terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

Contrato histórico para aquisição de 80 caças Rafale F4 pelos Emirados Árabes Unidos

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

(Saint-Cloud, França, 3 de dezembro de 2021) – Na presença do Presidente da República Francesa, Emmanuel Macron, e do Sheikh Mohammed ben Zayed Al Nahyane, Príncipe Herdeiro de Abu Dhabi e Vice-Comandante das Forças Armadas dos Estados Unidos Emirados Árabes (Emirados Árabes Unidos), Eric Trappier, presidente e CEO da Dassault Aviation, assinou um contrato histórico com Tareq Abdul Raheem Al Hosani, CEO do Conselho Econômico de Tawazun, responsável pelas aquisições de segurança e defesa, para a aquisição do 80 Rafale F4 para a Força Aérea e Defesa Aérea dos Emirados Árabes Unidos (UAE AF e AD).

O Rafale F4, do qual a Força Aérea dos Emirados será o primeiro usuário fora da França, fornecerá às Forças Armadas dos Emirados uma ferramenta capaz de garantir a soberania e a independência operacional. Este contrato é o resultado da mobilização total da Dassault Aviation ao lado da Força Aérea dos Emirados e vem depois de uma relação de confiança de mais de 45 anos entre os Emirados Árabes Unidos e nossa empresa, construída sobre a família de caças Mirage, notavelmente o Mirage 2000-9, cuja modernização começou há dois anos.

Eric Trappier, presidente e CEO da Dassault Aviation, disse:

“A venda de 80 Rafale para a Federação dos Emirados Árabes Unidos é uma história de sucesso da França: estou muito orgulhoso e muito feliz com o resultado. Desejo agradecer às autoridades dos Emirados por sua confiança renovada em nossas aeronaves. Após o Mirage 5 e o Mirage 2000, este contrato Rafale consolida a relação estratégica que une nossos dois países e a satisfação da Força Aérea dos Emirados, parceira de longa data e exigente de nossa empresa. Desejo sublinhar a qualidade e eficácia da relação entre as autoridades francesas e a indústria, que contribuíram para este sucesso da equipe da França.

Este contrato é uma excelente notícia para a França e para a sua indústria aeronáutica, para todo o ecossistema de 400 empresas, grandes e pequenas, que contribuem para o Rafale: isto representa milhares de empregos garantidos no nosso setor para a próxima década. Este contrato, o maior alguma vez obtido pela indústria aeronáutica de combate francesa, consolida uma base industrial nacional, sem dúvida única na Europa, que engloba grandes grupos e PME/SMIs, em torno de uma empresa que foi a primeira contratada para todas as gerações de aeronaves militares e civis nos últimos 70 anos. O sucesso do Rafale com as nossas forças armadas e a sua venda à Federação dos Emirados Árabes Unidos, bem como a sua exportação para outros cinco países que já são clientes, mostra claramente que a aviação de combate francesa é um centro de excelência internacionalmente reconhecido no panorama industrial nacional.”

O amplo leque de armas e equipamentos do Rafale (clique na imagem para ampliar)

Sobre a Dassault Aviation

Com mais de 10.000 aeronaves militares e civis (incluindo 2.500 Falcons) entregues em mais de 90 países no último século, a Dassault Aviation acumulou experiência reconhecida mundialmente no projeto, desenvolvimento, venda e suporte de todos os tipos de aeronaves, desde o caça Rafale, até a família Falcon de jatos executivos, drones militares e sistemas espaciais de última geração. Em 2020, a Dassault Aviation relatou receitas de € 5,5 bilhões. A empresa possui 12.440 funcionários.

FONTE: Dassault Aviation

- Advertisement -

135 Comments

Subscribe
Notify of
guest
135 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
FERNANDO

kkkk
tudo isso.
Como uma país pequeno consegue toda está quantidade de aviões?
E a FAB compra meia dúzia e quebra, ops, solicita revisão de contrato para aquisição de menos aeronaves.
risos, risos, risos

Jean Jardino

Meu caro oque nao falta nos Emirados eh dinheiro, entao eles compram a quantidade que desejar.

Red Pill - 红色药丸

PIB dos EAU é uns 415 BI, o do Brasil é aprox 1,4 Tri, sendo que ha pouco tempo já foi quase 2.

Last edited 1 mês atrás by Red Pill - 红色药丸
Slow

Em 2011 era 2,6 tri de dólares.

Camargoer.

Olá RedPill. A compra de grandes quantidades de material militar por países exportadores de petróleo tem pouco a ver com o PIB.

Camargoer.

Olá Jean. Como os Emirados (assim como a Arábia Saudita) são grandes exportadores de petróleo, eles têm um problema de balança comercial. A compra de material militar é um dos meios de se importar pequenos volumes mas de alto valor. Outro caminho são a contratação de empreiteiras estrangeiras para fazer grandes obras.

Saldanha da Gama

Será que eles tem um congresso e judiciário como o nosso?( gasto anual de mais de 112 bilhões), de políticos que acham que não temos inimigos, que é desperdício gastar em defesa ao invés de educação, saúde , segurança… O gasto na folha das 3 forças armadas ( contingente, benesses etc…), um país com dimensão continental para cuidar, população 22 vezes maior, vizinhos desarmados que possam nos ameaçar, um governo que precisa de aprovação até para nomear, mesmo estando nas atribuições legais…talvez se explique o porquê… Abraços

Slow

Último president3 que vetou um reajuste de 80% para o judiciário caiu ..

Atirador 33

Seu comentário tem meu respeito, concordo com suas colocações.

Camargoer.

Olá Saldanha. Os Emirados Árabes é um país governado por uma monarquia que centraliza todo o poder, inclusive uma substancial parte do seu parlamento é indicada pelo Emir.

andre

la tem rei, e toda uma familia real

Yuri Dogkove

Lá as prioridades são outras! Aqui as prioridades são os soldos no final do mês e as pensões das filhas solteiras de 70 anos…

Nonato

Que argumentação pobre e repetitiva.
E mostra certo desprezo pelas forças armadas.
Típico de tempos de efeito manada em redes sociais.

EduardoSP

Pobre, repetitiva e verdadeira…

angelo

Boia em petróleo ?

Nascimento

Igual a Venezuela? Ta na hora de usar os recursos naturais como desculpa pro sucesso do país, se fosse assim seríamos uma Austrália da vida. Isso se chama gestão, até o Exército egípcio, de Singapura e de outros estados nações pequenos em termos orçamentários tem equipamentos melhores e em maior quantidade que nossas FAs.

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Camargoer.

Caro Nascimento. É preciso ampliar esta discussão. O Egito (e outros países) têm forças armadas bem equipadas mas os níveis de desenvolvimento humano são péssimos. Elevada pobreza, elevado analfabetismo, etc. Estes países consomem substancial parcela do orçamento público para manter as forças armadas. Outros países, como os Emirados, que são grandes exportadores de petróleo mas sem uma base industrial, possuem balanças comerciais desequilibradas e adquirem grandes quantidades de armamentos para compensar o desequilíbrio na balança. O problemas das forças armadas brasileiras é estrutural, principalmente na sua base doutrinária baseada na Doutrina de Segurança Nacional, a qual identifica o inimigo interno… Read more »

André Macedo

“Gestão”, vai falar do trabalho escravo que eles usam? Dos crime contra a humanidade praticados por lá? Comprar equipamento militar nunca foi e nunca vai ser sinal de boa gestão.

J R

Deve ser porque esse pequeno país esta boiando em uma piscina cheia de petróleo de ótima qualidade.

Paulo

Brasil o país da corrupção te responde ?

Camargoer.

Caro Paulo. O Brasil é visto como um país intermediário no ranking da corrupção. A percepção internacional é que a Rússia é mais corrupta que o Brasil, ainda assim tem forças militares mais fortes.

Paulo

resumindo tua justificatica é “más tem piores do que a gente” por isso o país não vai pra frente com esse conformismo e passada de pano.

Camargoer.

Olá Paulo. Seu resumo está errado. O que eu disse que é dizer que os problemas das forças armadas brasileiras são um resultado da corrupção da sociedade ou do Estado está errado porque alguns países mais corruptos que o Brasil tem forças armadas melhores. A conclusão é que os problemas das forças armadas estão nas próprias forças armadas.

Camargoer.

Caro Fernando. A questão fundamental está na balança comercial. Como os Emirados são um grande exportador de petróleo para a França, o saldo é muito favorável para os Emirados. Para equilibrar esta balança, os Emirados precisam importar uma grande quantidade de produtos franceses. Neste contexto, os produtos militares (principalmente caças) são produtos de altíssimo valor unitário. O Brasil fez o mesmo com o Iraque nas décadas de 70/80. A quantidade de material militar brasileiro exportado para o Iraque (além dos carros da VW e dos contratos com as empreiteiras brasileiras) foram todos firmados dentro desta lógica da balança comercial.

Hellen

Dinheiro nao falta,as prioridades que sao outras !!!

FB_IMG_16385397766323812.jpg
Cristiano GR

Isso quem praticou foi o lula e o josé dirceu, lembra? Petista tem memória seletiva e curta.
Lembra do mesalão? No qual o josé dirceu, então chefe de governo e braço direito do lula comprava o apoio e a simpatia dos deputados? A oposição era quase inexpressiva, a simpatia da emissora que hoje malha o presidente era enorme, a imprensa em grande parte se mantinha quietinha na base de propagandas e malas de dinheiro.

CESAR ANTONIO FERREIRA

Os Emirados nadam em divisas graças ao petróleo…

O problema é outro.
Os suecos encomendaram 60 Gripen E.
Nós encomendamos 36… Total de 96. É pouco. Com 96 aeronaves o que percebe para o futuro será a dificuldade de manter uma aeronave cuja escala de produção foi reduzida…

Gustavo

Lá eles não precisam manter a mamata que são as nossas forças.

Leandro Costa

Rafale provando (de novo) que não é uma jaca.

Reinaldo Deprera

Esse é o ano do Rafale.
Lindo caça. Mas muito caro e menos capaz que o Gripe NG.

Robsonmkt

O Rafale não e menos capaz do que o Gripen, ao contrário. Possui versão Naval e leva uma capacidade de carga maior. Possui tam´bem uma suíte de contramedidas eletrônicas Spectra no mesmo nível da que o Gripen E possui. Se podemos falar em limitação, seria a ausência de IRST, mas os rafles indianos terão esse equipamento também.

Victor Filipe

Rafale F4 menos capaz que um Gripen NG baseado em que exatamente? cuidado em, se descobrirem que você tem todos os dados Técnicos do novo Rafale F4 e do Gripen NG na sua casa vai acabar sendo procurado pela Interpol…

Jean Jardino

Tu nao entende nada de aviao risssssssssss

Vendéen

Bonjour Reinaldo Deprera,

Ok, eu sou um pouco chauvinista lol.
É o ano de um lutador bimotor muito progressivo com desempenhos omnirole de alto nível. As capacidades desta aeronave junto com sua grande versatilidade são do interesse de alguns países que desejam ter um caça bimotor de alto desempenho. O preço não é um fator limitante para todos, principalmente se o produto for excelente rs.
Por outro lado, não vejo por que o Rafale F4 é menos eficiente do que o excelente monomotor Gripen NG (?).

Michel

Além de ser um belíssimo caça.

Allan Lemos

EAU – Área 83.600 km² – Contrato para 80 caças.
Brasil – Área 8.516 milhões km² – Contrato para 36 caças.

Wellington Kramer

É fácil de entender como um casal sem filhos pode viajar em todas as férias e conhecer todos os lugares que desejar, já para aqueles com filhos a coisa já muda de figura.

Saldanha da Gama

Se me permite nesta analogia, faltaram a sogra, o cunhado, o tio que só pensa nele e no bolso…..

Érico

Mas e qual o legado de quem não tem filhos? Vão deixar pro filho dos outros…

Matheus

Quem não tem filhos escolhe pra quem deixar o legado… melhor ter a opção do que ser obrigado.

Allan Lemos

Péssima analogia. O nosso “casal com filhos” tem uma renda muito maior do que a do “casal sem filhos”. Se mesmo assim ele não consegue viajar e conhecer lugares, enquanto que o casal sem filhos, com uma renda de um salário mínimo, consegue, é porque tem algo muito errado.

Red Pill - 红色药丸

O nosso casal não tem filhos, tem uma creche.

Kevin

Renda de um salário mínimo… Quanta ilusão

Cristiano GR

Claro que tem, o judiciário brasileiro faz por merecer o nome “corte”, vivem como se fossem reis e rainhas, príncipes e princesas, de o mais baixo nível na cidadezinha do interior até a “suprema corte”. Nessa mamata toda vai muuuitttooo dinheiro, trabalhamos para pagar toda essa gente concursada. São salários e muuuita regalia. Regalia vem do espanhol regalo, que quer dizer presente. Correndo junto vem o legislativo. Nossos deputados custam muito mais caros que os lordes do Reino Unido e da Suécia e contam com muuuito mais regalias. Esses deputados são mais caros que os deputados americanos. É um desaforo.… Read more »

Red Pill - 红色药丸

E ainda ter um Jetta high na garagem

Camargoer.

Olá Wellington. Isso depende de quem paga as contas dos filhos. Cuidado com a comparação.

Paulo

Tudo normal.

Robsonmkt

O SH entrou em serviço em 1999 e o Rafale na Marinha em 2001 e na Armeé de l´Air em 2004(Fonte wikipedia). São dois caças biturbina. Um caça naval que tenta ser vendido para forças aéreas também e o outro com versão naval e versão convencional. Mas, parece que do ponto de vista comercial, o Rafale está se saindo bem melhor, mostrando ainda um razoável futuro pela frente enquanto o SH parece se encaminhar para o fim da carreira. O Rafale, como um bom vinho francês, está envelhecendo melhor.

Felipe Maia

Isso é verdade. Em relação a vendas externas, o SH ficou pra trás. Porém, o caça em si não pode ser considerado ruim. Só a US Navy opera mais de 500, o que é muito superior ao número de Rafales encomendados por todos os seus usuários.
No entanto, considerando a derrota do caça no Canadá, li recentemente que se o SH não vencer na Finlândia ou na Índia, a linha provavelmente será encerrada.

Luiz Guilherme

Mas sabe ser bonito.

Jean Jardino

Vale mencionar que alem dos 80 Rafales, tambem foram vendidos 12 helicopters CARACAL.Um belo contrato.

Camargoer.

Olá Jean. Os Emirados compraram 12 H225M… que tolos estes árabes. riso.

EduardoSP

Mas a deles virá com a MGB sem restrições de operação.
Aliás, será que as nossas já foram consertadas?

Camargoer.

Caro Eduardo. Ou o problema existe ou foi solucionado. Não existe uma terceira opção (lógica aristotélica). Se já existe uma solução técnica que não foi aplicada aos helicópteros brasileiros, o erro é do MinDef.

Tutu

Quem sabe agora esses mirage 2000-9 modernizados não possam ter uma baixa prematura?
Se forem colocados no mercado vão ser extremamente interessantes para forças aéreas pequenas que precisam de um avião de baixo custo de aquisição.
Aqui na América Latina acho tanta Equador como Uruguai estariam muito bem servidos por esse avião.

Anderson

Eu imagino que o custo de manutenção do Mirage 2000 seja bem elevada.

Flanker

Uruguai? Nem pensar! Eles operam 10 antiquados e obsoletíssimos A-37. Eles não tem expertise, estrutura e muito menos grana, para operar Mirage 2000-9

Last edited 1 mês atrás by Flanker
Tutu

Eles já avaliaram muitas aeronaves leves, Yak 130, F/A-50…
O governo atual tinha interesse em revitalizar a força aerea, tanto que começaram pelo básico com os KC-130H usados da Espanha, só acho que uma meia dúzia de Mirages 2000-9 são mais capazes que um número equivalente de Lifts armados, como são usados podem até ter um preço próximo, só na manutenção como foi dito acho que seria um impedimento.

Rogério Loureiro Dhierio

Equador acho que passa, más Uruguai não apostaria.

Não teem grana pra tanto.
Vão ficar de Dragonfly e Pucara por mais uns anos.

Reinaldo Deprera

Se o Brasil que tem 1000x o tamanho dos EAU anunciasse uma compra do mesmo porte, seria massacrado pela imprensa não-especializada que é politizada e não conhecesse a biblioteca do Congresso Nacional.

Save Ferris!

Anderson

O Brasil é uma bagunça de nação. A civilidade ainda não chegou aqui

Wellington Kramer

Pura verdade.

Reinaldo Deprera

quando disse politizada, errei. Queria dizer que a imprensa brasileira é ideologicamente partidária. Quando a distância entre um polo e outro é muito grande. Ambos estão, cada um, em mundos diferentes. Para um, o outro é louco e vice-versa. Ou seja, é extremamente perigoso uma divergência entre ambos porque já estão em mundos diferentes, é esquizofrenia. A imprensa não especializada é tão leiga quando a assuntos de defesa e, a mesmo tempo, é tão ignorante para com a história, quanto desonesta e sem vergonha para ser incapaz de reconhecer qualquer tipo de erro, ainda mais os maiores. É mais fácil… Read more »

Saldanha da Gama

E algum partido anão, iria ao stf bloquear o negócio….

Bruno Vinícius

Que nem bloquearam quando fechamos o contrato multibilionário do Prosub… SQN

Acho incrível essas pessoas que querem tomar decisões que vão contra o ordenamento jurídico brasileiro e depois reclamam quando o STF impede-as de entrar em vigor.

Last edited 1 mês atrás by Bruno Vinícius
Renan

Claro, afinal o STF respeita a constituição completamente.
E são tão comprometidos com o desenvolvimento e progresso do país quanto esses partidinhos minúsculos.
São seres iluminados, totalmente imparciais e de uma boa vontade sem igual.. SQN.

Last edited 1 mês atrás by Renan
Allan Lemos

Nenhum partido poderia bloquear uma venda dessas, sei que o STF só respeita a CF quando convém, mas nesse caso seria uma flagrante interferência de um poder no outro que não teria qualquer base legal.

Seria uma despesa discricionária, que é decidida, pelo gestor público, com base nos critérios de conveniência e oportunidade, o Judiciário não poderia interferir no mérito de uma decisão dessas, a menos que ele afrontasse os princípios da razoabilidade e proporcionalidade, por exemplo se o contrato fosse de 500 caças.

Camargoer.

Olá Saldanha. Isso de um partido político questionar a compra de aviões de caça ou de perguntar á população se a compra deve ser feita é coisa de país subdesenvolvido como a Suiça.

Saldanha da Gama

Boa tarde Camargoer, como nós somos do 1o. mundo +++ isto jamais ocorreria… kkk abração

Camargoer.

Olá Saldanha. Por aqui, que tentou cancelar o FX2 foi o MPF. Seria uma nova versão da “lavaJATO”.. riso

Yuri Dogkove

Calma gente! Lembre se que nós temos o poderoso Super Tucano!

Saldanha da Gama

Temos o gripen também, chegando em conta gotas, mas chegando

Rui

Venda de Rafales aos EAU.. Super Tucano no Brasil..

Tô aqui tentando entender a relação de uma coisa com a outra..

Oráculo

Pela comparação completamente sem sentido, percebe-se que você não entende absolutamente nada de aviação militar.

Na próxima vez em vez de comentar, mantenha-se no silêncio de sua ignorância.

Marcelo

O 9 dedos tinha razao em fazer parceria estrategica com a França e comprar o Rafale tambem !!
Ja a FAB preferiu comprar o Gripen pe de boi (basico ) diferente do modelo Da força aerea sueca que é completao!!!

Snake

Onde vc arrumou isso de gripen pé de boi? Cara de Deus agora vc mitou heimkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Red Pill - 红色药丸

Tem gente ainda na era do super trunfo – na verdade vários aqui – de ficar colocando dois caças lado a lado e comparando, acham que é isso que faz a diferença….

Felipe Maia

Se o Brasil tivesse comprado o Rafale lá em 2009, o caça seria a verdadeira Rainha do Hangar. Além de ser mais caro de adquirir, o caça é mais caro pra usar e pra manter. A FAB não teria “la plata”.

Camargoer.

Olá Felipe. Aprendi aqui com os colegas mais experientes que nunca se analisa o passado com uma frase começando com “SE”. Ninguém pode, nem deve, afirmar sobre o presente a partir de uma suposição fictícia. Já o futuro só pode ser analisado a partir de cenários fictícios.

Carlos

Sabe tudo!

Camargoer.

Olá Carlos. Ainda não. Continuo estudando muito para aprender.

Flanker

Ainda bem que não compramos o Rafale. O custo de operação é absurdamente caro! E o Gripen, se não vender bem mais unidades, também vai ser bem caro de manter e operar. Em relação ao “pé de boi”, quais as outras diferenças existentes entre as versões brasileira e sueca, além do RWR? Você tem fonte que informe que o restante dos equipamentos da suíte de EW/ECM, radar, IRST, etc, da versão bradileira são inferiores à versão sueca?

Snake

Não tem flanker, sabe porque, porque não existe diferença, é aquela velha história, vamos de minimizar o que é brasileiro, é tesao mesmo

Flanker

Pois é….bem isso!!

Paulo

Segundo os gênios daqui o Gripo é o melhor caça do mundo kkkk

Saldanha da Gama

Ahh se o ex-presidente tivesse ido em frente e comprado os rafales….Seria o maior acerto dele, produzido por um erro, mas seria o maior acerto sem dúvida do lula…..Arrisco a dizer que teria o melhor vetor das Américas…

Agnelo

Há uns anos, conversei com um piloto. Ele me disse o seguinte: Com os mesmos homem/hora, o F/A-18 leva 2 hrs pra trocar os motores. O Gripen leva 40 min, o Rafale leva 48 hrs. Bom, será q era exagero? Não sei, mas não me pareceu. Fora o valor da hora de voo. E, o principal. Os Suecos, como os americanos, seguem estritamente o que está escrito no contrato e ao renovar este, seguem uma coerência. Os franceses idem no início, mas ao renovar……. arrancam tudo o q acham q deveriam ter recebido no início, mais um rim, uma córnea,… Read more »

Flanker

Pois é! Eu gostaria que todos que defendem (AINDA) a compra do Rafale pelo Brasil, pesquisassem como era a manutenção dos itens críticos dos Mirage III. Também observassem a questão dos H225M para o Brasil. Suas MGB problemáticas, com erro de projeto, sem solução definitiva , e pelo pagamento extra que teve de ser feito pela solução paliativa. Pela promessa de vendas do modelo à partir da Helibras, o que não aconteceu até agora, mesmo passados mais de 10 anos do inicio do projeto. A transfetencia de tecnologia de mateiz pra filial (Airbus para Helibras). Observassem também o custo de… Read more »

Rinaldo Nery

O que era mais crítico na família Mirage eram os motores, cuja revisão (na França) era caríssima. No Mirage III, diziam os mecânicos, em Anápolis, que a central de comandos de vôo era bem complicada.

Flanker

Exatamente. Inclua-se também os radares nesses itens.

Equilibrium

O Radar (Thomson-CSF Cyrano Ibis) nós que deixamos na obsolência, não tem nada a ver com problemas dos fabricantes.

Vendéen

Bonjour Agnelo,

48 horas para trocar os motores de um Rafale é um exagero. lol
Este delicado trabalho não é executado por um só homem, mas em equipa, seja qual for o avião o país.
Na França, esse trabalho é frequentemente realizado por uma equipe de vários mecânicos. Resumindo, 3 mecânicos podem remover e reinstalar um M88-4E em 1 hora.
https://www.safran-group.com/fr/produits-services/m88-performances-fiabilite-operation

Não conheço esta história francesa:
“Francês igual no início, mas renovando ……. Arrancam tudo o que acham que leva a termo no início, além de rim, córnea e pulmão.
Esta é a história que você tem. “(Sic)

Flanker

O melhor vetor das Américas? Melhor até do que os caças dos EUA?

Nascimento

Rafale melhor que o F-22? Lacrxs migxs

Pedro M

Com certeza, aqui dinheiro também jorra em forma de petróleo igualzinho lá na casa dos Muhamedes né?

Amaury

Pois é….o tempo, sempre ele, mostra a verdade….
Nesse ritmo o Rafale ultrapassará seu antecessor, o Mirage 2000, em número de usuários e na quantidade produzida. Coisa que muitos “especialistas” disseram ser impossível de acontecer.
Mais um sucesso com assinatura Dassault

angelo

Bela máquina de guerra p quem pode bancá-la, claro….p poucos.

Bruno Vinícius

E lembrar que na época do FX-2 tinha gente aqui dizendo que “Le Jaca” seria um fracasso de vendas.

Jagdverband#44

Viúvas do Su 35 piram.

Thorin

Como dizia um certo cidadão que tinha um penico preto na cabeça:
“O tempo é o senhor da razão”
Só que ele usava esta frase para argumentar que o tempo provaria que o Rafale era invendável.
Acho que deve ficar no mínimo um tanto sem graça e meio que desmotivado a aparecer com o mesmo nick.

Felipe Maia

Se a minha conta de padaria estiver correta, cada Rafale está saindo por aprox. 212 milhões, valor maior que o pedido pelo F-35 e o dobro do pedido pelo Gripen.
Quem tem grana, pode.

Amaury

O resultado de sua conta de padaria não está errada. O que está errado são os parâmetros casuísticos que vc está usando. Primeiro pq, nos números apresentados, o pacote de compras dos Emirados envolve 19,2 bilhões de dólares mas envolve não apenas os Rafales. Além disso os valores do F-35 divulgados variam de acordo com o comprador.

Camargoer.

Olá Felipe. Precisaríamos buscar o que está envolvido no acordo. Sei que além dos 80 Rafales, eles compraram 12 H22M (algo em torno de US$ 0,5 bilhão). Provavelmente, o acordo envolve também armamento para os aviões, além do suporte logístico e treinamento dos pilotos e mecânicos.

Felipe Maia

Contabilizei cerca de 80 milhões por unidade do Caracal, de modo que (acredito) tenham sido utilizados 18 Bi para os Rafale. Se fizermos um paralelo com o negócio realizado com a Índia, os preços estão bem parecidos. Então acho que não seria tão errado da minha parte afirmar que hoje em dia cada unidade do Rafale sai na casa de 200 mi.
Mas é aquilo, padaria total.

Vendéen

Bonsoir Camargoer,

Você está certo
Sem ser totalmente transparente, este contrato é apresentado publicamente da seguinte forma:
 Na realidade, existem 2 contratos relativos à parte “Rafale”.
– € 14 bilhões >>> 80 Rafale F4 com peças de reposição, manutenção e treinamento de pessoal.
– € 2 bilhões >>> para um estoque de Scalp EG (designação local “Black Shaheen”) e Mica NG. MBDA.

Existe o contrato da Airbus Hélico com a 12 Caracal H225M por um valor estimado em cerca de 750 milhões de euros.

Luiz Trindade

É… Para quem levou um tombo dos EUA na questão dos submarinos na Austrália foi uma ótima notícia para França.

Mauro S

Diga isso ao pessoal do Naval Group.

Luiz Trindade

Kkkkkkkkkkkk

Maurício.

Cadê aquele pessoal do tempo do FX-2 que diziam que o Rafale era invendável e que só ficaria com a força aérea francesa? Nessas horas tomam chá de sumiço…🤭

Flanker

E a torcida do Rafale não percebeu que, no F-X2, o Rafale perdeu!!

Maurício.

Flanker, o Brasil não é parâmetro para nada no quesito defesa, nunca foi, não é porque ele perdeu no Brasil que ele seja ruim, uma jaca ou invendável como alguns “especialistas” dos tempos do FX pregavam…

Nonato

Como se diz no nordeste, a França “lavou a burra ” (se deu bem).
Nem mesmo países europeus compram tantos aviões de uma vez.

José Nelson Macluf

Coincidência.
Os EAU compraram os Rafale depois de assinar tratado de paz com Israel.
Quem são os donos da Dassault ?

Antonio Palhares

Nunca formarão nem terão pilotos na quantidade e capacitação de operar estas máquinas.
Vendem muito petróleo. O dinheiro fica em bancos dos compradores. Quando a conta fica alta. Estes dizem: Nos comprem isso ou aquilo e descontamos. Tudo para garantir os empregos e lucros da empresas do circuito produtivo.

Paulo

Inveja e dor de cotovelo é feio eim amigo.

Antonio Palhares

Paulo.
Inveja e dor de cotovelo não se aplicam ao caso.
Isto é questões de estado.
Nem eu. Nem o senhor temos poder para intervir.
E não é de hoje que os Árabes salvam as industrias de alta tecnologia do ocidente com grandes pedidos de equipamentos militares caríssimos. Que jamais se tornarão operacionais.

Antonio Palhares

São questões de Estado. Quis dizer.

Rinaldo Nery

Creio que “jamais se tornarão operacionais” é um pouco forte… Os caçadores lá não são capazes?

Antonio Palhares

Caro Coronel.
O senhor é do ramo e sabe as dificuldades de formar esta quantidade tremenda de pilotos, mecânicos, pessoal de manutenção, de armamento. Toda infraestrutura para deixar esta fabulosa força operacional.
Eu até acredito nos caçadores de lá. Porém é muito avião de alta tecnologia para ser assimilada.
Um respeitoso abraço.

Paulo

Saab deve estar chorando agora, não consigo vender o Gripo pra ninguém.

Oráculo

Impressionante como a trilogia foi invadida por leigos, que não entendem absolutamente nada de armamentos, equipamentos militares, etc. e vêm aqui apenas para trollar.

Em comum são todos de es.quer.da.
E vem aqui apenas para xingar nossos militarres e as nossas forças armadas.
Obviamente isso é uma ação coordenada.

Galante deveria fechar os comentários por um tempo, manter apenas para assinantes como já foi, apenas pra dar uma “limpada” no baixo nível dos comentaristas.

Fica a sugestão.

João Fernando

Concordo. A turma da direita nem escrever sabe, logo não pode palpitar…

Camargoer.

Olá Oráculo. Eu tenho outra sugestão. Os mais experientes e com mais conhecimento poderiam gastar um pouco mais de tempo para explicar de modo didático e educado os seus pontos de vista, sem fazer qualquer juízo de valor quanto aos colegas que pensam diferente. O que acha?

Antonio Palhares

Alguns não conseguem conviver com o contraditório.
Outros acham que falam a língua dos homens e dos anjos.
Que conhecem todos os mistérios. E todas as ciências.
E encerram o debate rotulando o outro de comunista, facista, esquerdista. Até de herege….

Camargoer.

Olá Palhares. Acho que é uma minoria barulhenta que nunca representou o perfil dos colegas que frequentam a trilogia. Tenho colegas na comunidade científica que frequentam a trilogia e nunca colocaram um comentário, mas a gente conversa muito sobre as reportagens por outros meios.

Ivan herrera

É verdade que eles adquiriram 12 H225m caracal , que muitos falam mal

Maurício.

Oráculo, os trolls sempre vão existir, seja para um lado ou para o outro. Quanto a falar mal dos militares e das forças armadas, bem, isso é um direito, ainda estamos em um país livre, faz parte, quem defende a democracia tem que aceitar, se não aceitar, aí o sujeito não é tão democrático assim… Quanto ao baixo nível dos comentários/comentaristas, você é um leitor antigo da trilogia, você sabe que antigamente o Galante quase sempre tinha que intervir, pois os debates desandavam, dava até usuários expulsos ou banidos, se fechar os comentários, vai ficar uma meia dúzia concordando um… Read more »

Thomaz

Realmente o nível dos comentários caiu muito! E nem entro nessa área de ser de direita ou esquerda.

fewoz

Podemos resumir tudo isso apenas numa palavra: Diplomacia. Coisa que a Suécia não tem.

CESAR ANTONIO FERREIRA

E o Rafale vai ganhando encomendas e escala de produção…
Pois é… Tudo aquilo que disse no passado vai se materializando.

Alex Rocha

Quem falou que a jaca não vendia a alguns anos atrás, percebo que o cuspe caiu na testa.

Pra quem têm carros superesportivos na policia isso não é nada.

Luís Henrique

Parabéns para a Dassault pelo grande contrato e para os EAU pela grande aquisição. Eles vão aguardar 6 anos de desenvolvimento da versão F4, quase o mesmo que nós aguardamos pelo desenvolvimento do Gripen E.

Mas eu não me aguento.
U$ 18 BI? Eu iria de 600 CheckMate.
Kkkkk

Camargoer.

Olá Luis. A conta é outra. O pacote envolve aquisição de armas, logística, treinamentos, etc.

Luís Henrique

Tem razão. Acho que só daria para adquirir uns 450 CheckMate.
Kkkkkkk

Vespão

Concordo plenamente.

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -