

Vou ficar impressionado quando o Rafale disparar mísseis e bombas não franceses como Maverick, Penguin, Paveway IV, JDAM, Derby, Spice, A-Darter, AGM-142, AMRAAM, Harpoon, e outros. Isto ai não me impressiona nada.

Justin Case

Bom dia, Ricardo.

Creio que o motivo principal é porque ninguém solicitou/contratou ainda.
Os franceses têm armamentos próprios ou desenvolvidos conjuntamente e, normalmente, não necessitam de outros. São exceção à regra algumas bombas guiadas utilizadas no Afeganistão, utilizadas por padronização logística e redução de custos.
Logo existirão outros clientes requerendo integração de armamentos e sensores de origem não-francesa.
Abraço,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

Rodrigo

Outros clientes ? kkkkkkkkkkkk

Rapaz otimista.

Últimas Notícias

Embraer comemora 20 anos do início das operações de ensaio em voo em Gavião Peixoto

Gavião Peixoto – SP, 22 de outubro de 2021 - Um dos principais complexos industriais da Embraer no Brasil,...
- Advertisement -
- Advertisement -