Home Sistemas de Armas Gripen NG: configurações de armas

Gripen NG: configurações de armas

989
72

Gripen NG - configurações de armas

No total, são dez estações, duas nas pontas das asas, quatro sob as asas, três sob a fuselagem central e uma sob a tomada de ar da direita (esta última posição dedicada a casulos / pods, como os de designação de alvos e de guerra eletrônica). As duas estações mais próximas das raízes das asas e o pilone central da fuselagem são as posições que podem receber tanques de combustível externos, além de armamentos diversos.

Os pilones 5R e 5L são as novidades da nova geração do Gripen, quando comparada às versões C/D, que não os possuíam. Isso porque nos mesmos espaços ficavam instaladas as portas do trem de pouso principal das versões anteriores, que recolhem para dentro da fuselagem. Com a mudança do trem de pouso para carenagens sob as raízes das asas, esses espaços ficaram disponíveis para os pilones 5R e 5L. Além disso, o pilone 4 (para pods) foi reposicionado mais para fora, em relação às versões C/D, provavelmente para não interferir com o lançamento de armas pela nova estação 5R. A imagem aparece em material preparado pela Saab para a recente exposição britânica de Farnborough.

IMAGEM: Saab

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
72 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
5 anos atrás

Esperemos que seja como demonstrado, que tenhamos grana para comprar e/ou desenvolver ter tudo o que pregoa.

Ms só assino depois dos comentários do Bosco.

Sem o pitaco do Bosco, nem a pau Juvenal !

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
5 anos atrás

EDITORES:

FORTE fora do ar.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Sem pitaco dessa vez Carlos. rsrsss
Só apreciando!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
5 anos atrás

Caro Bosco Não me decepcione, você contemplando ? Nem a pau Juvenal ! Seus comentários são importantíssimos. Em que pese sermos SH. Ademas fui convidado por um dos candidatos a presidência, caso ele ganhe, assumirei o MD e você será meu assessor direto, no total bruto algo em torno de 25 mil, mais aquele C.C. famoso.+ GTE + AP funcional(daqueles totalmente reformados) + carrão + motorista + gabinete ao lado do meu + o que for necessário para o bom desempenho das suas funções. Dê sua opinião por favor. Ah o fato de você ser ateu será ótimo em nosso… Read more »

Iväny Junior
5 anos atrás

O antinavio dele é o Harpoon, mas, acredito que poderia ser adaptado tanto o Peguin quanto o exocet, apenas para racionalização de custos e treinamento conjunto com a marinha.

ci_pin_ha
ci_pin_ha
5 anos atrás

o antinavio dele é o RBS-15

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
5 anos atrás

Dá pra distribuir bem os 7.200 kg de armamento.
Pra se definir uma estimativa de dano de 60% numa missão de ataque a aeronave deve ter uma boa capacidade de carregar armamento. E 60% já é um número alto. Essa estimativa vai interferir diretamente na quantidade de aeronaves empregadas, levando-se em consideração a taxa de atrito.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Carlos,
Aceito! rrssss
Pra “aspone” tá bom demais. rsrsrss
Um abraço.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
5 anos atrás

Nunão, obrigado pela correção. Também não estou por dentro de todos os pesos, mas acredito que prum avião de caça as únicas limitações seriam a estrutural e comprimento de pista. Não sei se falei bobagem.

Phacsantos
Phacsantos
5 anos atrás

Dúvida : no cabide 4 teria o Flir. Mas não seria instalado sobre o nariz?

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Phac,
Sobre o nariz será o IRST, basicamente com função ar-ar.
O FLIR no caso é relativo ao casulo de designação de alvos na superfície.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

O que já “temos” e que deverá ser integrado naturalmente ao NG é:
Pod Litening
Míssil Python V
Míssil Derby
Míssil A-Darter
Bombas Lizard

O que deverá ser integrado com certa facilidade:
Bombas Acauã

Acho difícil a integração do:
Míssil MAR-1
Míssil MAN-1

Não vejo as 32 unidades iniciais sendo usadas na função ASuw.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
5 anos atrás

Mestre Bosco, obrigado.

Bom ficar “de boa” com o Tio David, até o A-Darter ele pode “melar”.

Knight
Knight
5 anos atrás

O Pres. da COPAC no Congresso em 27/02/14 que o Gripen NG tem 5.200kg de capacidade de cargas externas. Se observarem na página do Depto de Defesa e Proteção da Suíça verão que o Gripen E tem o peso vazio de 7.800kg. O Gripen E tem capacidade interna de combustível >3.400kg. O peso do piloto e acessórios dele comumente são computados 100kg. O MTOW projetado pela SAAB é de 16.500kg. Isso bate perfeitamento com a capacidade de cargas externas de 5.200kg… E ao colocarem armamento nele, tem de computar o peso dos pilones e os ejetores de cargas contidas nele… Read more »

Knight
Knight
5 anos atrás

Aliás, os Mirage 2000C da FAB podiam levar 1 tonelada a mais de cargas externas que o proposto para o Gripen NG…e com apenas 200kg a menos de combustível (6.900kg ante os 7.100kg do NG, tornando a diferença de autonomia entre eles relativamente pequena).

Marcelo
Marcelo
5 anos atrás

Knight matou a cobra e mostrou o pau!
Belo comentário, vou até salvá-lo,
Abraços

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Não é à toa que há pretensão de integrarem as SDBs nele.
rrsssss

Iväny Junior
5 anos atrás

Verdade, me enganei. O RBS 15 é o único antinavio integrado até agora. Isso é coisa pro Sea Gripen, mas, provalmente essa integração não seria traumática. Aqui um diagrama com a relação de todas as armas do Gripen C e NG até agora. http://www.saabgroup.com/Global/Documents%20and%20Images/Air/Gripen/Gripen%20product%20sheet/Gripen_Weapons.pdf Quanto às dimensões, se existe gente que defendia o mirage 2000-5 (no longíquo fx), o Gripen é superior em muitas outras coisas, como por exemplo, o supercruise e manobrabilidade. É um dos melhores aviões de caça do mercado, e como todos, tem seus problemas.O fato de ser o mais leve e monomotor gera vantagens e desvantagens,… Read more »

Gilberto Rezende
Gilberto Rezende
5 anos atrás

Nunão esta de perguntar NÃO VALE, ou tem informação ou não tem. NORMALMENTE o padrão aeronáutico é não incluir o peso dos pilones pois SEMPRE o fabricante quer divulgar o menor peso vazio POSSÍVEL. Não dá para levar a sério este teu informe vai de contra o normal na indústria. Se os dados do protótipo forem próximos ao que o Knight levantou algumas ações terão que ser implementadas para o programa Gripen E/F BR : 1) Pilotos mais robustos como eu (plus size com 100 ou mais kg) não serão elegíveis para pilotar o Gripen BR, vai ser uma aeronave… Read more »

Gilberto Rezende
Gilberto Rezende
5 anos atrás

Pô meu me discurpe, na próxima vou ser mais explícito colocando um num vale, ironic mode on, ou um emoticon a intensão não era desqualificar era ressaltar o que tu comentaste. Estas informações garimpadas variam o “standard” conforme o interesse da fonte… Sem uma fonte que dê qual o inteiro critério é difícil mesmo ter certeza. Aliás os próprios dados da COPAC PODEM estar desatualizados ou mesmo “marketados” pela SAAB (vai se saber somente quando voar o primeiro Gripen E “de verdade” ano que vem)… No momento a única coisa que me preocupa no FX-2 é que a coisa mais… Read more »

nadimchaachaa
nadimchaachaa
5 anos atrás

Boa tarde,

Existe um desenho, já bem rodado, de um Gripen Naval com 2 BVR’s nos cabides “2”.
No diagrama só aparece um. Ficou só na vontade?

Bom Domingo a todos.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

450 galões de querosene pesam aproximadamente 1360 kg.
Quanto será o peso do tanque em si, combinado com seu pilone?
Provavelmente uns 350 kg?
Se for, a conta do Knight bate e sobra mesmo só um pouco menos de 1 t pras cargas ar-sup (e sem nenhum míssil BVR).
Só discordo num ponto, que nem toda missão ar-sup exige o LDP Litening, o que aumentaria mais cerca de 250 kg em diversas situações.

Nick
Nick
5 anos atrás

Existem N variáveis para se configurar o caça e sua suíte de armas.

Com 7t de combustível é para se pensar em translado. 🙂

Pelo menos o que a SAAB sempre afirmou é que com 2 BVR’s e 2WVR’s + 2 tanques o alcance é de 1360kms. Isso procede ou está fora da conta do Knight?

[]’s

Gilberto Rezende
Gilberto Rezende
5 anos atrás

Nunão por isso a CONCEPÇÃO de uso sueca faz TANTA diferença, em todos os cálculos “brasileiros” se faz colocando tudo que se pode de combustível interno e mais três tanques externos e se vê o que SOBRA para levar de armamento pois sabemos que vivemos num ENORME país.

Nos cálculos suecos se pré-supõe o máximo de armamento embarcado (porque tem um monte de SU e MiG chegando) e vê quanto sobra de espaço de combustível que dá para levar e pé-na-tábua com afterburner ligado. Despacha a munição o mais rápido possível e tenta voltar para uma segunda rodada…

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Nunão,
Foi a Saab que divulgou esse “raio” de 1300 km, mas fui informado que o funcionário responsável já foi aposentado por invalidez e internado num hospício depois de pegarem ele rasgando dinheiro e comendo cocô no banheiro.
Mas não se preocupe, ele passa bem, está melhorando e até já deixou de rasgar dinheiro.

Knight
Knight
5 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini 17 de agosto de 2014 at 10:15 #

Prezado Nunão.

A SAAB não está inovando em absolutamente nada sobre o conceito de Basic Mass Empty projetado para o Gripen E.

BME 7.800kg (fluids, residual fuel, internal cannon, wingtip’s pylon).

Knight
Knight
5 anos atrás

Gripen E BME 7.800kg (fluids, residual fuel, internal cannon, wingtip’s pylon) Pilot’s weight: 100kg Internal fuel: 3.400kg External payload 5.200 kg Total (MTOW): 16.500kg ———————————– Basic Payload: 2 A-Darter: 186 kg POD litening: 208kg +Pylon (30 kg)= 238kg Decoys (BriteCloud) and flares: 90kg Weight cannon’s ammunition: 31 kg (120 cartriges of 27mm) Total :545kg a) + 2 tanks of 450gal (3.050kg)+2 pylons (300kg)= 3350kg +545kg=3.895 kg strike b) +2 tanks of 300gal (2.035kg)+2 pylons (300kg)=2.335kg + 545kg=2.880 kg strike Difference: 1.015kg c) 2 tanks 450gal+2 pylons – pod litening (210kg)= 3.685kg air-to-air d) 2 tanks 300gal+2 pylons – pod itening… Read more »

Knight
Knight
5 anos atrás

Esses são dados levantados por mim com base em informações oficiais.
Coloquei em inglês para serem entendidos por outros já que o blog não é apenas frequentado por brasileiros.

Knight
Knight
5 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini 17 de agosto de 2014 at 14:45 #

Prezado Nunão,

Em conversa com um engenheiro da SAAB há 3 meses atrás o BME permanecia o mesmo. Não acredito que tenha mudado em tão pouco tempo.

Knight
Knight
5 anos atrás

Bom Nunão,

Se mudar mesmo o peso vazio do caça para 8.000kg, até para levar 3 bombas inteligentes da classe de 500lb teria que reduzir a quantidade de combustível nos tanques externos de 450gal.

Obs: acabei sem querer colocando o peso do AVMT300. Não passa de achismo, ainda mais numa enventual versão ar-terra, que nem sequer está planejada.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
5 anos atrás

2022? Or 2024?

Gilberto Rezende
Gilberto Rezende
5 anos atrás

Carlos Alberto falei 2022/24 Porque: Não acredito em 2018 pela ALMA de projeto AMX-II do Gripen NG. A) Duvido que alguns componentes escolhidos pela SAAB para o Gripen E-Sw não nos sejam negados para o Gripen E-Br… B) Acredito que nossa versão, como o AMX-Br, térá uma capacidade maior de combustível interno que a sueca. C) Gostaria de acreditar que a FAB e o Governo investisse numa turbina F414F customizada para economia ao invés da original projetada para plena potência bruta. D) pela minha desconfiança deste radar de prato girante, valeria a pena de manter umas conversações com os israelenses… Read more »

Rogério
Rogério
5 anos atrás

Essa discussão toda me lembrei da “Operação Opera”. “Os F-16 israelenses tinham um peso máximo de decolagem de 35.400 libras (16.090 kg). Com o complemento da missão que previa as duas MK 84, chaff, fiares, mísseis Sidewinder, dois tanques subalares de 370 galões cada, além do combustível interno e o tanque ventral de 300 galões, teriam que decolar com 37.947 libras (17.248 kg) de peso, mais de 2.500 (l. 100 kg) além do peso máximo de decolagem. As aeronaves normalmente precisavam de l .800 pés (600 m) de pista para decolar. Partiriam para o Iraque usando 5.200 pés (l .730m)… Read more »

Knight
Knight
5 anos atrás

joseboscojr 17 de agosto de 2014 at 12:51 #

Prezado Bosco,

O peso do tanque vazio de 300gal do Gripen eu retirei do peso de exatamente a mesma capacidade do F-16 BL50/52.
O peso do tanque de 450gal foi derivado dos pesos do tanques vazios de 480 gal do Super Hornet e de 370 gal do F-16 bl50/52.
Eu tenho os manuais de voo de vários caças. Mas os outros pesos não tiveram base de outros, mas sim deles mesmos.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
5 anos atrás

Gilberto Rezende

2022 essa é a data das primeiras entregas, com otimismo de ingrediente.

Quanto ao radar do meu Tio David, também concordo …. cada vez mais difícil.

Afinal de contas a Maria Antonieta Tupiniquim, o molusco, o MAG e a quadrilha toda apoia o terrorismo do HAMAS.

Shalom aleikhem

Knight
Knight
5 anos atrás

A FAB também usa pilones e ejetores da ALKAN. Essa empresa também é fornecedora do Gripen. Neste caso, os pilones marcados no desenho nos pontos 2,3,5L e 5R podem ser reduzidos entre 10kg e 12kg cada caso se optem por eles.

Obs: eu cometi um erro de somatória num dos cálculos: para 3 bombas GBU 12 leia-se 825kg, e portanto, o peso total naquela configuração seria 5.050kg.

Ivan
Ivan
5 anos atrás

Knight, Os tanques externos de 450 galões desenvolvidos para o Gripen E são principalmente para traslado. Pelo que havia lido os mesmos são subsônicos. Assim sendo acredito que as configurações de combate do pequeno caça sueco devem ser montadas com os drop tanks supersônicos de 300 galões. Possivelmente algumas missões podem ser desempenhadas com um par destes tanques maiores, mas deverá ser exceção. De certa forma o mesmo acontece com os tanques de 2.000 litros do Rafale, quando normalmente devem combater com os drop tanks supersônicos de 1.250 litros. A diferença de150 galões entre 450 e 300 galões de querosene… Read more »

Mauricio R.
Mauricio R.
5 anos atrás

“…valeria a pena de manter umas conversações com os israelenses e os EUA para liberar um AESA de jacó…”

Conversar c/ os americanos (6-8 modelos de radares AESA), p/ liberarem radar AESA de Israel (1 modelo)???
Me parece contra producente, melhor falar somente c/ os EUA.

Knight
Knight
5 anos atrás

Ivan 17 de agosto de 2014 at 23:43 # Olá, Ivan. Sim, naquele post de cálculos que eu havia feito, contém simulações com 2 tanques de 300gal: 3) 4 GBU 12 (1.100kg)+ 2 Meteor + 2 tanks of 300gal+2 adapter for pylon for 2 BRU69(190kg) + 4 pylons= 5.050kg . 3.1) Or 5.230kg w/ 4 Friulli bombs FLP82. 3.2) Or 6 GBU 12 (2 bombs at Meteor’s place)= 5.245kg 4.2)W/ 2 BPEN (2×1000 kg) + 2 tanks of 300 gal+ 2 pylons (230kg)= =5.110 kg With Small Diameter Bomb: 5.2) With 2 tanks 300gal+ 12 SDB + 3 adapter+ 3… Read more »

Knight
Knight
5 anos atrás

Ivan 17 de agosto de 2014 at 23:43 #

“Se possível gostaria de pedir um ou mais links que informe os pesos dos pilones, racks e drop tanks vazios. Caso não tenha link, se tiver uma relação destes pesos e puder compartilhar seria ótimo.”

Ivan,
eu posso fornecer grande parte desses links, são vários. Mas me dá uns 2 dias. E aliás, já são quase 4h da madrugada, tenho de acordar cedo para trabalhar.

wwolf22
wwolf22
5 anos atrás

o missil “Matador” e o Missil antinavio que a avibras esta desenvolvendo, poderia ser integrados ao NG ??? o tamanho dos mesmos não “atrapalhariam” o desempenho do avião ??