Governo de Minas vende ações da única fabricante de helicópteros da América Latina por R$ 95 milhões para Airbus

Transação envolvendo a Helibras contou com aval do TCE-MG e faz parte do Programa de Gestão de Portfólio da Codemge

O governo de Minas Gerais vendeu as ações que tinha na Helibras por R$ 95 milhões. A participação do executivo estadual na fabricante de helicópteros foi adquirida pela Airbus Helicopters. A transação ocorreu nesta sexta-feira (20), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

Com a aquisição de 15,51% das ações da companhia, a Airbus passa a ser controladora do negócio. A empresa está localizada em Itajubá, no Sul de Minas. Segundo o governo, ela é a única fabricante de helicópteros para uso civil e militar na América Latina.

A venda das ações da Helibras faz parte da reavaliação da carteira de ativos da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), o Programa de Gestão do Portfólio.

O procedimento teve autorização do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG).

De acordo com o governo do estado, o presidente da Airbus, Gilberto Peralta, assumiu o compromisso de manter as operações da Helibras em Itajubá, que concentra 44 empresas do mesmo segmento e, juntas, geram cinco mil empregos diretos. O faturamento é de R$ 1 bilhão por ano.

FONTE: G1

Subscribe
Notify of
guest

153 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Kornet

Só a título de curiosidade, a Helibrás que já foi subsidiária da Aeróspatiele,Eurocopeter e agora Airbus,fabrica o quê?
Todo mundo diz que ela só monta o helicóptero ou estão mentindo?

M4l4v1t4

Não fabrica nada. É apenas uma montadora, sempre foi. A França sacou muito cedo que o brasileiro tem vocação para a malandragem e descobriu que: se o brasileiro achar que está recebendo tecnologia de graça, sem precisar ter que gastar dinheiro com pesquisa tecnológica, ele achará que está cortando caminho e comprará deles. Bom para a França e péssimo para o Brasil que vem comprando helicópteros que não são nenhuma Volkswagen mas pelo preço de Ferrari. Ainda que um dia passe a fabricar alguma coisa pode ter certeza que é areia nos olhos da opinião pública. Um boizinho de piranha… Read more »

Carlos Campos

venderam Renault por preço de Bugatti

Marcelo M

É o brasileiro descobrindo que as barreiras à importação e o fervor pela nacionalização e produção nacional faz apenas que paguemos mais, pelo mesmo produto, reduzindo nosso competitividade e gerando atraso. E assim com os carros, e também com as aeronaves.

m4l4v1t4

Nacionalismo populista, dá nisso.

É tudo de mentira. Mas pode ter certeza que você verá comentários ufanistas por toda a internet. Afinal, nós “fabricamos helicópteros” …

Helibrás é um Super Trunfo fake

Cristiano de Aquino Campos

Ela é uma montadora de helicópteros assim como todas as montadoras de carros, motos, ônibus, caminhões e tratores do Brasil, só que de helicópteros só o Brasil tem.
Aqui acho que fabricado mesmo, só as hélices e carenagem, mas até dosnavoes da Embraer só se fabrica isso, talvez os avioniscos também.

Underground

Vai longe a diferença entre a montadora Helibras e as montadoras de carro. Há toda uma indústria para suprir as montadoras de carros, além de que motores, câmbio, prensagem das estruturas é feita pela montadora.
Não, as estruturas que comporão as asas não são fabricadas por aqui. A fabricação das mesmas exige uma tecnologia e custo que não compensa trazer para cá.
Avionicos, nem em sonho.
Talvez alguma parte da carenagem.

Waldir

Se for assim a Embraer tbem importa a maioria das peças dos seus aviões. Desenvolve o projeto aqui mas importa quase tudo. E depois vende no mercado interno ou exporta. A Helibrás fatura 1 Bi por ano de acordo coma matéria. Não é tão irrelevante assim né.

Underground

Como você disse, a Embraer projeta. E isso é muita coisa.

Santamariense

Olha todos os aviões comerciais, executivos e militares que a Embraer projeta, desde o zero, constrói grande parte de suas estruturas, as monta, projeta e constrói trens de pouso completos, etc. O que a Helibras projeta???

Atirador 33

Entendi do texto que as 44 empresas que compõem o parque industrial faturam um 1 bi juntas, e não apenas as Helibrás.

Cristiano de Aquino Campos

No caso dos carros, fabricamos motores de qual marca mesmo? E um motor projetado aqui, nem os carros que temos são projetados para nós, são modificações de projetos estrangeiro. O único projeto de veículo automotivo nacional era o Agrale marrua que foi vendida aliás.

Leandro Costa

Por mais que sejam baseados em veículos projetados lá fora, existem um monte de carros que foram projetados pelas operações Brasileiras. A VW tem vários exemplos. Aliás, o Ford Ka (não o primeirão) que roda aqui no Brasil foi um projeto totalmente feito pela Ford Brasil antes de ela se mandar do país.

Então sim, existe um grande amálgama de projetos. Difícil encontrar um que seja exclusividade na maior parte dos países do Mundo.

Santamariense

Comparar Embraer com Helibras é sacanagem!!!

Grozelha Vitaminada Milani

Parabéns ao Governo de Minas Gerais pela venda. Quando se associou no começo da indústria, gerou empregos e desenvolvimento.

Hoje não faz mais sentido o Estado fazer parte desse negócio. O papel do Estado é gerir e gerenciar a Saúde, a Educação, a Segurança e outras áreas de apoio e desenvolvimento social. E não ser dono de uma indústria de helicópteros.

Sobre a Apertoparafusobras, que vive do financiamento do BNDES para vender em condições especiais seus helicópteros no mercado civil, de lobby’s para governos estaduais e militares boa sorte.

Que a Tales Helicópteros e muitos outros venham também ao Brasil.

Salomon

Acima, uma voz sábia. O Estado fez seu papel e agora se retira. Discussão sem sentido e “macunaímica” esse de montar ou não. O faturamento está provando que é bom negócio. Esperar transferência de tecnologia, ainda mais da França, é o mesmo que acreditar em Papai Noel.

Carlos Crispim

Sem falar que a Airbus já era dona da Helibrás, o texto jornalístico, como sempre tendencioso, parece que “entregaram” a Helibrás para os estrangeiros, mas não, a Airbus já era sócia da empresa, fazia parte do conselho, só que agora com as ações que ela conseguiu passou a ter mais de 50% das ações, apenas isso. De resto, segue o baile.

Tomcat

Como diria um antigo participante daqui: na prática, poderia se chamar “Apertaparafusobrás”

Marcelo

O Estado de Minas Gerais está quebrado,o Governador Zema está aproveitando da situação e está vendendo todos os bens do estado !!!!

Luis Carlos

E esse Senhor está falando muito.
E besterias.

Silvano

Está se posicionando. Está dando cara a tapa e fazendo política. Tem um caboco novato aí que acha que só com papo de “gestor” vai galgar algo mais na política além da governança de São Paulo. Outro que tem mostrado valentia é o holandês, não o faz por oportunismo, parece ter convicção. Não me surpreenderia vê-lo em voos mais altos.

Rinaldo Nery

Ainda bem q moro no estado governado pelo “novato”…

Camargoer.

Olá SIlvano. Ainda é cedo para avaliar o cenário político dos governadores. Costuma ser comum que os governadores se posicionem como candidatos para presidente, mas desde a CF88, o único governador que se elegeu presidente foi Collor. Todos os outros tiveram passagem no parlamento ou foram ministros (Itamar, FHC, Lula, DIlma, Temer e Bolsonaro). Pela direita, existem Castro, Zema, Tarcísio e Leite. Fico com a impressão que Leite é o queridinho do setor financeiro. Castro me parece fadado ao fracasso. Tarcísio terá uma tarefa muito difícil para se colocar como um bom governador. Dória apostou na ideia do “choque gerencial”… Read more »

Carlos Crispim

A herança maldita dos governos anteriores canhotos de MG, desastrosos e “amigos do alheio”, fazem com que o atual gestor tenha que tomar essas atitudes, pois pegou MG absolutamente quebrado e arrasado.

Slow

Sempre a mesma desculpa pra justificar o fracasso ..

LucianoSR71

Interessante, o novo governador da Bahia foi secretario da Educação e quando era candidato foi questionado sobre os péssimos índices da Educação no estado disse que era devido a herança que receberam – detalhe o PT governa a Bahia há 16 anos!!! Fico pensando quando tempo eles acham que precisam p/ dar uma melhoradinha pelo menos.

EduardoSP

Lero-lero-lero…..

Jonas

95 milhões por 15%, queria ganhar um presente desse tb.

Willber Rodrigues

A Airbus comprando a Airbus de volta, a preço de banana….

Carlos Campos

com a tecnologia que a Helibras absorveu e pago pelo Brasil, agora de volta para Airbus, França, ToT de mim para mim mesmo, nunca fez tanto sentido

bit_lascado

Desculpa mas a Helibrás desde que me conheço por gente sempre construiu helicopteros de projetos franceses que hoje são da Airbus Helicopters, só os nossos governos incompetentes e ufanistas não viam e não querem ver isso.
No Gripen, a SAAB tá transferindo tecnologia pra SAAB do Brasil, é a mesma coisa. Tirando o projeto das asas que foram feitas pela Akaer, antes da assinatura do contrato.

Carlos Campos

a Questão da SAAB é que tem engenheiros da EMBRAER no processo, pelo menos isso, e a EMBRAER tem capacidade e absorver e replicar o que aprendeu, a Helibras não tinha isso e nao tem.

Carlos Crispim

Não faz muito tempo a Boeing quase comprou a Embraer, compra que foi defendida pelo comandante Osires Silva, o que um dia ou outro fatalmente vai acabar acontecendo, então , como o colega disse, ToT no Brasil não faz sentido, porque acaba voltando para origem, só que pagamos a peso de ouro uma coisa que nunca iremos criar aqui. Enquanto o Brasil não acabar com esse funcionalismo público canceroso, esses poderes que gastam bilhões por ano com cargos, assessores e mordomias , e investir 90% em EDUCAÇÃO, nada vai se resolver, seguimos bem atrás dos tigres asiáticos, eles dispararm, mas… Read more »

Last edited 9 dias atrás by Carlos Crispim
MauricioFC

Desculpe-me, mas não entendi: qual o funcionalismo público canceroso que você está se referindo? Sendo a Helibras uma empresa privada, onde entram os servidores públicos?

Grozelha Vitaminada Milani

Sobre a Saab, ela detém uma boa margem (%) da Akaer … Sobre o ToT do Gripen, cabe a Embraer desenvolver a nova versão Bi-posto e a maior parte do caça será montado nas instalações da Embraer. O pior foi o cancelamento da compra da Embraer pela Boeing, após ter acesso aos programas, estudos e tecnologias desenvolvidas pela Embraer. No caso da FrançaHelis, sobre o ToT, nunca foi desenvolvido um Helicóptero no Brasil, como fizeram na China e na Korea por exemplo. Foi transferido processos de fabricação de algumas peças mecânicas. Power Train, Avionics, Fuselagem, Comandos automatizados , Rádio e… Read more »

Last edited 9 dias atrás by Grozelha Vitaminada Milani
Jonas

o político brasileiro não faz sentido. Não trata com respeito o que foi empenhado. Entrega a preço de banana não só o dinheiro, mas um bem estratégico… enfim… nada de novo.

Danilo Gentili 2026

Depois ainda dizem que zema foi bom governador kkk, só quem é mineiro sabe que ele é safado e covarde, minou os governadores na pandemia, sem liderança.

Canarinho

Cara te garanto que vc falou bobagem. Só quem é mineiro sabe que o que vc falou é mentira.

Carlos Crispim

Até quem não é mineiro também sabe.

Carlos Campos

parece que você o Mineiro do contra vide as eleições

Leandro Costa

Me parece um contrasenso o que você disse. Afinal ele foi reeleito em primeiro turno com ampla vantagem. Aonde quer que eu vá e fale com Mineiros, só escuto elogios rasgados. Alguma coisa certa ele deve estar fazendo.

Camargoer.

Olá Leandro. Uma coisa de cada vez. Zema ganhou foi reeleito em primeiro turno com 56% dos votos, ganhando inclusive em Belo Horizonte. Kalil, do PSB, obteve 35%. Chama a atenção o fato do PT não ter lançado candidato em MG, mas Lula venceu a eleição em MG com 51%. Geralmente, um candidato á reeleição tem uma vantagem sobre os demais em diversos aspectos. Lembre que Aécio foi reeleito com 77% do votos no segundo turno. Esta comparação é suficiente para entender o perfil do voto de MG. Como Zema venceu a eleição, é natural que a maioria das pessoas… Read more »

Hellen

Politico é tudo igual,entrega tudo do estado para iniciativa privada em troca de uma bela comissão e depois o povo se lasca !!!!
https://bri.net.br/pwc-auditoria-americanas-privatizacao-da-eletrobras/amp/

Mcruel

E está de parabéns!
O Estado, no conceito de ciência política, é uma invenção dos seres humanos para regular e pacificar a sociedade, o que, em rasa análise (evitando escrever um artigo), significa prover saúde, educação, segurança e demais aspectos sociais, deixando para a iniciativa privada o que o Estado não tem vocação de fazer, como gerir empresas.

Last edited 10 dias atrás by Mcruel
Filipe Prestes

Vide as Americanas? Não demora para o homem maia rico do país pedir para o governo socorrer a empresa com dinheiro público. Já o caso da Helibras, gostaria de saber a opinião dos militares a respeito.

Rodolfo

Isso seria errado, o certo é deixar a Americanas falir e eventualmente outra empresa de varejo assume o lugar. Aliás falência no setor de varejo é muito comum. Dinheiro público não pode ser jogado nesse setor que pouco adiciona riqueza a sociedade. Apoiar as empresas privadas de tecnologia como as do setor aerospacial e de defesa traz mais retorno pra sociedade. A helibrás ser 100% privada ou não acho que não muda grande coisa. O que importa mais é se o Estado Brasileiro têm condições de apoiar a helibrás assim como a embraer pra avançar o setor aerospacial brasileiro, produzindo… Read more »

Camargoer.

Olá R. O certo é processar os controladores e cobrar multas formidáveis sobre o seu patrimônio para sanar a empresa. Deixar falir não resolver o problema de ninguém, só protege o patrimônio dos criminosos que fraudaram a empresa.

Rafael Oliveira

Mas a Americanas não tem controladores. É uma sociedade anônima com o capital pulverizado e sem acordo entre os acionistas. Pode ver que a imprensa chama o trio do 3G de acionistas de referência e não de controladores (eles foram no passado). As decisões eram tomadas em assembleia conforme a maioria dos votos. A responsabilidade pelas fraudes é dos diretores (quais e em que medida cabe à Justiça decidir). Por outro lado, o caminho natural é eles promoverem um aumento de capital “convidando” todos os acionistas a injetarem dinheiro, na proporção de suas ações e tentar convencer os credores a… Read more »

Faver

As fraudes ocorrem há muitos anos e eles já estiveram no conselho de administração até o ano de 2020. Cabe investigar. A empresa ou conglomerado delas é privado, mas os danos vão ser pagos por todos. Vai respingar em outras empresas, investidores grandes e pequenos, fornecedores, funcionários, e setores públicos. Só de empréstimos para bancos públicos dá um valor maior que o da lava-jato…. Fora o fiscal que pode ter entrado em alguma manobra contábil… É o velho hábito de quando vai bem o lucro e o sucesso são de alguns, quando quebra o prejuízo é de todos… Nestas horas… Read more »

Mirade1969

O próximo passa é ir embora do país e deixar de fabricar aqui no Brasil.

Kornet

Fabricar ou montar?

Camargoer.

Caro K. Desde a invenção da linha de montagem por Ford, as duas coisas estão interconectadas. A indústria automobilística depende de uma rede de fornecedores de peças e componentes. Ford, por exemplo, padronizou as caixas de madeira usadas pelos fornecedores para poder aproveitar as peças de madeira já cortadas no tamanho exato para serem usadas nos pisos dos seus carros. A linha de montagem de caminhões em Resende, que já foi da VW, incorporou as estações de seus fornecedores diretamente nas linhas de montagem, reduzindo custos de estoques e controle de qualidade. A estamparia da Mitsubishi é dentro da siderúrgica,… Read more »

André Macedo

Sim, o véio vai colocar a Havan nas costas e montar de novo nos “isteites”

Rinaldo Nery

Fake

Camargoer.

Ola Rinaldo. Bom ter notícias suas. Fico preocupado quando os amigos ficam sem postar por algum tempo. Lembrei do Mario Amato falando a mesma coisa na eleição de 1989.

André Macedo

Meio óbvio né… Foi uma piada com os liberais falando dos empresários sairem do Brasil

Agressor's

O Estado deve existir para não deixar as elites-liberais ditarem as regras…o Estado deve existir para combater as desigualdades e garantir o mínimo…e criar um programa de desenvolvimento nacional através de obras públicas como transporte e aeroportos...no comunismo a pessoa vira escravo do Estado e no libertarianismo e anarcocapitalismo a pessoa vira escravo das empresas e dos patrões…
 

Marcelo

Os correios estava sendo privatizado e adivinha quem era o comprar ???
Os compradores era Jorge Paulo Lemann, Marcel Hermann Telles e Carlos Alberto da Veiga Sicupira.
Com certeza que o pagamento dos correios seria com os 15 bi que as americanas pegou emprestado com bancos publico (caixa,bnds,bb) e nao pagou !!

Willber Rodrigues

Uma coisa que nunca conseguí compreender é…

Se os Correios dão mesmo prejuízo e são ineficientes…porque diabos um empresário compraria ela?

Camargoer.

Olá W. Tudo depende. Os Correios tem uma logística nacional, como agências em todo o país e uma enorme experiência acumulada por décadas de operação, ainda assim os preços cobrados são baixos, essencialmente para cobrir os custos de operação. Considerando o crescimento exponencial dos serviços de compras por internet, o serviço mais importante é a distribuição. Qualquer empresa que controle de um lado uma rede de vendas online e do outro uma estrutura de logística de distribuição nacional otimizada, ganha uma enorme vantagem. Além disso, se esta empresa de logística também ganhar a concessão de distribuição postal, ela irá diluir… Read more »

Marcelo Martins

E desde quando o Estado de MG tem que ser sócio de fábrica de helicóptero?

Cansado

Por que não pode? Não é interesse do Estado gerar mais empregos?
Engraçado, as empresas, para se instalarem, exigem dinheiro público direta ou indiretamente (isenção de tributos). Mas o Estado é criticado por ter alguma participação nelas…
Se o poder público não pode ter participação em empresas por causa da tal falácia do “Estado Mínimo”, por que elas pedem dinheiro público quando estão no buraco?
É o tal negócio que os gestores brasileiros adoram: privatizar lucro mas socializar prejuízos.

Salomon

Pode, e deve, se puder e quiser, mas vai até certo ponto, onde o negócio amadurece. Depois vende, fez seu papel. Alguns barnabés vão perder a boquinha no Conselho e a estrutura geral do estado fica um pouco mais leve.
Fez o certo.

Bardini

Eu acho engraçado alguém falar isso de uma fábrica que só passou a existir, por conta do interesse do Estado de Minas Gerais. Mas ninguém é obrigado a conhecer a história da empresa, claro…

Bueno

Verdade Bardini! Exemplo é da FIAT automobilística, o  Governo de Minas tinha 49% das ações da FIAT Brasil em1974! O Governador é um agente público facilitador para geração de emprego e deve fomentar o desenvolvimento do setor industrial e comercio. Se foi interessante para ambos, porque não vender? O Mesmo acontece com a EMBRAER, se for de interesse para a FAB investir em uma nova aeronave “estratégica” terá de gastar , ou acham que a EMBRAER ira torra seus recursos e assumir os riscos para agradar os “patriotas”?  Se não tiver vantagens, Claro que não irão gastar!   Negócios são negócios e… Read more »

Camargoer.

E desde quando não pode?

Nilo

A pergunta de deve ser feitta, onde fica a transferencia de tecnologia da qual o governo brasileiro pagou caro, se antes havia dúvida agora fica esclarecido, fica o cidadão contribuinte a merce de promessas vazias.

Willber Rodrigues

Transferência de tecnologia´´ da matriz pra sua própria filial. Um baita negócio….pra Airbus.
Foi esse o ToT feito. Baita negócio…

Teropode

A culpa não é de quem vende a tal TOT

Willber Rodrigues

Concordo.
A culpa nã foi de quem ofereceu/vendeu esse “modelo” de ToT.

A culpa é de quem COMPROU esse modelo de ToT.

Carlos Campos

então bota na Conta do Nine

Maurício.

Se tu trocar Airbus pela SAAB, vai dar no mesmo…

Nilo

Filho de cobra venenosa, segue os resultados efetivos de transferencia tecnologica da parceria da SAAB com a FAB, Display fabricado no Brasil, com participação de desenvolvvimento de engenheiros e gerenciamento nacional, Akaer que participou de desenvolvimento estrutural do caça turco, do GDDN (Gripen Design and Development Network) onde está sendo desenvolvido o F-39, etc. etc.

Last edited 10 dias atrás by Nilo
Maurício.

Tu está falando do display da israelense Elbit né?

Nilo

Não esqueça que trabalham tambem ((Elbit/FAB) juntas no desenvolvimento do Link BR2.

Maurício.

Link esse, que deveria ser feito apenas por brasileiros, por questão de segurança, o que não é o caso…

Carlos Campos

a criptografia do LINK que é a mais sensível é 100% Brasileira.

bit_lascado

Exatamente como disse num comentário anterior ToT da SAAB pra SAAB do Brasil, só nossos governantes pra acreditar em ToT.

Willber Rodrigues

Já passou da hora da gente parar com essa mania de achar que ToT existe.
NENHUMA empresa de alta tecnologia vai vender o que sabe pra outro país/empresa, pra fazer concorrência contra sí mesma.

No máááááxima, vendem, a preço de ouro um ou outro conhecimento que não afeta seu produto. O “recheio do bolo” mesmo, ninguem JAMAIS vende.

O exemplo perfeito pra isso é as FCT…

Hellen

Nao existe transferência de tecnologia,a helibras so monta os kits que sao fabricados na Europa e sao enviados para serem montados pela sua subsidiária no caso a helibras !

Nilo

Chamaram isso de transferencia de tecnologia rsrsrsr

Luis Carlos

Que sorte!
Ainda bem que não foi vendida para os donos das Americanas.
Ah esses empresários nacionais!

Cristiano de Aquino Campos

Típica elite econômica Brasileira que fala mal do país, prega que o Brasil tinha que ser igual a Noruega mas não suporta quando toma uma multa de trânsito no Brasil, quando o sabe com quem está falando não rola tenta subornar, avança o sinal vermelho, desrespeita o limite de velocidade, joga lixo no chão e por aí vai.

Allan Lemos

Não é só a “elite” que apresenta os comportamentos que você descreveu. Já trabalhei com clientes ricos e pobres e posso afirmar que a falta de educação e o desrespeito as regras é mil vezes maior nos pobres do que nos de alta classe.

Pobre só não dá carteirada porque não tem lastro, não porque tem princípios.

Cristiano de Aquino Campos

Sim mas pobre teoricamente e sem educação pois não teve acesso a boas escolas, não conhece como é o primeiro mundo e não mora lá e só vem aqui para ganhar dinheiro e fazer tudo o quê critica aqui.

BLACKRIVER

Excelente decisão, estado não tem que fabricar nada, tem que oferecer segurança jurídica e condições para que o setor privado invista e gere empregos, renda e riqueza!

Luis Carlos

11/12/22
‘Governo americano cria pacote bilionário para incentivar fabricação de chips.”Presidente Joe Biden assinou lei que garante pelo menos US$ 52 bilhões em subsídios.’
Sim, sim,
Deixa só nas mãos da iniciativa privada para ver o que vai dar.
As Americanas, aqui no Brasil, é o exemplo mais recente.
Agora, imagine competir com a China.
Se nem os EUA com suas empresas estão conseguindo.

Underground

Modo irônico: vamos fazer um injeção de dinheiro na Americanas, transformando-a em uma estatal: Americanas-Brás.

Mirade1969

Interresante que eles não viram os prejuizos até chegar a 20 bilhões. Empresario brasileiro é miope e mau intencionado (grande empresario)

Cristiano de Aquino Campos

No Brasil a maioria das empresas privadas que prega o capitalismo com estado mínimo, não sabem como se virar sem Empréstimos do governo, sem sonegar impostos, sem dever ao INSS e sem contar com o perdão de tudo isso do governo. Reclamam dos impostos, mas não saem do Brasil e nem as empresas de fora param de investir aqui, isso quando não sonegam imposto.

Luis Carlos

Posso garantir com 99,9999% de certeza que todos os grandes empresários brasileiros têm uma história nebulosa em suas vidas.
Os outros 0,00001% são por conta de minha ingenuidade.

bit_lascado

O que me espanta nesse caso é os bancos não verem as dividas das Americanas contratadas com eles não constarem dos balanços.

Camargoer.

Caro Bit. Alguém mentiu. R$ 20 bilhões é muito alto para ficar escondido assim.

Willber Rodrigues

Ou os cabeças´´ da Americanas são um bando de cegos que jamais viram um rombo de 20 bilhões, ou eles sabiam, mas por motivos escusos e nebulosos´´, fingiram que não sabiam de nada, pra ganhar algo com isso e depois vir pedindo ajuda ao Estado Malvadão.

Qual dos dois é pior? Sabe-se lá…

Cristiano de Aquino Campos

Tem um documentário do Brasil paralelo sobre a VARIG, como de praxe fala que a companhia foi a falência por culpa do governo do PT na época que não quis botar dinheiro na empresa que no documentário mesmo fala que tinha problemas de gestão. Obs. Na época não aguentou a concorecia de empresas estrangeiras e das outras duas empresas nacionais, estava acostumada a não ter concorrência e ter o apoio dos governos militares na época que mais cresceu.

Camargoer.

Ola Cris. A PanAm também faliu.

Cristiano de Aquino Campos

Sim, mas lá as viúvas não ficam chorando dizendo que faliu por causa dos democratas ou por causa dos republicanos que não injetaram dinheiro público e tal. Se o PT tivesse feito o tal empréstimo na época, diriam que foi desviado, jogado dinheiro fora, como não fez isso É porquê e socialista, não é patriota. Dois pesos só que com duas medidas.

Mirade1969

Por isso que a China é uma potencial estatal, com suas empresas estatais entre as maiores do mundo que atuam globalmente inclusive no Brasil. Esta história ai só serviu para dar prejuizo para o país.

Agressor's

O Estado não serve no braziu, nas potências o Estado é essencial no desenvolvimento de tecnologias, EUA, China, e Rússia, tem grandes estatais e não pretendem vender, privatizar ou fechar. O dinheiro público, lá nos eua, vai para as empresas sob forma de “contratos” negociados por “lobbies” dos diversos setores da economia. Por lá, um financiamento por um banco de desenvolvimento(como o BNDES) não é interpretado como “propina”. Como é que acham que empresas como Google, Microsoft, Apple, além das empresas do segmento de “defesa” conseguem ser tão poderosas no mundo todo? O próprio desenvolvimento de Taiwan nesse processo, se… Read more »

bit_lascado

Lá tem incentivo pra isso, a má gestão é resolvida na bala.

Cristiano de Aquino Campos

Vai esperando, o país tem dezenas de faculdades de engenharia, química e biologia, já viu ou ouviu falar de alguma coisa criada por Brasileiros, financiado por empresa privada Brasileira e fabricada por empresa privada Brasileira? Ás empresas privadas nacionais pouco ou quase nada investem em pesquisa e desenvolvimento sem aporte do estado. Pelo menos fora da área de defesa eu não conheço nenhuma.

Aéreo

WEG

César Pereira

Esta fabrica não é a única fabricante de helicópteros da América Latina , a Argentina tem uma fábrica realmente nacional ,fundada por argentinos porém bem mais modestas , conta com produtos e conceitos bem interessantes e tem tudo para crescer com mais investimentos ! Leva o nome de seu fundador, trata-se da Fabrica de Helicópteros Cicaré !

LucianoSR71

O governo mineiro tinha apenas 15,51% das ações, qual o benefício essa participação minoritária trazia ao povo do estado ou ainda qual o prejuízo p/ este que essa venda trará? A meu ver: nenhum. E tem mais, c/ o fim do contrato p/ fornecimento dos H225M e a crescente participação de outros fabricantes no mercado comercial e governamental brasileiro, a perspectiva é que essas ações perderiam mais valor futuramente. Menos ideologia e mais pragmatismo é obrigação p/ qualquer governante que busque o bem do contribuinte.

Underground

Isso!
O resto é choradeira de gente que sonha em ter uma estatal para sustentar.

Cansado

Boa é a iniciativa privada né?
Diretores e “gestores” milionários, mas 20 bilhões de rombo no caixa da empresa…aí o dinheiro “estatal” é ótimo! Aí ninguém quer “Estado Mínimo” né?
“Ain, mas o empresário tem uma alta carga tributária!”… claro, como se eles não repassassem esse custo pro consumidor.
Muito lentamente, o povo brasileiro tem começado a deixar de ser otário e cair nessa conversa (ou choradeira, como foi citado acima) da tal “iniciativa privada”. Adora criticar o Estado em tudo, mas do dinheiro público nunca reclama (quando vai pra ela…).

Camargoer.

Olá Cansado. Ainda bem que o governo brasileiro não tinha ações da Americanas. Ainda se fosse as lojas “Brasilieras” riso.

Von Richtoffen

Mas chegou a existir, pelo menos no Rio de Janeiro nos anos 1970/80 uma… Lojas Brasileiras! LOBRAS

Cristiano de Aquino Campos

Quanto de é 15,5% de 1 bilhão de reais ao ano?
Acho que 150 milhões e 500 mil que agora vai ter que arrumar em imposto e adivinha de quem?
Se fosse imposto de renda proporcional ao ganho das empresas e das pessoas, até aceitava, mas é imposto sobre o consumo ou comércio.
Até hoje não aceito pagar imposto para sustentar o estado e ainda ter que pagar taxas pela prestação de um serviço pelo qual já pago imposto para isso. Governo tinha era que cobrar imposto e multas no caso devido e mais nada.

Santamariense

O lucro líquido anual da Helibras, para dividir entre os acionistas, é de 1 bilhão de reais? Esse é o faturamento!

Santamariense

H225M que, quando o contrato foi assinado, fizeram uma festa, uma papagaiada de “vamos fornecer esse modelo para toda a américa latina, será um novo patamar para a Helibras, blábláblá…”. As entregas para as FFAA estão chegando ao fim, mais de 10 anos depois, e quantos exemplares foram vendidos para outros clientes? Zero!!!

Grifon Eagle

Somos colônia!

Foxtrot

Pronto, formalizado.
Agora temos a única “montadora” de helicópteros da América Latina.
Certo tempo atrás o governo de Minas tinha 50% das ações.
Para mim deveriam investir em outra empresa nacional de helicópteros.
Ou empresas como Embraer, Avibras , Desaer (ou um conglomerado delas) deveriam investir na área.
Quem sabe desenvolvendo um drone helicóptero nacional.
Uma cooperação com a Sicaré Argentina seria bem vinda.

Cristiano de Aquino Campos

Beleza, mas eu preferia que investirem na Turbomeca, que tem projeto de turbinas mais potentes, quem sabe um dia, os Aviões da Embraer ou dessa empresas que você fala, usem turbinas nacionais ao invés de importadas.

Filipe Prestes

Esse seria o timing ideal pra que pudessemos desenvolver um motor aeronáutico de hidrogênio ou híbrido, no qual o mundo todo tem se debruçado. Mas nós não perdemos uma oportunidade de perder oportunidades e a briosa e egrégia FAB quer mesmo é dar dinheiro pra Cessna, isso sim.

Foxtrot

“Mas nós não perdemos uma oportunidade de perder oportunidades e a briosa e egrégia FAB quer mesmo é dar dinheiro pra Cessna, isso sim.”
Perfeito esse final.
A FAB (Fui para América Brother) adora dar dinheiro para gringo.
Não vou perder tempo enumerando os exemplos para não me alongar de mais.

Foxtrot

Amigo, antes dessa tal Turbomeca, temos a ex Polaris (atual Turbomachine), que anunciou certa vez o domínio completo de fabricação de uma turbina de grande porte de um avião 737 (se não me engano), que ainda há grande utilidade para o meio civil e militar.
Só não o fizeram por falta de apoio do governo e da FAB.
Poderiam aplicar a mesma tecnologia para desenvolver uma versão moderna dos motores do A-1 ou F-5, Mirrage etc.
Essa tal Turbomeca é uma empresa aventureira que entrou no mercado com apoio da FAB para industrializar o projeto TAPP-5000.

Filipe Prestes

A FAB já tá querendo dar outra rasteira na Embraer e cortar as asas da Desaer ao decidir pela compra do Skycourier, ignorando totalmente o STOUT ou o ATL-100. Não nos esqueçamos da notinha muy amiga do ex-comandante da FAB durante a Dubai Qir Show (aquele que sonhava em mini USAF aqui no Brasil) e dos sucessivos cortes no KC-390. Não espere nada da FAB, porque agora eles não querem saber de nada feito por aqui.

Last edited 9 dias atrás by Filipe Prestes
Foxtrot

Se esqueceu na rasteira na Akaer com seu Mosquito ( AV-10 Bronco Tupiniquim).
Essa “força” adora dar desgostos aos brasileiros e dinheiro para gringo.
Olha a compra do caça que ninguém quer, ninguém opera !

Jagderv#44

O braziu deve ser o único lugar do mundo (fora rússia, china, coréia do norte, cuba, venezuela e demais dessa turma) em que um estado da nação é sócio de uma fabricante de helicópteros.
Berço esplêndido eternamente.
Tetas de graça eternamente.

Bardini

Queria ver a cara de um sujeito destes, descobrindo que os Estados da Alemanha, França e Espanha tem parte na Airbus e que o Estado italiano tem boa parte da Leonardo…

Last edited 9 dias atrás by Bardini
Jagderv#44

Como disse antes caro Bardini, comparar políticos alemães, franceses e italianos com os brasileiros é covardia.

Camargoer.

Olá Jag. Vou contar uma história real. Em um congresso científica, um brasileiro fazia uma apresentação sobre a política de ciência e tecnologia no Brasil, sobre seus problemas e características. No fim, um pesquisador estrangeiro levantou a a mão e fez um longo discurso moralista, denunciando que o Brasil era muito corrupto para conseguir fazer ciência de ponta. O brasileiro, aguardou ele terminar. Daí, todo mundo olhou para o brasileiro esperando a resposta dele. O cientista brasileiro perguntou só isso “De qual país você é?”. O cara respondeu contrangido “Itália”. Houve um silêncio constrangedor. Depois de alguns segundos, o brasileiro… Read more »

Jagderv#44

Legal essa história. E o pesquisador brasileiro tem razão.
Agora, isso não tira do brasil a característica de ser um dos países mais corruptos do mundo.
Entregar estatais ou participações do estado na iniciativa privada em mãos de políticos é um erro.

Camargoer.

È muito difícil contabilizar “corrupção” porque é que é uma atividade criminosa. As estatísticas são sobre a corrupção detectadas, investigada e punida. Existe um outro tipo de analise que é a “percepção de corrupção”, como a pesquisa da Transparência Internacional. Nos dois casos, o Brasil é classificado em uma posição intermediária. O que dá para perceber é uma correlação entre democracia e corrupção. Quanto mair democrático o país, menor é a percepção de corrupção. Corrupção é um problema de polícia. Democracia é um assunto de política. Ainda assim, os dois estão relacionados. Os casos de corrupção são tão antigos quando… Read more »

Jagderv#44

Nada justifica um político ser presidente de uma estatal. Político até pode ter formação acadêmica ou técnica, mas continua sendo político. Se você pegar o currículo e as realizações de cada político em Brasília, verá que que poucos produziram alguma coisa pelo país (fora da legislatura). Tem gente que vira deputado federal aos 20 anos de idade e está lá ainda, aos 70. Você estudou no Japão, eu, por acaso, também. Vi como os políticos de uma sociedade democrática podem ser, em sua grande maioria, produtivos e honestos. Ao contrário daqui. Lá, para virar juiz, por exemplo, a vida pregressa… Read more »

Camargoer.

Olá Jag. Que legal. Em qual período este no Japão? Onde? Estive entre 98 e 2002. Era Tokyo, mas lá na divisa com Kanagawa.. gastava 50 min de trem para chegar no centro. Sinto muita saudade de lá. Fui com bolsa do Monbusho. Agora é Mext.

Jagderv#44

Morei em Adachi, pertinho da estação de KitaSenju. Uns 20-25 minutos do centro pela Ginza Line do metrô.

Camargoer.

Sugoi… riso. Que legal.

Camargoer.

Olá Jag. A França, Alemanha também são proprietárias da Airbus. O governo francẽs também tem participação na Dassault. O governo federal também tem participação acionária na Embraer, diretamente ou por meio de fundos de pensão ou pelo BNDES.

Jagderv#44

Eu sei caro Camargoer.
O lance é que lá os políticos não tomam conta destas empresas que o estado “necessita” ter.
Comparar políticos franceses e alemães com políticos brasileiros é uma covardia.

Camargoer.

Olá Jag. Eu tenho dúvidas se na média, os políticos europeus, asiáticos ou dos EUA são melhores ou piores que os brasileiros. Suponho que são similares. Na Itália, uma substancial parte dos políticos esteve ou continua tendo relações com a Máfia. Nos EUA, a corrupção política é endêmica. Conheço inúmeros casos de corrupção no Japão (cuja política interna me interessa bastante desde que morei lá como estudante). Inglaterra, França, Alemanha, Espanha… tanto faz se é um país latino ou anglo-saxão. A política no leste europeu tem um elevado grau de corrupção. Quando digo que a corrupção é elevada, ainda assim… Read more »

Frederick

A velha história das privatizações nacionais; vende a participação da empresa rentável só para dizer que fez privatização. Pouco raciocínio e muita paixão ideológica, enfim.

No caso em tela, agrada a turba ignorante do “Estado Mínimo” e ainda os ignorantes da turba do “Helibras é só uma montadora”.

Jogada de mestre do governador de plantão.

Silvano

Me tirem uma dúvida?? Quem comprou esses helicópteros neste acordo de um bilhão de dólares com promessa de transferência de tecnologia?? qual partido governava o Brasil no período e quem era o ministro da defesa na época??

Cristiano de Aquino Campos

Bem ou mal, só pelo fato de ter essa montadora aqui, a manutenção/disponibilidade das aeronaves e excelente. Quando dá ruim num UH-60 temos que esperar a peça vim ou pior, esperar um técnico americano vim resolver, isso se não tiver que levar para os EUA para fazer a manutenção igual os Russos fazem. Tudo depende do pacote e do tamanho da compra.

Santamariense

A disponibilidade dos UH-60 da FAB é excelente. E quanto às peças, já ouviu falar em logística e estoque?

Bardini

Para uma empresa de defesa surgir e se tornar relevante no Brasil, ela precisa de intervenção do Governo. Não tem como fugir disso. A Helibras surgiu e existe hoje, pq existiu interesse estatal no passado. E se existe dinheiro do Estado sendo aplicado, deve ou deveria existir alguma forma de controle sobra a emrpesa e/ou seus produtos. Algo básico… . Agora, o grande problema que pode ser apontado neste momento, é a danosa política de investimentos em defesa que aplicaram na última década e meia, que deveria ser completamente revista. De que adiantou comprometer uma montanha do escaço dinheiro da… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

Perfeito, só que precisamos de helicópteros de grande porte para levar pessoal e carga nas plataformas de petróleo e na região amazônica, dezenas se não centenas, e faz o quê, compra de prateleira barato e paga fortuna numa manutenção que nem será feito aqui?

Bardini

É… Usaram esse “baita” argumento durante a aquisição. Mais de uma década se passou e a Helibras não vendeu uma única unidade deste helicóptero para atender a demanda civil. Top do top!

glasquis7

O problema, ao meu ver, está no planejamento da operação. Não há envolvimento do setor público. Me refiro a que não há uma “pulverização” das necessidades de produção. Não foi desenvolvido um parque industrial local que possa atender a demanda, tanto de comercial quanto produtiva da aeronave.

João Adaime

O acordo para a compra dos helicópteros EC725 Super Cougar pelo Ministério da Defesa previa a Helibrás implementar um total de € 1,7 bilhão em cooperação industrial e transferência de tecnologia com empresas brasileiras. O valor do contrato envolvendo a compra de 50 helicópteros girou em torno de € 1,9 bilhão. Além disso, as últimas unidades precisariam apresentar um valor agregado de conteúdo nacional de 50% nos helicópteros EC725. Se isto está sendo ou foi cumprido, não sei. Além disso, até 2020 a Helibras pretendia colocar em prática o projeto do “helicóptero brasileiro”, que seria concebido, desenvolvido e produzido no Brasil.… Read more »

Vira-lata Sincero

Foi na gestão de que governo mesmo que se fechou o contrato da compra da Kombi voadora? https://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1907201007.htm

adriano

Perfeito, governo não tem que ser dono de nada, pois quando dá prejuízo quem paga é o povo e a helibras só monta os helicópteros.

Rodrigo Maçolla

Perfeito ! Parabéns para Minas e para o Zema

Underground

off topic
Ao que parece a FAB vai atrás da Cessna para substituição dos Bandeirante. Nem Desaer, nem Stout.
O pessoal que tem a Embraer como a vaca sagrada vai ter chilique, mas vão passar pano.

Grifon Eagle

Somos uma colônia amigo! Nós já deixamos de ser uma nação independente há muito tempo… Triste realidade…

Last edited 8 dias atrás by Grifon Eagle
tsung

nao somos colonia, apenas nao temos interesse

Grifon Eagle

Infelizmente somos, é triste dizer isso mas é a pura realidade, o Brasil é um dos países do mundo que mais sofre com tanta interferência estrangeira excessiva. Os europeus, americanos e chineses deitam e rolam por aqui, fazem a festa em nosso território levando nossas riquezas… É triste amigo, muito triste!

Joao Kennedy M Ornelas

O liberalismo internacional chegou ao estado de Minas Gerais. Fora Americanos malditos.

Grifon Eagle

Exatamente. Infelizmente nós somos uma “colônia”, e não uma nação independente.

Krest

É sempre a mesma coisa: o estado entra investindo, criando oportunides de crescimento e dps entra a burguesia para tomar controle e agir da maneira que quiser e o estado entreguista apenas aceita e assim continuamos sem ter uma indústria de vdd

Camargoer.

Pois é. Por que o governo de MG não pulverizou estas ações para serem adquiridas pelas pelos pequenos investidores? Ou porque não foram dadas para os próprios funcionários da empresa criarem uma cooperativa? Imagino que eles teriam muito prazer e dedicação para trabalhar na empresa tendo ações dela. Teria sido uma decisão muito ousada.

Rafael Oliveira

Por que seria ilegal por diversos motivos doar as ações para os empregados. Só trabalhar no local não é suficiente para justificar uma doação de R$ 95 milhões. Ademais, certamente os empregados não são pobres e poderiam comprar, se fosse o caso (comprar em nome próprio ou constituir um fundo; cooperativa serve para outra coisa).
Fazer uma emissão na bolsa é bem caro e mantê-la negociando também, pois precisa cumprir muitas regras de “transparência”, por exemplo.
Enfim, o MG fez o certo: vendeu para quem quis comprar.