sábado, novembro 26, 2022

Gripen para o Brasil

Japão recebe mais dois E-2D Hawkeye para Alarme Aéreo Antecipado

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A quinta e sexta aeronaves E-2D Hawkeye Airborne Early Warning (AEW) para a Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF) foram enviadas para a MCAS Iwakuni a bordo do navio de carga Ocean Gladiator, todas embrulhadas em plástico protetor branco e chegaram provavelmente em 18 Outubro 2022.

Após o descarregamento, eles foram rebocados para um dos hangares dos EUA, onde começaram os trabalhos de remoção do revestimento. Em 24 de outubro, todo o plástico foi removido, mostrando que as aeronaves ainda tinham os cocares americanos aplicados, embora ambas tivessem seus futuros números de série da JASDF, 21-3475 e 21-3476, no leme.

Os voos de teste serão de responsabilidade dos EUA, e é por isso que os cocares dos EUA ainda estão nas aeronaves. Somente após a conclusão de todas as verificações do sistema e voos de teste, os Hawkeyes serão oficialmente entregues à JASDF na base aérea de Misawa.

FONTE: Scramble / FOTOS: U.S. Marine Corps / @miejapan4

- Advertisement -

18 Comments

Subscribe
Notify of
guest

18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Brics

Alguém sabe que tipo de emprego a mb anda dando a seus Turbo Traders após as modernizações?

Last edited 1 mês atrás by Paulo Brics
Pedro Fullback

Precisamos sempre relembrar desse fato quando as forças armadas reclamam do orçamento. Nenhum brasileiro tem acesso á documentos para saber que pé está o Turbo Tranders, se foi cancelado ou não. Não temos informações de quantos milhões foram gastos e nem nada.

Preferiram gastar milhões de dólares para modernizar um avião velho do que comprar navios OPVs.

Marcos Silva

NENHUM!!! Mesmo porque nunca mais se ouviu falar dessas desgraças….

MMerlin

Lembro bem.
Em 2019 existia a programação de primeiro voo em 2020.
No início de 2021 apareceu outra programação para setembro do mesmo ano.
Sem dúvida, de todas as prioridades da MB, está é das últimas. E já era pós início do programa.
Mas dinheiro público foi gasto, tanto para a modernização quanto para as equipes da MB que estão por lá desde o início.
Alguém deve explicações para o TCU.

Carlos Crispim

Projeção de poder no solo, simulação de estátua e guerra de bate-papo.

BLACKRIVER

MB está usado os aviões para criar ratos 🐀,em algum lugar nos EUA
Óbvio que com dinheiro do contribuinte que trabalha duro fica fácil gastar.
Será que aquele garri assalariado que trabalha à noite toda recolhendo nosso lixo e ganhado seu salário honesto e pagando seus impostos em dia!!! faz ideia de que Almirantes, que “estudaram” as custas do povo, que ganham bons salários, pagos pelo povo que trabalha…gasta o dinheiro dos impostos sem a mínima preocupação é visão do futuro!

Emmanuel

Coleção.

BK117

Ouvi dizer, não lembro de quem/onde/como, que teriam sido cancelados. Assim espero. Algum colega saberia dizer se é verdade?

Marcos Silva

Comentava-se que aeia muito mais caro cancelar,então decidiram,sei lá quem,continuar coma palhaçada,digo,programa…

Salomon

Acho que ainda estão nos EUA, e ninguém tem ideia do que fazer com eles.

Fabio Mayer

Os traders modernizados serão espetados em frente de algumas intendências por aí… ficarão bonitos numa pracinha!

Carlos Pietro

Boa tarde, a última foto, de cima para baixo, dos aviões estacionados dentro do hangar, ficou linda. Imponente. Quem sabe investir, sabe.Que sirva de exemplo para a nossa “Marinha”.

Palpiteiro

8 pás de hélice

Rafael Cordeiro

Essas pás se parecem muito (se é que não é o mesmo conjunto) com as utilizadas na modernização do C-130 Chileno, sistema NP2000.

Tomcat

Haja estilete para abrir esse pacotão! 🙂

Salomon

Não posso deixar de notar o revestimento de plástico, e cotejar com o desembarque dos Gripen em Santa Catarina, que vieram sem essa ou outra cobertura.
Haveria algum ganho com isso?

Bruno

Já foi comentado em outro tópico. Essa proteção se dá pela travessia em mares agitados, que pode facilmente molhar as aeronaves e assim prejudicar componentes. Nossos F-39 vieram numa boa e não precisaram disso.
Segue o jogo!

joao pedro

Com os acessórios, manuais e demais, se não estou enganado, cada um sai por US$ 325 milhões, precinho bom, não acham.

Last edited 28 dias atrás by joao pedro

Últimas Notícias

André Gasparotti, da Embraer, é eleito Presidente do Conselho SAE BRASIL para o biênio 2023-2024

Profissional, que atua há mais de 20 anos na empresa aeroespacial, é Mentor de Tecnologia e Inovação e membro...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -