domingo, dezembro 4, 2022

Gripen para o Brasil

Imagens de satélite confirmam destruição de helicópteros russos em Pskov

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A conta do twitter “GeoConfirmed” publicou imagens de satélite da base aérea Veretye ​​no Oblast de Pskov. Elas mostram pelo menos três helicópteros russos Ka-52 destruídos como resultado de uma suposta ação de sabotagem por parte dos ucranianos (ainda não admitida pelo governo do país).

As imagens são datadas do dia 31 de outubro, 11h44 GMT+2, ou seja, foram tiradas cerca de um dia após a sabotagem. Eles mostram claramente pelo menos três helicópteros destruídos pelas explosões e mais dois que podem ter sido danificados por ela.

A informação de que helicópteros explodiram em uma base aérea no Pskov Oblast foi relatada por canais russos do telegram em 30 de outubro pela primeira vez. Imediatamente houve uma versão de que isso era uma sabotagem. O pessoal da unidade militar foi alertado, mas nenhum sabotador foi capturado.

Vigilância de aeródromos russos

Como a Rússia continua a usar regularmente suas aeronaves para atacar alvos no território da Ucrânia, seus aeródromos são regularmente inspecionados por satélites em órbita. Recentemente, desta forma, os analistas notaram o movimento de bombardeiros estratégicos sobre o Círculo Polar Ártico. Ao mesmo tempo, ficou claro que a Rússia reativaria seus antigos caças MiG-29.

Helicópteros também já estiveram nessas fotos antes. Em particular, a Maxar Technologies publicou imagens de seus destroços no aeródromo de Chornobaivka . Os atuais, que retratam o Veretye, também mostram fragmentos de equipamentos separados das fuselagens, e alguns helicópteros não possuem pás no rotor.

As fotos apareceram quase simultaneamente com a publicação de um vídeo em que um provável sabotador filma como ele coloca explosivos em helicópteros. E se a veracidade deste vídeo ainda pode ser posta em dúvida, as imagens de satélite não deixam dúvidas.

- Advertisement -

18 Comments

Subscribe
Notify of
guest

18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Guacamole

O que a Russia perdeu em aeronaves, tanques e APCs até agora já teria exaurido todo o equipamento das FA brasileira umas 3 vezes, pelo menos.

Andre

Muitas vezes 3 vezes…devem estar perto do que perdeu a liga árabe na guerra de 1973

Carlos Crispim

Muuuuuito mais, a gente constata nessa guerra que o Brasil, se comparado a países mínimos (territorialmente e com fração do nosso PIB), não tem absolutamente quase nada para contrapor numa guerra de verdade, acho que o Brasil só tem pessoal mesmo, porque em termos de armamento de verdade não temos quase nada. Armas para guerra de verdade, não conta M113, cascavel, Leo1, jipes civis pintados de verde e etc… o que a gente tem mal dá pra desfilar um 7 de Setembro meia-boca, é uma coisa assombrosa!

Up The Irons

Por isso que seria melhor cortar em 20% ou 30% o número do contingente de cada Força e gastar com equipamentos modernos e em bom número.
Mas quem vai ter a coragem de mexer nesse vespeiro e bancar a ideia no Congresso?

Henrique

Corta efetivo não resolve o problema das FA… problemas das FA é as FA.
.
Joga tudo fora e copia o que da certo nas doutrinas dos outros países e começa do zero… mas isso só depois de ter arrumado as despesas do governo brasileiro pq não adianta tr FA modernas com governo b***ro que torra dinheiro de imposto

Paulo Montezuma

Cortar efetivo seria parte de um plano de médio e longo prazo para sobrar mais dinheiro e se passar a fazer aquisições. Tirar os marinheiros de escritório por exemplo. Será que para função administrativas e de saúde, ao invés de comissionar oficiais, não seria mais interessante terceirizar o serviço? Ao longo de 10 ou 15 anos as FA teriam mais folga no orçamento para planejar compra de equipamentos. Os militares brasileiros merecem equipamentos a altura do esforço de proteger a pátria

Underground

Vão perder mais: estima-se que o custo de soldados russos na Ucrânia chegue na sifra de US$ 70 bi ao ano, sem contar eventuais indenizações por morte.

Underground

Lembrando que a anexação da Crimeia tem custado US$ 100 bi ao ano aos russos.

Andre

E os putinzetes não cansam de passar vergonha.

Depois da pataquada do Nilton e seu chapéu de alumínio, agora esse discípulo do Da Lua.

IMG_20221102_163743.jpg
Guacamole

Mano, como você consegui linkar imagens nos comentários?

Henrique

tem um botão ali no canto que da pra subir imagens do dispositivo que vc está, apenas uma.
.
.
você tb pode tacar o link no meio do bloco do texto, pode varias
.
comment image
.
link aparece e pode ser clicado, as vezes ele carrega direto a foto.

awfawfawfawfwwww.jpg
Last edited 1 mês atrás by Henrique
Matheus

OFF TOPIC

Não vão falar sobre o contrato que a Embraer perdeu na Austrália?

“Real Força Aérea da Austrália alegou que turboélice da Lockheed Martin é “confiável e comprovado em combate” desde 1999. Pedido deve chegar a 30 aeronaves.”

Guacamole

Off set pelo Tio Sam ajudar eles a construir submarinos nucleares, eu acho.

Henrique

certeza que é parte rolo por conta dos Subs kkkkk
.
tem a Holanda falando que o kc é superior ao C130 e Austrália mete esse loco ai kkkkk

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Santamariense

O avião da Embraer é ótimo, um baita avião. Mas, o avião da LM tb é ótimo. E cada operador tem as suas necessidades e exigências operacionais. Some -se à isso a política e acordos entre as partes.

EduardoSP

Essa compra é para substituir e ampliar a frota de C-130J que eles operam há uns 20 anos. Já tem toda a estrutura e treinamento instalados. O KC-390 tinha de ser muito superior ao C-130 para compensar os custos e riscos adicionais de incorporar uma nova aeronave. Sem contar as facilidades de financiamento e a interoperabilidade com os EUA.

Leandro Costa

Esses cigarros não tem filtro… Só pode…

LEONARDO BASTOS

The winter is comming…

Últimas Notícias

UAC entregou ao Ministério da Defesa russo um lote de novos caças Su-35S

A Komsomolsk-on-Amur Aviation Plant (KnAAZ) em homenagem à Gagarin United Aircraft Corporation (UAC, parte da Rostec) entregou ao Ministério...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -