A Ucrânia pode usar jatos de combate F-16 dinamarqueses para atacar alvos militares na Rússia, disse o Ministro das Relações Exteriores da Dinamarca, Lars Løkke Rasmussen, conforme relatado pela mídia dinamarquesa AmagerLIV em 30 de maio.

A Ucrânia não pode usar essas aeronaves para “ataques arbitrários” na Rússia, afirmou Rasmussen.

As Forças Armadas da Ucrânia podem alvejar depósitos de armas russos.

“Mesmo que estejam dentro da Rússia, eles são alvos militares legítimos porque a Rússia atacou a Ucrânia”, disse ele.

“Isso está totalmente de acordo com as regras de guerra, que permitem que um país sob ataque se defenda”, ele destacou.

A primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, também afirmou que a Ucrânia pode usar as armas fornecidas pela Dinamarca para atacar a Rússia.

“A Ucrânia pode usar o que doamos, inclusive fora de suas fronteiras, ou seja, contra alvos na Rússia, desde que esteja em conformidade com o direito internacional”, disse ela.

Quando perguntada se as forças ucranianas poderiam usar armas dinamarquesas para atacar objetos militares e linhas de suprimento russas, Frederiksen confirmou: “Sim, podem.”

“Isso faz parte da capacidade de se defender, já que todos podem ver que o comportamento russo é extremamente brutal”, disse ela.

Em agosto de 2023, os Países Baixos e a Dinamarca se comprometeram a fornecer conjuntamente 61 jatos de combate F-16 americanos à Ucrânia, após uma autorização de transferência dos Estados Unidos.

A Noruega também confirmou sua intenção de fornecer F-16s, enquanto a Bélgica planeja fornecer F-16s à Ucrânia em 2025.

Os Países Baixos inicialmente anunciaram a preparação para transferir as primeiras 18 aeronaves para a Ucrânia em dezembro, aumentando posteriormente esse número para 24. No total, os Países Baixos prometeram a Kyiv 42 caças.

O cronograma provisório para a entrega dos jatos de combate à Ucrânia é a primeira metade de 2024.

Os primeiros F-16s são esperados na Ucrânia por volta de junho de 2024, de acordo com uma reportagem de 18 de fevereiro de 2024 da Foreign Policy, citando autoridades europeias. No entanto, o porta-voz da Força Aérea Ucraniana, Yuriy Ihnat, observou que era impossível especificar datas exatas para a transferência dos F-16 por parceiros estrangeiros.

O governo do Reino Unido anunciou em 22 de março que os primeiros 10 pilotos ucranianos completaram treinamento básico de voo, solo e linguagem em caças F-16 na Grã-Bretanha. Os militares agora seguirão para o treinamento avançado de voo fornecido pela Força Aérea Francesa.

O Ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, declarou em 27 de março que caças ocidentais F-16 deveriam aparecer nos céus da Ucrânia até meados do verão.

O Ministro da Defesa dos Países Baixos, Kees Ollongren, anunciou em 6 de maio que os Países Baixos planejam começar a enviar caças F-16 para a Ucrânia no outono. Enquanto isso, o Embaixador Dinamarquês em Kyiv, Ole Egberg Mikkelsen, disse que os aviões chegariam neste verão.

O Standard relatou em 10 de maio, citando uma fonte militar de alto escalão, que os primeiros caças F-16 ocidentais chegariam à Ucrânia dentro de algumas semanas.

FONTE: The New Voice of Ukraine, via Yahoo News

LEIA TAMBÉM:

Biden permite que Ucrânia use armas americanas para atacar dentro da Rússia

Subscribe
Notify of
guest

84 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sergio Machado

A OTAN está se deixando cair a máscara, e com ela a sensatez. Estão esticando a corda demasiadamente a fim de não perder o conflito, que vai de mal a pior. Moscou praticamente não interferiu nas guerras de expansão da OTAN como Iraque, Sérvia, Líbia, Afeganistão… mas parece que o pau que bate em Chico, não quer aceitar apanhar de Francisco. Isso invariavelmente, por falta de opções, vai empurrar a Rússia no uso de nukes táticas como forma de delimitar a ação da OTAN na Ucrânia e agora em território russo, ressaltando que há outras 7.000 para resolverem futuras diferenças,… Read more »

Fernando Vieira

Até o presente momento a Ucrânia está lutando amputada. Ela não pode atacar as linhas de suprimento e os depósitos de armas russos mesmo estando dentro do alcance de suas armas porque eles estão na Rússia. Nem mesmo os aviões russos que bombardeiam a Ucrânia eles podem atacar. Como querer que a Ucrânia consiga algo assim.

Permitir que a Ucrânia ataque alvos militares dentro da Rússia apenas dá aos ucranianos a chance de se defenderem melhor.

Willber Rodrigues

Bom, a desculpa era que a Ucrânia lutava com uma mão amarrada nas costas e vendada. Ok, não dá pra dizer que as reclamações ucranianas não tinham fundamento.

Agora ela pode usar F-16, pode usar suas armas pra atacar diretamente território russo, Os EUA estão enviando mais ATACM’s eles e receberão AWAC’s suecos.

Digamos que o pior aconteça, e isso não mude o resultado pra Ucrânia a médio e longo prazo.

O que vem depois?

Chris

Se percebe claramente que esta havendo uma escalada do conflito, que comecou com a OTAN ate negando o envio de caças…

Parece que os defesores “democraticos”, que acham que um pais tem direito sobre outro, sem sequer perguntar se a populacao concorda…

Em breve irao ter guerra que desejam !

Luís Henrique

O pior de tudo é que o único país que vejo estar se preparando para isso do lado da Otan é a Polônia. A Rússia está com a economia de “quase” guerra, investindo cerca de 7% do PIB, com cerca de 3,5 milhões de russos em fábricas de armamentos, trabalhando em 3 ou 4 turnos, praticamente 24 horas por dia, 7 dias por semana. E com recrutamento ativo, chegando em breve em 1,5 milhões de soldados. Do outro lado, a maioria dos países não aumentaram seus orçamentos militares de forma significativa, não vejo recrutamento, ao contrário, muitos países reduzindo o… Read more »

Luís Henrique

Para o tamanho deles, tanto populacional como econômico, estão fazendo um esforço notável.

Heinz

A OTAN sempre procurou não escalar, negando o envio de armas de longo alcance, não enviando caças, e sistemas defesa aérea, mas a Rússia continuou com sua campanha de destruição na ucrânia, atingindo cidades que não estão na linha de frente. OU seja, a Rússia não vai respeitar nenhuma “não escalada da OTAN”, então agora o que a alguns países estão fazendo é dizer para a ucrânia que eles podem atacar alvos militares russos dentro da Rússia e próximos a fronteira.

Sergio Machado

Mas também autoriza os russos a atacar as linhas de suprimento dessas armas usadas para atacar o território russo. Estas linhas não estão na Ucrânia, estão na OTAN.
Linhas de suprimento são alvos primários e os russos ainda nada fizeram.
É como se fosse um jogo, com certas regras a fim de se evitar uma catástrofe. Quem rompe estas regras tem que entender as consequências.

Hcosta

Não conseguem bloquear o transporte de cerais e vão agora atacar as linhas de abastecimento na Polónia?
E porque não atacaram estas mesmas linhas no território Ucraniano?

Palpiteiro

Mas agora o Steven Seagal vai entra em ação.

Leandro Costa

Não autoriza não. Se os Russos atacarem algum país da OTAN, eles vão comprar uma briga que eles não querem.

E vou te dizer que o mesmo aconteceu em outras guerras, com os lados invertidos, e ninguém quis começar uma guerra maior.

LEONARDO BASTOS

Pq não autoriza?? Foi exatamente o que fez o Irã depois do ataque de Israel à sua Embaixada. O nome disso é retaliação…

Last edited 1 mês atrás by LEONARDO BASTOS
Sergio Machado

A OTAN atacou um radar alerta nuclear, que sequer é usado no conflito. Moscou foi frio, poderia ter respondido como uma ameaça nuclear.Estaria na lógica.

Peter Nine Nine

A OTAN atacou o que? Quer dizer a Ucrânia? Qualquer país em guerra, especialmente quando atacado, tem direito a ter aliados que lhe garantam meios, sempre assim foi. Atacar solo russo, seria inviável, se os ataques russos não partissem de território russo, mas torna-se legitimo quando muito dos bombardeamentos partem precisamente daí, desde mísseis a aviões. Atacar a fonte do ataque é o mesmo que se defender do ataque propriamente dito… relembro que a Rússia não foi atacada, nunca, nesta guerra, pela Ucrânia ou OTAN. Os meios que esta usa para o ataque, sim, se estão na Rússia, problema da… Read more »

Marcos

“relembro que a Rússia não foi atacada, nunca, nesta guerra, pela Ucrânia ou OTAN” Não é verdade. Refinarias foram e estão sendo atacadas. Vilas e cidadezinhas rurais russas na regiao de Belgorod proximas a fronteira russa, próximas da região onde hoje se desenvolve o front de Kharkiv tb foram atacadas. São todas estruturas civis sem nenhum uso militar nessa guerra. O aproveitamento dessas “áreas” e sua classificação como alvo militar legitimo precisa de um malabarismo imenso. A justificativa para os ataques da Ucrânia é mais simples. Não precisa de nenhum malabarismo retorico: “Estamos em guerra! Fomos atacados e invadidos! E… Read more »

Nei

Vilas viraram bases de militares, de ataques e refinarias são combustíveis para a operação de guerra. Suprimentos, são suprimentos.

Nei

É de alerta nuclear, mas que pode ser usado não só para mísseis balísticos.

LEONARDO BASTOS

Sem falar que autoriza à Rússia o ataque de alvos militares dos países envolvidos, sejam aéreos, marítimos ou terrestres…

Nei

Autoriza, mas nada vão fazer. Estão atolados há quase 3 anos num lugar só.

Luís Henrique

A Rússia também esta lutando amputada, ela “não pode” atacar os A&WAC´s da Otan que fornecem informações de inteligência para a Ucrânia, eles não podem abater os satélites da Otan que trabalham 24 horas para ajudar a Ucrânia, eles não podem bombardear as fábricas de armas europeias e americanas que produzem equipamentos e munições para os ucranianos, eles não podem atacar as linhas de suprimentos que chegam até a Ucrânia por países europeus e nem atacar navios de países da Otan que trazem equipamentos militares. Quando se estica a corda de um lado, os russos podem resolver esticar do outro.… Read more »

Peter Nine Nine

Os ataques ucranianos, não provem de solo europeu ou da NATO, a sua lógica faz pouco sentido. A Coreia do Norte, a China ou o Irão, não foram atacados por fornecer munições ou inteligência à Rússia. É impensável, que um país agredido, não possa atacar as bases aéreas de onde partem os aviões ou as peças e lançadores de onde saem os projéteis e mísseis, quando estes estão dentro do alcance das suas armas. A Ucrânia não estará a invadir a Rússia, estará meramente a atacar alvos na Rússia a partir da Ucrânia, assim como a Rússia o faz a… Read more »

Luís Henrique

Em nenhum momento disse que a Ucrânia não pode ou que não seja legitimo. Só fiz um apontamento que dá mesma maneira que a Ucrânia não estava “autorizada” a usar armamentos ocidentais para atacar alvos dentro da Rússia, a Rússia também não está se permitindo atacar alvos da Otan, trabalhando para a Ucrânia, nem equipamentos militares fornecidos à Ucrânia estando em trânsito em vizinhos europeus ou no mar. A Rússia está fazendo isso para não escalar o conflito, pois um navio europeu ou americano destruído ou caminhões ou bases em território de países da Otan atacados poderia escalar o conflito… Read more »

Nilo

Correto sua linha de raciocínio.
A autorização pelos aliados de ataque em solo russo com armas de longo alcance e presença de técnicos da OTAN já está a Rússia a ter como alvos, certamente objetos antes poupados. A Rússia não precisa de autorização basta apenas parar de poupar a infraestrutura ainda existente da Ucrânia e manda-la para período anterior a indústria, Kiev e regiões a direita do Rio Dnipre ainda não sentiram o peso da guerra como Kharkiv.

Mauro Cambuquira

Ucrânia é somente um instrumento de ataque. Quem realmente ataca, desde junho de 2022 é o Ocidente.

Marcos

Russos estão habituados a suportar grandes adversidades. A grande questão é o que pode significar esses caças F-16 para a Ucrânia. Eles são tão superiores aos MIG ucranianos? A Ucrânia sempre pôde, em teoria, atacar o território russo com sistemas próprios que possuía em grande quantidade no inicio do conflito. Não o fez; sabe – se lá o motivo. Atualmente vem fazendo com o uso de drones e misseis de longo alcance e baixa assinatura de radar ocidentais. O uso do F-16 provavelmente impactará muito pouco na capacidade de implementar novas e diversas capacidades de ataque ucranianas que impactariam fortemente… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Marcos
Sergio Machado

O propósito de a OTAN ir aumentando a carga de armas e remover restrições quanto ao uso, em nada tem a ver com a auto defesa, caso contrário teriam sido enviadas no início, por óbvio. Tem a ver sim com não perder, visto que claramente subestimaram os russos. Agora, com o jogo a caminho da derrota, resolvem pagar para ver, rompendo um a um os limites, fornecendo armas para Kiev atacar território russo em uma ação irresponsável da aliança. Quanto aos F 16, concordo. Vai mudar em nada, irá ser derrubado igual dentro de denso espaço aéreo negado naquele TO.… Read more »

Hcosta

A maior crítica feita aos países da OTAN é não escalarem o conflito…
O regime de Putin é que luta somente para se manter no poder enquanto a Rússia está cada vez mais enfraquecida…

Estes anos todos de guerra e ainda ninguém consegue dizer quais são os objetivos de Putin sem contradizer a sua propaganda.

NBS

Os objetivos de Putin são não permitir o cerco de seu território pela aliança militar dominada pelos EUA. Ele enxerga que, ao ser cercado, um segundo passo do Ocidente seria subjugar os russos econômica e politicamente, a ponto de influenciar e ‘intervir’ de todas as maneiras, com ‘primaveras’, assim como o Ocidente faz com quem demonstra certa autonomia em relação aos interesses das grandes corporações ocidentais. Isso foi demonstrado com sanções econômicas e uso do sistema financeiro como arma. É a expansão da OTAN que desestabiliza a paz e foi responsável pelo movimento da Rússia de invadir a Crimeia para… Read more »

Hcosta

agora a invasão da Crimeia é para garantir o acesso livre ao mar Mediterrâneo? Boa sorte com isso… Temos as alterações climáticas e agora temos as alterações geográficas…

A Rússia começou, agora que aguente as consequências. Só os mais “distraídos” acreditavam que os Ucranianos iriam permitir isso e que os países Europeus/EUA e outros iriam ficar quietos…
É o resultado de inventarem tanta propaganda que, mais cedo ou mais tarde, começam a acreditar nela…

E esta situação não é nada de novo. Tentou repetir o que aconteceu na Geórgia e saiu o tiro pela culatra…

NBS

Do ponto de vista de Putin, as eleições democráticas de 2014 na Ucrânia, que resultaram na destituição de um candidato pró-russo por um golpe militar durante a ‘primavera’ ucraniana, foram influenciadas pelo Ocidente e suas organizações. Logo após, um presidente pró-Ocidente assumiu o poder e buscou a adesão à União Europeia e à OTAN. Em resposta, Putin invadiu a Crimeia no mesmo ano para assegurar o livre acesso ao Mediterrâneo, já que naquele momento a Rússia ainda não tinha forças para enfrentar diretamente os interesses europeus. Desde então, a Rússia se preparou e agora enfrenta indiretamente toda a aliança ocidental.… Read more »

Nei

Quer acesso ao Mediterrâneo, pague por isso.

Pedro

A OTAN é responsável pela Rússia invadir a Criméia. Tá certo…coitada da Rússia, é uma vítima.

LUIZ

A geografia da Rússia na parte europeia é desfavorável a ela por mar,terra e ar. Eles tem seus motivos mais que claros pra se opor a Ucrânia na OTAN. Se vc tecer sempre suas opiniões sob sua ótica ocidental sempre continuará no erro. O EUA não tem esse problema geográfico da Rússia.

Marcos

De certa forma houve um movimento da Rússia semelhante ao que o Ocidente faz agora.

Na Síria durante as chamadas Primaveras Árabes e posteriormente ocupada pelo ISIS.

Inclusive com suprimento massivo de armas e tropas lutando contra as posições dos parceiros ocidentais, no apoio a Assad.

NBS

As primaveras árabes, contadas pela perspectiva ocidental, são vistas como um triunfo da liberdade de um povo, a vitória da democracia contra ditadores que estavam no poder há muito tempo. Isso é algo com que todos nós concordamos. O que não vemos é o envolvimento das agências em campo, nas redes sociais e dos formadores de opinião. Aquilo foi, de certa forma, a operacionalização do poder de manipulação em prol de interesses. No Brasil de 1964, diversas agências norte-americanas atuaram para convencer a população, comprar meios de comunicação, jornalistas e militares. O mesmo modus operandi foi aplicado em outros cenários… Read more »

NBS

A Síria seria o último dos moicanos, o último país a cair na Primavera Árabe, onde todos tinham laços com a Rússia. A Síria era importante para a posição no Oriente Médio. Então Putin marcou posição naquele conflito, que seria as escaramuças entre o Ocidente e a Rússia.

Macgaren

Só se for o povo, porque o Putin continua com os bilhoes dele, fustigando o povo e comendo do bom e melhor.

Charle

Mas com os líderes ocidentais que fomentam cada vez mais essa guerra é diferente? Você acha que o biden vive como? Na pobreza?

Da mesma forma, se as lideranças ocidentais quisessem por um fim à isso tudo chamariam a Rússia para uma conversa.

Quando essa oportunidade de negociação surgiu, adivinha quem a rechaçou?

Nei

Biden também come do bom e do melhor, assim como aqui, muitos assim tem essas regalias, mas estamos falando da Guerra da Ucrânia, onde porque um cara resolveu “roubar” terras, milhares de pessoas estão sendo mortas de ambos os lados.

Peter Nine Nine

A Ucrânia nunca teve meios próprios em grande número no início do conflito, capazes de fazer o que explicou, que meios seriam esses, já agora? Quando bem sabemos que estava tudo sucateado em 2014?

Orivaldo
Bruno

Sensatez? Enfrenter um inimigo de igual para igual é mínimo que se espera de uma guerra entre dois países soberanos, pelo menos em meios disponíveis (aérea, marítimo, terrestre). Agora que a Rússia não terá mais a enorme vantagem de sozinha dominar o meio aéreo, parece que o desespero de alguns desenfores “nem tão grande” Rússia começa aflorar.

Last edited 1 mês atrás by Bruno
Luís Henrique

A Rússia pode atacar as aeronaves A&WAC´s da Otan, as aeronaves de patrulha marítima, os drones da aliança que operam 24 horas ajudando a Ucrânia, que fornecem informações de inteligência como localização de alvos russos ? A Rússia pode atacar os satélites da Otan que ajudam a Ucrânia diariamente? A Rússia pode atacar as fábricas de armas americanas e europeias que estão construindo equipamentos e munições para os ucranianos? A Rússia pode atacar as linhas de suprimentos em países europeus que enviam ajuda para a Ucrânia? Eles podem atacar navios americanos e europeus que enviam armas e munições para a… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Luís Henrique
Bruno

Creio que isso equilibre a balança de vidas inocentes que estão morrendo na Ucrânia por ataques covardes à alvos civis, não é mesmo? (Ironia).

Edison

Guerra de expansão não é anexar território? exatamente como a Rússia sempre fez e quer continuar fazendo como no caso da Ucrânia? Iraque, Sérvia, Líbia, Afeganistão foram anexados?

João

???
A Russia interfeiru na Coreia, Vietna, Libia, terrorismo internacional e transnacional e Servia.
Só não fez mais, pelo término da URSS, tendo q priorizar se reestabelecer ao máximo.

Adriano RA

Esses F-16s deveriam vir acompanhados pelas armas nucleares que a Ucrânia abriu mão ao assinar o Acordo de Budapeste. Palhaçada tudo isso. Fica a lição para o resto do mundo.

Bosco

Não queira por a culpa da incompetência russa na OTAN. Tivessem correspondido às expectativas que os serviços de inteligência fomentaram e a coisa toda já teria sido resolvida.

Gilson Elano

Guerra de expansão?
Explica aí, que não ficou claro!

Gerson Carvalho

Quem for sábio procure mudar-se para uma cidade pequena e longe da capital do seu estado. faça estoque de latcinios e água. porque a Rússia não vai pensar muito para usar armas nucleares.

Marcelino A. Vicentin

Estão cutucando o Urso, alél de muito sério o conflito vai se estender a algum tempo para outros países, ai esta feito o caus no mundo.

Joselito

Dão os caças avançados para pilotos se prática, e por fim sem armas, que adianta ter aas.e.nao ter os projéteis para combater o inimigo, o ocidente só está mantendo a fogueira acesa, por que eles vão querer uma terra arrasada quase destruída e outra o inimigo é mil vezes mais forte e praticamente invencível pois se perder nas armas convencionais, vai usar a armas nucleares.

Bruno

Este urso sem armas nucleares não passa de um urso de pelúcia.

Bispo

Muda absolutamente nada. Ucrânia há meses usa os mísseis ingleses em alvos russos … fora os mísseis que Biden enviou de forma velada. Outro ponto é a sobrevivência dos F-16 … chegarão a que distância das fronteiras russa…voltarão para a base, inteiros … a base irá virar pó assim que detectada ???? Muitos se na equação. Mais 1C …rs, se é permitido ,com armas de terceiros alvejar o solo russo, se justifica destruir as mesmas antes de serem enviadas…tic tac. Chega logo F-16 ,a ______ ______ COMENTÁRIO EDITADO. NÃO FAÇA PROVOCAÇÕES INÚTEIS PARA O DEBATE. LEIA AS REGRAS DO BLOG:… Read more »

MAURICIO SIQUEIRA

Sobre se a justificativa de destruir as armas antes de serem enviadas para a Ucrania, acredito depender apenas da vontade do Russo. Mas acredito que não vai querer uma guerra com a OTAN, se estão tomando um sufoco com alguns soltados ucranianos, imagina com a Europa.

Bispo

Ucranianos lutaram bem , ótimos combatentes mais tomaram naba, game over. Quando a Rússia invadiu, a Ucrânia tinha 220.000 militares na ativa treinados , etc …agora caçam velhos e jovens nas ruas com veículos descaracterizados.. fora os milhões que fugiram do país. O verdadeiro exército ucraniano foi destroçado, hoje é um arremedo. À Rússia tem 900.000 militares nesse conflito… a cada mês , 30.000 recrutas se juntam as forças russas , voluntariamente (óbvio pagando bem) .. Estimam que a Ucrânia perde por dia de 500 a 1000 homens , conforme a batalha…a reposição ? … é na porrada..rs … enquanto… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bispo
MAURICIO SIQUEIRA

O tempo é o senhor da razão. Vamos aguardar.

Vitor

Fato ! …Está aí o desespero dos europeus.

Adriano RA

Não são os europeus que estão reclamando, são os russos. O mimimi…russo do “a não…assim iremos usar armas nucleares” já perdeu a graça.

bjj

A situação da Rússia não é tão diferente. Eles tem a vantagem de uma população maior, óbvio, mas tiveram que recorrer a presidiários para repor baixas e muitos russos – pelos menos os com melhores condições econômicas – já foram para o exterior também, e isso que nem há (ainda) recrutamento forçado.

Luís Henrique

Caro Mauricio, esse “alguns” soldados ucranianos está equivocado. Hoje em 2024 a estimativa é que a Ucrânia possua um total de 2,2 MILHÕES de homens nas forças armadas, majoritariamente no Exército, sendo cerca de 900 MIL Ativos e 1,2 MILHÕES nas forças de reserva. A Otan tem hoje 32 membros. Os números indicam um total de até 3,5 milhões de homens, porém contando com pessoal civil. Geralmente a maioria dos membros da Otan possuem mais da metade do pessoal na força aérea e marinha. Resumindo, no Exército o número deve ficar entre 1,5 Milhões à 2 Milhões. Sendo que o… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Luís Henrique
MAURICIO SIQUEIRA

Caro, não menosprezo a Russia, mas toda capacidade de mobilização e parque fabril russo será posto a prova em uma guerra contra a OTAN, serão alvos aereos de enorme valor, e a primeira coisa que a OTAN fará é parar a maquina industrial russa…., e se usar nuc, receberá nuc tb.

Renato

É uma pena a quantidade de pilotos que perderão a vida nesses F-16.
Tudo por culpa de um governo trapalhão que condenou seu próprio país a ruína.

Pedro

Pensei que fosse a Rússia que estava invadindo a Ucrânia….

Renato

Só se chega a um resultado com a adição de outros fatores meu caro, sem estudar a origem de algo complexo você não vai conseguir mesmo entender o contexto.

Hcosta

complexo é entender as justificações para esta guerra. Até um mapa francês do tempo de Napoleão serve como justificativa…

Mas obviamente que as invasões de Putin só trazem paz e amor. Mariupol e muitas outras foram destruídas pelas alterações climáticas ou algo parecido.

LUIZ

Mariupol hj tá uma cidade belíssima em reconstrução. Depois que os russos pegaram o know-how de reconstruir rapidamente prédios destruídos e construir bairros inteiros do zero as cidades sob controle ucraniano vão virar ruínas e cemitérios de soldados da Ucrânia. A Rússia hj não tá poupando as vilas,pequenas e médias cidades da Ucrânia. Tem que ser na base da terra arrasada pra se conquistar e vencer.

Adriano RA

Vá lá morar em Mariupol então. Os russos estão precisando de simpatizantes para repovoar a cidade. Tudo muito lindo por lá. Você vai ganhar um passaporte russo também, além de um título de eleitor. Apenas evite o pessoal do recrutamento compulsório. Não são muito simpáticos.

LUIZ

Eu gostaria muito de ganhar cidadania russa. Minha preferência é morar na região sul da Rússia.

Hcosta

Consegue facilmente, basta passar um pequeno período de transição na Ucrânia…

LUIZ
Charle

Para toda consequência há uma causa. Não creio que você considere que a Rússia invadiu a Ucrânica por que “sim”.

Vitor

Zelensky verdadeiro açougueiro de ucranianos…a abordagem da mobilização mostra a característica macabra do regime.

eliton

Off- Topic muito mais importante: vai ter o AMX A-1 com as cores e emblemas da FAB na nova atualização do War Thunder.

Bispo

comment image

Mega fábrica de drones russa …objetivo fabricar 6000 drones por mês …claro com várias fábricas iguais.

Orivaldo

Agora Kiev cai!!

Bispo

comment image

😆

Fabricio Lustosa

Cara essa foi de lascar !!! Os próprios ucranianos fazerem um vídeo criticando o recrutamento obrigatório mostra que a situação real é lamentável ( https://www.youtube.com/watch?v=z6CqVM7GMXA ). Mas…. enquanto os rios de dinheiro continuarem rolando e engordando ratos, enquanto o boneco e seu governo continuarem vez que nada são além de marionetes de ordens externas, a população ucraniana vai ser prejudicada de tal forma que provavelmente nunca mais se recuperará.

Fabricio Lustosa

Pelo menos não se fala mais em “guêimitiândier”. As duchas de soda cáustica de realidade ao menos estão inibindo esse pessoal de usar esse termo, se bem que nas entrelinhas deixam a entender o famoso “agora vai!” … Vai, vai sim pode crer. Vai que daq a pouco os combatentes do governo do boneco vão ser 100% estrangeiros e isso pq “é em nome da Ucrânia”.

Adiposo do Bitcoin

A Rússia deveria abater todos os drones da Otan que circularem no Mar Negro. Eles estão dando mole demais nisso.

Adriano madureira

Gostaria muito de ______
____
____

CONTEÚDO APAGADO POR USAR O ESPAÇO DE COMENTÁRIOS COMO PALANQUE PARA DISCURSO DE ÓDIO E XENOFOBIA.
LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Bispo

comment image

Como vários blogs russos adiantaram..à Rússia agora tem 03 frentes de batalha.. pulverizando* de vez a resistência mambembe ucraniana.

Objetivo agora é posicionar o poder da artilharia em Lypsti , 30km de Kharkiv… e por fim, a queda da mesma.

*com a escassez de “mão de obra” eles precisam pensar o que tentar salvar e o que abandonar… 🙃

Heinz

Excelente notícia!

Alex Prado

Estão saindo da guerra de procuração pra declarada….