sexta-feira, dezembro 2, 2022

Gripen para o Brasil

OGMA, do Grupo Embraer, é o primeiro centro autorizado de manutenção pesada para os E-Jets E2 na Europa, Oriente Médio e África

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br
  • Empresa realizará primeira manutenção deste modelo de aeronave no mundo
  • OGMA recebe certificação da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) de Portugal

Lisboa, Portugal – 25 de outubro de 2022 – A OGMA, empresa do Grupo Embraer, alcançou um marco histórico ao tornar-se o primeiro Centro de Manutenção Autorizado certificado pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) de Portugal para realizar manutenção pesada nas aeronaves comerciais da família de E-Jets E2 na Europa, Oriente Médio e África (EMEA, na sigla em inglês). O anúncio foi realizado durante a conferência mundial de operadores de avação comercial da Embraer (Embraer Operators Conference – EOC), que está sendo realizado em Lisboa. Desta forma, a OGMA expande sua atuação no segmento de negócios de aviação comercial.

Com esta certificação, a OGMA está preparada para realizar manutenção pesada, gestão total de frota, soluções de engenharia, gestão da aeronavegabilidade, manutenção de apoio, além de futuras modificações na aeronave que atendam aos requisitos solicitados pelos clientes e retrofit para as aeronaves da família de E-Jets E2. Além disso, a OGMA acaba de assinar um contrato com a companhia aérea norueguesa Wideroe para realizar a primeira manutenção de uma aeronave E2 em todo o mundo.

“A obtenção desta certificação pela OGMA é um passo estratégico muito importante para reforçar a presença da Embraer na região da EMEA e é um sinal inequívoco da aposta contínua que fazemos em Portugal enquanto parceiro tecnológico de referência na indústria aeronáutica do país”, afirma Johann Bordais, Presidente & CEO, Embraer Serviços e Suporte. “Estamos certos que esta certiticação reforça o reconhecimento internacional da empresa na manutenção de aeronaves em aviação civil e, em particular, nos aviões E2.”

“Estamos muito satisfeitos por alcançar um marco tão importante como este, que resulta de um trabalho incansável de uma grande equipe. Ser o primeiro Centro de Manutenção Autorizado da Embraer para o E2 na região da EMEA é uma importante credencial para a OGMA em um setor tão competitivo e exigente como é o mercado internacional de aviação. Este é apenas o ponto de partida de um ciclo importante para o crescimento da empresa, com mais negócios, novos clientes e oportunidades”, disse Alexandre Solis, CEO da OGMA.

A OGMA consolida a sua experiência e conhecimento na aviação civil e na manutenção de aeronaves Embraer. Desde 1998 é um Centro de Manutenção Autorizado pela Embraer para os jatos regionais ERJ 135, ERJ 140 e ERJ 145, conta com mais de 300 C-Checks efetuados, oferecendo diversos serviços. Desde 2007, a OGMA oferece apoio às aeronaves comercais da família de E-Jets, com mais de 50 C-Checks efetuados neste tipo de aeronaves, e a capacidade para uma vasta gama de serviços de MRO. A experiência e conhecimento na manutenção da primeira geração de aeronaves comerciais da Embraer será agora colocada à serviço da família de E-Jets E2.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer possui negócios nas áreas da aviação comercial e executiva, defesa e segurança e aviação agrícola. A empresa concebe, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, prestando serviço e suporte pós-venda aos clientes.

Desde a sua fundação em 1969, a Embraer já entregou mais de 8.000 aeronaves. Em média, a cada 10 segundos, uma aeronave fabricada pela Embraer descola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano.

A Embraer é a maior fabricante de jatos comerciais até 150 assentos e a maior exportadora de produtos de alto valor acrescentado do Brasil. A empresa detém unidades industriais, escritórios, centros de serviços e de distribuição de componentes, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Sobre a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S.A.

Fundada a 29 de junho de 1918, a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S.A. comemorou em 2018 100 anos de existência. A empresa assenta a sua atividade em duas áreas de negócio – Manutenção, Reparação e Revisão Geral de Aeronaves e de Motores e Componentes de Aviação Civil e de Defesa, e Fabrico e Montagem de Aeroestruturas para aeronaves civis e militares.

Desde a privatização, concretizada em 2005, a OGMA é detida em 65% pela Airholding SGPS (100% EMBRAER) e em 35% pela idD Portugal Defence (100% Estado Português).

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest

9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Brics

E ainda tem gente em Portugal que reclama da venda do controle acionario da OGMA.

A Embraer elevou esta empresa a um patamar que jamais alcançaria nas mãos do governo português.
Estaria limitada a prestar manutenção a F-16, algo relevante mas nem tanto considerando que a frota destes jatos na Europa é bem pequena.

Francisco Pereira Pereira

Manutenção de F-16, Lockheed Martin C-130, Augusta Westland EH 101, Airbus, Lockheed P-3 Orion, fabrico de componentes para a Pilatus, manutenção a outras aeronaves da família EMBRAER, este é mais um

Francisco Pereira Pereira
EduardoSP

A frota de E2 na Europa também é bem pequena, infelizmente.

Ozires

Pequena mas crescente…

Carlos

Aconselho-te um vídeo com o título “OGMA 100 anos de história”, isto porque as OGMA já têm 100 anos e os F-16 em Portugal só tem 30 anos, alem disso existem muitos aviões construídos em Alverca, uns que já desapareceram e outros, tal como os Pilatus PC-12, que são todos construídos nas OGMA e já agora ninguém saberá se o controlo da Embraer será bom ou mau nem se tivesse sido outra empresa a controlar as OGMA seria bom ou mau para a empresa, mas uma coisa todos sabemos que as OGMA só tem dado lucro e que a Embraer… Read more »

Ozires

O controle da OGMA pela Embraer trouxe para esta empresa a manutenção das aeronaves Embraer operadas na Europa e Àfrica (todos os modelos: ERJ, EJets E1 e agora os E2); trouxe a fabricação de componentes estruturais para o KC390; tornou-se centro de manutenção dos motores P&W geared turbofan…

Não é pouca coisa.

Carlos

As OGMA já tem mais de 100 anos, e muita tecnologia foi atualizada, já fabricou aviões no passado e agora fabrica novos aviões, repara e faz manutenção de aviões da Embraer, mas também da Airbus, isto porque existem muitos mais aviões da Airbus do que da Embraer a voar na Europa, também é um centro autorizado de manutenção de motores Rolls Royce. Todos investimentos da Embraer são necessários para que as OGMA continuem a dar lucro

Fernando EMB

Exatamente …

Últimas Notícias

VÍDEO: Documentário ‘Highway’ sobre operações aéreas em rodopista na Tchecoslováquia, em 1980

O documentário "Highway" foi filmado pelo Checoslovak Army Film no outono de 1980 durante um exercício militar entre os...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -