Aerospace Forum 2010-06-10 - 1

vinheta-exclusivo Hoje participamos do primeiro dia da Aerospace Forum Sweden, em Linköping, Suécia. Foram 4 sessões, com palestras sobre Política, A Visão Européia, Pesquisa Nacional e Programas de Desenvolvimento.

Aqui o fuso horário é 5h à frente do horário de Brasília e a temperatura é de cerca de 10 graus Celsius. Já passa de meia-noite enquanto começo a escrever esse texto, mas no Brasil ainda são 19h.

Aerospace Forum 2010-06-10 - 4

Minha impressão do primeiro dia de palestras é que a Suécia é um país que investe em Defesa porque se preocupa com o futuro, para não perder a posição tecnológica de vanguarda que conquistou depois de tantos anos e investimento em educação, pesquisa e desenvolvimento.

Dentre as palestras de hoje, destaco o discurso de abertura, onde o major-general Andres Silwer, Chefe do Estado Maior da Força Aérea Sueca, falou sobre o binômio “Doutrina e Tecnologia”, observando que as duas interagem o tempo todo. Ele mencionou também a dependência que o Poder Aéreo tem da tecnologia e que o futuro depende de compromissos de longo prazo e investimentos.

Aerospace Forum 2010-06-10 - 2

Outra palestra de destaque foi do professor Gunnar Eliasson, do Royal Institute of Technology, sobre “Aquisições Públicas Avançadas como Política Industrial. A Indústria Aeronáutica como uma Universidade Técnica”.

O professor Gunnar apresentou o conceito de “Spillover” (“Transbordamento”), mostrando as conclusões do seu livro sobre o investimento em tecnologia militar. Gunnar disse que o “multiplicador de transbordamento” do Gripen, de 1982 a 2007, foi de 2,6 vezes o valor do investimento para a sociedade, na produção civil, exportação e novos negócios.

Gunnar apontou também que o investimentos militares criam valor social e uma rede de oportunidades de negócios, como mostra o gráfico da apresentação abaixo.

Aerospace Forum 2010-06-10 - 3

O principal fato levantado no primeiro dia foi a questão da indústria aeroespacial européia estar atrasada em relação à americana e que é preciso unir os esforços das indústrias e das políticas nacionais para reverter a situação.

Aerospace Forum 2010-06-10 - 5

O Neuron, o maior programa demonstrador de aeronave não-tripulada é um dos caminhos apontados para esta união de esforços.

Aerospace Forum 2010-06-10 - 6

Houve também palestras sobre o Programa do Gripen Demonstrator, do Gripen com biocombustível, os vários UAVs em desenvolvimento pelos europeus e sobre o sistema Carabas, de detecção remota de IEDs. Mais detalhes sobre essas palestras eu trarei em próximo post, pois  terei que acordar daqui a pouco para a visita à Saab, onde poderemos conhecer o Gripen de perto. Até amanhã.

Tags: ,

Quem é Alexandre Galante

Veja os posts de Alexandre Galante
Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

7 Comentários para “Primeiro dia no ‘Aerospace Forum Sweden’”

  1. Gohan 11 de junho de 2010 at 0:43 #

    Otima reportagem. Parabéns.

    Sou obrigado a dizer q estou com inveja da sua posição. Queria estar no seu lugar. Ushususha!!

  2. Guilherme Poggio 11 de junho de 2010 at 9:53 #

    Interessante o segundo slide. Ele mostra todas as aeronaves a jato produzidas pela Saab voando juntas.

  3. DrCockroach 11 de junho de 2010 at 10:50 #

    Galante,

    Deve ter sido muito interessante a palestra do G. Eliasson. Curiosamente, faz umas 3 semanas que encomendei o livro dele. Continuo aguardando, quando chegar entrarah no topo da minha lista de leitura. Se estivesse ai, na tua vida boa, jah comprava o livro e ainda pegava um autografo. :)

    []s!

    P.S.: Jah que estah na Suecia, podia fazer uma materia sobre o Sub Sueco HMS Gotland que “afundou” o USS Ronald Reagen, e publicar lah no Naval.

  4. Vader 11 de junho de 2010 at 10:51 #

    Interessante como o Gripen, olhando por esse ângulo, se parece com o Viggen.

  5. Michel Lineker 11 de junho de 2010 at 11:10 #

    “Doutrina e Tecnologia”

    Será que é por causa disso que nao temos tantos equipamentos russos nas forças armadas já que nossa doutrina é mais americana?

  6. Marcos 11 de junho de 2010 at 11:29 #

    Parabéns pela a reportagem e continue a nos informar, já que não podemos estar ai.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Vimos o Neuron de perto | Poder Aéreo - Informação e Discussão sobre Aviação Militar e Civil - 29 de julho de 2010

    […] Primeiro dia no ‘Aerospace Forum Sweden’ Compartilhe: […]

Deixe um Comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Lembram-se do C-130 que se acidentou na Antártida?

Segundo reportagem do G1, FAB não tem previsão de reparo ou desmanche; tratado proíbe deixá-la lá. Um avião modelo Hércules […]

FAB completa 40 anos do recebimento dos primeiros caças F-5

  Modernizado em 2006, o supersônico é a principal aeronave utilizada na defesa aérea brasileira – A Força Aérea Brasileira […]

Primeiro ataque de caças Rafale da Marinha Francesa ao Estado Islâmico

Ataque foi realizado na manhã de 25 de fevereiro, por dois caças Rafale M que decolaram do navio-aeródromo francês Charles de […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! A versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]

Protótipo do JF-17 biplace chinês estará, em junho, na 50ª edição de Bourget

  O consórcio formado pelo Complexo Aeronáutico do Paquistão (PAC, na sigla em inglês) e pela Chengdu Aerospace Corporation (CAC) […]

Porta da rampa de carga do segundo KC-390 já está em Gavião Peixoto

  A Fábrica de Aviões General San Martín (FadeA), da província argentina de Córdoba, notificou autoridades da Força Aérea de […]