quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Produção do novo caça russo Sukhoi Checkmate começará em 2026, com 300 unidades planejadas

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O avião deve fazer seu voo inaugural em 2023

ZHUKOVSKY/Região de Moscou/20 de julho/TASS/. A United Aircraft Corporation da Rostec planeja iniciar a produção em série do caça a jato Sukhoi Checkmate monomotor em 2026, disse o CEO da UAC, Yuri Slyusar, durante a apresentação no MAKS 2021.

“Os testes estáticos do novo avião serão concluídos em um ano. […] O avião serial estará disponível para clientes desde 2026”, disse ele.

O caça deve decolar pela primeira vez em 2023. Antes disso, ele passará por um complexo de testes de solo.

A UAC planeja fabricar 300 caças táticos leves monomotores nos próximos 15 anos, disse Slyusar.

“300 aviões estão em nosso plano de negócios. Esperamos que seja feito nos próximos 15 anos”, disse ele, acrescentando que o plano depende de análises de mercado.

“Quando digo 300, não é apenas um sonho. É um número calculado por países e regiões. Analisamos a clientela. Quando citamos esses números, o fazemos com responsabilidade”, acrescentou.

Detalhes do Projeto

O novo caça a jato Sukhoi monomotor pode transportar até cinco mísseis ar-ar de vários alcances, de acordo com a apresentação da Rostec.

“O novo caça a jato leve pode transportar até cinco mísseis ar-ar de vários alcances em sua versão de topo”, diz a apresentação.

A máquina é capaz de transportar todo o espectro de mísseis e bombas de quinta geração. Durante a apresentação, o avião foi acompanhado por mísseis simulados RVV-MD, RVV-SD e H-59MK.

Ele pode operar em um sistema de combate em rede e agir como parte de um grupo de aeronaves tripuladas e não tripuladas, disse o designer-chefe do Checkmate, Mikhail Strelets, em uma entrevista para a TASS na terça-feira.

“As versões tripuladas e não tripuladas do Checkmate podem operar em um sistema de combate em rede, o que significa atuar como parte de um grupo de aeronaves tripuladas e não tripuladas”, disse Strelets.

“Pretendemos realizar esses testes”, disse ele.

A aeronave pode carregar todas as armas do avião SU-57, disse o CEO da United Aircraft Corporation, Yuri Slyusar, durante a apresentação na feira MAKS 2021.

De acordo com Slyusar, o novo avião foi projetado com base no Su-57.

“Este trabalho de base foi basicamente o suficiente para desenvolver uma versão monomotor”, disse Slyusar.

“Sua relação empuxo/peso é realmente única em sua classe. O compartimento interno de armas é o maior entre este tipo de aviões, […] o que torna possível implantar todo o espectro de armas de aviação do  caça Su-57 de quinta geração”, observou Slyusar.

Uma série de armas ar-ar e ar-superfície foram desenvolvidas especificamente para o Su-57. O avião pode carregar armas na baia interna, bem como em cabides. O Su-57 carrega um canhâo automático para combates aéreos de curto alcance.

O caça a jato será capaz de atacar até seis alvos simultaneamente, disse Strelets à TASS.

“Os aviônicos do avião com radar AESA embutido podem atacar seis e rastrear 30 alvos aerotransportados. Se falamos de alvos terrestres e navais, o avião pode rastrear dois alvos simultaneamente”, disse ele.

O novo suporte logístico automatizado Matreshka foi desenvolvido para o caça a jato monomotor Checkmate, disse o projetista-chefe do Checkmate.

“O caça tático leve Checkmate é de fato fácil de manter. O sistema especial de apoio logístico automatizado Matreshka foi desenvolvido para este caça. Usando os mais novos métodos de análise preditiva, o sistema rastreará a condição do avião em tempo real ao longo de seu ciclo de vida” disse.

Segundo o projetista-chefe, isso possibilitará o planejamento de manutenções e reparos, além de reduzir significativamente os custos e aumentar a eficiência das operações de manutenção.

“Ainda hoje, a cabine conta com o apoio intelectual da tripulação, que forma sugestões ao piloto para as ações mais eficientes durante um combate, inclusive em situações difíceis”.

“O Checkmate está equipado com inteligência artificial que atua como um co-piloto. Ele vai diagnosticar todos os sistemas do avião e ajudar o piloto em uma situação de combate que muda rapidamente. O piloto se concentrará em emitir comandos e a máquina executará todas as operações automaticamente, “Strelets disse.

Ele revelou que o cockpit é equipado com sensores panorâmicos exclusivos que exibem o status de todos os sistemas e fornecem informações excessivas sobre a rota, alvos e ameaças.

Versão não tripulada

A United Aircraft Corporation de Rostec trabalha na versão não tripulada do caça a jato tático leve Checkmate, de acordo com a apresentação da Rostec no MAKS 2021.

“A versão não tripulada do avião está sendo desenvolvida”, diz a apresentação.

O chefe da UAC, Yuri Slyusar, acredita que o jato supersônico não tripulado irá interessar clientes em potencial, incluindo as Forças Aeroespaciais Russas.

FONTE: TASS

- Advertisement -

150 Comments

Subscribe
Notify of
guest
150 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Costa

Será que parte da clientela analisada foi a Argentina? Hehehehehe

Ari Levinson

Será que vão fazer a consulta no SPC/ SERASA dos argentinos? rs!

Leonardo Bastos

Acho “um pouco” difícil… rsrsrs. Aqui na AL, mais fácil seria o Peru ou a Venezuela (mais remotamente).

Last edited 2 meses atrás by Leonardo Bastos
Leandro Costa

Bem, a Argentina pode sempre se recuperar economicamente, mas é mais difícil dos Argentinos se livrarem das sanções Britânicas, então quem sabe no futuro podem comprar essa belezinha aí (se ela vingar) 😛

Paulo Drusnam

Impossivel se recuperar economicamente com esse atual governo.

Leandro Costa

Governos não são eternos.

Hélio

Se for eu quero ver o que a FAB vai fazer. O Peru mesmo é uma possibilidade real.

Leandro Costa

Não imagino que vá mudar muita coisa no planejamento da FAB. Realisticamente quantas aeronaves o Peru poderia comprar, e principalmente, quantas aeronaves eles poderiam colocar em operação regular? O Peru experimenta os mesmos altos e baixos que o Brasil, mas para uma força pequena, os impactos acabam sendo maiores no final das contas e eles ainda tem problemas sérios de disponibilidade. Mesmo apenas com os Gripen, a FAB ainda estaria numa boa, até porque poderíamos teoricamente construir mais Gripens, dar manutenção completa nessas aeronaves e eles não poderiam fazer o mesmo com esses aí, e felizmente não temos qualquer problema… Read more »

Adriano Madureira

Amigo, quantos países vizinhos tem capacidade expedicionária ?! A FAB não necessita e nem é obrigada a fazer nada… Quantos países tem aeronaves KC em grande quantidade? Quando vieram para a última Cruzex aqui em Natal, os Mirage-2000 chegaram usando dois tanques de combustível nas asas. Se eu não estiver enganado, o Chile foi o único país a trazer um reabastecedor, a aeronave KC-135 para seus falcons. O Uruguai, o país mais fraco militarmente, veio com seus A-37 equipados com quatro tanques. “O Peru mesmo é uma possibilidade real”. Mesmo se o Peru adquirisse tal caça e por algum motivo,… Read more »

glasquis 7

Sempre a mesma colocação, “as cidades ficam longe, não há nada na fronteira pra atacar, etc.”. Qualquer país fronteiriço, tem como interesse, mover a fronteira a seu favor. Qual quer Km de território anexado ao país é uma vitória. Ninguém precisa chegar no Rio ou São Paulo pra Vencer uma guerra, precisa apenas, ganhar território. O Peru ou qualquer outro país, precisa apenas conquistar territórios que possam ser anexados e nada mais. Se conseguissem anexar parte de essa área do mapa, imaginem quanta riqueza podem encontrar nesse território e o quanto agrega ao seu PIB ou à sua força de… Read more »

Sem título.jpg
Hcosta

Se fosse assim, Hitler ganhava a 2ª GM, a Argentina as Maldivas, etc….
Se não atacares os grandes centros é só uma questão de tempo até o outro lado contra atacar.
Qualquer um conquista, manter é outra questão. A história está cheia de exemplos.

Glasquis 7

Se não atacares os grandes centros é só uma questão de tempo até o outro lado contra atacar.”

Não importa. Se tiver uma força capaz de manter esse território conquistado, não precisa atacar nenhum centro. Veja o caso da Bolívia que, tendo muito pouco do seu território invadido, desistiu do mar num tratado em 1906.

Glasquis 7

Qual grande centro atacou Inglaterra para recuperar as Falklands?

Sensato

Vai chamar para uma Cruzex, avaliar as capacidades, assinatura radar e tudo que puder aprender, manter o bom relacionamento com a força aérea peruana e tocar a vida.

Antoniokings
Leandro Costa

Sorte da Rússia. Com certeza a grana para investir no programa será bem vinda. Até para garantir que ele chegue à voar.

Antoniokings

E como em afirmei anteriormente, nova era se aproxima no Oriente Médio.
Aumento de influência da Rússia e China e retirada dos EUA.
Melhor os poucos aliados restantes dos EUA ficarem espertos.
Muito espertos.

Leandro Costa

Espertos por que? Vão atacar os aliados dos EUA diretamente em confronto convencional com FFAA convencionais ao invés de guerra assimétrica? LOL

Clésio Luiz

Quando vi o título da matéria, pensei que a força aérea russa tinha encomendado ele, mas não.

A UAC/Sukhoi está apostando tudo nesse projeto, se for mesmo financia-lo do próprio bolso. Se não vender o planejado, é bom que Putin ainda esteja no poder para salvá-los da falência daqui a uns 10 anos.

A Embraer também esperava disputar um mercado estipulado de “600 unidades” para o KC-390, mas as coisas não andaram como planejado…

Eu especulo dizer que, se um cliente do porte da Índia não comprar pelo menos umas 50 unidades dele, não entrará em produção seriada.

Hélio

O KC390 e sua estimativa de vendas eram uma bravata do governo Dilma com sua política de “campeãs nacionais”. Era óbvio que não daria certo, foi um avião criado para concorrer com o líder isolado do mercado sem dar vantagem significante.

Nilton L Junior

Não se preucupe a UE vai continuar a compra gaz então a pricípio dinheiro não vai faltar.

Teropode

Gás barato , pertim de casa , só se forem loucos para recusar comprar , aliás isto nem deveria estar sendo discutido , meu deuuuuuussss !!!

Joao Moita Jr

Gripette…

José

Que isso old bit?
Fala en putugueis

Saldanha da Gama

eu era feliz e não sabia……

Luís Henrique

Pelo que foi divulgado ele usa 1 motor do 1o estagio do Su-57. Ou seja, o AL-41F1 que tem 15.000 kg/F de empuxo máximo. Quase a mesma potência do Rafale (15,5 t/F), porém em vez de 24,5 t de peso máximo, o CheckMate tem 18 t de peso máximo. Realmente uma excelente relação empuxo /peso. Alguns dados divulgados no vídeo: 7.400 kg de carga de armas máxima. 5 misseis ar-ar em configuração furtiva, usando somente as baias internas de armas. Rastreia 30 alvos e ataca 6 alvos aéreo simultaneamente. Capas de empregar todos os mísseis, até os pesados. Carga de… Read more »

Hcosta

Não acredito muito na facilidade de manutenção sendo um avião stealth.
Há dados acerca do RCS?
Estranho ser um protótipo e dois anos para iniciar o voo.

Last edited 2 meses atrás by Hcosta
Just Looking

A tecnologia já está mais ou menos pronta, só falta testar o “pacote”

Hcosta

Lá por estar pronta não significa que seja barata e muito menos do nível de um avião de 4ª G. Produção e manutenção.

Leandro Costa

Tecnologia pronta? Por isso que já se tem o Su-57 operando e sendo fabricado em larga escala?

Cristiano de Aquino Campos

Isso de dados do RCS e complicado. Ate hoje o que se tem do F-35 e o que o fabricante e seus sócios compradores que gastaram bilhões no projeto, dizem.

Hcosta

Mas tem de haver alguma coisa, senão é um rival do caça coreano e não do F35.

Augusto L

Tem muito ufanismo, na empresa russa, sendo positivo e bem positivo eles conseguem colocar em produção em 2028 e esquece esse preço nunca será

Cristiano de Aquino Campos

Não sei não. Muito dos preços do ocidente e fruto da margem de lucro dos investidores e executivos sem falar em mão de obra mais cara. Temos que lembrar que 1 dolar lá e como cá, vale mais que um real.

Nonato

Você falou o que sempre falo.
Equipamentos militares não tem que custar os olhos da cara.
A parte tecnológica é só a formação de pessoal (que na Rússia deve ser uma despesa estratégica e fixa das forças armadas, independente de desenvolver equipamento x ou y, e o custo do desenvolvimento.
Fabricar não deve ser tão caro.
Lembrando que 30 milhões de dólares não é pouco dinheiro.
Dá até para comprar alguns jogadores de futebol.

Rodrigo Martins Ferreira

O Comunismo na Rússia já morreu faz tempo. Não te avisaram ?

Cristiano de Aquino Campos

Ele não se referia ao sistema politico e sim a formação e pesquisa desenvolvida de forma estratégica por um país. Exemplo, a formação de um médico no Brasil e mais barata no Brasil que nos EUA e ambos os profissionais tem o mesmo nivel de formação. E um profissional médico no Brasil tem uma qualidade as vezes melhor que a de um americano pois os problemas que temos aqui são mais desafiadores.

Tomcat4,2

Rapaz, este bicho promete viu, capacidades excelentes, aguardemos os testes e tal como dito por Dassalt ;
“Se é bonito voa bem” !!!

Leandro Costa

Então esse não sai do chão. Ô bichinho horroroso! Heheheheheh

Jad Bal Ja

Tô achando a Rússia muito otimista, pra começo de conversa o modelo apresentado me parece um mockup (alguém confirmou ou negou isso?). Primeiro voo daqui 2 anos? Produção daqui 5? 300 unidades? O produto parece interessante, mas essas projeções me parecem muito exageradas o que tira certa credibilidade do projeto.

Antoniokings

É justamente para não incorrer nos erros do malfadado F-35.
‘Precaução e canja de galinha……

Guilherme Gabriel Lins

malfadado no seu dicionário significa sucesso de exportação e vencedor de programas de forças aéreas?

Antoniokings

Malfadado no sentido de que o próprio pessoal do Pentágono chama de ‘aquele pedaço de lixo’

Inimigo do Estado

Sucesso de vendas dos puxadinhos dos EUA, que orgulho! Um é um país ocupado desde 1945, o outro é um parasita estatal desde 1947; outro é puxadinho desde a primeira guerra mundial, e que já dominou metade do planeta, e hoje é um mero… puxadinho dos EUA sem expressão. Os demais são puxadinhos via OTAN.

Isso que eu chamo de falta de autoestima com seu próprio produto.

Minhas uvas e mangas tem mais autoestima, são compradas por que são deliciosas, não por que o chicote estala nas costas dos “clientes”.

Antoniokings

E não é?.
O F-104, também da LM e conhecido como caixão voador, vendeu bem pra caramba.
Um verdadeiro sucesso.

Antoniokings

E parece que a MIG vai apresentar um avião leve que seria o ‘substituto’ do lendário MIG-21.

Rodrigo Martins Ferreira

Os russos e chineses só vendem para os seus puxadinhos e compare o nível de desenvolvimento entre os puxadinhos americanos e russos.

Inimigo do Estado

Verdade, Colômbia é um país bem rico e desenvolvido…

Rodrigo Martins Ferreira

Cita um puxadinho bem desenvolvido da Rússia e China

Jad Bal Ja

Hahahaha…. Chegou o CAOA da Rússia. Quer dizer que pra não cometer os mesmos erros do F-35 (que é um sucesso) a Rússia vai atropelar prazos e fazer um caça furtivo em tempo recorde?
Vc lê aquilo que escreve ou só joga a primeira coisa que passa na sua cabeça, faça sentido ou não?

Antoniokings

Espere que os EUA não atropelem os prazos para o ‘ F16 e meio’ que eles querem usar no lugar do F-35.
Prezado.
Os próprios americanos estão desistindo do F-35.
Não brigue com o portador da mensagem.

https://www.aereo.jor.br/2017/06/15/o-que-deu-errado-com-o-f-35-joint-strike-fighter/

RICARDO NUNES BARBOSA

EUA estão desistindo do F-35 rs. A cada ano compra mais F-35 do que a Rússia Su-57 após 15 anos do primeiro voo. Acorda para a vida hater.

Teropode

Apenas acene e sorrie 👋👋👋😂😂😂

Rodrigo Martins Ferreira

Com certeza… pq se correr ele corre atrás.

Antoniokings

Sabe aquele contrato de mais de US$ 1 tri que PRECISA vender várias unidades do produto para se viabilizar?
E aquele mesmo produto não é bem o que vc queria ou precisava?
Pois é.
É o F-35.

Jad Bal Ja

Quantos Su-57 já foram vendidos mesmo? Ah tá lembrei que ele é tão bom que os russos decidiram que não precisam…. Hahahaha…

glasquis 7

O fato do SU 57 ter vendido pouco ou nada, não atesta sucesso do projeto F 35. Realmente o caça tem apresentado muitos problemas e tal vez, quando estejam sanados, já estará se preparando pra voo o primeiro 6a geração.

Andre

Talvez vc não tenha percebido mas a matéria é de 2017…de lá para cá, ele ja ficou operacional em Israel, na Austrália, no RU, na Itália, no Japão, na Coreia….

Augusto L

Muito! Um caça moderno leva utilizando de tecnologias relativamente alcançáveis para a indústria em curto prazo, levaria cerca de 5 de projetos e 2 para testes para entrar em realmente em produção.

E não a Rússia não tem domínio, ainda, na engenharia digital como no caso dos novos caças americanos.

José

Vc trabalha lá?
Vc tem ao menos ensino fundamental pra saber o estudo necessário para dominar esta tecnologia?
Eu tenho

Luís Henrique

Já foi dito oficialmente, é um protótipo.
Não acho exagerado. Não sabemos há quanto tempo estão trabalhando no caça.
O protótipo foi mostrado. 1 ano e meio de testes em solo + 4 anos de testes de voo, até a produção seriada não é um absurdo.
Ainda mais levando em conta que este caça utilizará o motor do Su-57, bem como outras tecnologias… não estão iniciando do zero, estão há mais de 10 anos com testando e aprimorando as tecnologias do Su-57.

Augusto L

É um mock up não um protótipo por mais q o marketing deles queira fazer

Luís Henrique

Creio que se esqueceu da diferença entre maquete e protótipo?
O caça apresentado é um protótipo, participara dos testes em solo e voará em 1 ou 2 anos.
Já foi dito oficialmente que é um protótipo

Jad Bal Ja

Não é um protótipo funcional, é um mockup com alguns equipamentos montados.

Adriano Madureira

Quanto as 300 unidades, pode ser possível, há algum tempo li que a uma filial que monta o SU-34(em Novosibirsk )poderá ficar ociosa quando completar as entregas para a força aérea russa, então poderá se deixar vago uma linha de montagem, que talvez possa receber esse novo caça e certamente não irá atrapalhar a fabricação do 57 felon. Pois ano passado foi dito que a sukhoi ampliou e modernizou a linha de montagem em Komsomolsk-on-Amur para o pak-fa. Se você procurar aqui no aereo.jor você verá que a entrega dos SU-34 foi até aceitável. Desde 2012, a fábrica de aeronaves NAZ… Read more »

Luís Henrique

A SAAB diz que espera vender entre 300 e 400 Gripen E. Levando isso em conta, acredito que os russos forma modestos, muito modestos. A Suécia possui uma participação no mercado de armas bem menor que a Rússia. E estão oferecendo um excelente caça de 4ª geração PLUS, porém já surgem no mercado vários caças de 5ª geração. E o Gripen, apesar de ter custos operacionais baixos, não é um caça barato. Quando o Gripen E/F concorre com outros caças 4ª geração PLUS, ele até oferece um custo interessante, porém um peso geopolítico menor. Quando concorre com caças leves mais… Read more »

Teropode

São os donos do produto e manter o otimismo é o mínimo que se espera deles , mas uma coisa é certa , ele será rival do próprio SU57 no mercado externo pois os clientes potenciais russos não estão em condição financeira confortável ( como a maioria das nações) por isso acredito que ele tem tudo prá vender bem , não há outro caça do lado de “lá” para competir com o chequemate , o caça Turco , Coreano não são rivais direto , não são puro-sangue , possuem tecnologias de vários países , já o cheque é um P.O… Read more »

pablo soares aguilar

vai ser um sucesso aposto ,

Antoniokings

Gostei da versão não tripulada.
É o futuro.

Tutu

Concordo, porém com um ponto, uma aeronave do porte de um caça sem uma cabine que possa ser tripulada ao meu ver não vale apena, uso como exemplo os trens, quando surgiu as primeiras locomotivas com o sistema de controle remoto via rádio e tubulação geral “Locotrol”, o sistema ocupava muito espaço e logo se especulou que a maioria das locomotivas não teriam mais cabines para maquinistas, e que os mesmos perderiam seus empregos, na prática em relação aos maquinistas isso realmente aconteceu, porém não relação as locomotivas, as ferrovias rapidamente perceberam que o custo-benefício de ter locomotivas dedicadas exclusivamente… Read more »

Antoniokings

Mas, os russos farão as duas versões.
O uso tripulado ou não tripulado vai depender das características da missão.
É uma excelente estratégia.

Leandro Costa

Acho péssima. A menos que a versão não tripulada seja infinitamente superior ao que eles podem colocar no ar hoje em dia, e seja muito menor e mais leve em termos de peso vazio. Os Russos ainda precisam avançar muito nessa área.

Antoniokings

Certamente vc acha porque os americanos não têm e estão muito longe de conseguir.

Leandro Costa

Na verdade é o contrário. Lista para mim qual a quantidade de modelos de drones e drones furtivos que os Russos operam ou esperam operar e qual a quantidade dos mesmos equipamentos de EUA/Ocidente? E nem falo sobre operação autônoma independente, que é algo que os Russos também estão longe de conseguir e os EUA também ainda não colocaram em operação, apesar de diversos testes já terem sido feitos nesse sentido.

Hcosta

Tem a certeza?
https://www.navalnews.com/naval-news/2021/01/update-f-35-block-4-upgrades-and-new-f-35b-at-sea-users/

Parece que anda algo esquecido ou deslumbrado com as notícias.

Hélio

Será que é assim que deveria parecer o JAS-2020?

Nick

Caro Helio,

O JAS-2020 teria mais semelhanças com o Gripen mesmo: uso de canards e tomadas de ar laterais, mas com a geometria geral do caça obedecendo os conceitos de 5ª geração. Mas seria um caça maior que o Gripen, inclusive da versão E.

Filipe

Acho que o desenho FS2020 , agora vai ser o JAS2025 , provavelmente um derivado monomotor do Tempest da BAE System , a SAAB e a Leonardo estão no projeto. A Embraer poderia entrar também…Em 2050 o Brasil estará desfasado em termos de aeronave de caça se não fazer nada nos próximos 5 anos.

Jad Bal Ja

Acho que com a entrada da Saab no projeto Tempest, esse 2020 foi pra gaveta.

L G

E o novo Mig 21, barato.

Teropode

Se manterem um bom preço e cadência boa na entrega , tem chances … , Mas a complexidade não permite o ritmo de produção do velho Mig 21.

Nilton L Junior

Fazer uma versão não tripulada só para servir como big drone suicida, bem que poderiam dar uma sobre vida pro MIG com um monomotor.

Antoniokings

Pode ser.
Imagine que um avião desses utilizado como drone suicida terá o dobro da autonomia , visto que não precisa retornar.
Um dos graves problemas do F-35 é justamente sua baixa autonomia, a ponto de um alto militar americano considerá-lo inapto para uma eventual guerra no Pacífico.

Hcosta

Ideia mais terrível que já li. Daqui a pouco fazem o armata sem tripulantes para usar como blindado suicida.
E não critica a capacidade de carga e velocidade do F35 como fez anteriormente? Porque será?

Last edited 2 meses atrás by Hcosta
Antoniokings

A possibilidade de usar um avião drone para afundar um porta-aviões americano é um excepcional custo x benefício para russos ou chineses.
Imagine um avião-drone carregando um míssil hipersônico.
Ele solta o míssil e vai lá terminar o trabalho.
Agora, com relação à capacidade de carga r velocidade do F-35, não preciso mais falar.
Já é de sabença popular.

Hcosta

Claro que é boa ideia usar drones, a questão é que não foi isso que comentou. Falou em usar o caça como drone suicida. “dobro da autonomia porque não precisa de voltar”.
Capacidade de carga de armas e velocidade é semelhante ao checkmate. Para quem dizia que o F35 era uma avião fraco devido também a esses dois fatores, pelo menos seja coerente e critique o checkmate.
Apesar de achar que são os dois bons aviões, apesar de este ser ainda um projeto, não o critico pela sua nacionalidade.

Last edited 1 mês atrás by Hcosta
Luís Henrique

O F-35 A carrega 4 mísseis ar-ar em suas baias internas e é um caça com peso máximo de 31.750 kg.
O CheckMate carrega 5 mísseis ar-ar em suas baias internas e é um caça com peso máximo de 18.000 kg.
Na velocidade, ainda não sabemos ao certo, foi divulgado Mach 1.8 e o F-35 é divulgado Mach 1.6 mas a velocidade real varia com a altitude.

A grande questão é a promessa de ser de 5 à 7 x mais barato que o F-35.
Ai que o bicho pega.

Teropode

Não vale a pena , por um preço inferior os russos criam seus Drones suicidas .Acredito que a automação seja para aliviar os pilotos , ele pilota e a IA cuida dos procedimentos de defesa ou ataque , ou vice-versa.

Hcosta

Cada ideia, usar um avião como drone suicida… Devem ter muito dinheiro para gastar. Não sei se sabe mas temos misseis e de vários tipos e drones para isso.

Luís Henrique

Estão confundindo. Um CheckMate pilotado remotamente, não é um caça suicida. Ele carrega armas, mísseis. Dispara os mísseis e volta para a base para a próxima missão.
Em caso de ser abatido, o piloto não morre, apenas isso.

Leandro Costa

O problema que eu vejo nisso é exatamente o por que disso. Se é para ser uma aeronave remotamente pilotada isso significa que vai operar em ambientes permissivos, com baixo nível de guerra eletrônica, e sendo esse o caso, uma aeronave menor, ainda mais leve seria bem mais economicamente viável do que um caça nato de projeto. Tornar essa aeronave, nova de fábrica, em drone é algo que não faz muito sentido.

Hcosta

Não, não estão, os dois que comentaram pensam que a Rússia devia usá-los como drone suicida. Usam os termos e não sabem para que servem.
Ainda devem ser do tempo dos Kamikazes.

Jad Bal Ja

Dois pontos que não ficaram claros e são baseados só em uma impressão por fotos.
1 – Trata-se de um mockup ou de um protótipo estático?
2 – O quanto tem do Su-57 nesses projeto? Parece que algumas partes foram reaproveitadas, como o canopi, lemes, desenho das asas etc… parece quase um Su-57 monomotor. Mas pode ser só impressão tbm.

Teropode

Tive a impressão que ele herda muita tecnologia desenvolvida para o SU57 , isto favorece o ganho de tempo no desenvolvimento final , asas , armas , baías , foi uma boa sacada russa , sem desperdiçar grana , prá mim o SU57 e o cheque são de fato os rivais dos caças ocidentais , sem falar que o SU57 é lindão.

Inimigo do Estado

Não duvido que chegue a 300 unidades. O Egito e o EAU podem encomendar cada um 50 unidades, já que os EUA não venderão o F-35 para estes países, para não magoar seu parasit… Ops aliado, Israel. Tem o Irã que pode se interessar já que não está mais sob embargo de venda de armas, e uma hora irá às compras. Há ainda a Índia que já é tradicional cliente russo, assim como Líbia e Argélia. Se num cenário hipotético todos estes comprem, chega fácil a 200 unidades. As outras 100 a própria Rússia compra para substituir vetores mais velhos.… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Inimigo do Estado
Antoniokings

A possibilidade da Rússia vender para os árabes é excelente, visto fortalecer sua posição no Oriente Médio, além de turbinar suas receitas com vendas militares e, em consequência, enfraquecer as do inimigo.

Antunes 1980

A Rússia fala e a mídia socialista de iphone repete até cansar estas sandices ou faknews.

Todo semestre surgem notícias sobre vendas de aeronaves russas, porém nunca acontecem. E agora 300 até 2026?

Quem acredita nisso, tem que rever seus conceitos de mercado.

Exemplo: Argélia 14 unidades do SU-57..🤔
Será que agora vai?

https://www.airway.com.br/rumores-apontam-que-argelia-teria-comprado-14-cacas-russos-sukhoi-su-57/

Last edited 2 meses atrás by Antunes 1980
Heli

Gado detected

Antunes 1980

Contra fatos e dados não há argumentos. Somente ofensas sem pé nem cabeça, correto?

Hélio

Socialista de iphone gosta dos EUA e dizem que a Rússia é faxista, machista e homofóbica

Nick

Dependendo dos custos de aquisição e manutenção, será uma ótima opção, mas sem dúvidas tem de ser alinhado politicamente com Moscou. Entre esse caça e o FC-31 , acredito mais no caça russo, o problema seria a manutenção do mesmo.

[]’s

carvalho2008

É um caça tatico sem exageros e pé no chão… Seria de 5a. geração? talvez sim, talvez não…. Por obvio, pela dimensão de preço, impossível ter o mesmo nivel de materiais absorventes…oras, afinal, será um caça de frente de batalha… pé de poeira…mercado externo…etc…. Vai ser drone tambem….porque haveria o emprego massivo de materiais? Por outro lado, absorve aquilo que o aprendizado da 5a. geração já possibilitou…usa formas stealth o que indiscutivelmente ao menos na forma, reduz o RCS… Tambem na redução do RCS, o emprego de armamento interno nas missões que assim seja possível…não como duvidar que o RCS… Read more »

Luís Henrique

Você não compra um Gripen E com U$ 30 mi.
O caça russo é muito barato. Parte disso é devido ao Rublo que esta muito desvalorizado, parte é devido às empresas de defesa serem estatais e menos gananciosas que as empresas privadas ocidentais. E parte pela comunalidade de equipamentos, como o uso do motor do Su-57, etc.

Jad Bal Ja

Esqueçam essa bobagem de quinta, sexta geração, isso é só marketing. Antes do F-22 ninguém sequer falava disso. Aí o F-22 começou com esse marketing e agora só se fala nisso.

Michel

Caramba!!! Imaginem a FAB com um esquadrão de elite equipado somente com esse caça? Seria fantástico.

Leandro Costa

Prefiro acreditar que todos os esquadrões da FAB sejam de elite e equipados com Gripens E/F.

Adriano Madureira

Se um caça que pode ser armado com sete MBDA Meteor e dois Iris-T não for considerado de elite,eu não sei do que ele pode ser denominado…

Isso sem esquecer dos misseis antinavio RBS-15.
comment image
comment image

Last edited 1 mês atrás by Adriano Madureira
Michel

Mas para uma Força aérea ser ‘toda” de elite, pelo menos no meu entender, ela teria ser experimentada em constantes combates.
Considerar-se “Elite” somente por desejo dos operadores da Força ou de seus entusiastas é, no mínimo, ilusório, contraditório e bastante incauto.

Leandro Costa

Ou não. Simplesmente porque os pilotos de caça do Brasil são, por virtude de seus números e treinamento que lhes é dado, são sim pilotos de ‘elite’ no Brasil.

Sinceramente se formos seguir pela sua definição de elite, precisaríamos estar em constante combate e isso eu simplesmente prefiro ficar sem, à menos que sejam combates simulados. E para falar a verdade, nossos pilotos de caça voam tanto quanto ou até mais do que os pilotos Russos, que estão batendo por volta das 130 a 150 horas de vôo por ano hoje em dia.

Rodrigo LD

O mock-up estático está perfeito. Quero ver é quando começarem os testes. Além disso, a julgar pelo histórico de pós venda russo, se der problema, abandona…

Phenix

Xiiiiii… que demora hein? Depois os PutimBoys querem falar mal do F35. Kkk

Last edited 2 meses atrás by Phenix
Adriano Madureira

E nosso Gripen-E está demorando quanto caro Phenix?!

O anúncio da compra foi feito em 2013,a assinatura do contrato foi em 2014,primeiro Gripen-E sueco ficou pronto e voou em dezembro de 2019 e o primeiro Gripen-E Fabiano foi apresentado em setembro de 2020.

Nossos caças, o último diz a lenda, seria entregue em 2024,acho que 2026 não é um início tão longevo como você acha…

Last edited 2 meses atrás by Adriano Madureira
Breno

Rapaz.. A gente nem se dá conta do tempo, já se vão praticamente 10 anos do anuncio do Gripen como vencedor da concorrência. (Que já se arrastava por outros tantos..)
E até agora o que temos? 1(um) único avião que atualmente vive em testes eternos.
Talvez porque seja alguma tecnologia inédita e surreal ou algo de outro planeta talvez??
.
“Deitado eternamente em berço esplêndido” é realmente uma profecia.
Para nossa sorte (e muita) ninguém quis (ainda) se ariscar por essas bandas.
Aliás a sorte tem sido nossa única defesa.

Sensato

Projetar, testar e produzir rápido não é difícil, basta aumentar o HH e os recursos materiais empregados no projeto só que isso custa dinheiro e muito. Quem vai pagar? Pra que vai pagar? Pra que sair ir no primeiro shopping perto de casa e comprar um terno feio, da cor que você não quer e custando muito mais do que você planejava gastar se o casamento que você foi convidado é daqui 6 meses? Outra coisa, se alguém faz isso, quantos que aqui estão reclamando de demora não estariam aqui mesmo reclamando em como os recursos estariam sendo mal gastos,… Read more »

Adriano Madureira

De acordo com os prazos, diz a lenda que quatro chegarão no fim do ano, isso se não prorrogarem e empurrarem para frente, como é de costume.

PauloR

As previsões dos fanboys nunca mudam, mas o resultado é sempre o mesmo= Fiasco das próprias ideias.
No estágio do luto estão na raiva, logo passam para o próximo estágio ate a aceitação.

Hellen

Em 2026 o aviao de sexta geracao ja vai estar operacional nos state of America ( ja esta voando no deserto atualmente ) em 2026 ja vai estar desenvolvendo a tecnologia ( conceitos ) da 7 setima geração !!!!

Maurício.

Hellen, o X-35 de onde veio o F-35 levantou vôo em 2000, 21 anos depois o F-35 ainda tem problemas e nem está full operacional, você acha que daqui a 5 anos os americanos terão um caça de 6° geração que ainda nem sinal de vida tem e ainda por cima totalmente operacional? Tudo isso em “míseros” 5 anos? Sei…

AK-130

Olha lá, mais um que cai no marketing do 6, 7 geração. Camarada, nem sequer a 5 geração está definida…

Plinio Jr

Os russos são bons em propaganda, o problema é a realidade, o Su-57 vai se arrastando para tornar-se operacional, quem garante que será diferente com o Su-75 que sequer voou e tem uma longa estrada de testes para tornar-se operacional . Não duvido da capacidade deles, mas não é tão simples quanto parece, mesmo os americanos que possuem experiencia e conhecimento em produzir e operar vetores deste tipo , vira e mexe tem seus problemas, para os russos que estão começando agora, não é tão simples quanto parece…quando não se tem abundância em dinheiro, leva-se tempo…não creio que os russos… Read more »

Adriano Madureira

certamente ele usará muitos componentes em comum com o SU-35S e o SU-57,isso não diminuiria alguns testes, ao menos os da suite eletrônica?

O motor também…

José

Até o canopi.
Os armamentos serão os mesmos.
Vão economizar em tempo e dinheiro vários anos de pesquisa e testes.

Plinio Jr

Pode ser que sim, pode ser que não….embora o recheio venha de outras aeronaves, vamos lembrar que é uma aeronave nova, precisa ver como tudo isto vai se comportar e funcionar….

Fabio Araujo

Os russos também estão lançando um novo caça Mig, mas esse vai ser um caça leve monomotor visando os clientes dos Mig-21 que estão no fim da vida!
https://twitter.com/MuxelAero/status/1417400558554603540

mig.jpeg
Jad Bal Ja

Na boa? Isso aí tá mais cara de ser uma tentativa da Mig de aparecer um tiquinho.

Sensato

Quanto custa fazer essa maquete, um estudo de viabilidade e um esboço de projeto? Se aparecer alguém interessado, conforme for, segue ou não em frente. Pra isso serve uma Maks, Le Bourget e etc.

Luís Henrique

Esse caça da MiG é um Mock-up, já o CheckMate é um protótipo. Está muito mais avançado.

Leandro Costa

Isso não é mockup. Isso é uma maquete. Mockup é maquete em escala real 1:1.

Jad Bal Ja

O checkmate é que é um mockup, não é um protótipo funcional. Por isso digo que esses prazos dados pelos russos são muito otimistas.

Jrrb.

Foi dito ser um protótipo funcional pelos próprios representantes da Sukhoi. Provavelmente será utilizado para os testes estáticos.

24YPC1-tduo.jpg
Last edited 1 mês atrás by Jrrb.
Icarus

Em pensar que o Brasil jamais conseguirar fabricar um desses.

Jad Bal Ja

Só eu achou estranho essa entrada de ar? Parece tão “apertada”, de principalmente nas laterais.

Paulo

Os Russos não assustam mais ninguém, se chegar a 50 pode comemorar.

Vendéen

Bonjour, Se o conteúdo dos anúncios (capacidade multirole ultramoderna a um preço imbatível) se materializa é factual na sequência das várias avaliações / testes reais que decorrerão de 2023 a 2025. Os fabricantes de aeronaves europeus podem estar um pouco preocupados. As futuras vendas internacionais do Typhoon (Airbus) -Gripen (Saab) -Rafale (Dassault) deverão cair drasticamente. Espero conseguir muito lol. Além disso, esta aeronave possui uma característica interessante em comparação com a concorrência. Com sua boa relação peso / empuxo e seu empuxo vetorial permitindo o uso de pistas curtas, possivelmente (?) Oferece a possibilidade de ser posicionado sem muita dificuldade… Read more »

Sensato

Creio que a única fabricante que deve ter ficado realmente chateada é a do J31.

Vendéen

Bonjour,

Também é possível com fabricantes europeus.
Mas atenção, o amigo chinês não quer ficar atrás e é um oportunista.
A aviação naval parece ser um caminho cada vez mais relevante para o
 FC / J-31 ou J-35 (Uma escolha). Claro, não será fácil porque roubar tecnologia americana não necessariamente dá origem a algo imediatamente no nível superior lol.
https://www.businessinsider.fr/us/how-china-j20-stealth-jet-compares-to-us-f22-fighter-2020-11

“Nasceu o primeiro caça stealth para porta-aviões da China, mas ainda há um problema sobre ele”
https://www.businessinsider.fr/le-premier-chasseur-furtif-chinois-pour-porte-avions-voit-le-jour-mais-un-probleme-pese-encore-sur-lui-188225#un- avião-furtivo pouco conhecido

Paulo Drusnam

o Belo Antonio da aviação

Rodrigo Martins Ferreira

Este avião vai precisar “engordar” um pouco para caberem 5 mísseis ar-ar, naquela baia interna ou o motor dele ali vai ter que dar uma estreitada forte, fora combustível, canhão e munição e demais sistemas.

Ele está muito franguinho..

Olhem com o o F16 e o Gripen são mais volumosos que ele.

Last edited 2 meses atrás by Rodrigo Martins Ferreira
Adriano Madureira

Nem o F-35 tem uma capacidade interna grande, e olhando,esse novo sukhoi tem dimensões quase similares ao americano…
comment image
comment image

Last edited 1 mês atrás by Adriano Madureira
Adriano Madureira

A carga máxima de combate é de 7.400 kg. Boa parte dela pode ser localizada dentro dos compartimentos internos de armas, dos quais o Checkmate possui 3, sendo duas laterais e uma embaixo da fuselagem.
comment image

Certamente essas baias laterais são uma configuração similar a do F-22…Mas como ainda é apenas um Mock-op, certamente até o primeiro protótipo, poderá haver modificações.
comment image?quality=60

Jad Bal Ja

Não sei de onde tiraram esse valor de 5 cargas. Em todos os desenhos e fotos que vi tem espaço só pra 4 cargas, dois mísseis nas baias laterais e duas na baía central.

angelo

Nome bem sugestivo e tbém arrogante….

José

Mais arrogante que matador de Sukhoi?

Leandro Costa

A diferença é que Sukhoi Killer não foi um nome oficial, mas sim um termo usado como referência. E sim, 99% dos Sukhois em operação hoje estariam extremamente vulneráveis à qualquer aeronave de caça com boa performance equipada com radar AESA e mísseis Meteor. Ainda mais se forem aeronaves furtivas.

Marcelo

Não parece ser apenas um mock up

Jad Bal Ja

Tenho quase certeza que é. Não parece ser um protótipo funcional.

Andre

Olha só que materia interessante saiu aqui no aéreo há alguns anos: https://www.aereo.jor.br/2012/08/07/russia-devera-produzir-pak-fa-em-massa-a-partir-de-2015/

Interessante notar o comentário do colega Observador:

“Senhores,

Sonho de uns, pesadelo de outros.

Se o cronograma se confirmar, já em 2016 veremos o SU-50 voando com as cores bolivarianas.

Ou seja, em 2016 a FAB continuará sem ser a força de ponta da América do Sul, quer se resolva o FX-2 ou não.”

Impressão minha ou a história está se repetindo?

Last edited 1 mês atrás by Andre
Jad Bal Ja

Confirmando o que eu havia dito, o modelo apresentado é um mockup (e ganhei um monte de mãozinhas pra baixo por isso) a Rússia acaba de confirmar que agora vai desenvolver um protótipo estático, ou seja, esta longe ainda de vermos essa aeronave voando, como eu disse, as projeções russas estão otimistas demais, esse bicho não deve voar ainda bom uns bons 5 anos e talvez entre em produção daqui uns 7 anos.

Jad Bal Ja

Como eu havia dito, os nomes Migs, Sukhoi logo devem desaparecer. Na prática não existem mais como unidades separadas.
https://www.dailysabah.com/business/defense/end-of-an-era-russian-jet-makers-sukhoi-mig-united-under-single-program

Últimas Notícias

Eve, da Embraer, e Bristow firmam parceria para desenvolver operações de UAM com pedido de até 100 eVTOLs

Melbourne, Flórida, 23 de setembro de 2021 – A Eve Urban Air Mobility, uma empresa da Embraer, e a...
- Advertisement -
- Advertisement -