Home Noticiário Internacional CCJ aprova doação de quatro H-1H para a Bolívia

CCJ aprova doação de quatro H-1H para a Bolívia

170
20

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quinta-feira (28) a doação de quatro helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) à Bolívia, prevista no Projeto de Lei 6176/09, do Poder Executivo. São aeronaves fabricadas nos Estados Unidos, tipo “H-1H Iroquois”, que a Bolívia pretende usar em operações de combate ao narcotráfico.

O projeto foi aprovado em caráter conclusivo e seguirá para o Senado, a menos que haja recurso para que seja votado pelo Plenário da Câmara.

Segundo o governo brasileiro, os helicópteros H-1H foram fabricados há várias décadas e não atendem mais às necessidades da FAB. Além disso, a manutenção dos helicópteros é considerada onerosa e sua venda não traria ganhos econômicos ao País.

O governo informa também que o Ministério da Defesa está empenhado em celebrar acordos com países amigos visando a estreitar laços e a permitir uma participação mais efetiva do Brasil em questões internacionais por meio da colaboração militar.

O relator na CCJ, deputado Luiz Carlos (PSDB-AP), disse que a proposta atende os requisitos de constitucionalidade e juridicidade.

FONTE: Câmara dos Deputados / FOTO: Everton Maganin

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

“…Segundo o governo brasileiro, os helicópteros H-1H foram fabricados há várias décadas e não atendem mais às necessidades da FAB. Além disso, a manutenção dos helicópteros é considerada onerosa e sua venda não traria ganhos econômicos ao País. …”

E na Bolívia será diferente?

Giordani RS
Giordani RS
9 anos atrás

“…Segundo o governo brasileiro, os helicópteros H-1H foram fabricados há várias décadas e não atendem mais às necessidades da FAB. Além disso, a manutenção dos helicópteros é considerada onerosa e sua venda não traria ganhos econômicos ao País. …” Ah tá! E a bolívia então vai ter cacife para bancar a manutenção? Quem sabe não damos com direito a manutenção??? Pô! Será que não dava para trocar por gás? Ou melhor, por desconto no gás? Por menor que seja o valor!!! Dar, acostuma mal as pessoas. Tenta conseguir um empréstimo num banco público, um empréstimo no valor de um Iroquois,… Read more »

Ivan
Ivan
9 anos atrás

É interessante doar aeronaves usadas para países vizinhos, mas o ideal é quando estas tem origem e manutenção no Brasil. Doar um par de helicópteros Bell UH-1H para a Bolívia vai geral demana de serviços nos EUA ou em Taiwan, nunca no Brasil. Outro problema é a falta de reconhecimento pela gentileza. Muitos dos nossos irmãos sulamericanos nos exergam como “Imperialistas do Sul”, com o mesmo ranço que muitos olham os “Yankees” em outras partes. Mas se tem alguns ‘Sapões’ sobrando na FAB do Brasil, pois há outra na Bolívia, seria muito mais interessante doar um par para a PM… Read more »

edcreek
edcreek
9 anos atrás

OLá,

Coisa sem sentido, como o dito pelo Giordani permuta por gás a um preço legal.

Eles colocaram a faca no nosso pescoço a pouco tempo e pagamos com H-1H pela pressão recebida.

Republica bananeira do………………. deixa quieto………….

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
9 anos atrás

Todos os comentarios sobre o tema foram bons. Assino embaixo. Tambem me sinto revoltado com essa corteisa do Lula para com o Evo. Os caras e sua respectiva tribo, invadiram uma propriedade do Estado brasileiro e ganharam como recompensa 4 Helicopteros Bell, que poderiam ser usados pelas policias de algum estado brasileiro. E nao me venham com essa estoria de custo, porque os bolivianos (bolivarianos) estao na M…. A Colombia (pais ao qual viajo constantemente), que conheco de longa data, possui uma frota desses mesmo helicopteros operando dia e noite, tanto na Policia Nacional quanto no Exercito. Se o cocalero… Read more »

Marco Antônio
Marco Antônio
9 anos atrás

Ivan disse: 28 de abril de 2011 às 15:00 “Outro problema é a falta de reconhecimento pela gentileza. Muitos dos nossos irmãos sulamericanos nos exergam como “Imperialistas do Sul”, com o mesmo ranço que muitos olham os “Yankees” em outras partes.” Ivan, Acredito que a intenção é exatamente de desfazer esta imagem equivocada que alguns vizinhos têm do Brasil, bem como ajudar no combate ao tráfico de drogas e armas que tem como destino o Brasil. O que os EUA fazem com a Colômbia fazemos, guardadas as proporções (de 1 milhão para 1:), com a Bolívia. Quanto aos comentários partidários,… Read more »

Observador
Observador
9 anos atrás

Marco Antônio: Você trata quem te deu um tapa na cara com presentes? Pois é. Por que o Brasil tem que ser diferente? Pior do que dar três helicópteros com décadas de uso é financiar a contrução da “Transcoca”, a rodovia boliviana entre Villa Tunari e San Ignacio de Moxos, na principal região cocaleira da Bolívia. Ou seja, este governinho chinfrim que você tenta defender facilitou a exportação do veneno deles para o nosso país. A única coisa que o Brasil consegue com isto é passar a idéia de um país relapso, fraco e abastado. Ou seja, um vizinho ideal… Read more »

Observador
Observador
9 anos atrás

Outra coisa: Até parece que Evo Morales, eleito com o voto dos cocaleiros, vai combater o narcotráfico. Mas a esquerda festiva gosta de uma historinha prá boi dormir e acredita na “tradição da cultura da folha de coca para os povos do altiplano”. Mentira. O grosso da coca é usada mesmo para alimentar o tráfico, para fazer cocaína e o crack que está devastando o Brasil. Mas nosso governo não olha isto, basta colocar as palavras “minoria”, “oprimido”, “causa” e “social” que a turminha embarca sem pensar duas vezes. Aliás, a vontade do governo boliviano em combater o narco tráfico… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
9 anos atrás

Caro Marco Antonio, O Evo botou a DEA para fora a mando do Chavez. Voce me parece ser uma pessoa inteligente e sabe do que estou falando. Da mesma maneira que o Equador fechou a base de Manta para o uso americano (DEA), porque o Correa, ainda que seja um pouco mais educado que o Evo, tambem joga no mesmo time bolivariano. A DEA era a unica agencia que dispoe os recursos necessarios (material, humano e tecnologico), para combater o narcotrafico nessas regioes. Mas como o Chavez tem nexus com as FARC de Colombia, ele usa a desculpa de expulsar… Read more »

paulofvj
paulofvj
9 anos atrás

Nossas forças policiais conseguem com muito custos aeronaves deste porte, ao invés de repassarmos para estas, pessoas que nos representão, dão o que não é delas.
Aí saem bonitinhas na foto, como grandes benfeitores e estadistas!

Vader
9 anos atrás

Encontrem seu deputado na CCJ bonzinha, amiga de índio cocaleiro e ladrão de refinaria (é uma galerinha muito da gente fina): Alessandro Molon PT/RJ Jilmar Tatto PT/SP João Paulo Cunha PT/SP João Paulo Lima PT/PE José Mentor PT/SP Luiz Couto PT/PB Nelson Pellegrino PT/BA Odair Cunha PT/MG Ricardo Berzoini PT/SP Rubens Otoni PT/GO Vicente Candido PT/SP Almeida Lima PMDB/SE Arthur Oliveira Maia PMDB/BA Carlos Bezerra PMDB/MT Danilo Forte PMDB/CE Eduardo Cunha PMDB/RJ Fabio Trad PMDB/MS Marçal Filho PMDB/MS Mendes Ribeiro Filho PMDB/RS Osmar Serraglio PMDB/PR Solange Almeida PMDB/RJ Wilson Filho PMDB/PB André Dias PSDB/PA Bonifácio de Andrada PSDB/MG Cesar Colnago… Read more »

Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

Putz Vader, precisava emporcalhar o blog desse jeito ?!!? rsrsrsrsrsrsrs!!!!

E parece que há um acordo onde países da AL não poderia se agredir utilizando armas que tenham origem em países da própria AL.

A Bolívia poderira ter sido enquadrada na época da invasão da refinaria pois teria usado equipamentos cedidos pelo Brasil, como os caminhões da engesa que transportaram as tropas, por exemplo.

Mas o nosso Itamaraty nunca foi atrás, pelo contrário, ajudou a ratificar a trapaça…

edcreek
edcreek
9 anos atrás

Olá,

Pô, Vader não fala mal assim do Carlão(Carlos Sampaio)…

Como diria o Chaves todos honessssstiiisimos.

Abraços,

Marco Antônio
Marco Antônio
9 anos atrás

Observador disse: 28 de abril de 2011 às 18:02 Observador, acredito que relações diplomáticas são infinitamente mais complexas do que as relaçõs pessoais. Agindo com a emoção, acima da razão, eu devolveria o tapa e não daria um presente. Mas não quero que a diplomacia brasileira haja de forma emocional e sempre critico quando isto acontece, principalmente quando há uma fundo ideológico. Quanto aos outros comentários: Também acredito que esta aprovação não tem caráter partidário ou ideológico. Todos podem conferir a lista disponibilizada pelo Vader. Há diversos partidos representados na CCJ, inclusive os maiores da oposição a qual tinha a… Read more »

Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

Marco Antônio disse:
29 de abril de 2011 às 9:57

Caro Marco,

Invadir uma refinaria (era uma refinaria, não era um quartel) com soldados armados para intimidar “perigosíssimos” trabalhadores pegos de surpresa que lá estavam na sua rotina diária, poderia ser entendido como o quê ?!?

edcreek
edcreek
9 anos atrás

Olá,

Voto com o Antonio M, isso foi ridiculo e mereceria um retalhação imediata seja comercialmente o mesmo militarmente, como eles fizeram.

Abraços,

Marco Antônio
Marco Antônio
9 anos atrás

Antonio M disse: 29 de abril de 2011 às 10:26 Pode ser entendido como uma trapalhada diplomática…..à altura de um país da envergadura da Bolívia e do governo boliviano. Não justificaria uma trapalhada diplomática por parte do Brasil. Não entendo se o seu desejo é de que o Brasil tenha uma diplomacia deste nivel……..eu não desejo. Concordo com edcreek: foi ridículo para a Bolívia. Utilizando a analogia do observador, e guardada a ressalva feita por mim acima (de que relações pessoai são infinitamente diferentes de relações diplomáticas), seria como estes desmiolados que se matam em estádios de futebol devido à… Read more »

Antonio M
Antonio M
9 anos atrás

Marco Antônio disse:
29 de abril de 2011 às 17:19

Óbvio que foi trapalhada da Bolívia. Em seguida trapalhada do Itamaraty que deixou por isso mesmo.

E agora, ainda vão ganhar mais um “agrado”.

Não sei onde isso conserta alguma coisa…….

Observador
Observador
9 anos atrás

Marco Antônio disse: 29 de abril de 2011 às 9:57 Caro Marco Antônio: Concordo com você. É realmente as relações diplomáticas são muito mais complexas que as relações pessoais. São tão complexas que o governo que você insiste em defender só cometeu erros na nossa política externa, colhendo várias derrotas, algumas vexatórias (Honduras, Irã, etc.). O problema é que o governinho que está no poder há oito anos tem agido com os vizinhos bolivarianos exatamente como em uma relação pessoal, de amizade, de verdadeiro compadrio, sempre colocando os interesses do Brasil em segundo plano. O que a Bolívia nos proporciona… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
9 anos atrás

Para mim, a invasao na refinaria da Petrobras na Bolivia, seria motivo de (no minimo) para um rompimento diplomatico; ou de uma sabotagem na mesma (por Comandos do EB).

Mas se for com truculencia, eu mandaria a FAB bombardear todo o complexo da refinaria (que foi construida por brasileiros e paga com o dinheiro do povo brasileiro), que pertence a Petrobras (ao contribuinte brasileiro).

Desculpe a sinceridade, mas eu posso ser bastante radical, contra os radicais que atentam contra os meus interesses.