segunda-feira, abril 19, 2021

Gripen para o Brasil

Vôo do Demoiselle será atração da troca da Bandeira

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizará no próximo domingo (5), a partir das 10h, a cerimônia de troca da Bandeira, na Praça dos Três Poderes. No evento, haverá um sobrevôo de uma réplica do Demoiselle, um dos inventos do brasileiro Alberto Santos-Dumont.
A solenidade contará com a participação de tropa formada por militares da guarnição da Aeronáutica de Brasília e também com o sobrevôo de aviões de caça Mirage 2000, do 1º Grupo de Defesa Aérea (GDA), sediado em Anápolis. A cerimônia da troca da Bandeira acontece no primeiro domingo de cada mês e é aberta ao público.
A réplica do Demoiselle será pilotada pelo empresário Fernando de Arruda Botelho, entusiasta da aviação e fundador do Instituto Arruda Botelho (IAB).
A construção de réplicas do Demoiselle, segundo avião de Santos-Dumont, faz parte do Projeto Demoiselle, do IAB, cujo objetivo é resgatar a história da aviação, mostrando a contribuição de Santos Dumont para o desenvolvimento da história da aviação mundial. O Demoiselle influenciou significativamente a indústria da aviação, especialmente a européia, no começo do século 20.
Além da tradicional solenidade de substituição da Bandeira Nacional, no mês de outubro também se comemora o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira (FAB).

Saiba Mais:

  • Entrevista com o piloto e fundador do IAB, Fernando Arruda Botelho, e imagens da decolagem.
  • Local: Aeroporto de Ultraleves de Brasília (em frente ao autódromo)
  • Horário: 10h30

Observação: a aeronave irá decolar por volta de 10h, caso haja interesse em registrar imagens da partida da réplica e chegada.

FONTE: www.fab.mil.br

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
RL

Tá ai.

Este deveria ser o FX-2 da FAB.

paulo

Sabe o que é interessante nesta noticia? Fizeram uma réplica identica do 14 bis, compilando a mesma forma de contrução inclusive e mesma aerodinâmica e materiais, e o avião repetiu o feito do Santos Dumont voando algumas centenas de metros em linha reta; Depois refizeram o Demoiselle original na França, da mesma forma, mesmos materiais, e o bicho saiu voando… Agora o National Geografic e o Smithsonian americano alguns anos atrás replicaram o avião dos wright (nem lembro como se escreve) para refazer o tal voo “histórico” (supostamente anterior ao do brasilino), e o bicho não saiu do chão, desmontou… Read more »

Walderson

Galante,

e o Rafale? Vcs não vão colocar post dele?

João-Curitiba

Prezado Paulo.
É isso aí mesmo. A diferença entre os irmãos Wrigth e Santos-Dumont é que, enquanto nosso herói liberou a patente do Demoiselle, publicando inclusive o projeto na imprensa, os ianques trataram de patentear o planador deles e vender o projeto para o US Army.
Portanto, mesmo não tendo sido os pioneiros, eles trataram de ganhar dinheiro em cima do avião. Porisso ambos os países são hoje o que são. Diferenças culturais marcantes.

RL

Tá ai.

Este deveria ser o FX-2 da FAB.

paulo

Sabe o que é interessante nesta noticia? Fizeram uma réplica identica do 14 bis, compilando a mesma forma de contrução inclusive e mesma aerodinâmica e materiais, e o avião repetiu o feito do Santos Dumont voando algumas centenas de metros em linha reta; Depois refizeram o Demoiselle original na França, da mesma forma, mesmos materiais, e o bicho saiu voando… Agora o National Geografic e o Smithsonian americano alguns anos atrás replicaram o avião dos wright (nem lembro como se escreve) para refazer o tal voo “histórico” (supostamente anterior ao do brasilino), e o bicho não saiu do chão, desmontou… Read more »

Walderson

Galante,

e o Rafale? Vcs não vão colocar post dele?

João-Curitiba

Prezado Paulo.
É isso aí mesmo. A diferença entre os irmãos Wrigth e Santos-Dumont é que, enquanto nosso herói liberou a patente do Demoiselle, publicando inclusive o projeto na imprensa, os ianques trataram de patentear o planador deles e vender o projeto para o US Army.
Portanto, mesmo não tendo sido os pioneiros, eles trataram de ganhar dinheiro em cima do avião. Porisso ambos os países são hoje o que são. Diferenças culturais marcantes.

Reportagens especiais

Fotos do sábado da XXVII Convenção Nacional de Plastimodelismo 2013, no PAMA-SP

Você está em São Paulo? Gosta de plastimodelismo e assuntos relacionados? Então não perca! Neste domingo, último dia, a...
- Advertisement -
- Advertisement -