sábado, novembro 26, 2022

Gripen para o Brasil

Caça furtivo F-35A da USAF cai no estado americano de Utah

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Em 19 de outubro, um caça F-35A da 388ª FW (que usa o lema Libertas Vel Mors, que em latim significa “Liberdade ou Morte”) caiu do lado de fora do perímetro da Base Aérea de Ogden-Hill (UT), pouco depois das 18:00 horas LT.

De acordo com a 388th FW Public Affairs, o piloto ejetou, foi recuperado e levado para um centro médico local para observação.

O Lightning II retornava à Hill AFB depois de voar em uma sessão de treinamento local sobre o Utah Test and Training Range.

Ele caiu na aproximação da pista 14 fora do perímetro no lado norte da base.

A causa do acidente ainda é desconhecida e será investigada.

Vista do local onde caiu o F-35A em Utah. Foto: itschappy/Twitter

FONTE: Scramble

NOTA DA REDAÇÃO: A Martin-Baker comemorou mais uma vida de piloto salva, desta vez pelo assento US16E produzido pela empresa.

- Advertisement -

131 Comments

Subscribe
Notify of
guest

131 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luis Carlos

É uma jaca.
E o que acontece quando a jaca fica algum tempo no pé?
Cai!
Mais um para a coleção.

Europeu

Ouvi dizer que ia ser vendido à Rússia, é tão mau que ajudava à derrota na Ucrânia.

Luiz Trindade

KKKKKKKKKKKKKKKK

Jessy

Falou o perito de aviação, engenheiro anti EUA que queima os dedos no teclado, mas se tiver a oportunidade de babar ao vivo vendo um desse ao vivo, grava video até emocionado kkkk.

Jessy

Avião bom cai desde que aviação começou nos anos 1900. Todo tipo de avião e modelo ja caiu.

JNWatanabe

Realmente…
Até o 14 Bis caiu.
O original e a réplica.

Tutor

Oh, apareceu a Margarida!!
Como vai, King? tudo certo?
Tu anda meio sumido com esse desempenho da Rússia na Ucrânia rsrsrs

Maurício Veiga

Você quer dizer menos um para a coleção…

Carlos Gonzaga

Ô espertalhão! Só cai avião que voa. Faz parte do processo.

Inimigo do Estado

E voa? Não pode nem ter poeira no ar, que já dá uma infinidade de problemas.

Slow

E a chapelada agr como fica ? Kkkkkkkk

F-35C ( Chão ) novo modelo tudo dentro dos conformes !!

Luis Carlos

Que nada!
São apenas testes das ‘funcionalidades terrestres’ do aparelho.
Já foi aprovado na parte aquática.

huahuahuahuahua

Camargoer.

Olá Slow. Pois é. Como dizem, se voa então também cai. Há alguns dias, um Su34 também caiu. O F5FM que caiu vai ser alienado. Teve o F5E que caiu no lago perto de Canoas (infelizmente com a morte do piloto). Achei engraçado o F35C “Chão”. Poderia ser “F35A “areia”, F35B “brita” e F35C “cimento”. riso

Slow

Pois é ..

Caça da Rússia cai : caça ruim , Velho e ultrapassado .

Caça dos EUA cai : acontece ..

São muito sem vergonha !

Europeu

Caça da Rússia cai porque é abatido facilmente na Ucrânia!! Agora cai menos porque estão a avançar para trás…

Luiz

Abatido facilmente por uso indevido. Aeronaves voando baixo vulneráveis as defesas portáteis.

Neto

Quem sabe a queda não foi por ingestão de uma ave. Uma possibilidade constante para qualquer ave de metal.

Camargoer.

Ola NIlo. Neste caso seria F35A – arara, F35B – bem-te-vi, F35C – canário.

Afonso

Grande Mestre Camargoer (não fui irônico, te admiro rs), os números de acidentes com o F-35, ainda são considerados “normais”? Eu concordo que existe um número gigante de F-35 no mercado e que os EUA realmente voam com ele (rs), porém me assusta o número de incidentes. Tem algum dado sobre a % de acidentes vs aeronaves?

Camargoer.

Olá Afonso. Precisamos ficar atentos para não misturar “impressão pessoal” com “estatística”. A taxa de acidentes de um tipo de aeronave tem a ver com a quantidade de aviões disponíveis, quantidade de horas de voo, tipo de missão (trinamento, combate ou apenas deslocamento) e maturidade do projeto. Uma grande frota voando por muitas horas vai ter mais acidentes. Missões de treinamento e combate são perigosas. Projetos maduros tẽm menos acidentes que projetos em desenvolvimento. Além disso, é preciso ter um parâmetro de comparação. O F35 tem um elevada taxa de acidente comparado com qual outro caça ou avião? .

Camargoer.

Ola Roberto. Explico. Um acidente só ocorre quando um avião está voando. Portanto se a frota é grande, há maior risco de acidente. Por outro lado, a frota pode ser grande mas se ela fica no chão, não tem acidente. Então depende da quantidade de horas voadas, o que vai impactar no desgaste da aeronave. Aliás, outro fator tão importante quanto as horas de voo são as operações de pouso e decolagem. Se um avião faz um voo de cruzeiro de 5 horas mas com apenas um ciclo de pouso e decolagem, o risco de acidente é menor que no… Read more »

Afonso

O desastre de Tenerife não aconteceu com aeronaves paradas, no hangar caro Roberto. Uma estava taxiando e outra em processo de decolagem. rs O que o Camargoer está explicando, e concordo, é que uma frota que voa mais, proporcionalmente está sujeita a um maior número de acidentes. Concordo que “em tese”, o risco é o mesmo. Inclusive, a minha dúvida em relação ao F-35 é: De fato o maior número de acidentes, tem haver com o grande número de aeronaves em plena operação. Sendo um ratio normal. Comparando os números do F-35, com outras aeronaves, com o Rafale, por exemplo.… Read more »

marcos aurelio bernardo

Velho, tu é muito paciente…rsss… Chuto que deve ser professor… Parabéns pelas postagens, aprendo muito acompanhando…

Afonso

Camargoer é um ser super necessário aqui no fórum, sou fã! haha

Camargoer.

Obrigado Afonso. Eu também curto demais a trilogia.

Camargoer.

Olá Marcos. De fato. Ensino química em uma universidade pública. Minha experiẽncia prática com aviões é na classe econômica.

Geran-2

E professor de alunos birrentos.
Kkkkk

Ten Murphy

Excelente, Camargo! Já tinha entendido no primeiro comentário, agora ficou esmiuçado. Falta desenhar e fazer um joguinho, rs. Quando a vontade de trocar ideia é substituída pela vontade de provar um ponto a gente vê as pessoas fazendo malabarismos para distorcer o que as outras falam. Continue o bom trabalho e parabéns pela excelente explicação .

Ten Murphy

Tem comentário meu preso desde as 15 horas mais ou menos. :/

rafa

Concordo com Camargoer

Seria muito simples comparar taxas, por exemplo:

Nos primeiros 10 anos de testes/operação do F5 quantos acidentes ocorreram? 15 acidentes num total de 100 aeronaves: 15%

Nos primeiros 10 anos de testes/operação do F35 quantos acidentes ocorreram? 20 acidentes num total de 200 aeronaves: 10%

Porém, quais foram os usos desses aviões? Treinamento/combate
Quem operou esses aviões e qual o nível de treinamento? FAB/USAF/IRIAF
Qual o nível de manutenção que essas aeronaves receberam?

Com certeza não é algo fácil de ser calculado.

Ten Murphy

Um acidente só ocorre quando um avião está voando.  O maior acidente de toda história da aviação, envolveu dois aviões. Nenhum deles estava voando! Evidentemente que acidentes com aeronaves podem ocorrer sem elas voarem. Podem ser causados por elementos da natureza, vazamentos de gás, atos terroristas ou criminosos, sabotagem militar ou civil, uma aeronave que cai bem em cima de outra que estava no chão, poderia ficar o dia todo citando possibilidades. Mas tenha um pouco de boa vontade em perceber que todos esses exemplos são exceções. A maioria dos acidentes aéreos ocorrem com aeronaves voando. Ficou bem claro que… Read more »

Camargoer.

Obrigado Roberto. Fico muito honrado por receber dois cometários seus em um dia apenas. Você tem razão sobre o erro que é comparar o número total de acidentes (propriedade extensiva) com uma taxa de acidentes (propriedade intensiva). Contudo, apenas horas de voo não explicam taxas de acidentes. Por exemplo, a frota de aviões comerciais de 50 anos atrás era menor que a atual e a taxa de acidentes por hora de voo era alta. Hoje, a frota de aviões comerciais é maior e taxa de acidentes é menor. Um desavisado poderia fazer uma correlação equivocada e concluir que quando maior… Read more »

Rinaldo Nery

Ás vezes há um pouco de soberba nos comentários e respostas desse senhor. Não se preocupe, Camargo.

Camargoer.

Obrigado Rinaldo. #tamojunto

Rinaldo Nery

O comentário da buzina lá em baixo beira o ridículo. Mas minha resposta foi censurada pelo TSE da trilogia.

Camargoer.

“Meu calhambeque, bi bi, buzinei assim o calhambeque”

Rinaldo Nery

Só faltou dizer que é pra buzinar quando a fila pra decolagem for muito grande…

cerberosph

Se você não entende um comentário irônico, sinto muito.

Rinaldo Nery

Teve nada de irônico. Não tenta passar pano. Foi uma das maiores bobagens que já li aqui.

Camargoer.

Olá R. Discordo. O cálculo de uma taxa depende de sua definição. Por exemplo, um Detran pode definir uma taxa de acidentes em rodovias, ou uma taxa de acidentes com morte ou uma taxa de acidentes envolvendo embriaguez. Esta definição determina quais eventos serão contabilizados no cálculo. No caso do nossa discussão, você sugeriu que os acidentes durante a fase de desenvolvimento fossem excluídos do cálculo (uma opção restritiva), independente da causa para chegar ao que chamei “taxa operacional”. Por outro lado, eu sugeri que todos os acidentes fossem contabilizados (inclusive aqueles ocorridos durante a fase de desenvolvimento), qualquer que… Read more »

Helio Eduardo

Apreciei sua elegância em resposta à soberba e à deselegância.

Teríamos nós, leigos, aprendido muiito mais se o forista em questão se preocupasse muito mais com dados e com técnicas, que parece dominar bem, do que em rebatê-lo apenas por rebater.

Last edited 1 mês atrás by Helio Eduardo
Camargoer.

Olá Helio. Obrigado. De vez em quanto há algum exagero aqui e acolá, mas trilogia continua sendo um blog legal. Além dos novos amigos, também reencontrei amigos com quem estudei e havia perdido contato. Isso é muito legal.

Francisco Santos de Oliveira

😆😆😆😆 Vai te catar, “Pão com Banha”. Volta pra realidade. Deixa de sonhar que és um expert em aeronáutica dando um parecer técnico. Que babaquice 😆😆😆😆😆

Matheus

Você só fala asneira.

Francisco Santos de Oliveira

Ué, “intendidu”, acidentes em tera, ou em convés de voo não contam? 😆

Camargoer.

Ola F. Como expliquei, você pode calcular vários tipos de taxa de acidente. Pode por exemplo incluir tudo. Ou, pode excluir os acidentes ocorridos durante a fase de desenvolvimento. Caças como o F18 e F35 que operam em porta-aviões devem apresentar uma taxa de acidentes maiores que de caças como o F39 que só operam em terra. Então tem que ter cuidado para comparar as taxas totais de caças navais e não-navais. O que expliquei é que é possível calcular vários tipos de taxas e até mesmo comparar taxas diferentes, mas tem que deixar claro qual é o tipo de… Read more »

Andre

Como diria um velho músico: fala demais por não ter nada a dizer.

O único objetivo desse ai é só falar mal dos EUA, até em matérias que não tratam de nada dos EUA ele enrola até terminar falando mal.

Francisco Santos de Oliveira

… e metido a besta …😆

Luiz

O Hoje no Mundo Militar falou a respeito desse acidente??

Marcelo Danton

Soltou a tal “pecinha” chinesa?!?!
CERTEZA!! rsrsrs

Luiz

Queria ver o Edorgan testando o S-400 da Turquia nesse F-35. Pena que o governo norte americano não quis arriscar.

Jose Dasilva

Não foi um S400 que foi tirado de ação esses dias pelos malvados ucranianos?

Europeu

Esse foi a testar os HIMARS!!!

Luiz

Vi os drones iranianos destruindo S-300 da Ucrânia.

Nei

Isso prova que você só enxerga o que quer.

Mirão

Olha quem fala…

Inimigo do Estado

É, cadê? O que eu vi foi um S-400 quebrar recorde de abate mais longo da história por uma defea antiaérea.

Luiz

O turco vendo mais uma queda de um F-35 vai encomendar mais S-400. O S-300 que abateu um SU-27 ucraniano a 217 km de distância. Diz o Bosco que esses sistemas de defesa russos é uma porcaria.

Funcionário da Petrobras

Pensei a mesma coisa.
Fosse avião chinês os adoradores do Tio Sam já teria dado as caras com esse papinho.

Renato de Mello Machado

E nem estão em guerra.Se bem que tudo que voa pode cair um dia.

Luis Carlos

Tudo bem, mas precisa cair tanto?

Nei

Onde tanto? SU-57 com nem 10 unidades, já tinha perdido um. Olha quantos F-35 estão prontos e voando e quantos SU-35, SU-34 e SU-57! Vai saber a resposta se analisar isso e esse seu mundinho de apoio ao PUTIN, cairá.

João Augusto

Não é problema com o avião. É apenas um teste do assento ejetor. Vocês não entender os protocolos de países ricos.

Jefferson Ferreira

Exato, rs… Foi um teste prático de acento ejetor!

Rinaldo Nery

Assento.

Mirão

A garotada que estava malhando o pau no Su 34 um dia desses agora fica em silencio perante ao caça ocidental que faz “operações de decolagem especiais” a um ritmo quase mensal.

Luis Carlos

Esse F-35 é a versão 3.0 do F-104.
A LM tem escola no assunto.

oswaldo

Boa! kkkk

Saldanha da Gama

2!!!!!!!!!!!

Maurício.

Calma, logo mais vai aparecer um sujeito falando do Su-57…

Carlos Campos

boa kkkkkkkk eu sempre defendo o F35, pq esses problemas sempre ocorreram com diversos modelos de diversos países.

Mirão

Na verdade eu estou errado.
O correto é:

“Operações de decolagem e a aterrisagem especais”

oswaldo

Que bela porcaria esse F 35. Carissimo de comprar, de manter, cheio de problemas, disponibilidade baixa, e ainda cai… Se fosse um aviao brasileiro, todo mundo tiraria o maior sarro. Mas tem lambe botas de americano que defende essa porcaria…KKKKKKK. Viva o Gripen!!

Jose Dasilva

Uai, o Gripen é brasileiro? Pensei que fosse importado.

oswaldo

O Gripen e Sueco, mas com participacao brasileira na construcao. Sabia nao?

Ivanmc

Só dos Eua tem mais de 10 componentes.

Gripen fabricantes.jpg
Nei

Falar nada com nada, isso é sua especialidade. Se fosse tão ruim, quanto você diz, ninguém compraria.

oswaldo

Os paises que compram recebem uma pressaozinha dos Americanos… Tem que comprar o f-35, senao…

Nei

Duvido que todos esses países que compraram, todos aceitaram um caça com problemas, mas SÓ por pressão.
Tem problemas, como todos os demais.

rui mendes

Só à uma maneira de dizer isto.
Deixa de ser inventor, professor Pardal, só há um.
Pressãozinha, quem tanto bajula os Norte-Americanos, pensa que todo o mundo é igual.
Também aqui diziam que os Sauditas, só faziam os que os Norte-Americanos queriam, mas os Sauditas estão desmentindo isso, na prática.

Geran-2

Americanos vendem para aliados com uma faca no pescoço.

Victor Filipe

Eu vi algumas outras fontes afirmando que o Su-34 caiu por causa de “bird strike” oque não é impossível já que ele tava voando baixo.

Obvio, a galera lá já começou a julgar.

Agora o F-35 cai também e começa a torcida do outro lado.

Chega a ser cômico, o CENIPA virtual ta a todo vapor

Enquanto um relatório oficial não sair, os dois lados estão falando abobrinha.

Maurício.

Cair faz parte, o problema é quando o tal CENIPA virtual só fala mal de aeronaves chinesas ou russas, aí quando cai um caça americano é “normal” ou “faz parte”, aí complica…

Victor Filipe

Pelo que eu vejo, o CENIPA virtual vem encher o saco nos dois casos, pega todas as reportagens dos F-35 que sofreram acidente e estão aqui no aéreo. ta cheio de técnico da aeronáutica dando o parecer dele.

Não é só de um lado que a banda toca.

Maurício.

Concordo, pega também todas as matérias de acidentes com caças russos ou chineses, até mesmo os franceses, o que mais tem é “técnico da aeronáutica” dando o parecer. Quanto a banda tocar, faz parte, o brasileiro adora um show gringo.

glasquis7

Lendo os comentários, até parece que é o primeiro caça na história a cair.

Já temos ao redor de 600 unidades produzidas e quantas delas foram perdidas… 10, 20?

Quantas perdas Fatais?

Na relação quantidade e perda, acho que estamos muito abaixo dos 5% para um dos caças mais usados na atualidade nos países OTAN.

O Caça é ótimo e todos querem mas, se alguém decidir descartar eles, a gente arruma um lugar no Deserto do Atacama para descarte dessa “jaca”, que não presta.

Silvano

Não tenho certeza, mas tenho a impressão que este F-35 deve ser mais novo que aquele C-130H bem pintado.

glasquis7

De pintada vc entende né?

glasquis7

Será que o “radar” deste caça chega de Punta Arenas até as Falklands como vc inventou? Radar bom né? Vai ver que é a pintada que tu levou que te deixa assim tão “inspirado”.

Slow

“ para um dos caças mais usados na atualidade nos países OTAN. “

Óbvio, só faltava os países da OTAN comprar caça russo ou chinês né ..

Nei

Não Slow, esses eles compram e doam Ucrânia.

Slow

Ucrânia está pedindo caças faz meses e até agr nada ..

Nei

É, tinha tão pouco para doar, por ser ruim, que acabou.

glasquis7

A Rússia diz que acabou com a Força Aérea Ucraniana mas, até agora está voando.

glasquis7

Não importa quem compra, o que interessa é a relação de horas de voo X falhas. Acho que dos caças de 5ta. geração este, é o que mais voa.

Mirão

Os F 16 e F 15 não caem a essa taxa, e o numero de ambos em operação ultrapassam com folga o numero de F 35 OPERACIONAIS pois o resto tá parado no hangar por problema mecânico hahahahahhaahhahahahahhahahah

glasquis7

Os F 16 e F 15 não caem a essa taxa, “

É mas, não são de 5ta. geração.

Leia meu comentário.

Inimigo do Estado

Isso dá 3% de perda. Já imaginou se 3% das camisinhas falham? O mundo teria 20 bilhões de humanos fácil, fácil.

glasquis7

O F 35 tem uma taxa de aeronaves perdidas de 3%, vc tá certo disso, não quer perguntar pros universitários primeiro?

Paulo Brics

Testemunhas afirmam que no momento da queda ouviram um forte grito vindo do jato, não do piloto mas da própria aeronave!

Parece que seus problemáticos softwares que vivem em crise existencial e se digladiando se rebelaram e gritaram “Liberdade ou Morte”!!! antes de cometerem suicídio.

Nei

Sem graça, muito sem graça.

Silvano

Caiu sobre uma plantação de cebolas, estava testando o modo colheitadeira. Eis um caça versátil, o verdadeiro conceito de multi roll.

A C

Falhas acontecem. Sejam de manutencao, pecas ou operacao. Mas tenham certeza de que os F-35 estao sendo usado aos montes e ao maximo das suas capacidades. Seja em treinamentos, exercicios e ateh show aereos.

Aviao que nao sai do chao tambem nao cai.

Rinaldo Nery

Não entendi a relação entre o comentário e a matéria… Foi pra mostrar conhecimento aerodinâmico?

Rinaldo Nery

Sim, eu sou muito burro. Nada entendo de avião. Obrigado pela informação. Um dia quero ser bom assim…

Jose Dasilva

É o que sempre digo, os caças da FAB muito raramente caem. Mas tambem muito raramente saem do chão.

Rinaldo Nery

Deu certo.

Maurício.

Uma vez eu comentei sobre essa pintura nos AMX que supostamente seria para evitar acidentes com os urubus, na época eu lembro que o Justin, disse que na prática não seria tão efetivo, ou algo nesse sentido, eu não lembro bem, depois eu vou procurar a matéria para ver o que ele disse sobre esse tema.

Maurício.

Vou me corrigir, quem disse que não deu muito certo na época foi o Fernando EMB, mas o Justin também deu a sua opinião.

http://www.aereo.jor.br/2018/09/08/caca-f-5em-da-fab-colide-com-passaro-durante-a-operacao-bvr/

cerberosph

Além de dar sinal de luz seria melhor instalar uma buzina também.

Rinaldo Nery

Amigo, são usadas (as que as possuem) pra chamar o mecânico. Só isso… E esse ¨interruptor de farol alto¨ NÃO EXISTE! Talvez no Jeep Compass… Deus do Céu… E ainda postou lá em cima que ¨aviação é pra profissional¨…. Você é profissional de aviação?

Rinaldo Nery

Editores, sei que vocês consideram esse comentarista “o cara”. Mas liberem meu comentário, por gentileza. Esse comentário sobre buzina e farol beiram o ridículo.

Rinaldo Nery

Não vi nenhuma ironia no comentário. Pede pra apagar e faça outro.

Marcelo Tadeu

A propaganda deveria ser: Compre um assento ejetável e leve um F-35 junto!

olivete da silva

É os americanos estão ficando para traz…esse F35…foi um fracasso..e eles não admitem…se forem para guerra…estão ferrados…

rui mendes

Tomara o teus adorados ditadores, ter fracassos como este.
A gente sabe, inveja existe.

Mirão

?
Oque tem haver um tema com o outro?

Por acaso algum ditador ocupou um apartamento na sua mente? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Kemen

Muito bons esses assentos da Martin-Baker. Acredito que nunca sera necessario utilizar, mas qual é o assento instalado nos JAS-39 ?
Pouca informação temos a respeito, mas é a salvação do(s) piloto(s) numa emergência, dias atras também caiu um SU-34 durante sua decolagem e o piloto se ejetou salvando-se.

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Rinaldo Nery

Boa pergunta. Acho que há uma matéria aqui sobre isso. Chuto que é o Mk10.

Rinaldo Nery

Obrigado pela informação. Eu sou flamenguista, sim.

Camargoer.

Olá Rinaldo. Como corinthiano quero desejar os parabéns pelo tetra. Logo logo a gente encosta de novo.

Rinaldo Nery

Obrigado. Mas concordo que não mereceu.

Marcelo

Olha ai !!!!

FB_IMG_16659605041124382.jpg
M4|4v1t4

O F-35 naum presta
Eh muito inferior ao Su-75 checkmate, ao SU-57 Felon e o J-20

Sabendo disso, a Lockheed-Martin jah tah desenvolvendo o aperfeissoamento do F-35 na chine. chama FC-31 Gyrfalcon

Guilherme Leite

Pensa em um caça que cai toda hora.

Tenha coração de ter um desses, tem que comprar um lote adicional pensando nos que vão ser destruídos “sozinhos”.

Max

Pessoal, estudem o F-35, que ele está caindo direto nas provas!

Arthur

E qual é a novidade? Desde quando queda de F-35 é notícia? É um avião fantástico: abate-se sozinho, sem contato com o inimigo. O único aparato que funciona direito é o assento ejetor! Se estivesse em combate na Ucrânia seria vítima fácil de um quadricoptero iraniano…

Arthur

Sabem aquele famoso escore do F-15: 105 abates sem perdas? Pois é, o F-35 alcançará o mesmo número sem abates, só perdas!

Underground

Novo corte de KC390 para a FAB.
Mas ainda bem que a Embraer é nossa.

Frederick

Ficou em 19. Mas a boa notícia é que essa palhaçada de suprimir unidades no contrato ao bel-prazer encerra-se.

Adiante.

Last edited 1 mês atrás by Frederick
RRN

Pelo volume de horas que o F-35 possui e pela característica de suas múltiplas aplicações não vemos muitos acidentes com o modelo.

Últimas Notícias

André Gasparotti, da Embraer, é eleito Presidente do Conselho SAE BRASIL para o biênio 2023-2024

Profissional, que atua há mais de 20 anos na empresa aeroespacial, é Mentor de Tecnologia e Inovação e membro...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -