sábado, setembro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Comissão autoriza doação de quatro helicópteros para Bolívia

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Numa ação negociada com o governo da Bolívia, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que autoriza a doação de quatro helicópteros da Força Aérea Brasileira ao país vizinho. As aeronaves, segundo o projeto, integram a frota desativada da Aeronáutica e estariam defasadas –com a previsão de doação no estado em que se encontram.

São quatro helicópteros de fabricação norte-americana, tipo H-1H Iroquiois. O projeto prevê que o governo boliviano pague as despesas com o traslado dos helicópteros. Para a doação ser efetivada, o projeto ainda precisa ser aprovado pelo plenário do Senado.

O Ministério da Defesa, ao justificar a doação ao Congresso, disse que o objetivo da doação é “estreitar laços de amizade” com a Bolívia e “permitir a participação mais efetiva do Brasil em questões internacionais”. O ministério afirma que a doação pode “suprir eventuais carências” do governo boliviano.

A ação foi acertada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o presidente da Bolívia, Evo Morales, em 2008, para facilitar nas operações de combate ao narcotráfico do país. O governo afirma que as aeronaves possuem valor “residual”, por isso não compensa a sua alienação. Também haveria, segundo o Executivo, helicópteros mais modernos no mercado com menor custo operacional –o que não justificaria recolocá-las em funcionamento.

O senador Luiz Henrique (PMDB-SC), relator do projeto na CCJ, disse que a estocagem das aeronaves já defasadas não compensa economicamente ao Brasil. Segundo o senador, os helicópteros acarretam “prejuízos” à FAB com instalações e manutenção de voo, mas podem ser úteis aos “esforços bolivianos de combater o narcotráfico”.

FONTE: Folha de São Paulo

FOTO: FAB

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

25 Comments

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eriksondb

“O senador Luiz Henrique (PMDB-SC), relator do projeto na CCJ, disse que a estocagem das aeronaves já defasadas não compensa economicamente ao Brasil. Segundo o senador, os helicópteros acarretam “prejuízos” à FAB com instalações e manutenção de voo, mas podem ser úteis aos “esforços bolivianos de combater o narcotráfico”. Até aí tudo bem, mas e o “chute no trazeiro” que os brasileiros estão levando lá na Bolívia, acho isso uma tremenda palhaçada. O(A) responsável pela doação poderia pelo menos condicionar essas doações com o tratamento que estão fazendo com os brasileiros na fronteira, e se abusar um dia esses helis… Read more »

danra2

Concordo, eriksondb! Até quando nós seremos amigos de todo mundo só para eles nos atacarem depois? Já é a segunda vez que a Bolivia faz essa palhaçada! Primeiro nacionalizam a Petrobrás de lá, depois começam a expulsar os brasileiros que moram do outro lado da fronteira. Estão esperando eles retomarem o Acre para fazer alguma coisa? Ô raça de politicos inúteis!!!!

Marcos

Reclamação:

Aquela publicidade do lado direito da tela, trocando toda hora de imagem, cansa muito a vista.

Giordani RS

Que governo…que governo…a bolívia não tem dinheiro para comprar helis para combater o narcotráfico(hahahaaha…combater? hahaha) mas tem dinheiro para comprar K-8 dos chineses…pô senador, Eu que brazilia é uma ilha, mas convenhamos, tu é muito cara-de-pau!!!! Saiba senador, que esses helis, acabarão sendo usado para expulsar os brazileiros que lá vivem…

Indignante isso.

****************

Marcos disse:
24 de maio de 2012 às 13:12
Reclamação:
Aquela publicidade do lado direito da tela, trocando toda hora de imagem, cansa muito a vista.

cansa mesmo! É preciso diminuir o intervalo.

Mauricio R.

Isso ajudem a Bolívia, um país tão solidário ao Brasil.

aldoghisolfi

Acham que somos mulher de malandro… que gostamos de apanhar na cara! E o pior é que … nem vale a pena comentar…
Se estes pândegos vendessem os helicópteros -patrimônio de todos nós- tenho certeza de que sobraria uma graninha para o SUS, para a segurança, para alguma escola, para recuperar algum rio podre…

Giordani RS

É bem por aí…a venda de um único heli desses pagava a reforma de uma escola…qual escola? Sei lá, uma do município aonde a nave estava lotada ou que o dinheiro fosse para as FFAA…

*******

“Mas tem gás, que ela troca por aeronaves com os países fabricantes.”

É né…gás pra china…a industria paulista agradece…
Isso não é senador, isso é um entreguista!!!

Giordani RS

Para quem quiser mandar uma mensagenzinha para o nobre senador…

http://www.senado.gov.br/senadores/dinamico/paginst/senador5002d.asp

luizhenrique@senador.gov.br

Eu mandei…será que ele me responde???

Black Hawk

OHHH MEU DEUS!!! que lindo!!! o brasil doando helicopteros q poderiam ser doados a policias de estados brasileiros,bombeiros defesa civil ou demais autoridades,serao repassadas pra um pais q muito nos ajuda!!! um pais q sempre faz atitudes q nos agradam!! q sempre fazem atos pelo bem estar brasileiro!! PELO AMOR DE DEUS!!! ACORDA SENADORES!!! eles acabaram de expulsar varias familias da fronteira da bolivia e vçs dao helis como presente??? vçs sao brasileiros ou bolivianos?? aposto que tem grana no meio so pode!! ninguem em sa conciencia doa helis q podem ser utilizados em bem maior em favor de brasileiros,pra… Read more »

Corsario137

Preparem os chanfalhos porque eu discordo dos nobres colegas. A Bolívia é nosso quintal, um país satélite, totalmente dependente do comércio e das relações com o Brasil para manter-se vivo e funcionando. Assim, é também nosso papel, enquanto líder regional, vez por outra fazer esses “pequenos agrados”, que tem função muito mais política do que econômica. As pessoas lêem muito as manchetes e tomam essas como verdades. É claro que existe todo um populismo medíocre de esquerda por trás de tudo que a Bolívia tem feito desde a eleição do Evo porém devemos ser menos superficiais, já que toda história… Read more »

HRotor

Doar aeronaves que ainda são operacionais na Força. Realmente lamentável. Não há QUALQUER benefício ou contra-partida, nem para a FAB, nem para a sociedade brasileira.
Esse BANDO entrega patrimônio do povo brasileiro para esses VIZINHOS HERMANOS que nos consideram “ameaça imperialista”.
É triste, essas “autoridades” não pensam no bem comum, na nossa sociedade, tomam tais decisões sem qualquer compromisso, e nunca vão responder por isso…
(É capaz da FAB ainda dar assistência e manutenção aos nossos pobres vizinhos…).

Corsario137

Só por curiosidade, fui a Wiki checar a quantas anda o PIB da Bolívia.

Pois bem:

PIB da Bolívia = Lucro da Vale em 2011 (ano de queda nas commodities).

That is all folks 😉

Daglian

Bem observado, Corsario. Realmente somos vistos como império mas… quem pode, pode. Quem não pode…

Acredito que deveríamos vendê-los por um valor simbólico, tal qual o Foch nos foi oferecido pela França. De qualquer forma, se a FAB não precisava, não será de grande mal.

Black Hawk

senhores: sera q tais aeronaves nao seriam mais uteis nas nossas policias,bombeiros ou defesa civil? sera q ambos nao poderiam ser utilizados em bem do nosso povo? eu acho que seria muito mais uteis se fossem doados a policia,bombeiros ou defesa civil de estados q nao possuam helicopteros pra tais acoes… acho q nao seria tao caro de operar,aponto de ser preferivel doar a um pais q so atrapalha e em nada ajuda … e mais acho q seria muito mais util vender ao ferro velho q dalos aos bolivianos,afinal eles nunca usam os meios q o brasil doa pra… Read more »

Roberto F Santana

É muita maldade com os bolivianos.
Só irá fazer com gastem seu minguado dinheiro em querosene e sem manutenção, virá o risco de acidentes.
Era melhor dar pro Francis Coppola e pedir para ele fazer mais um filme sobre o Vietnam.

Se me dessem, eu não aceitaria, pois não existe caçamba de entulho que caiba tal sucata.

paulsnows

Corsário, lamento o teu esforço. Os colegas não têm a menor intenção de pensar, se informar, debater. A maioria apenas repete o que lê ou ouve por ai e reflete para fora o eco das suas próprias desinformações e idéias preconcebidas. Uma mistura confusa que uns disfarçam com algum conhecimento. Veja, mesmo num assunto batidíssimo, como estes dos helicópteros velhos que a FAB está se livrando na direção da outra FAB, eles ainda fazem estes comentários absurdos, todos eivados de ódio ao governo atual, que lhes turva o raciocínio. Este blog é político? Pensei que fosse sobre assuntos militares. Até… Read more »

Corsario137

Aos amigos, Daglian: Acho que seria difícil até mensurar um valor, mesmo que simbólico, para esses sapões. Acho que o maior valor dessas aeronaves é o histórico, sentimental. BlackHawk: Primeiramente que não posso responder a sua hipótese sobre o que aconteceria SE… SE é muito vago. Uma coisa eu garanto, a Bolívia jamais fechará o abastecimento de gás para o Brasil. A venda de gás para a Petrobrás representa hoje algo entre 18 e 21% do PIB boliviano, de forma que “fechar as torneiras” seria o mesmo que entrar em recessão. A economia da Bolívia é tão frágil que a… Read more »

Corsario137

Nunão, Concordo mas acrescento que hoje a situação é ainda mais complexa, pois a linha entre “líder” e “império” é muito tênue e horas ela fica bem definida horas não. Como você bem citou, a Bolívia nos vê realmente como imperialistas, colocam o rótulo mesmo. Não é pra menos. É um país tão dependente do Brasil quanto o Panamá ou a Costa Rica o são dos EUA, mantendo as devidas proporções. Quanto a Argentina, eu já discordo um pouco. A crise dos anos 2000 fez com que muitas empresas privadas argentinas passassem para as mãos dos brasileiros, entre elas símbolos… Read more »

HRotor

Na teoria, tudo muito simples. Quem quer os velhos Sapões? Quanto vale essa “sucata”? Na prática, eles são, por exemplo “O” helicóptero de esquadrões como o 2°/10° GAV e 1°/8° GAV (no caso deste, “já” recebeu 01 EC725 há cerca de um ano, ainda aguardando os demais para substituir a frota). Com uma disponibilidade média em torno de 30%, cada esquadrão tem uns 30 pilotos disputando para voar 1 ou 2 “sucatas” na linha de voo. Tal situação persiste há 20 anos, com hangares cheio de “sucatas” aguardando suprimento para serem colocadas em condição de voo. O que temos assistido… Read more »

sergiocintra

Recentemente passando pela rodovia Niterói-Manilha(BR-101 RJ Norte), em um galpão de sucatas vi a carcaça de 1 “Sapão”. Pensei que desperdício, uma lenda e nesse estado. Mas refletindo melhor, tudo tem o seu tempo e o deste acabou, assim como não temos vida eterna, materiais tem a fadiga e o descompasso dos aviônico é imenso. Quanto custa operar e manter. Recentemente um Heli da polícia goiana caiu e era bem mais novo. Causas preliminares indicam falha de manutenção. Contenção de custos. A relação com as FA’s bolivianas são muito afinadas e cooperativa -não falo dos “porcolíticos”, mas dos Homens, Oficiais… Read more »

Black Hawk

ok corsario se vç pensa assim e direito seu… do memso modo q eu penso q nao estamos fazendo nada certo em doar helis para um pais q nao faz nada absolutamente nada a favor do brasil.. e mais nao me venha com essa de facismo se quero que meu pais seja respeitado mundo afora… nao e sendo otario e deixando todos os paises debocharem de nos q um dia seremos reconhecido com pais de notoriedade no cenario mundial… se vç acha q isso esta certo? isso e sua opniao, e aki no blog todas as opnioes sao aceitas!! vç… Read more »

Mauricio R.

“É né…gás pra china…a industria paulista agradece…” A usina desativada da AES em Uruguaina, um monstrinho capaz de gerar 500MW de energia elétrica, tb. “Saiba o que existe de verdade sobre a reativação da mega usina a gás de Uruguaiana O que existe sobre a retomada das operações da enorme usina a gás de Uruguaiana (500 MW) é o seguinte: 1) A pedido do ONS, a AES botou no Excell os custos para operar com o óleo da Refap e com o gás argentino. 2) O caso do óleo é proibitivo. . Existe urgência e premência para a reativação, porque… Read more »

Últimas Notícias

USAF seleciona o turbofan F130 da Rolls-Royce para o programa de remotorização do bombardeiro B-52

A Força Aérea dos EUA anunciou em 24 de setembro que deu à Rolls-Royce um contrato de US$ 500...
- Advertisement -
- Advertisement -