Home Operações Aéreas Tradução da palestra do Coronel Terrence Fornof da USAF – 2a. parte

Tradução da palestra do Coronel Terrence Fornof da USAF – 2a. parte

963
330

O texto a seguir é a segunda parte (clique aqui para ler a primeira parte) da transcrição/tradução dos vídeos do YouTube “IAF SU-30 MKI Red Flag Lecture Part 1 & Part 2” do coronel Terrence Fornof, um piloto de F-15 e diretor do Requirements and Testing office do USAF Warfare Center, na Base Aérea de Nellis:

Agradecemos ao nosso amigo e colaborador Marine, que se prontificou a nos ajudar na tradução (que levou várias horas de trabalho), para colocar essas informações ao alcance de mais leitores.

“…Enquanto que no papel ele (Su-30) tem vector thrust, ele tem todas essas armas maravilhosas, ele parece ser igual ao Raptor…ele não chega perto do Raptor. Isso foi uma coisa muito boa para gente descobrir que não sabíamos até esse último exercício acontecer. Agora o que eu tenho medo é que o Congresso vai ouvir isso e dizer: “Ótimo a gente não precisa comprar mais aviões”…Não,não,não,não,não…Nós costumávamos estar muito acima deles e agora eles nos alcançaram e estão um pouquinho à nossa frente.

E eu digo isso porque quando os pilotos deles aprenderem a voar o avião (Su-30), eles serão capazes de bater no F-15 e F-16 constantemente. Agora os pilotos novos deles ficam ansiosos e vão naquela manobra “post stall” e o avião começa a cair…mas é apenas uma questão de tempo até que eles aprendam a nao ir lá mais, a não ser que seja necessário.

Com relação a como foi o Red Flag, nós também tivemos os franceses aqui e o Rafale; Os franceses só iam trazer os Mirage 2000-5, que é um avião mais antigo, até que os indianos disseram que iam trazer sua coisa mais nova, os SU-30, e então os franceses disseram: “Ui! Ui! Nós vamos trazer o Rafale. “Mas vocês nunca os trouxeram até os EUA antes!” “É, mas nós vamos trazer agora!” E eles os trouxeram e 90% das vezes eles seguiam os indianos e quando os indianos atiravam ou eram acertados, os franceses atiravam e iam embora e eles nunca realmente engajaram mano-a-mano.

O que qualquer um que voou com eles no Iraque, durante Desert Storm, ou em qualquer operação de manutenção da paz, sabe que o que eles faziam era quando os americanos estavam fazendo esse negócio de manter a paz, eles sobrevoavam Bagram, Bahrain e voavam saídas locais e diziam: “Estamos participando na guerra!” Mas o que eles realmente estavam fazendo era ter seus sensores ligados, cheirando como os nossos radares funcionavam.

E isso realmente foi tudo o que eles fizeram aqui: eles saíam e assistiam a nossa briga toda com seu avião mais novo e suas unidades de recebimento eletrônico mais novas e sugaram todos os “trons” do ar.
Os indianos ficaram muito desapontados no fato…Bem, primeiro eles aprenderam sua lição muito bem em Mountain Home, eles foram extremamente profissionais, eles nunca voaram fora do espaço aéreo, o que nós estávamos muito preocupados, eles tiveram 0 violações de regras de treinamento e isso por si só foi incrível! Nós ficamos muito impressionados com eles e lhes agradecemos muito, porque eles foram muito, muito profissionais e nós estavamos preocupados que não seriam.

No que tiveram problemas foi que eles (indianos) mataram muitos amigos e isso aconteceu porque nos primeiros dias da Red Flag…Red Flag é diferente do que costumava ser, agora a primeira semana da Red Flag é basicamente grandes forças como a velha Red Flag era, a segunda semana é uma campanha onde os mísseis terra-ar vêm e à medida que você os derruba, eles começaam a sofrer atrição e você acaba tendo menos e menos SAM , o mesmo acontece com o Ar Vermelho, na 1a. semana o ar vermelho pode se regenerar, mas a gente demora a regenerá-los, na 2a. semana você só pode regenerar 2 vezes, e se eles estiverem te matando muito, você só pode regenerar uma vez e depois você já era. Tipo uma campanha de guerra real. Bem, advinha…se você tem fratricídio no lado azul, o azul perde forças que lhe é permitido trazer até a guerra também. E o problema deles foi que seus sistemas não tinham a capacidade de identificação de combate.

E eles eram os únicos; os franceses, nós tivemos os coreanos aqui com F-15Ks novinhos em folha, aviões lindos, diretos do “showroom” de fábrica, eles tinham os radares que nós temos no F-22 que nós vendemos para eles nos F-15K. Eles tinham “pods” de “targeting” e “jamming” israelenses e eles foram aviões incríveis! Agora os coreanos também foram muito profissionais e eles tinham talvez no máximo 50 horas nos F-15, tempo nenhum nesses aviões, então ainda estavam aprendendo como voar esses aviões e se saíram relativamente bem, mas não tiveram fratricídios!! Por que?? Porque eles estavam na grande internet com a gente, os franceses estavam no datalink com a gente, os coreanos estavam no datalink com a gente, todas as forças dos EUA estavam no datalink, os AWACs estavam no datalink. Os indianos estavam nos seus próprios datalink feitos na Rússia, então eles estavam voando sem os computadores saberem aonde estavam os combates, eles estavam indo e gritando com os AWACs: “Hey, eu tenho um contato no meu nariz a 22 milhas, amigo ou hostil?” AWACs diziam: “Não há hostis dentro de 40 milhas de você.” FOX!!! (disparo de míssil BVR) “Porra cara!” (Risos…)

Eles estavam morrendo de medo porque nos primeiros dias da guerra eles tiveram algumas perdas, pois estavam segurando seus disparos esperando ouvir se havia um inimigo ou amigo e eles estavam morrendo; então disseram: “Quer saber de uma coisa? É melhor que você morra ao invés de mim.” (Risos)

Então eles tiveram um número de fratricídios relativamente alto na segunda semana. (Risos) eles estavam muito preocupados porque uma das coisas pela qual eles brigaram, era para que pudessem vir voar na Red Flag em Nellis, bem a Red Flag em Nellis foi criada por “quatro estrelas”, há muito tempo atrás, para formar coalizões com caras que iríamos pra guerra juntos, então nós temos que ser capazes de lutar junto com eles; Os coreanos, Deus perdoe os franceses, os britânicos, os australianos, todos esses caras, até os alemães mas não alguém como os indianos.

Os indianos deveriam ter ido ao Red Flag no Alaska, porque foi lá que o General Gregory (?) preparou para se fazer desenvolvimento de laços de amizade e parcerias. Quando você vai à Red Flag Alaska as regras de treinamento são diferentes, o critério de mortes é um pouco diferente, fratricídio é um pouco diferente, porque você tem todos esses paéses diferentes jogando, que normalmente não iriam pra guerra com a gente, mas que queremos ser amigos, não existem dois países fronteiriços que vão ao Alaska que não têm algum tipo de disputa, então não estamos preocupados tanto em torná-los parceiros de coalizão, queremos apenas que sejam amigos e que trabalhem bem juntos, o suficiente para não se matarem com armas nucleares.

Então eles vieram a Nellis achando que iam conseguir entrar e serem partes da coalizao e eles aprenderam com uma lição e tanta que isso não ia acontecer. Então é isso gente, é isso resumindo. Sim Senhor?
“O radar AESA indiano foi um grande fator?”

Bem, o radar no SU-30 no nariz não é um AESA, é um ESA e a diferença é que embora seja apenas uma letra, o “A”, faz uma diferença enorme porque um AESA vai lá e “pinga” mais e vê mais e é mais preciso do que um radar passivo, que é bom, mas acaba tendo mais problemas técnicos discriminando e encontrando o cara certo.
“O General Pawling (?) da Guarda Aerea Nacional do Havaí…sim senhor…afirmou outro dia que o F-15 é o ultimo avião de “dogfight”, ele descontou o fato que o F-22 é excelente na luta próxima.”

Sim, ele afirmou isso e eu conheço o Pawling e não quero entrar em uma discussão com ele, eu entrei em uma discussão com o General Spruance (?) na última vez e não quero discutir mais. (Risos) Mas eu te digo que eu acho que o Raptor é o nosso próximo grande avião de “dogfight”, a razão é o “jamming” eletrônico e nao só “jamming” eletrônico. O Raptor simplesmente não carrega mísseis suficientes, nós vamos ter que partir pro canhão um dia e isso vai acontecer e graças a Deus o Raptor ainda tem um canhão nele, ele é rápido, e manobrável e consegue chegar lá.

Eu sei que meus companheiros dos F-16 vão gostar dessa piada, fulano me desculpe…o F-16 Block 50 quando não carrega um pod é um grande “dogfighter” também! Então esses 3 aviões o F-15, o F-16 Block 50 e o Raptor ainda são muito capazes e nós vamos precisar deles, porque aquele pequeno MiG-21 Bison, que eu comentei antes, quando ele chega despercebido porque ele tem um RCS pequeno e aquele “jamming” pod grande e você não consegue vê-lo, até o último minuto, e você está se esquivando daquele míssil “active radar” que acabou de aparecer…”Puta merda! Dá onde veio isso?!…Daquele filho da puta!! Eu preciso ir lá matar ele!” Agora você vai precisar daquela manobrabilidade.
“E o F-35?” Vamos deixar isso para outra discussão…(Risos) Jeff e eu trabalhamos muito no 422 então sabemos demais sobre isso nesse momento. Mas vamos deixar isso pra outra hora. Sim Senhor? Me desculpem, mas já passei dos meus 15 minutos, tenho certeza.”

Subscribe
Notify of
guest
330 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Raphael
Raphael
11 anos atrás

Muito obrigado Marine.

Estes Su-30 sao belas maquinas de guerra.

Manfred Von Richthofen
Manfred Von Richthofen
11 anos atrás

Um dado interessante nessa segunda parte é que os indianos voaram sem data-link e por isso, acabaram cometendo muito fratricídio.
Os brasileiros também voaram sem data-link com o AWACS e não cometeram fratricídio algum? Fomos melhores que os indianos?

TENENTE
TENENTE
11 anos atrás

Se os Indianos,com todo esse tempo que usam aviões Russos(MIG/SU), ainda “apanham da maquina”,os Venezuelanos do Chaves então…Nem se fale!! SDS.

E.T.: Alguem sabe dos “SuperTucanos Navais”???

Marine
Marine
11 anos atrás

So uma coisa a todos que acho que quando mandei a traducao por email o deve ter passado despercebido pelo Galante: “Os indianos estavam dispostos a ir para a Red Flag no Alaska…” – O Coronel quis dizer que os indianos deveriam ter ido ao Red Flag do Alaska e nao o do Nellis mas brigaram para poder ir a Nellis. “…não existe dois paises fronteiriços que vão ao Alaska que têm algum tipo de disputa…” Acho que esqueci de escrever no email mas deveria ser: “…não existe dois paises fronteiriços que vão ao Alaska que NAO têm algum tipo… Read more »

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

“Enquanto que no papel ele (Su-30) tem vector thrust, ele tem todas essas armas maravilhosas, ele parece ser igual ao Raptor…ele não chega perto do Raptor.”

“E eu digo isso porque quando os pilotos deles aprenderem a voar o avião (Su-30), eles serão capazes de bater no F-15 e F-16 constantemente.”

Resumindo, quando os russos fizeram um avião que finalmente bate os F-15/16 aparece o F-22. Assim não valé, buáááá :~

Almeida
Almeida
11 anos atrás

Obrigado Marine!

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Marine,

valeu pela tradução!

Tá vendo, já dá pra gente “rachar” aquele aluguel na Quinta Avenida…juntamos os nossos salários e o Galante te contrata para mais uns “bicos” como tradutor oficial do Blog. Perfeito! Vamos nessa!!…hehehe

um forte abraço

Hornet
Hornet
11 anos atrás

“Porque eles estavam na grande internet com a gente, os franceses estavam no datalink com a gente, os coreanos estavam no datalink com a gente, todas as forças dos EUA estavam no datalink, os AWACs estavam no datalink. Os indianos estavam nos seus próprios datalink feitos na Rússia…” Essa questão pra mim é fundamental. Não pelo fato dos indianos não estarem em rede (ou na mesma rede) dos demais, não por isso, ou não só por isso. Mas sim pelo fato de uma guerra aérea hoje em dia ser, antes de mais nada, uma “guerra de informações”. Ninguém mais pilota… Read more »

Joaca
Joaca
11 anos atrás

Senhores
Sobre o Mig 21, será que podemos fazer a mesma correlação com o F5EM?
Ao meu ver, nosso peso galo é um bom vetor, só perde por ter pernas curtas e poucas garras, mas quando tem a chance, vai lá e mata seu oponente.
At
Joaca

welington
welington
11 anos atrás

O F-22 é o melhor caça atualmente não tem o que discutir, mas não se esqueçam que o PAK FA T-50 ta vindo, ai e depois vem a 6º geração, a Rússia já esta desenvolvendo o seu digamos caça de 6º geração o de combate o UCAV SKAT, daqui pra frente o bicho vai pegar vai ser uma bela disputa normal diga se de passagem dos EUA VS RÚSSIA, ainda bem, pois veremos mais maravilhas voadoras como o SU-35 BM, MI-35, SU-47, MIG1.44, F-14, F-15, F-16, F-18, F-22, F-35, PAK FA T-50(SU-50), UAV Predator, UCAV X-45 e o UCAV Skat.

marcandrey
marcandrey
11 anos atrás

TENENTE

O SuperTucano Naval não passa de lenda, nem a Embraer e muito menos a Marinha nunca tiveram interesse em levar esse projeto adiante, isso não passa de méra ESPECULAÇÃO!!!!

Direto do Céu Azul
Direto do Céu Azul
11 anos atrás
Direto do Céu Azul
Direto do Céu Azul
11 anos atrás

O que quero saber é se tem um cara assim da USAF falando sobre o Brasil e a Suécia na Red Flag.

Pq só pegaram essa parte do Indianos e Franceses?

Detalhe: Para todo americano, Francês é sinônimo de covarde, cagão. Isso vem desde a 2 GG. Notaram a ironia dele?

Henrique Sousa
Henrique Sousa
11 anos atrás

Muito obrigado pelas traduções Marine, meu inglês limitado tinha me privado de temas importantes da conversa. Ai estão as opiniões do coronel da USAF: o Su-30 MKI e um belo avião, com ótimo desempenho em vôo, alcance e carga. Um radar com limitações, um motor sensível e um vetoramento de empuxo que pode trair quem não sabe utilizar. De “lição” disto tudo, reforço meu entendimento que o avião sozinho não resolve nada. Como disse o Hornet ele sempre vai estar inserido numa estrutura, seu resultado depende de quem e como se opera, e a manutenção e um fator primordial.

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

a traduçao confirmou que os su-30, são grandes vetores de combate e que os f-22 em modo stelth, ou seja, sem armas externas, tem capacidade limitada de armamentos, e que nos próximos Red Flgs teremos os f-22, eu adoraria ver isso para ver se eles são tão supeiores assim, ou se eles também serão abatidos em combate, podendo até ganhar mais combates, mas que mostre também suas vulnerabilidades.

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

Essa tradução deixou muitas viúvas dos EUA que diziam que os f-15 e f-16 venceriam fácil os su-30, os prórprios americanos confirmaram que os su-30 são bem superiores a esses dois caças, portanto os su-30 mesmo sendo supostamente inferior aos f-22, seriam um inimigo formidável, já que os próprios americanos dizem que eles se igualaram em nível tecnológico ao dos americanos , pelo menos em termos de vetores de combates aéreos.

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

Tiago Jeronimo, pelo menos agora vc sabe que o poderio americano não é tão superior assim , somente os f-22 são capazes de enfrentar os su-30 e mesmo assim só serão fabricados 183 e um caça russo custa pelo menos 8x menos daria pra ter mais de 1000 aeronaves, será que os f-22 dariam conta de uma unidade de su-30, na proporção de 4 para 1? ima gine se fossem 8 para 1, os raptors vão ser poucos, os su-30 pelo custo podem ser muitos e são inferiores aos f-22, mas não disseram que os abateriam tão facilmente quanto eles… Read more »

Lecen
Lecen
11 anos atrás

Achei interessante o comentário dele a respeito do F-15 com um radar do F-22.

O Brsil deveria ter um F-15, ou um Su-35.

Manfred Von Richthofen
Manfred Von Richthofen
11 anos atrás

Marcelo Barcelos, matou a charada. Os EUA não terão tantos F-22 assim, e os Sukhoi vão ser fabricados às centenas, isso para não falar dos J-10 chineses, que serão fabricados pelo menos 300. Lembrem-se que foi a quantidade de aviões que sempre deu a vitória aos EUA, na WII, na Coréia e nas Guerras mais recentes. Pois em muitos cenários, as qualidades dos aviões e dos pilotos americanos não eram superiores (vide P-47 versus FW190/Me-109, F-86 versus MiG-15, etc). E tem a questão fundamental da guerra eletrônica: hoje qualquer caça pode levar um pod embaralhador que diminui o alcance dos… Read more »

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

Marlos Barecellos O problema é que se a coisa esquentar quem tem condição econômica de produzir mais aviões? EUA ou Rússia Outra coisa, enquanto os SU-30 nem estão vendo os F-22, eles já dispararam uns 3 ou 4 BVRs nos SU-30, ou seja, matam a vantagem numérica e depois o que sobrar vai se bater num dogfight. Não sei. Mas me parece que na ficha técnica os SU-30 me parecem muito bons, mas acho que eles só mostrarão seu real valor com os russos (que os tem em bom número e fazem a sua manutenção – ou na verdade reposição,… Read more »

Henrique Sousa
Henrique Sousa
11 anos atrás

“eles serão capazes de bater no F-15 e F-16 constantemente.”

O que vem a ser constantemente???

3:1 a favor do Su-30? Pode ser, mas para mim uma relação de 1:1 tb e constantemente. Então vamos devagar….

Roberto CR
Roberto CR
11 anos atrás

Hornet

Eu vou mais adiante no que você afirmou: as Forças Armadas devem ser um grande banco de dados unificado.
Acredito que a estrutura clássica Marinha, Força Aérea, Exército já está esgotada. Ou se pensa como “unidade de defesa” com meios terrestres, navais e aéreos entrelaçados via sistemas de comunicação e doutrina, ou ainda continuaremos gerenciando egos na disputa de recursos entre as forças.

Herik
Herik
11 anos atrás

Ah, entendi porque os venezuelanos não trouxeram os SU-30 para o CRUZEX. Vai que eles derrubam sem querer toda a força aerea da coalizão… Não ia sobrar nada pros aggressors… rsrsrs

Manfred Von Richthofen
Manfred Von Richthofen
11 anos atrás

Já notaram que mesmo fora do F-X2 da FAB ainda continuam a falar do Sukhoi mais do que sobre os outros aviões, mais mesmo até do que o F-22?
O SU virou um mito, quanto mais se bate nele, mais forte o avião fica!
E se ainda ele fosse feio, mas tudo bem, o avião é bonito pra caramba! Viram essa foto abaixo do post? O Sukhoi além de phoderoso é lindo!
Viva o Sukhoi e fora o FX-2! como diz a véia… rs

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Obrigado pela tradução! Duas lições de Nelis 2008. – A integração de sistemas (enlaces, datalinks, IFF “fakes”, pods jammers,) é fundamental na Guerra atual. Sem grandes novidades nisso, mas um é Bisonho ter um Mig21 “Bison” com upgrade barato israelense dando dor de cabeça a F16 Blockk 50, F15 e quem sabe até aos invensíveis F22. Têm que se dar aquele desconto as palavras do Coronel. – A outra grande máxima “verdade”. Conhecer a máquina que está pilotando, tirar todo o seu potêncial, senão “vector thrust” fica só para feiras aeronáuticas. Os Su30 são só uma promessa até agora. Agora… Read more »

Manfred Von Richthofen
Manfred Von Richthofen
11 anos atrás

Wolfpack, a grande verdade é que hoje e no futuro qualquer treinadorzinho à jato equipado com mísseis ar-ar de 5a. geração e um “pod” embaralhador, pode oferecer risco a aeronaves que custam até 10 vezes mais. Para se contrapor a isso, só operando de forma coordenada com AWACS e datalinks. Outro problema são as regras de engajamento. Dependendo da área de conflito, não se pode sair disparando míssil sem confirmação visual! o que é um absurdo, mas acontece, por exemplo com os F-4 Phantom da Luftwaffe, que não têm IFF no radar e dependem de AWACS pra identificar amigo ou… Read more »

Herik
Herik
11 anos atrás

Os Franceses utilizarem o Red Flag como meio de espionagem é até normal. Bizarro foi eles terem feito isso bem no meio da tempestade no deserto.

edilson
edilson
11 anos atrás

Com todo respeito ao coronel Terrence Fornof. relendo novamente os dois posts, cheguei a conclusão que a sua intervenção parece ter sido direcionada à servir de Marketing para futuras aquisições de caças F-22, chegando até mesmo a deplorar todos os outros equipamentos americanos,inclusive o F-35. note que as vezes parece-me contraditório o fato de o SU-30 por vezes ser ssuperior em termos técnicos e por outras um dinossauro voador. por vezes eles são superiores por outras, ” nós damos conta do recado…” parece-me algo assim, se precisarmos damos conta, mas por precaussão seria melhor ter ai uns rapators a mais… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Ia me esquecendo, a primeira foto com o “chupa-cabra” atrás do F16 B50 tá demais…

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Existirão muito mais Sus e Migs que F-22 e F-35. Os EUA podem ser atingidos por uma chuva de meteoros. Os EUA podem ser atingidos por um tsunami gigante e ter 50% do seu território coberto por águas, os EUA podem ser assolados por uma era do gelo sem precedentes, um buraco de ozônio pode querer se instalar logo acima deles e o índice de câncer de pele aumentar dramaticamente dizimando a população, pode haver uma nuvem de gafanhotos gigantes híbridos que assole as plantações americanas, um virús qualquer pode escapar dos laboratórios secretos e transformar os americanos em zumbis,… Read more »

Raimundo
Raimundo
11 anos atrás

QUE É ISSO, SR. GALANTE, O SR. ESTÁ QUERENDO MATAR A GENTE DO CORAÇÃO COM ESSAS FOTOS ???? SÓ PODE SER ISSO !!!!!

ANTES DE ACESSAR ESSE BLOG NOVAMENTE VOU VESTIR ANTES MEU TRAJE DE VÔO ANTI-GRAVIDADE !

Marine
Marine
11 anos atrás

Que bom que o pessoal esta aproveitando a traducao mas tem havido alguns equivocos entao vou colocar aqui o que Eu como militar americano, conhecendo seus lideres, pensamentos e preconceitos entendi disso tudo… Na preimeira parte: Ele nao disse que o F-15 e F-16 e superior ao SU-30, pelo contrario disse que o russo e um pouco melhor. Basicamente o que ele fez foi apontar as falhas do SU-30 que embora um excelente aviao obviamente tem falhas, mas o mais importante e o ponto que ele fez sobre treinamento…O que ele disse e que pilotos experientes como ele e outros… Read more »

CDF
CDF
11 anos atrás

Olá amigos, a algum tempo que frequento esse blog (que acho um dos melhores sobre aviação militar) e esse é meu primeiro post. Como o resto de vcs, acompanhei com grande interesse todos os detalhes contidos no vídeo do col Fornof, bem como seus desdobramentos na imprensa especializada. Sem pretender saber mais do que ninguem, só gostaria de lembrar que como o referido vídeo não é endossado nem pela USAF nem por nenhuma outra força aérea participante da Red Flag, assumir como fato tudo o que é dito nele é algo bastante temerário. Como todos sabem existem muitos interesses, inclusive… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Os Su30MKI indianos chamaram a atenção dos americanos. No vídeo da TV indiana abaixo, aparecem alguns pilotos americanos analisando a aeronave. A Guerra Aérea Moderna e Naval depende muito da eletrônica, isso é uma vantagem que pode se voltar ao oponente com contra-medidas inteligentes. Hoje as JDAMs são guiadas por sinais GPS (canais militares), o datalink se mostra fundamental para F22/F35…Se somente o IFF for decodificado/quebrado, imagine a dor de cabeça que gera, esqueça BVR, será no canhão de 20 mm mesmo. Imagine AWACs mandando sinal para um F22 atacar outro F22. Parece absurdo, mas pode acontecer. Uma perguntinha, porque… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás
Igor
Igor
11 anos atrás

Eu entendi que o su-30 é superior ao f15/16, mas da pra ficar tranquilo pois eles possuem o raptor.

edilson
edilson
11 anos atrás

Gostaria mais uma vez de parabenizar ao blog e eem especial aos colegas galante pela belíssima reportagem e fotos e ao amigo Marine não só pela tradução mas também pelo comentário bastante esclarecedor.
abraço

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Marine, ou seja, trocando em miúdos, é como já se sabia de longa data sem nenhuma novidade. Os Su-30 foram desenvolvidos tendo em mente os F-15, portanto, e logicamente, são melhores quando visto de modo individual, comparando item por item dos equipamentos (ferramentas) em questão. A mesma filosofia se aplica ao F-22 em relação ao Su-30. Mas como a doutrina, a tática, a manutenção, o treinamento, a qualidade dos pilotos, o apoio, etc, da USAF é superior aos dos usuários do Su-30, os menos capazes F-15 e F-16 continuam válidos e apresentam no conjunto uma performance melhor, ou seja, “matam”… Read more »

Igor
Igor
11 anos atrás

Vlw mais uma vez marine!

Marine
Marine
11 anos atrás

Bosco,

Perfeito!! Resumiu bonito!

Sds!

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Wolfpack, A furtividade tem por objetivo passar o máximo de tempo possível sem ser detectado, desapercebido, para aproveitar o máximo da surpresa e manter a iniciativa das ações. E mesmo sendo detectado a tecnologia stealth dificulta o trancamento. Já as contra medidas atuam principalmente no sentido de não ser rastreado (trancado). O inimigo sabe que você está lá, sabe mais ou menos onde, os alarmes soam, só não pode travar e engajar com eficiência. Isso não impede que sejam usadas contra-contra-medidas num processo contínua de gato e rato. A “furtividade” é mais eficiente de maneira global que o uso de… Read more »

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

“E eu digo isso porque quando os pilotos deles aprenderem a voar o avião (Su-30), eles serão capazes de bater no F-15 e F-16 constantemente.” Ele se refere a Red Flags e competições de dog fight, os F-15/16 dentro dos pacotes de ataque americanos ainda são um adversário a ser batido. “Joaca em 22 nov, 2008 às 5:55 Senhores Sobre o Mig 21, será que podemos fazer a mesma correlação com o F5EM?” Acho que o F-5M se encaixa exatamente na mesma categoria do Mig-21 Bison: aeronava antiga, com baixo rcs e modernizada. Se bem que o Mig-21 está um… Read more »

welington
welington
11 anos atrás

O data link do SU-35BM é compatível com os padrões da OTAN.

Marine
Marine
11 anos atrás

Tiago, Exatamente, quando ele disse que nao carrega misseis suficientes e porque ele gostaria que carrega-se mais ainda para ser mais letal ainda, desculpem se na traducao ficou dificil de entender essas nuancias e intencoes… Agora a minha opiniao pessoal e que o poder aereo por natureza (pois o homem ainda nao criou asas) e muito dependente de tecnologias e equipamento ao detrimento da valorizacao do fator humano, seus entusiastas e militares as vezes por isso se esquecem do fator mais importante – o homem! Por essas e por outras nunca fui muito fa de Forca Aerea…rsrsrs Entao ficamos aqui… Read more »

Galante
Galante
11 anos atrás

É verdade, Marine. A interface “carbono” que fica entre o assento ejetável e o HUD ainda é o mais importante item num avião de caça.

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Não Marine a sua tradução ficou perfeita, apenas a interpretação de alguns que não. Parabéns pela trabalho, imagino o quanto foi dificil 😉

welington
welington
11 anos atrás

Cara você me faz rir, procure sobre UCAV SCAT. Eles já até apresentarão um mock up do mesmo em tamanho real, o SU-35 BM vai entrar em serviço em 2011, eles já tem o SU-30,SU-27 e o SU-33, assim como eles o SU-35BM é uma evolução e ele incorpora tecnologias de 5º geração em sua eletrônica, cobertura RAM e de seus novos materiais compostos, foi por isso que ele ainda não entrou em produção porque esta em testes, se fosse o SU-35 comum já podia ter entrado em produção e estar operacional,mas eles quiseram desenvolver mais o mesmo e eles… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Bosco, Obrigado pela resposta… Agora a pouco ouvi na BanNews que o Mangabeira Unger/Jobim vão apresentar o novo Plano Estratégico de Defesa ao Congresso nesta próxima semana, e aprová-lo até o dia 15/12. é o Pano. Ele irá apresentar Planos de Parceria Estratégico com França/Israel e descarta Russia e Estados Unidos nesta parceria. Tudo isso espero que se confirme. De tudo isso eu acredito mais em um acordo Brasil x Israel do que outra coisa. Prefiro até Israel a Rússia e França. Os Israelenses têm muito mais a compartilhhar e crescer com o Brasil do que França e Rússia. Bem,… Read more »

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Welington, uma mentira repetida varias vezes não se torna uma verdade, pelo menos não para mim, já vi que para você é diferente 😀

welington
welington
11 anos atrás

Claro Marine o mais importante ainda é o Homem e a doutrina que ele utiliza, como o próprio pornof disse o SU-30 é superior ao F-15 e ao F-16, mas como a doutrina americana é melhor e eles estão digamos mais acostumados com as aeronaves eles tem grandes chances de vencer a maioria dos combates, não basta o vetor ser bom o Homem também tem que ser, juntamente com o apoio externo por exemplo de aeronaves de alerta antecipado que fazem toda a diferença.