sábado, maio 28, 2022

Gripen para o Brasil

Azorra encomenda 20 Embraer E2, com direitos de compra para mais 30 aeronaves

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

São José dos Campos, 24 de janeiro de 2022 – A Azorra assinou contrato com a Embraer para adquirir 20 novas aeronaves da família E2, além de mais 30 direitos de compra. Este acordo flexível permite que a Azorra adquira aeronaves E190-E2 ou E195-E2. A preços de tabela, a encomenda é avaliada em US$ 3,9 bilhões. A Azorra é uma empresa de leasing de aeronaves com sede na Flórida, EUA, especializada em aeronaves executivas, regionais e comerciais. As entregas terão início em 2023, adicionando mais 20 aeronaves da Embraer às 21 que constam no portfólio.

“Nossa equipe tem uma longa e produtiva história com a Embraer. Na Jetscape, fomos a primeira empresa de leasing independente a se comprometer com o programa E-Jet da Embraer em dezembro de 2007 e depois os E-Jets estabeleceram uma base global de clientes, com mais de 80 operadores. A primeira aeronave nova da Azorra foi um Phenom 300, adquirido da Embraer em dezembro de 2016. Estamos entusiasmados com este novo capítulo em nossa parceria de longa data com a Embraer”, disse John Evans, CEO da Azorra. “Esse compromisso reforça nossa crença no E2; uma família de aeronaves modernas com desempenho econômico e ambiental superior, proporcionando à Azorra uma excelente oportunidade para estabelecer uma posição de liderança nos mercados em que servimos”.

Arjan Meijer, CEO da Embraer Aviação Comercial, disse: “Agradecemos novamente à Azorra pela escolha do E2, depois de concluir recentemente uma transação de revenda com a Porter Airlines para cinco novas aeronaves E195-E2. A Azorra oferece uma abordagem inovadora e empolgante ao mercado, com foco intenso nas necessidades de seus clientes e que está totalmente em linha com a merecida reputação da Embraer de atendimento excepcional ao cliente. Com esta encomenda de 20 aeronaves E2, a Azorra endossou ainda mais o valor excepcional que a próxima geração da família E2 traz para o mercado como a aeronave mais silenciosa e eficiente do segmento”.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Sobre Azorra

A Azorra é uma locadora de aeronaves orientada para relacionamentos, fornecendo soluções de locação, financiamento e gerenciamento de ativos, com foco em aeronaves executivas, regionais, crossover e pequenas aeronaves narrowbody. A equipe da Azorra é liderada por veteranos do setor com uma história compartilhada de sucesso e tem o apoio financeiro de fundos administrados pela Oaktree Capital Management L.P. A empresa está sediada em Fort Lauderdale, Flórida e tem um escritório em Dublin, Irlanda.

Para obter informações adicionais, visite www.azorra.com ou LinkedIn.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

27 Comments

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Pietro

Bom dia, excelente notícia para iniciar a semana.

Chris

Com uma gigante como a AIRBUS atacando a EMBRAER, com o A220… Planejando agora ate um concorrente para KC-390 !

Poe noticia boa nisso !

Chris

Recentemente eu visitei o museu da aviacao em Nagoya no Japao ! Alem de ver os E-175 pousando no aeroporto local !

Foi muito bom ver ate miniaturas do E-175 sendo vendidas com o nome EMBRAER em letras garrafais… Uma coisa que geralmente nao eh comum no Japao, com produtos estrangeiros !

WIN_20220124_15_01_19_Pro-crop.jpg
Matheus

Sem colocar defeitos, mas precisa vender muito mais. Nosso rival tá vendendo igual água. Na torcida pra que esse ano seja o ano da virada do E2.

Henrique

Hora que subirem aquela cláusula de escopo nos EUA pra +6 toneladas E2-175 vai vender mais que munição em tempo de guerra

Matheus

E175-E2 é outra coisa. Não tem concorrentes. Precisa vender agora é o E195-E2. Porque o A220 vende igual água.

popeye mineiro

Em quais condições são feitas essas vendas da Airbus? Acho que existem subsidios governamentais.

Caerthal

O 175-E2 foi cancelado juntamente com o seu propulsor da GTF 1700 da PW. Assim o Mitsubishi M100 que usa o mesmo propulsor tampouco jamais entrará em serviço.

Me parece que a aposta da Embraer para esse segmento será uma aeronave com capacidade entre 70 e 90 passageiros dotadas de motores turboélices de nova geração, estes situados na traseira da aeronave e um leme em T. Seriam os Embraer E3, lançados possivelmente em 2022 para entrar em serviço em 2027 ou 2028.

Matheus

Nada confirmado ainda, até onde eu saiba. O que foi “congelado” foi a produção e refinamento do motor do E175-E2.

Fulcrum

Pelo menos nos próximos 10 anos essa possibilidade já foi enterrada.

popeye mineiro

Em quais condições são feitas essas vendas da Airbus? Acho que existem subsidios governamentais.

João Adaime

Quem usa Embraer uma vez, usa pra sempre.

cerberosph

Notícia da zorra

Jadson S. Cabral

Devagar e sempre. Podemos ainda não estar vendendo tanto quanto o concorrente, mas a família E2 está longe de ser um fracasso. Estamos vendendo satisfatoriamente. Pode melhorar? Pode e deve. Aliás, não só pode e deve, vamos melhorar.

Tomcat4,3

Excelente notícia, a empresa que tanto orgulho nos dá , já começando o ano bem, vendendo seus excelentes produtos.

Thiago A.

$195 Milhões por aeronave?

Marcos10

Us$75 mi por aeronave, a preço de tabela.
Valor real, só eles sabem.

Rodrigo Maçolla

Excelente Noticia !!

Thiago Pires

Orgulho da Embraer; contra tudo e contra todos, ainda consegue uma venda significativa dessas!
E olha que o governo federal poderia estimular as principais aéreas nacionais a adquirir esse fantástico produto que são os E2.
Salvo engano somente q azul comprou poucas unidades.
Não seria o caso da Embraer igualar o alcance para concorrer com o A220?
Avante Embraer

MARCELO MORAES DO NASCIMENTO

Verdade, essa questão do alcance provavelmente tirou boas vendas, seria interessante ter uma versão ” long range” do E195-E2.

Fernando EMB

Essa versão já foi baseada no E195LR.

Rommelqe

Off topic mas mantendo um olhar na EMBRAER: cadê os GRIPENS? Como está a produção em Gavião Peixoto? O Cronograma está mantido?

Fernando EMB

Os Gripens estão na Suécia. Em breve estarão por aqui.

juscelino

Boa noticia. “Azorra Total” com 50 aviões Embraer.

Carlos Campos

ótima notícia, a EMBRAER tá saindo da pandemia super forte, arrebentando nas vendas, chora Boeing.

Cansado

Boa notícia.
Decisão infeliz aquela de aumentar o E175 contando com a modificação da tal cláusula de escopo. Típica atitude de contar com o ovo antes de a galinha botar.
Mas a Embraer tem crédito, já acertou muito. Só espero que esse erro não tenha comprometido o sucesso da geração E2.
Por enquanto, parece que sim. Sem as vendas do E2-175 vai ficar difícil competir com o A220. Aliás, já está difícil.

Nonato

Poderiam fazer um E 2 165, menor, para vender igual bolo nos Estados Unidos…

Últimas Notícias

Ucrânia diz ter derrubado mais um caça Su-35 da Rússia sobre a região de Kherson

“Hoje, 27 de maio, por volta das 14h00, um caça MiG-29 da Força Aérea das Forças Armadas da Ucrânia...
- Advertisement -
- Advertisement -