KAI FA-50

A presidente do Peru Dina Boluarte, junto com o ministro da Defesa Walter Astudillo, liderou a assinatura de um acordo comercial entre a SEMAN Peru e a Korea Aerospace Industries (KAI), que permitirá que o Peru produza peças aeronáuticas para a aeronave FA-50.

Com a assinatura deste acordo, a SEMAN Peru fabricará 250 peças aeronáuticas, transformando a empresa estatal em um fornecedor de serviços de fabricação com altos padrões de produção e tecnologia.

O FA-50 é um avião de caça leve avançado, com motor a jato, que atualmente faz parte das forças aéreas da Coreia do Sul, Tailândia, Filipinas e, em breve, da Polônia.

Este convênio contribuirá para o aumento do valor econômico e reputacional da Serviço de Manutenção do Peru (SEMAN PERÚ S.A.C.) ao potencializar suas capacidades aero técnicas de produção e fabricação de peças aeronáuticas.

Também estiveram presentes no evento o embaixador da República da Coreia no Peru, o chefe do CCFFAA PERU, os comandantes gerais do Exército Peruano, da FAP e da Marinha do Peru, o gerente geral da SEMAN Peru, o presidente e CEO da KAI, além de outras autoridades civis e militares.

FONTE: Ministério da Defesa do Peru

Subscribe
Notify of
guest

111 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
BLACKRIVER

Primeiro passo já foi dado, agora só esperar para ver se vai ficar só como fornecedor ou se vai virar consumidor.

Incrível como o numero de fornecedores de peças e partes em geral para aviões militares e civis tem crescido mundo afora.

Mas o que chama muito atenção são os fornecedores de motorização, esta sim é uma tecnologia dominada somente por alguns países.

Ciclo completo da fabricação de motores, com reputação positiva e motores confiáveis.
Estados Unidos
Alemanha
França
Rússia

Ciclo completo da fabricação de motores, com dificuldades ainda.
China
Índia

DanielJr

Faltou a Inglaterra com a Rolls Royce

JPTapi7

A Suécia como está neste panorama ? O Japão através da Ishi-Kawagima ?

Chris

Morei no Japão ate o começo deste ano.. Eu não coloco muita fé não !

A justificativa para o encerramento do projeto da Mitsubishi de criar um competidor para os aviões comerciais da Embraer… Foi de “nao terem conseguido desenvolver”.

Mas depois das ameaças do Trump de retirar as bases de la… Eles deram uma acordada e hoje discutem ate aumento de impostos para investir em segurança.

Com direito a amedrontar a população (Recentemente, começaram a disparar sirenes a cada missil da Coreia do Norte). heheh

Last edited 11 dias atrás by Chris
Carlos Campos

Em questão de motores o Japão consegue desenvolver e fabricar, inclusive aviões, o Problema da Mitsubishi com o MRJ é que eles não é ficou bom o suficiente para bater de frente com a Embraer nem com Bombardier

Akivrx

70% dos eixos de motores a jato do mundo são fabricados pela IHI.

https://www.machinist.co.jp/blog/?p=373

Mesmo motores da P&W, GE, Rolls Royce, Safran, tem participação de empresas japonesas no desenvolvimento e fabricação dos componentes.

Last edited 9 dias atrás by Akivrx
Carlos Campos

Japão é especializado em Motores Militares, daria para colocar na lista, até a Rússia não faz os melhores motores civis turbofan

Rinaldo Nery

Faltou o Canadá c a Pratt&Whitney

André Sávio Craveiro Bueno

Lembrando que P&W Canada fabrica motores turbo-hélice.

Carlos Campos

PW é americana e uma parte RTX(Raytheon)

Rinaldo Nery

Agora. Antes não

Groosp

Tira a Alemanha e coloca a Inglaterra 😉

Joelson Almeida

Faltou a França com a Snecma/Safran.

Jadson S. Cabral

Mas ele falou da França

Bueno

Bacana!
Parece ser um bom negocio para o Peru, comprando o que eles podem operar ja projetando para um caça superior com um certo nível de TOT ,substituirão MIG-29 e Miragem 2000P , já já vao dar baixa

Last edited 11 dias atrás by Bueno
Heinz

Ter o FA50 é quase certo, um excelente caça dentro do seu seguimento.
A cereja desse bolo vai ser o Peru adquirir o KF-21. Ai meu amigo, eles estarão em outro patamar. E o Brasil “cogitando” comprar F16. Deveríamos era comprar muito mais gripens.

Bueno

Sim, KF-21 será um tremendo de um vetor , com raio de combate 1000km Alcance translado 2900km, carga útil 7,7t
Em translado alcança todas as capitais da América Latina e Central , em raio de combate “cobre” Manaus, Roraima, Boa Vista , Porto Velho.

É de passar mal esta possibilidade de comprar F16C/D pela FAB

Moriah

Chilenos com as barbas de molho…

Maurício.

“Ai meu amigo, eles estarão em outro patamar.”

FA50 e KF-21 pode ser uma boa dupla, mas não vejo eles em outro patamar só por causa do KF-21, que é um caça de 4.5 geração, assim como o Gripen, ele pode até ter uma cara de caça stealth de quinta geração, mas não é.
E em matéria e experiência com aeronaves de caça, sou muito mais a SAAB do que a KAI, eles podem alcançar um outro patamar em comparação com os caças que eles tem atualmente, aí sim eu concordo.

Chris

Mas a KAI anda sendo assessorada pela Lockhead Martin no desenvolvimento, que anda transferindo tecnologia… Assim como fizeram com o Mitsubishi F-2.

Talvez nem seja uma coincidencia, o bichinho lembrar bastante o F-16. Parece que ser aliado dos EUA tem suas vantagens…

Last edited 11 dias atrás by Chris
Maurício.

Mesmo sendo assessorada pela LM, (o que não significa muita coisa, é só olhar o histórico do F-35 e seus problemas) o KF-21 ainda nem é um caça operacional, ainda vai ter que provar muita coisa, ele pode até ser um bom caça, mas isso só o futuro dirá. Quanto ao KAI T-50 e seus derivados, esse sim já provou que é um bom lift.

Chris

“Historico do F-35″… La vem voces com esse papo de torcedor !

Ja são mais de 1000 F-35 fabricados… E com varios paises na fila de espera. E voce ainda esta nesta ?

Alem de adivinhar que o avião não seria bom.. A fabricante do F-22 agora nem teria experiencia na area?. Provar? Ate o Gripen E não provou nada.. Cada uma viu ! kkkk

A realidade é que é a SAAB que (ainda) não tem um F-35 e nem mesmo um KF-21 !

Last edited 11 dias atrás by Chris
Maurício.

“La vem voces com esse papo de torcedor !”

Claro, claro, é papo de torcedor, o F-35 não teve problema, a LM está atrasando as entregas por qual motivo mesmo? Aliás, por qual motivo o número de disponibilidade para vôo está diminuindo a cada ano?
Volto a repetir, o KF-21 é um caça de 4.5 geração, que ainda nem operacional está, a SAAB tem um longo histórico com aeronaves de caça, não dá nem para tentar comparar com a KAI.

Rosi

1000 ou 100000 Cheio de restrições, vamos ver entrar em combate com uma força que tenha um nível adequado de preparo e com boas aeronaves e sistema de defesa AAA para provar se realme é tudo que se prega e se vende sobre ele.

Lançar bom na cabeça de terroristas até o A29 faz
Vamos aguardar a China retornar a sua ilha e os F35 em ação….quem sabe,!

Last edited 11 dias atrás by Rosi
Dudu

Kkkkkkkkkkkkk um híbrido de F-16 com F-18 hornet ( entrada de ar e extensão de asas) versão Juniors.

Chris

O bichinho ta vendendo bem…

Pesquisando aqui… Parece que ele tbem tem um motor baseado no GE F404 do F-18.

Rodrigo G C Frizoni

Eu sei que o Brasil só tem dinheiro para pagar salário, mas n deveria ter no paocote do gripen que fosse adquirido aeronave de treinamento avançado igual essas ai ? Se bobear é melhor investir em 50 – 60 FA-50 do que f-16 velhos.

Chris

Concordo plenamente… Por nossas dimensõoes continentais… Quantidade é fundamental.. Basta um ataque em multiplas frentes… E nossos Gripens não saberiam nem pra onde voar !

Rinaldo Nery

Ataque em múltiplas frentes… A OTAN inteira vai nos atacar… Apoiada pela América do Sul toda.

Leandro Costa

Sim. Do dia para a noite, em um ataque sorrateiro vindo de todos os pontos cardeais.

Antropólogo

A gente vem ao Blog para ler e ver seriedade, só tem palhaçada, e o nível de seriedade no chinelo.

Last edited 11 dias atrás by Antropólogo
Ed Silva

Muito mesmo

Felipe

Um país sério e que é a oitava economia do mundo deveria ter uma força aérea capaz de fazer frente a todos os demais da região na América do Sul. Coloca aí uns 250 caças pelo menos. Mas não somos um país sério e 80% dos gastos da Defesa são para salário e previdência. E sempre temos uma desculpinha. Aliás pra que forças armadas? Deleguemos nossa defesa externa aos EUA de uma vez e criamos uma polícia nacional interna rsrsrs.

Regis

Ou comprar o turco Hurjet que a Akaer está ajudando a desenvolver e ainda adquirir uns 12 helicópteros de ataque T-129 Atak.

Jadson S. Cabral

É melhor investir em Gripen!!! Se não tem dinheiro pra Gripen vai ter pra isso??? Quantos Gripens E/F poderiam ser adquiridos com 50/60 FA-50 como todos seu pacote de manutenção, peças sobressalentes, treinamentos e infraestrutura???
Vamos gastar uma fortuna com 50/60 FA-50 e ficamos com apenas 36 Gripens???

Certas coisas que são ditas aqui não fazem o menor sentido

Rodrigo G C Frizoni

Na vdd são 40 gripens contratados. Um gripen ng gira em torno de 80 milhoes de dolares, ja esse FA-50 é uns 20 milhoes. No valor gasto em 50 FA-50 vc so poderia comprar 12 gripen. Prefiro 40 gripens + 50 FA-50 do que 52 gripens

Jadson S. Cabral

1- são 40 Gripens onde??? Porque o comando passado disse que iria alterar o contrato para mais 4 aeronaves, mas isso não saiu do papel até hoje e ninguém anunciou nada. 2- conta de padaria? É só comprar 50 aeronaves? E as peças sobressalentes, os motores a mais, o custo de manutenção…? E o treinamento das tripulações, dos mecânicos, os simuladores… e a infraestrutura de apoio nas bases, os centros de manutenções…? Tudo isso já existe para o Gripen, pagamos caro por tot e por infraestrutura. Cada Gripen que viermos a comprar agora é só o preço da aeronave, pois… Read more »

Rodrigo G C Frizoni

Vc querer comparar ao custo de manutenção de uma aeronave de ataque leve – treinamento avançado com gripen E-F é sacangem. É o mesmo que comparar a manutenção do super tucano com um f-16. E uma coisa que vc n esta atendo é que o Brasil não tem aeronaves de treinamento avnaçado a jato, o FA-50 iriam preencher essa lacuna e ainda forneceria capacidade de ataque leve moderno em quantidade que cobriria mais bases areas.

Marcos Silva

“Quem acredita que o Brasil compraria 50 FA-50?)…”
Cara,espera o desenrolar dos acontecimentos,vc poderá queimar e muito sua língua.
A força aérea já disse o que pretende fazer. Seu planejamento já foi por água abaixo faz tempo.
Na esteira desse fato poderá acontecer qualquer coisa desde a compra de F-16,FA-50 ou M346.
O que não ocorrerá é um terceiro lote de Gripens.

Jadosn S. Cabral

Se não ocorrerá a compra de um terceiro lote de Gripen, 50 aeronaves novas de outro modelo, seja lá qual for ele, é que não ocorrerá mesmo… vocês nasceram ontem? Sim, é mais fácil vir F-16 velho mesmo. E o que me impressiona é vocês torcerem por isso

Dudu

Um Gripen E feito em Gavião Peixoto sai por USD $ 66.666.000 e o Gripen F é USD $ 83.333.000,00

Felipe

Da onde estes dados?

Dudu

O Nunao disse que o CEO da Saab pediu USD $ 1 bilhão por 15 Gripens E ou 12 Gripens F, no aditivo do atual lote. Daí dividi e deu esse valor.

O preço do Gripen NG o faz um produto competitivo ante um concorrentes superiores. Cabe à EDS renegociar com a Saab os mercados para comercializar a aeronave para incluir a África, Sul da Ásia e Oceania, além da América Latina. Nós ficamos com o hemisfério Sul e os suecos, com o hemisfério Norte.

Fernando "Nunão" De Martini

O Nunao disse que o CEO da Saab pediu USD $ 1 bilhão por 15 Gripens E ou 12 Gripens F

Não foi isso que eu escrevi sobre o que disse o CEO da Saab. Procure e leia de novo.

Samuel Asafe

Mas quantos FA 50 um único griphen é capaz de abater?

Nilo

A Força Aéreo peruana ainda demonstra interesse com os nossos Super Tucano, uma avião de alerta prematuro e vôos irregulares.

Rinaldo Nery

“Alerta prematuro e voos irregulares”. Não entendi.

Leandro Costa

Ele decola antes da hora. Queima a largada e tal.

Marcos Silva

“Alerta prematuro e voos irregulares”
Ejaculação precoce???

Dudu0

Boa notícia. Um comentarista peruano disse que o FA-50 não substituirá os Mirages 2000 P e os Migs-29 P, mas sim servirão de treinadores avançados que prepararao os pilotos para a chegada dos KC 21. Para quem não tinha uma desculpa popular concreta para apresentar aos parlamentares a justificativa do desenvolvimento do caça nacional de 6° geração, os peruanos acabaram de nos dá o espantalho que precisávamos. Cabe agora aos estrelas usarem do gogó e dos slides para fazer os congressistas entenderem da necessidade desse projeto e o melhor de tudo: Nos já temos capital humano capaz de fazer tudo.… Read more »

Last edited 11 dias atrás by Dudu0
Chris

Peruanos estão chamando esse avião supersonico de “treinador” ?

Tao podendo heim… kkkkk

Mas a a versão de treino… É denominada T-50 ! TA-50 é combate e FA-50, ataque !

Inka

Dentro de los 24 cazas FA – 50, viene un lote de T- 50….Para pilotar el KF-21 en un futuro( año 2030 en adelante), se necesita entrenar en un caza intermedio producido por la misma fábrica KAI…

Last edited 10 dias atrás by Inka
Akhinos

É sério que tu acha que o Peru representa uma ameaça ou melhor ainda competição para o Brasil em qualquer campo que seja, ainda mais aeronáutico? _____
______
______

COMENTÁRIO EDITADO. RESPEITE OS DEMAIS COMENTARISTAS. NÃO ROTULE NEM GENERALIZE. VOCÊ JÁ RECEBEU DIVERSAS ADVERTÊNCIAS E PODERÁ SER BLOQUEADO.
LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Oswaldo Neves

Acho MUITO melhor para a FAB comprar um jato desses , com a participação da EMBRAER, do que comprar F16 usados !

BLACKRIVER

O brasil já tem o avião certo: GRIPEN

O que o Brasil precisa mesmo é investir em infraestrutura principalmente nas regiões remotas, e de fronteira.
Pistas com resistências e dimensões apropriadas
Helicópteros, radares,
Melhorar a comunicação para a aviação civil e militar em geral.

Quando tivermos infraestrutura de qualidade e em quantidade, ai sim podemos ter os vetor que quisermos, afinal teremos onde operar esses vetores.

Moriah

Muitos têm tão pouco e sonham em ter algo assim. O BR tem e parece menosprezar o que conquistou… Ninguém sabe o dia de amanhã… Nos anos 80 também não sabiam e tinha uma base industrial de defesa, hoje…

Rodrigo Maçolla

👍 👍 provavelmente a torcida do Flamengo, do Corinthias, Palmeiras, São Paulo, Fluminense, Inter, Gremio , Atletico-MG, Atletico-PR, Cruzeiro, Botafogo, Vasco, Bahia, Vitoria, Fortaleza, Goias, Critiba, Guarani, Ponte Preta, Ceará , Bragantino, América, CRB, Paysandu , Juventude, Cricíuma, Avai, Curiaba, Parana,do Araras , do São João FC aqui da minha cidade, de tantos outros até do Íbis FC também achem muito melhor, comprar mais Gripen principalmente, mais…..

JPTapi7

O Íbis de Pernambuco é o único de verdade, os demais são produtos paraguaios. Vide o Flamengo que usa a mesma camisa do Íbis, com o símbolo sendo uma ave e preta ainda mais.

AVISO A TODOS: MANTENHAM A DISCUSSÃO NO TEMA DA MATÉRIA.
LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Ivo

A FAB já era para ter pensado em aviões LIFT ainda que não fossem só para treinamento diante da necessidade real.

Jadson S. Cabral

A FAB não pode nem comprar Gripen direito e vai pensar em lift…

Luciano

Por isso eu disse: melhor esperar o anuncio oficial. Agora, tudo indica que irão comprar a aeronave em algum momento, porque a KAI não faria isso de boazinha.

Também pode ser que dêem um passo maior em direção ao KF21, mas acho difícil.

Filipe Prestes

Também acho difícil eles irem de KF-21 pelo alto custo e porque, até então, não é um 5gen puro. Na próxima década talvez.

Victor

Uma boa notícia, sobretudo para aprimorar a capacidade da indústria sul-americana. Quanto ao aspecto de poderio militar, é um primeiro passo importante, caso se concretize a compra, mas ainda é pouco para resgatar a capacidade desta que talvez fosse a força aérea mais capaz da américa do sul na virada do século. Lembro quando saiu uma foto na revista força aérea de um Mig-29 Peruano armado com o que seria o primeiro míssil ar-ar de longo alcance da américa do sul.

Filipe Prestes

Excetuando a Embraer a capacidade industrial sulamericana é quase nula. FAdeA, ENAER, SEMAN e CIAC são muito mais oficinas de manutenção com alguma capacidade de fabricação que outra coisa.

Victor

exatamente, por isso me alegra cada pequeno avanço

Andromeda1016

O governo coreano acabou de anunciar que iniciou formalmente o programa de desenvolvimento de turbina de avião para o KF-21. Irão investir acima de 3 bilhões de dólares para conseguir desenvolver uma turbina de 15.000 libras de empuxo num prazo de 10 anos. Pretendem criar uma turbina com capacidade superior ao GE F414 na fase inicial do projeto. Para isso juntou as duas empresas coreanas atuantes na área para iniciarem o desenvolvimento do projeto inicial da turbina. A Doosan Enerbility já produz e comercializa turbina a gás para produção de energia elétrica e a Hanhwa Aerospace (antiga Samsung Techwin) monta… Read more »

Last edited 11 dias atrás by Andromeda1016
Santamariense

“…uma turbina de 15.000 libras de empuxo…”

São 15 mil libras de empuxo seco ou com PC?

Andromeda1016

Acredito que seja sem PC, afinal querem uma turbina similar ao F414

Santamariense

Ah, bom. Porque o F414 tem 22 mil libras em PC.

Dudu

Ah, e outra coisa : Os KF 21 peruanos vao causar um efeito dominó na América do Sul, porque agora mesmo ao ler essa notícia, os chilenos jamais vao aceitar ficarem por baixo e vão coçar as costas do Tio Sam para liberarem a venda do F-35 pela sua já tradicional fornecedora, Lockheed Martin. Caso não consigam, vão procurar outro fornecedor, a China com o J-31 ou a Russia com o Su-75 checkmate. Pois todos sabemos que o Peru deseja recuperar territórios perdidos para o Chile no século XIX e um Peru furtivo acabaria tanto com a força aérea quanto… Read more »

Maximus

Sim Dudu, a tendência é sim a gente ficar parado. Ou tu ainda tem alguma fé no Brasil?

Dudu

O nosso problema não são os recursos, mas sim a distribuição e destinação deles. Em nenhum lugar do mundo é normal um ministério da Defesa reservar 80% do seu orçamento para pagar salários, aposentadorias e pensões. Você sabe o porquê da ____________ _____ ______ No EUA, País tomado como referência pelo oficialalto os gastos com salários, aposentadorias e pensões são de 23% do orçamento do departamento de Defesa. 33% é destinado em pesquisa, desenvolvimento e inovação para modernizar armamentos do presente e criar os armamentos do futuro. Os 44% restantes são usados em aquisições de produtos do complexo de defesa… Read more »

Fábio CDC

O Senhor Dudu é bem otimista com relação as compras dos nossos vizinhos: F-35, J-31, Skhoi Su-57 e 75, Argentina saindo da miséria agora e projetando aquisições de caças Stealth…

Dudu

Segundo uma reportagem republicada aqui neste site em 2018 a Lockeheed Martin deu sinal verde para a FACh comprar o F-35. Nós deveríamos aproveitar esse embalo de substituição dos F-16 pelos F-35, para propor a substituição dos F-5 chilenos pelos Gripen E/F para finalmente deixar a FACh completamente pronta para enfrentar os desafios do século XXI.

Assim vai ser no Norte, a FAP com FA-50 e KF-21 e a FACh com a dupla F-35 e Gripen E/F no Sul. Esta vai indiscutivelmente manter a vantagem tecnológica em relação aquela e consequentemente sua primazia na região.

https://www.aereo.jor.br/2018/07/10/o-f-35-esta-totalmente-disponivel-para-o-chile-diz-lockheed-martin/

Last edited 11 dias atrás by Dudu
Marcos Silva

Quanta baboseira…
Então o Peru se transformou num mega-hiper-______________ de uma hora pra outra?
A __________…

COMENTÁRIO EDITADO. MODERE O LINGUAJAR E MANTENHA O RESPEITO.
LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Akhinos

Tu daria um bom escritor de fanfic. O dia que o Brasil precisar temer rearmamento de qualquer país sul americano, então nesse dia eu acho que esse será o menor dos nossos problemas. Pq provavelmente estaremos na mais profunda crise econômica e social de nossa história. E Equador ter aviões de 5 geração foi _________ _________E sobre a Argentina coitada, eles são basicamente o país mais inofensivo de todos. Não conseguem nem derrotar inflação. Tão no nível de país ferrado africano em termos de organização da sociedade deles. Imagine ter programa de caças de quinta geração. O fato do Brasil… Read more »

Last edited 11 dias atrás by Akhinos
Dudu

Meu amigo, você não sabe interpretar um texto, não? Em momento algum eu demonstrei em minhas palavras qualquer receio das futuras capacidades seja da força aérea peruana, ou da indústria. Disse que a aquisição dos KF 21 e dos FA-50, respectivamente serão o espantalho que precisamos para convencer os nossos parlamentares que precisamos desenvolver o CN6°G e abrir os olhos dos nossos sócios suecos que em breve Gavião Peixoto nao sera a única cidade a ter uma linha de produção de um caça supersônico de 4.5°+++, porque em alguma cidade do Peru vai ter uma linha de montagem das versões… Read more »

Last edited 11 dias atrás by Dudu
Felipe

Acho ridículo um país do nosso tamanho e com o pib que temos não ter nem 100 caças , ou 500 carros de combate, ou 12 fragatas , não chegamos nem perto disto no presente. Mas tem gente que acha normal pois não temos nenhuma ameaça hoje , não amigo temos só vergonha mesmo. Somos um anão militar.

Santamariense

“Ou seja: Seja, em 10 anos na América do Sul, não terá só uma força aérea operando caças de 5° geração, mas pelo menos 3: FAP, FACh e FAA. Se brincar até o Equador, entra nessa dança e puxa a Colômbia.” Aeronaves de combate, hoje, das Forças Aéreas abaixo: Equador: 10 Atlas Cheetah 17 A-29 Colômbia: 20 IAI Kfir C10/12 24 A-29 Argentina: 24 F-16A/B MLU (a serem recebidos) +/- 20 A-4AR +/- 35 IA-63 Pampa +/- 30 IA-58 Pucará Tu acha que esses 3 países vão ter condições de operar caças de 5ª geração em um prazo de até… Read more »

Velame

____
____

COMENTÁRIO APAGADO. OS EDITORES JÁ AVISARAM VÁRIAS VEZES.
LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Demolidor

O FA-50 seria uma ótima opção para a FAB melhor que comprar F-16 usados.

Jadson S. Cabral

Melhor opção é comprar mais Gripen, porque eu não pago meu importo para o estado gastar um fortuna com tot dizendo que vai produzir aeronaves aqui para depois dizer que não tem dinheiro mais, abandonar o programa e comprar outra aeronave muito menos capaz (se bobear com mais tot).

Vamos parar pra pensar um pouquinho? Quanto custaria comprar esse aviões, com peças sobressalentes, manutenção, treinamento e infraestrutura??? Se não tem dinheiro para Gripen, de onde sairia o dinheiro para isso???

Demolidor

Concordo com vc que a FAB precisa de mais Gripen seria a solução ideal , mais um ou dois lotes, mas caso não seja possível o FA-50 seria melhor do que F-16 usados com tecnologia da década de 80.

Felipe

Poderá vir F-16 para substituir os AMX se os 24 vierem rápido e tiverem condições de ficar um tempo razoável em serviço. Vejo como uma comprar emergencial para não ter de desativar 2 esquadrões em Santa Maria. Aliás hoje temos 9 A-1M operacionais, com certeza 24 F-16 C / D possui muito mais relevância. Quanto ao Gripen E / F deverá vir um segundo lote futuramente, as entregas são graduais devido a não termos condições ou interesse governamental de pagar parcelas maiores anualmente. Vão ter de fazer um cronograma lento pro segundo lote entre 2028 e 2032

Dragonfly

A matéria anterior mencionou a possibilidade de compra do FA-50 para substituir os Mig-29 que deram baixa.
Todos deram baixa ou ainda há alguns em condições? E os Su-25? Alguém sabe de algo?

Obrigado!

Leandro Costa

Rapaz, eu realmente não sei, mas adoraria ver um MiG-29 e um Su-25 no MUSAL. 😛

Eu sei que sempre repito esse comentário, mas é verdade hehehehe

GFC_RJ

O Peru modernizou apenas 8 dos 24 MIG29 que adquiriu. Sendo que 1 foi perdido em acidente, ficando apenas 7 modernizados.
Os 16 não modernizados, especulo fortemente que estão no chão.

Jadson S. Cabral

Não. Não é bom para o Brasil! Pelo amor de Deus, nós já temos uma linha de produção de um caça 4++ no estado da arte, cuja transferência de tecnologia custou uma fortuna e periga ir de água abaixo por falta de recursos para um possível segundo e quiçá terceiro lote. Se não tem dinheiro para Gripen, vai ter para comprar outra aeronave? Criar outra logística, formar mais pessoal…? E para quê? Para um caça leve inferior ao Gripen, sendo que o Gripen já não é o melhor que existe no mundo??? Muitos defendiam que fôssemos de quinta geração… o… Read more »

Bernardo Santos

Esquece o gripado, não tem orçamento pra isso.

Jadosn S. Cabral

E tem pra F-16?

Demolidor

O Gripen é mais barato de manter que o F-16, se não tem dinheiro para o Gripen não vai ter para o F-16.

Nilton L Junior

Só falta trazer a Bolívia para o negócio, parabéns ao governo Peruano pela decisão estratégica.

Fabio

Bem que o Brasil podia negociar a produção por licença dos motores do Gripen aqui como é feito pela India, ajudaria pegar experiência para construir o nosso próprio.

Filipe Prestes

E vc crê realmente que o congresso americano aceitaria isso, especialmente se Trump for releito?

Leandro Costa

Com o Trump, a gente negocia. Fala que vai gerar empregos nos EUA e aumentar a influência deles aqui. Com o Biden a gente fala que vai abrir uma fábrica em Varginha, que o velho senil vai achar que é Virginia, e tá tudo certo! 😛

Camargoer.

Acho que a negociação mais complicada é qual empresa brasileira teria interesse em produzir os motores no Brasil

Leandro Costa

Concordo. Mas a sua idéia de começar com os motores das aeronaves executivas da Embraer é uma excelente idéia.

Camargoer.

Caro. Acho que sim. Mesmo que Trump vença, e ninguém pense em mudar a Constituição dos EUA, ele só poderá exercer um mandato de 4 anos, impedido de tentar uma reeleição, já que lá uma pessoa só pode ser eleito para presidente por duas vezes. Obama, BushJr, por exemplo foram eleitos duas vezes seguidas. Trump foi eleito uma vez e perdeu em seguida, por isso pode se candidatar novamente este ano.. Biden foi eleito eleito uma vez e pode concorrer agora. O risco (nada desprezível) é um autogolpe parlamentar que interprete a Constituição dos EUA em termos de reeleição. Assim,… Read more »

Bernardo Santos

Não tem dinheiro para isso.

Jadosn S. Cabral

Pra quê? Para comprarmos 36??? Nós gastamos um fortuna com tot pra depois não ter dinheiro para comprar um segundo lote e você acha que seria uma boa ideia gastar bilhões numa planta para fabricar motores sob licença aqui? Com qual demanda?
Se o governo junto com a FAB, de alguma forma se comprometessem a assinar um contrato que não pudesse ser cancelado, postergado ou reduzindo para uns… 200? Gripens… aí eu veria vantagem

Dudu

Nós já estamos no caminho de desenvolver a longo prazo ( 15-20 anos) um motor para o Gripen. Já existe um motor a jato 100% nacional criado por uma empresa provada nacional, com potência equivalente a 17% da do motor usado pelo Gripen NG. Já é um bom começo. Ele foi projetado para ser usado em vants. Se der tudo certo, o próximo passo é fazer outra 3 vezes mais potente e depois outra duas vezes mais forte. Esta seria usada no Gripen. Mas é preciso ter investimento.

Camargoer.

Olá Dudu. Eu não sei valeria a pena desenvolver um motor 100% nacional ou produzir um motor sob licença com algum grau de nacionalização e plena independência para sua manutenção. Creio que este seria o caminho… acho até que isso deveria começar com os motores dos aviões comerciais da Embraer

Camargoer.

Olá Fábio.Acho sua ideia razoável, mas eu pensaria em nacionalizar primeiro os motores dos modelos executivos da Embraer… mesmo que apenas uma parte dos motores fosse nacional, isso daria uma ampla capacidade de manutenção.

Welington S.

Essa assinatura nos deixa claro que, sim, os peruanos estão visando o KF-21 futuramente. Muitos falam em ”corrida armamentista” acontecendo pela nossa região e, particularmente, acredito mais na recuperação de capacidade tecnológica-militar das forças armadas. Li uma matéria em um site de defesa onde o autor dizia que as forças armadas do peru começariam a deixar os equipamentos militares russos/soviéticos de lado e realmente se armarem com equipamentos militares americanos, europeus e asiáticos. Não é por acaso que, recentemente, fizeram acordos com a Hyundai. Anotem: O anúncio futuro dos peruanos será a compra do KF-21. Por mais que os países… Read more »

Toro

Ta aí uma combinaçao interessante. FA-50 e KF-21.

Neto

O FA-50 parece que nasceu no tempo certo.
.
Para quem for pagar uma fortuna em um punhado de F35, o FA-50 se apresenta como um LOW bastante promissor para funções mais baratas.
.
Olhando as fotos aqui do post, me pergunto quando iremos desenvolver um míssil tipo o Maverick.

GFC_RJ

Desenvolver?!
Os peruanos diriam “no creo”; argentinos “ni en pedo”; brasileiros dizem “Nem f…do!”

Neto

Desenvolva o raciocínio?

Carlos I

Com a vinda dele para a América Latina, Paraguay e Uruguay descartam de vez o tucano para ir nele?

Construtor

Brasil perdendo uma ótima oportunidade. Fazer o que. Já tinha cantado essa bola antes. Os FA-50s dominarão os céus SulAméricanos. E capaz de venderem até para o México.

Vitor Botafogo

Vai ser bacana ver esses caças participando de futuras Cruzex e podermos avaliar seu desempenho.