Home Aviação de Caça Colômbia aciona caças Kfir C10 para interceptar aviões da Venezuela

Colômbia aciona caças Kfir C10 para interceptar aviões da Venezuela

2141
33

Kfir Fuerza Aerea Colombiana

Depois das recentes violações deliberadas da soberania da Colômbia pela aviação militar Bolivariana da Venezuela, a Força Aérea Colombiana anunciou o desdobramento em todo o território nacional de aviões de combate Kfir C10. Segundo o comunicado, esta medida visa proteger o espaço aéreo colombiano contra todas as ameaças existentes e salvaguardar o bem-estar de todos os colombianos.

Em declarações dadas à imprensa nacional, o Chefe de Operações Aéreas da Força Aérea Colombiana, general da Força Aérea Jorge Tadeo Borbon, disse que parte da frota supersônica é para operações de controle do espaço aéreo, e que todas as aeronaves estarão disponíveis em um tempo muito curto.

Ele também destacou o grande processo de revisão a que foram submetidos os caças após o último acidente que aconteceu no ano passado. “É um processo que favorece a segurança, a segurança de nossos pilotos, era necessário fazer um desenvolvimento logístico para garantir o funcionamento de nossos aviões”, disse Bourbon.

Por último, o alto oficial disse que o Kfir está voando em todo o país, realizando missões de fronteira; e que a Força Aérea Colombiana vai sempre cumprir a sua missão constitucional, com aeronaves disponíveis, com tripulações capacitadas devido à experiência adquirida nos últimos anos.

FONTE: www.webinfomil.com

33
Deixe um comentário

avatar
32 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
15 Comment authors
Justin CaseAldo GhisolfiFernando "Nunão" De MartiniIvanrafael bastos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Mais do que na hora.

Se não me engano, essas aeronaves são modernizadas com o radar ELTA EL/M-2032 e são capazes de lançar o Derby.

Mas não creio que possam contra os Su-30.

Embora tenha razões para crer que o treinamento dos pilotos colombianos é superior, visto que participam regularmente de exercícios de adestramento como as Red Flag’s.

Colombelli
Visitante
Colombelli

Rafael o SU-30 Venezuelano é so enfeite. Estão se arrastando por falta de manutenção.A não muito tempo tiveram de acionar os F-16 para perseguir aviãozinho de vagabundos porque os SU-30 estavam fora de ação. Iam tomar uma “sumanta de relho de três tentos”. Isso é so jogo de cena para consumo interno. Maduro sabe que suas forças armadas são um fantoche. Com a Colombia o buraco é em mais embaixo. E aqui isso que chamam de governo so não faz a mesma coisa, ou seja, arrumar um inimigo externo pra se salvar pois além de corruptos são covardes e servis.… Read more »

Vader
Visitante
Member

Passou da hora da Colômbia adquirir um caça mais moderno. F-35, Super Hornet, Gripen ou, na pior das hipóteses, F-16.

Solskhaer
Visitante
Solskhaer

E da nossa fronteira? Tem Super Bicudo ou Tigers?
COMAR VII, está em alerta?!?!?!

Solskhaer
Visitante
Solskhaer

Me atualizem ai por favor como estão nossas bases em termos de aeronaves para essa região enquanto pesquiso aqui no AEREO!

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

O ideal para os colombianos agora seria o Super Hornet pois poderiam ser entregues logo exemplares desviados das entregas à USN. Também eles precisam de aeronaves AEW e as melhores opções seriam o E-2D, o IAI Eitan e o E-99 da Embraer. Caso não role o Super Hornet abre-se uma janela de oportunidade boa para a Embraer e a Saab com o Gripen E, depois de 2020.

Solskhaer
Visitante
Solskhaer
Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Solskhaer, bom dia. Na região mais próxima da Venezuela, há o Esquadrão Escorpião na Base Aérea de Boa Vista, dotado de turboélices A-29 Super Tucano. Um pouco mais abaixo, na Base Aérea de Manaus, há o Esquadrão Pacau, que opera uma dotação reduzida de jatos F-5EM. Ainda que tenha poucos aviões, seria natural que, num caso de tensão no extremo norte, o Pacau desdobrasse pelo menos um par de jatos para alerta de defesa aérea a partir de Boa Vista ou mesmo de São Gabriel da Cachoeira (esta última uma base de desdobramento terminada recentemente e que fica bem próxima… Read more »

Alfredo Araujo
Visitante
Member
Alfredo Araujo

Gente… combate aéreo não é resolvido no super-trunfo !! Não é pq o Su-30 carrega mais misseis, voa mais rápido, tem um melhor radar, e etc… q é certa a vitória em cima de aviões mais antigos, tipo um Kfir-C10… um F-5M…

O vetor é um multiplicador em um combate, mas detalhes como o adestramento dos pilotos, a experiência de combater em casa (conhecimento pleno do campo de batalha), os equipamentos de terra, etc… podem fazer com que o resultado do embate seja uma desagradável surpresa para o operador do equipamento mais moderno…

Solskhaer
Visitante
Solskhaer

Ôpa, Nunão obrigado pelos esclarecimentos!
Então, deixem um E-99 por lá!

Juarez
Visitante
Juarez

Rafael:

Ter não significa operar…….

O Spectre man Tabajara da Fenavela não vai para o choquecom a Colômbia, porque e um covarde e sabe que ira enfrentar uma força de combate treinada e profissional.
O negócio dele e bater em cachorro morto, então ele vai abrir uma frente contra a Guiana.

Grande abraco

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Como já postei antes, a Venezuela é o Paraguai que ganhou na mega sena. Muito ruins… Vi em todas as Cruzex que participei.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

MiLord Vader, O amigo escreveu: “F-35, Super Hornet, Gripen ou, na pior das hipóteses, F-16.” Discordo! Mas apenas na ordem de prioridade… 🙂 Já escrevi algumas vezes, o melhor caça para a FAC – Fuerza Aerea Colombiana era e continua sendo o F-16 Fighter Falcon. A questão vai além da capacidade de combate comprovada, facilidade de encontrar spare parts, financiamento barato (FMS), diversidade de armamentos configurados e tantos outros. Na verdade o maior aliado da Colômbia nas Américas é o maior usuário do modelo (e fabricante), os EUA. Em uma situação como essa, a FAC poderia receber peças de reposição,… Read more »

Claudio Moreno
Visitante
Member
Claudio Moreno

Boa tarde Senhores!

Cadê os bandidos das FARC’s que são apoiados pela Venezuela?

Porquê eles não disparam alguns tiros contra o Exército Colombiano e então teremos o teatro inteiramente formado para uma guerra de recuperação política para a Venezuela.

Pois então o governo colombiano dirá que foi ataque FARCVenezuelano e pronto…acendeu-se o estopim.

Espero que não demore muito para as escaramuças passarem a vias de fato, pois quem vai sair perdendo será o “pajarito”.

De quebra isso fará o lado de cá da fronteira, abrir os olhos para o fato de que o Brasil tem sim inimigos e muito voláteis por sinal…

CM

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Cel. Rinaldo, o senhor sabe do nível dos pilotos colombianos?

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Cel. Rinaldo, aproveitando o gancho da pergunta do HMS, o senhor acredita que exista alguma força aérea na América do Sul superior à FAB em termos de doutrina e treinamento?

Aparentemente, temos Colômbia e Chile com um bom nível de treinamento. Mas em relação aos demais?
Pouco vi de alguma capacidade de combate de Peruanos, Equatorianos, Argentinos ou Venezuelanos.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Amigos,

Um mapa (é claro) do pedaço da Guina reivindicada pela Venezuela:
comment image

Abç.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Este outro mapa apresenta a projeção sobre o Oceano Atlântico que Caracas conseguiria ao ocupar a metade oeste do litoral da Guiana:
comment image

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Fronteira Venezuela e Colômbia:
comment image

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Os colombianos, como todos sabemos, são o maior parceiro dos EUA na América do Sul, bem como o Chile também é. O duradouro combate com as FARC deu às FFAA colombianas uma grande bagagem no combate contrainsurrecional. Não faz muito tempo os Kfir colombianos estiveram na Red Flag, supondo-se que possuem um bom nível operacional para tal. Melhores que os venezuelanos devem ser.
Na América Latina (já postei antes), considero a Força Aérea Chilena a “israelense da América do Sul”. Muito eficaz. O padrão da sua oficialidade é elevadíssimo.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

O detalhe no mapa do foco da crise entre Venezuela e Colômbia:
comment image

Táchira é o lugar…

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Este outro mapa é também interessante:
comment image

Juarez
Visitante
Juarez

Os Colombianos foram treinados por Americanos e mais recentemente por Israelenses, voam bastante e treinam muito.
Colocaria eles um nível abaixo dos Peruanos por causa da doutrina BVR que eles vão começar a desenvolver agora e estão dois dedos abaixo de Chilenos e Brasilçeiros em função da do ambiente monitorado por AWACS.

Grande abraço

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Rinaldo Nery, ” O duradouro combate com as FARC deu às FFAA colombianas uma grande bagagem no combate contra insurrecional.” Experiência em combate é sempre importante. Mas as forças armadas colombianas estão voltadas para guerra irregular ou de 4ª geração como defendem alguns. Possivelmente falta doutrina, treinamento, veículos e armas para uma guerra convencional, notadamente em áreas fora da região amazônica. Na região sudeste da Colômbia (Arauca, Vichada e Guainia) é de planície e selva amazônica. Regiões onde as forças colombianas teriam que se preocupar com as FARC e onde prevalece a infantaria com apoio aéreo, normalmente helicópteros. Contudo na… Read more »

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Juarez,

Concordo com vc.

Se os cães que ladram tentarem morder,
vão morder o vizinho pequeno e desarmado do leste.

Abç.,
Ivan.

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Não discordo, Ivan. Li no site Defesanet uma movimentação do Exército Colombiano no sentido de suprir essa deficiência na área de blindados. Criaram uma Força Tarefa de Armas Combinadas.

Juarez
Visitante
Juarez

Ivan, e eles vão morder o coitado da Guiana é questão de tempo e os serviçso reservados já sabem disto.

Grande abraço

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Se fosse no tempo do FHC o Governo Brasileiro já teria mandado um recado ao Maduro. Mas com essa PeTralha de esquerda no poder é capaz de a Venezuela invadir a Guiana e criarem um problemao no mosso quintal. Parece uma releitura da Guerra das Malvinas, quando o governo militar argentino arrumou um motivo pra distrair a população. E pra ajudar, temos um ser, um energumeno, chamado Marco Aurelio Garcia como chanceler de fato. O Barao do Rio Branco deve estar se revirando no tumulo. O PT conseguiu jogar no lixo uma das coisas que tínhamos de bom, que era… Read more »

rafael bastos
Visitante
rafael bastos

A Venezuela não é a Rússia, se cometerem a estupidez de invadir a Guiana é certo que a ONU usará da força para defender a soberania do pequeno país. E outra, nem mesmo Brasil, Argentina e Uruguai, embora governados pela esquerda, estariam dispostos a apoiar os venezuelanos, e isto ficou claro nos recentes desconfortos diplomáticos entre essas nações e a Venezuela. Maduro está sozinho, falido, e qualquer estupidez resultará no fim do regime. Em resumo, A Venezuela é a Coréia do Norte latino americana, vive de bravatarias.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Rafael,

Infelizmente a ONU nada fará.
Dois membros permanentes do Conselho de Segurança bloquearão qualquer tentativa de ação contra os bolivarianos. China e Rússia tem muitos interesses por lá, tanto econômico como políticos.

SE alguma ação concreta for tomada pela Venezuela contra a pequena Guiana, a reação possível seria dos ‘malvados’ anglo-americanos.

Uma pena, pois a reação deveria ser brasileira, tendo em vista a necessidade do Brasil se impor no continente como potência regional, evitando que potências distantes venham se meter no entorno. Mas, como observado nos últimos anos, é certo uma não ação acompanhada de discursos dúbios.

Abç.,
Ivan.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Ivan,

Eu cogitaria também uma reação mais enérgica, além dos “malvados anglo-americanos”, dos franceses.

Não creio que eles gostariam de uma guerra de conquista ocorrendo a apenas um país (Suriname) de distância de seu departamento ultramarino da Guiana Francesa, de onde a França tanto projeta seus interesses no Caribe quanto lança seus foguetes.

Aldo Ghisolfi
Visitante
Member
Aldo Ghisolfi

VEJA, 18.09.: um caça venezuelano com duas pessoas a bordo caiu perto da fronteira com a Colômbia na noite de quinta-feira, após uma “aeronave ilícita”, supostamente colombiana, ser localizada violando o espaço aéreo, informou o governo da Venezuela. Não ficou imediatamente claro se os dois pilotos a bordo da aeronave russa Sukhoi-30 morreram. A causa do acidente não foi informada. A queda do avião acontece em meio a uma crescente tensão entre os vizinhos sul-americanos, após a Venezuela fechar grandes travessias fronteiriças nas semanas recentes, alegando combater o crime organizado e o contrabando. “Nossa Força Aérea irá continuar voando implacavelmente… Read more »

Justin Case
Visitante
Member