quinta-feira, março 4, 2021

Gripen para o Brasil

Array

EUA negam KC-767 a Israel

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O governo dos EUA negou o pedido de Israel para adquirir aeronaves de reabastecimento KC-767 novas. A informação foi publicada recentemente no jornal israelense Haaretz. O medo é de que tais aeronaves sejam utilizadas num eventual ataque ao Irã e suas instalações nucleares. O pedido foi feito no último mês de Julho, durante a visita do Ministro da Defesa isralense Ehud Barak a Washington.

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera

E daí !! Eles rapidinho constroem os seus, usando alguma aeronave usada, alías dá para fazer isto aqui mesmo, na VEM (Ex-Varig).
Sds.

daniel

Eles querem utilizar o FMS, ou seja, um financiamento a perder de vista. Ou é golpe de marquete da Boeing, pois o KC 767 nao foi escolhido nem pelo EUA a escolha ficou com o Airbus MRTT 330-200

FD

Isso é somenta para jogar para a “galera”.
Os israelenses podem pegar os 767 no mercado internacional ou comprar AIRBUS.
Os EUA querem mesmo é se livrar de qualquer culpa, mesmo que apoiando o ataque indiretamente…

Walderson

Tb acho, Mauro.
além do mais, se não vende 767, eles compram AIRBUS. E aí?

Vassily Zaitsev

Isso é conversa para boi dormir. Concordo com todos, os EUA querem é se livrar de qualquer reclamação estrangeira, pois Israel irá mais cedo ou mais tarde atacar a usina nuclear iraniana, da mesma forma que fez com o Iraque.

Baschera

E daí !! Eles rapidinho constroem os seus, usando alguma aeronave usada, alías dá para fazer isto aqui mesmo, na VEM (Ex-Varig).
Sds.

daniel

Eles querem utilizar o FMS, ou seja, um financiamento a perder de vista. Ou é golpe de marquete da Boeing, pois o KC 767 nao foi escolhido nem pelo EUA a escolha ficou com o Airbus MRTT 330-200

FD

Isso é somenta para jogar para a “galera”.
Os israelenses podem pegar os 767 no mercado internacional ou comprar AIRBUS.
Os EUA querem mesmo é se livrar de qualquer culpa, mesmo que apoiando o ataque indiretamente…

Walderson

Tb acho, Mauro.
além do mais, se não vende 767, eles compram AIRBUS. E aí?

Vassily Zaitsev

Isso é conversa para boi dormir. Concordo com todos, os EUA querem é se livrar de qualquer reclamação estrangeira, pois Israel irá mais cedo ou mais tarde atacar a usina nuclear iraniana, da mesma forma que fez com o Iraque.

Edgar Gomes.

Para adquirirem o ArBus será necessário apoio do governo Françês que é quase impossivel de acontecer.

Combates Aéreos

Paquistaneses comemoram o abate de dois caças indianos, um MiG-21 e um Su-30

Na guerra pelo domínio da narrativa, paquistaneses e indianos transformaram as redes sociais em um campo de batalha sobre...
- Advertisement -
- Advertisement -