quinta-feira, julho 29, 2021

Gripen para o Brasil

Coreia do Sul lança protótipo do caça KF-X de última geração

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Coreia do Sul revelou oficialmente o primeiro protótipo da aeronave de caça KF-X desenvolvida localmente que será conhecida como KF-21 Boramae.

A aeronave foi apresentada nas instalações da Korea Aerospace Industries Co. (KAI) em Sacheon, em 9 de abril, com bandeiras da Coreia do Sul e da Indonésia na fuselagem. A Indonésia ainda é oficialmente um parceiro de 20 por cento no programa de caça, apesar dos rumores da intenção do país de adquirir outras aeronaves, como o francês Rafale ou o americano F-15EX.

O Boramae (que significa Falcão em coreano) foi lançado um ano antes de seu primeiro voo, previsto para ocorrer em 2022.

Falando na cerimônia de inauguração, o presidente sul-coreano Moon Jae-in disse que a meta do país era colocar mais de 100 caças KF-21 em operação até 2032.

O caça de “4.5 geração” foi revelado seis anos depois que a Coreia do Sul começou a trabalhar no programa com a Korea Aerospace Industries como principal contratante. O país destinou cerca de US$ 8 bilhões para o programa que substituirá os jatos F-4 e F-5.

De acordo com declarações da KAI, o Boramae será próximo a um caça a jato de 5ª geração com capacidades comparáveis ​​às versões avançadas do F-16.

Embora a aeronave apresente um alto grau de conteúdo local, como o radar nativo Active Electronically Scanned Array (AESA), sistema infravermelho de busca e rastreamento e um conjunto de guerra eletrônica, ela depende de tecnologia estrangeira para alguns recursos. Isso inclui sistemas de seguimento de terreno e anticolisão de Israel ou mísseis ar-ar além do alcance visual da França, entre outros.

No geral, o programa se esforça para atingir mais de 60 por cento do conteúdo da indústria local.

A Coreia do Sul planeja iniciar a produção em série da aeronave assim que concluir os testes e espera ter 40 caças no serviço da Força Aérea da República da Coreia (ROKAF) até 2028.

Gráfico de relação empuxo/peso e carga alar

- Advertisement -

120 Comments

Subscribe
Notify of
guest
120 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Diogo de Araujo

Ahh agora sim uma coisa bem mais tangível, 60% de conteúdo local, mísseis da França, parceria com a Indonésia e por aí vai. Agora eu boto fé!

Adriano RA

Verdade. Em breve “uma comissão da força aérea argentina” irá sondar a compra do caça. Só pra manter a tradição.

Spitfire

Há plata só para ver, não para comprar nada!!!

Agressor's

Toda nação rica tem algumas empresas na fronteira do conhecimento tecnológico. Quando vc atinge uma fronteira, fica mais fácil manter a pole position. Difícil é chegar lá. E essa manutenção do status quo fica mais fácil quando vc – Estados – eliminam concorrentes empurrando as ideologias liberais nas Universidades/Think Tanks, pelo mundo afora. Nenhum país ficou rico produzindo produtos agrícolas ou vendendo minérios. O segredo é ter alguma empresa na fronteira do conhecimento.Tendo se transformado, em menos de 50 anos, de uma pequena economia rural em um dos países mais tecnologicamente avançados do mundo, a Coreia do Sul é, provavelmente, o… Read more »

Nelson Daher Junior

Sem investimento em ciência, tecnologia, educação, nossa indústria e nosso país continuará exportando commodities. Governo e iniciativa privada, precisamos de projeto de Nação!

Marcos Borges

Concordo, só que um projeto desta envergadura não nasce da noite para o dia, inclusive nos últimos 30 anos o país praticamente estagnou tecnologicamente e culturalmente é um desastre.

Neto

Apostaram bastante no Petroleo. Até o pró alcool enterraram. Neste novo ciclo governamental os investimento são na ampliação da monocultura e em vista grossa no minério paralelo.
.
Precisamos de outra direção.

Anselmo da Costa Andrad

Parabéns aos coreanos!👏

Pedro Bó

Avião bonito, avião bem-feito, avião formoso.

Tem tudo para ser um ótimo sucessor do F-5 e do F-16 em nações que não podem arcar com os custos do F-35.

Lúcio Sátiro

A mulher de quem?

Emerson

Parabéns a Correia do Sul. Eles estão firmes no desenvolvimento de sua defesa e de sua industria nacional. Caça próprio, Submarino próprio, porta-aviões, fragatas, destroyer… Exemplo a ser seguido.

Bueno

Coreia do Sul esta de parabéns , foram ousados e um investimento alto mas com retorno alto.
dando uma olhada no video F-35 Rollout Celebration dinamarca,é refinado o desingner, claro que é são aernovas diferentes, mas o  KF-21 ficoU lindo e nos leva ao desingner do F-22
https://www.youtube.com/watch?v=VZojTzJ3v78

Santos Dumont

“Designer” é o profissional que faz o “design”, que por sua vez significa “projeto pelo desenho”. Você tem “architectural design” para projeto de arquitetura, ao passo que tem “structural project” para o projeto de estrutura. Em espanhol tem “dibujo” para desenho, e “diseño” para “design”.

Bueno

verdade meu caro..Design

um erro deste tira ate Santos Dumont do tumulo.

Last edited 3 meses atrás by Bueno
Thiago Roberto Nascimento Santana

Nada como um vizinho ameaçador para fazer uma nação se mover

leonidas

Isso depende da nação, o México teve metade do território tomado a força na mão grande e jamais tomou vergonha na cara e hoje tem forças armadas patéticas. Como a Argentina que perdeu uma guerra ao lado de casa para uma força extremamente reduzida que saiu do outro lado do mundo sem margem nenhuma de erro!!! E apesar de ainda continuar a gritaria dizendo que as Malvinas são delas, tem hoje forças armadas mais patéticas (no que concerne sua capacidade de defender soberania) que as nossas. Nação feita de sociedades desavergonhadas são entreguistas não importando se tem ou não vizinhos… Read more »

Rui Chapéu

é um projeto muito interessante e muito bem trabalhado.

Resta saber se vai haver demanda e se os custos vão ficar mesmo no que foi falado.

Se sim, vai ser um tremendo sucesso.

Porém acredito que terá custos parecidos com o F-35 e a maior parte dos clientes vão optar por ter o guarda chuva do Tio Sam por trás além da alta oferta de serviços e peças que será a favor do F-35 com suas milhares de unidades produzidas para diferentes países.

Thiago Roberto Nascimento Santana

Não acredito que terão os mesmo custos, só de não ter tecnologia furtiva já reduz e muitos os custos.

Barão vermelho

Pessoal achei o avião muito bonito e parece seguir os padrões internacionais atuais. A dependência externa de componentes é comum na aviação. Faz parte do jogo. Poucos players conseguem fazer tudo.
Mas não pude deixar de reparar no nome do avião colocado nas entradas de ar.
KAI KAI! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
No Brasil esse avião viraria meme na hora!

Rodrigo LD

É o Kai, Kai “Bora, Mãe”!!!

pangloss

Pensei o mesmo. Se a FAB o adquirisse ( não estou advogando isso, ok?), seria impositivo mudar o nome.

Rodrigo M

“Padrões internacionais”? Tá mais para padrão americano e só.

AMSS

Quais são as grandes diferenças de desenho dele para um J-20 chinês?

Alguns pontos são semelhantes até ao SU-57…

Lúcio Sátiro

Se é KAI-KAI, é melhor substituir o nome do avião por Neymar

Last edited 3 meses atrás by Lúcio Sátiro
sergio

Como diria Marcel Dassault,
se e bonito voa bem !!!!!

TIAGO DA SILVA

Vejo no agora nomeado KF-21 uma oportunidade da KAI expandir seus negócios, esta industria vem aos poucos angariando pequenos contratos ao redor do mundo e criando assim uma rede de clientes que podem potencialmente em algum momento vir a comprar este modelo ou qualquer outro produto contido em seu portfólio. Feito ai para ser um substituto de alguns modelos mais antigos hoje a disposição da ROKAF se os custos se manterem aceitáveis e o desempenho for favorável podemos estar vendo um caça que pode gerar uma produção local maior do que imaginamos. Uma alternativa ao F-35 SIM porque neste segmento… Read more »

Eduardo Ribeiro

Não basta ser mais barato que o F-35. Temos que ver o custo da Hora Voo da máquina. De qualquer forma foi um belo salto da Coreia do Sul. Reduz a dependência da aeronave americada, desenvolve tecnologia e ainda tem lucro com a venda.

m. wolf

Lockheed posso copiar seu trabalho? pode mas não faz igual. pode deixar

Antoniokings

Lockheed.
Talvez paremos de comprar de vcs. Ok?

pangloss

Acho que os aviões correm em raias diferentes.
Para o primeiro dia de um conflito de alta intensidade, F-35.
Para fazer quantidade, Kai-Kai Bora, mãe.

Antoniokings

Parece-me (ou tenho quase certeza) que é o desenvolvimento inicial do 5G deles.
O que está certo é que a Coreia vai substituir, inicialmente, sua grande e já obsoleta frota de F-4 e F5 e até F-16 americanos por esse modelo autóctone.
Evidente que não nas mesmas quantidade pois é mais caro de se operar.
Mas, dará um enorme impulso à fabricação e ao desenvolvimento dos modelos posteriores que podem ser 5G puros.

Antoniokings

Em tempo.
Não devemos esquecer que esse avião é o que os americanos querem agora em virtude dos graves problemas apresentados pelo F-35.
Caro para comprar, caríssimo para operar e de eficiência duvidosa.
Já saiu reportagem aqui no blog sobre essa mudança de paradigma americana.

pangloss

Acho que o caminho trilhado pelos coreanos é bem mais prudente – e, nisso, eles se beneficiam dos erros do programa JSF.
Ao invés de colocar diversas soluções inovadoras (e mesmo disruptivas) em um único projeto, ao mesmo tempo, eles podem ir aperfeiçoando o desenvolvimento de seu avião.
Também nisso, o F-35 é fundamental, por dar aos coreanos o tempo para conduzir esses aperfeiçoamentos de modo cuidadoso.

Antoniokings

O problema é que o F-35 tem os constantes e persistentes problemas que já conhecemos.
Em adendo, informo que a reportagem que eu li na Military Watch diz que os coreanos têm a intenção de exportar a aeronave.

Maurício.

Mas a Lockheed está envolvida na fabricação do KF-X, na verdade, creio que o mérito é mais americano do que coreano.

Andromeda1016

Neste projeto a participação da LM se limitou a prestar consultoria para revisão técnica de partes do projeto, logo a LM não participou diretamente do desenvolvimento do avião mas só de forma acessória.

Maurício.

Andromeda, creio que a parceria entre Kai e Lockheed não se limite apenas na consultoria no KF-X, qual e experiência da CS em projetar e produzir caças? Provavelmente deve ter técnicos da Lockheed dando uma mão ao coreanos, Kai e Lockheed já são bem parceiras, o T-50 prova isso.

Last edited 3 meses atrás by Maurício.
Ari Levinson

LM e a Korean Aerospace têm um longo histórico de colaboração iniciado no FA-50, e como você bem apontou as linhas do aparelho denunciam o know how da fabricante norte-americana

Marcos Cooper

“Lockheed posso copiar seu trabalho? pode mas não faz igual. pode deixar”
Antes de desmerecer o esforço coreano,com piadinhas infames,típicas de um paizinho sub-desenvolvido,que nunca vai deixar de ser só isso,lembre-se que nós não temos nada parecido com esse projeto na nossa história. Não temos nem a seriedade nem o compromisso que a Coréia do Sul demonstra com sua defesa.

Up The Irons

Marcos, eu tenho certeza de que se a FAB tivesse interesse e o dinheiro para contratar a Embraer para desenvolver um caça supersônico moderno, conseguiria. Da mesma forma que os sul-coreanos estão tendo pequenas ajudas da Lockheed Martin, poderíamos ter consultoria da SAAB, por exemplo. Temos muita, mas muita gente boa e capacitada no Brasil! Só nos faltam a ambição e a organização.

Marcos Cooper

Exato. Material humano pra fazer temos sim. Militares e políticos com coragem e vontade de fazer nunca tivemos. Nossos politicos,TODOS ELES, não valem nada,não passam de um bando de inútil. Nossos militares são uns bananas. Nem pra defender a classe e suas atribuições prestam. Se a geração que foi pra WWIl fosse essa daí, estaríamos fud#d0s!

Last edited 3 meses atrás by Marcos Cooper
Agressor's

“Marcos Cooper

“Antes de desmerecer o esforço coreano,com piadinhas infames,típicas de um paizinho sub-desenvolvido,que nunca vai deixar de ser só isso,lembre-se que nós não temos nada parecido com esse projeto na nossa história.”

Nós tínhamos sim….já tivemos, só que foi no passado a muito tempo e esta nossa classe dirigente de hoje tenta apagar isso da nossa história a todo custo….

Marcos cooper

tivemos quando? O AMX? O A-1 é o maior exemplo de descaso dessa classe imunda chamados politicos! E esses comandantes da FAB sempre foram outros acomodados com a situção. Agora,mexe no salario deles pra ver acontece…

Oráculo

Belíssimo avião.
O design é um mix de F35 e F22.
De qualquer forma tem tudo pra ser um sucesso comercial.

Sobre o crescimento da indústria bélica sul coreana…
O que um vizinho “guloso” não faz com as forças armadas de um país hein?

eslima70

Mais ainda tem muita dependência, principalmente na questão motorização!

Thiago Roberto Nascimento Santana

Normal, china compra da Rússia, EUA compra do Reino Unido e Canadá e por aí vai, qual necessidade de gastar milhões para desenvolver algo meia boca, se tem aliados que podem vender algo de ponta por um preço barato? Olhe a china, mesmo gastando bilhões, ainda não consegue ter motores equivalentes aos russos e ocidentais.

Rodrigo M

A diferença é que a China gastando bilhões e muitos neurônios, mais cedo ou mais tarde terá motores etc, equivalentes ou até superiores.
.
Não é torcidinha como a maioria aqui faz para país A ou B, apenas uma constatação óbvia.

AMSS

Esqueceu de falar do investimento em espionagem chinesa tbm, maior fonte de tecnologia deles até aqui…

Leandro Costa

Sucesso à eles. Espero que todos os testes transcorram à contento. E quando forem substituir os F-4, que doem um para o MUSAL heheheheh

pangloss

Se quiserem doar um KF-21 daqui a 50 anos, também agradecemos.

Allan Lemos

Parabéns à Coreia do Sul e principalmente à Indonésia, quem dera que uma certa República de Bananas sul-americana tivesse metade do comprometimento deste último em relação à defesa e à soberania.

Thiago Roberto Nascimento Santana

Graças a Deus a gente não tem metade de um vizinho perigosos como a Coreia tem dois.

Adelino

E impressão minha ou os comentários por aqui estão comparando ao um caça de 5° geração?

pangloss

Acho que a comparação fica apenas nos aspectos estéticos, não nas capacidades.

Altair Ignez

Acho que teria sido uma ótima chance para a Embraer e nossa força aérea, ter participado de um projeto desde o início.

Marcelo Andrade

Olha, pensem mais como um futuro complemento . Poderíamos sim fazer acordos com a Coréia do Sul no futuro!

Maurício.

Essa cruza de F-22 com F-35 até que ficou bonita, parabéns para os coreanos, e para os americanos, já que eles também estão envolvidos no desenvolvimento da aeronave.
Uma vez eu falei que esse caça não passaria da fase dos protótipos, acho que vou acabar quebrando a cara.

Emmanuel

Se aumentar o tamanho dele em uns 20%, como fizeram com o F-18, viraria um stealth puro?
Ou teria ainda muito trabalho a ser feito para se chegar lá?

Leandro Costa

Não só uma questão de tamanho em si, mas de peso, balanceamento correto, etc, para que se possa ter baias internas para armamento, e por aí vai. É trabalhoso, mas não é impossível.

Marcelo

o espaço para as baias internas de armamento já está previsto no projeto original, não será necessário aumentar dimensões externas.

Marcos Cooper

100 caças em 10 anos!!!
Enquanto isso o EB comemora ter recebido 10,10,somente 10 HM-4 em 10 anos…

Luís Henrique

120

Rodrigo LD

A apresentação foi em 09 de março mesmo? Não seria 09 de abril?

Rodrigo LD

Vai formar uma bela dupla com o FA-50. Duas aeronaves modernas, bonitas e de menor custo de aquisição e operação.

João Adaime

A diferença entre o Brasil e a Coréia do Sul é apenas uma: A Coréia tem um povo culto, instruído, dedicado aos estudos, trabalhador e patriota.
Tendo isto, o resto é só querer.

Last edited 3 meses atrás by João Adaime
Marcelo

bem, também nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno…apesar do belíssimo trabalho da Coréia com seu caça novo, estão longe de concorrer na aviação civil ou executiva como o Brasil faz.

João Adaime

Caro Marcelo
Me referia ao todo e não especificamente a caças.
Indústrias eletrônica, automobilística, militar, naval, têxtil, siderúrgica e por aí vai. É o maior produtor mundial de semicondutores.
Quanto à Embraer nos segmentos de aviação regional e executiva, realmente, não tem pra ninguém.
Abraço

Wellington R. Soares

A cultura asiática no geral é muito mais “avancada” que os padrões encontrados na América do Sul ou Caribe.
Não por acaso hoje a Ásia é o continente economicamente mais importante do globo (China, Japão, Índia, Coreia do Sul, Taiwan…), tendo passado as pernas na própria Europa.

Emmanuel

E um inimigo que mora ao lado, armado até os dentes e que o quer ver destruído.
Tem que incluir isso aí também.

João Adaime

Prezado Emmanuel
Correta tua observação. Mas meu comentário quis destacar a Coréia do Sul como potência tecnológica e econômica e não apenas militar.
Abraço

Yuri Dogkove

F-22!

Gabriel BR

Ficou muito top

Vilela

40 caças em 2028. Mais do que nossos Gripens, parabéns para os coreanos! Como investimento em BOA educação e parcerias estratégicas são alavancadoras. Digo boa educação pq o sistema de educação na Coréia e no Japão estão anos luz dos sistema brasileiro, que gaste o que gastar o sistema não funciona. Paulo Freire iniciou a destruição do pais. Educação de nossos pais foi muito melhor que a nossa e de nossos filhos!

Wellington R. Soares

Exatamente, dinheiro nunca foi problema para nosso querido governo. Temos muitos outros problemas e dinheiro não estaria no topo da lista.

DSC

Dimensões do KF-21 em comparação com as de outros outros caças modernos:comment image

F-35A – KF-21 – F-22A:comment image

F/A-18E – KF-21 – Eurofighter Typhoon:comment image

Up The Irons

Um complemento: o Gripen E foi alongado em pouco mais de 1 metro em relação à versão anterior, com 15.2 m de comprimento, superando o F-16 e se igualando ao Rafale.

737-800RJ

As diferenças entre a versão atual e a anterior:

images (18).jpeg
Rogerio Schneider

Notável feito da Coreia do Sul. Parabéns ao esforço das lideranças do país. Sempre lembrado que em 1952, a Coreia estava em ruínas restrita ao município de Pusan, uma vez que toda a península estava tomada pelos comunistas. Quando eu critico neste blog que o Brasil é uma republiqueta banana, sempre há os que deseprovam meu comentário. Resta admirar a determinação dos coreanos e nos contentarmos com o atraso e corrupção do Brasil que insiste em comprar pacotes prontos (quando raramente o faz)

Rodrigo M

Ficou bonitinho. Um mini F-22 com capacidades de F-16. Ahaha

Andromeda1016

Com duas turbinas tem certeza que este avião seria comparável ao F-16? No plano inicial essa era a intenção mas com o desenvolvimento do projeto chegaram à conclusão que deveria ser comparado ao F-18.

Renato

Pode até ser.. Em um futuro conforme o projeto avance.
Mas por hora não foi isso que disse a própria fabricante, conforme o texto.
Até porque a coisa não é tão simplista assim, quantidade de motores não define por si só a capacidade de um caça, fosse assim nosso F-5 seria superior ao F-35..

Andromeda1016

Sim você está certo o fabricante diz isso, mas na prática as capacidades do KF-21 estão mais pertos do F-18 do que do F-16. Não era para ser assim, mas durante o desenvolvimento do projeto várias mudanças levaram a esta situação. Em termos de marketing vão dizer que o caça coreano visa substituir o F-16, mas quem comprar vai estar levando um F-18 pelo preço de um F-16 (na verdade mais barato que o F-16 se a estimativa de preço da KAI se confirmar)

willhorv

8 anos e o projeto está nos testes!! Parabéns a Coreia do Sul!
Igualzinho aqui…impressionante a semelhança…ainda mais tendo uma guerra no seu país a poucos 50 anos atrás.
Só sendo sádico e tomando rivotril para entender BR

leonidas

Uns fazem, outros ficam olhando.
No futuro os que fazem se dão bem, e os que se F&¨%$ desenvolvem teses (pelos seus acadêmicos) reclamando de imperialismo, e começa um chororô sem fim atrás de reparação histórica.
A real é que a vida não é fácil para ninguém seja pessoa ou animal, e se vc não se preparar para o futuro ele bate na porta estando ou não pronto para ele, o resto e historia e muito mi mi mi…

Diego

Será que a Indonésia irão realmente comprar esses aviões? Em fevereiro deste ano, reportagem na mídia da Indonésia, citando o chefe do estado-maior da Força Aérea, Fadjar Prasetyo, diz que a Força Aérea planeja comprar 36 Rafales e 8 F-15 EXs. Caso seja confirmado essa informação, será uma bomba para o programa coreano, já que, eles tem atrasado nos pagamentos do programa KF-X. Alias, não é somente na mídia da Indonésia que essa hipótese tem sido noticiado, tem havido especulações persistente também na mídia da Coreia do Sul de que Jacarta deseja se retirar do programa. Tem caroço nesse angu…… Read more »

Andromeda1016

Países ricos como Arabia Saudita, Emirados Árabes Unidos, etc compram armas da Coreia do Sul em segredo há mais de uma década e estão aumentando as compras uma vez que o ocidente está boicotando eles. Estão muito satisfeitos com a qualidade dos mesmos e agora a Arábia Saudita resolveu financiar o aperfeiçoamento de um sistema de artilharia anti drone junto à Hanwha que fabrica esse equipamento. A Indonésia tem fama de caloteira e está mais do que na cara que quer barganhar para ver se arranca o couro dos coreanos com um bom blefe. Sabem que o projeto KF-X precisa… Read more »

pangloss

Isso não preocupa os coreanos. Se a Indonésia sair, o Brasil e a Argentina entram no lugar dela, para encomendar dezenas, senão centenas de novos caças.

shang tsung

eu não acho que argentina vai entrar, estão falidos ate o osso.
E ainda mais não tem mais reservas pros dólares, sendo que agora esta entrando wuan (moeda chinesa), e não sei como que esta a educação na argentina sendo são poucos cidadão que tem acesso a internet e a internet de la não é das boas.

pangloss

Obrigado pela resposta atenciosa, Shang Tsung, mas eu estava fazendo apenas uma ironia.

shang tsung

foi mal ,eu entendi

Kemen

Acho que vi fotos de um stealth meio parecido com esse ai antes, mas não me lembro aonde…

Marquês de São Vicente

Lookin’ good

Nick

Essa relação peso-empuxo impressiona. Deverá ter capacidade supercruise e supermanobrabilidade (se vetorarem os motores). Na parte eletrônica nada revolucionário, somente o estado-de-arte do que existem nos caças mais avançados (exceto F-35).

Design furtivo, mas sem baias internas (à serem acrescentados em uma futura versão). Furtivo sim pero no mucho, mas, mais do que os caças de 4.5ª geração. Será um 4.85ª geração. 🙂

João Ricardo

Muito semelhante ao F 22 americano! Será que terá uma manobrabilidade parecida ??

Alexandre

Capaz de ficar pronto antes do gripen ainda

Renato

Verdade.. Agora comecei a entender.. Aquela conversinha de que o Gripen não vai precisar passar por um MLU ao longo de sua operação pois sempre estará sendo atualizado agora faz sentido.

Ele passará os 30 anos em desenvolvimento, testes, estudos, mais testes… testes.. vídeos promocionais.. Mais um pouco de teste.. Outro videozinho.. teste, teste..

“O caça inteligente!” kkkk Bobos somos nós..

Quando chegarem os 36 (Se chegar mesmo) Já estaremos falando em outro FX. ( O FX2Plus II a saga continua)..
Mas claro… Durante todo esse tempo sempre “Estaremos seguindo o cronograma..”

Alexandre

Pois eh …infinita compra de tecnologia e nunca sendo usado apropriadamente .
Na hora q for usado precisarão gastar mais bilhoes do nosso dinheiro.
Não to falando de partido x ou y aqui to falando de como as coisas sao por aqui

Felipe Morais

Engraçado, jogar a culpa no caça, de um programa FX que virou FX 2 num transcurso de mais de 20 anos.

Não culpem o Gripen pela nossa incompetência.

Rodrigo Maçolla

Bonito avião, me chamou atenção do lado direito o que provavelmente é o canhão orgânico , o que ao meu ver é um acerto dos coreanos manter um canhão mesmo em um projeto moderno….. Mas não consegui identificar onde seria a sonda ou bocal de abastecimento? será que é igual do F-16 e F-22 ??
comment image

DSC

…será que é igual do F-16 e F-22 ??

Sim.
Pelo menos é o que as imagens (CGI) de fundo, na página sobre o avião no website da KAI mostram:
https://www.koreaaero.com/EN/Business/KF_X.aspx

Last edited 3 meses atrás by DSC
Jefferson

Esse tipo de matéria é uma surra para os nossos militares.
10 maior economia do mundo que não produz nada.

Luiz Floriano Alves

Esse projeto torna a Coreia do Sul em polo aeronáutico de exportação. Olhar para a frente é o futuro. Investir em gerações passadas é candidatura para a obsolencia no curto prazo.

Felipe Morais

para os nossos militares é mesmo.

Mas a 10º economia do mundo, no caso, produz bem mais aviões que a Coreia do Sul, viu?
Enfim, não está errado em bater. Realmente é vergonhoso para nós, que temos tudo, ver um país pequeno estar tão mais avançado.

Mauro

Made in Lockheed Martin.

Autorizado pelo Congresso Nacional dos Estados Unidos.

Maurício.

Mauro, tem um pessoal que jura que a Lockheed não está envolvida no KF-X…rsrsrs, tão inocentes…

Nonato

Qual a dificuldade de ter baias internas desde o início?
Depois vão reprojetar o avião?
Não entendi isso.
Se as baias é que aumentam a furtividade por não levar mísseis externamente…
Se bem que poderiam projetar mísseis stealth que não seriam visíveis ao radar a longa distância e poderiam ser levados, em grande quantidade, externamente…

Felipe Morais

Nenhuma dificuldade, afinal é a mesma coisa de fabricar um Corolla né?
Droga, os engenheiros sul coreanos estão complicando demais esse negócio. Bastava conversar com o “gênio” tupiniquim Nonato para ter ideias mirabolantes para simplificar esse negócio todo.
“O pior ignorante é aquele que pensa ser inteligente”.

Munhoz

Já existem projetos de casulos stealth Para combustível e armas, diminuindo o RCS mas não deve ser a mesma coisa, estavam sendo projetados para o F 18 E/F

Nonato

Veja bem… Eles vão projetar um ou dois aviôes? Não é o mesmo avião??? Sua argumentação não bate. Se é um único avião, como é que um não tem baia interna e o outro tem? Dá mais trabalho desenvolver dois aviões do que um… Uma coisa é você projetar um SU 57 com motor temporário e depois colocar outro melhor. Nâo muda a aerodinâmica. Já um avião com ou sem baia interna, teoricamente, muda muito a aerodinâmica, comportamento, desempenho, etc. Se for apenas UM único projeto, o local da baia interna já deve estar separado, etc. Como é que fica… Read more »

Andromeda1016

Caro Nonato, o caça foi projetado com a baia interna desde o início, ou seja, a baia interna ja está aí no avião, só que na fase inicial ela vai ficar desativada esperando que suas partes internas sejam projetadas e quando ficar pronta ela será ativada com as adaptações necessárias para funcionar. Eles estão desenvolvendo por etapas e nesta primeira etapa deixaram muitos elementos de furtividade de fora para ser desenvolvido depois. Isso foi para ganhar tempo e poder lançar o avião mais rápido. Os detalhes para a furtividade estão sendo desenvolvidos como as antenas internas e serão incorporadas na… Read more »

Marcos10

Nonato,
Há uma séries de imagens disponíveis na web onde futuramente poder-se-ia colocar o armamento internamente.
Qual motivo não fizeram isso desde o início? Não sei. A argumentação do Andromeda, porém, é válida.

Tomcat4,2

Show, agora, não pude deixar de notar(e olhei todas as fotos trocentas vezes) q parece ser a cabine/parte frontal da aeronave levemente inclinada pra cima e levei em conta o trem de pouso estar sobre aquele aparelho que puxa a aeronave e tal. Muito bonito e se vê o sensor IRST, bocal de saída do canhão , queria ver os bocais das turbinas, será que fizeram algo parecido com o F-22???

DSC

Os bocais dos motores do KF-21 são iguais aos bocais dos motores do F/A-18E/F Super Hornet, EA-18G Growler, Gripen E/F e Tejas Mk2 pois o motor de todas estas aeronaves é o mesmo (F414 da GE).
https://www.geaviation.com/military/engines/f414-engine
comment image

https://youtu.be/zNtLTLR0Ahk
comment image
comment image

Andromeda1016

EO TGP a ser instalado no KF-21. Equipamento desenvolvido pela Hanhwa e mostrado de forma reservada somente a VIPs.

20210411_224412.jpg
Last edited 3 meses atrás by Andromeda1016
Andromeda1016

EO TGP desenvolvido pela Hanhwa a ser instalado no KF-21

20210411_224535.jpg
Marcos Borges

Seria esse o Baby Raptor?

Andromeda1016

Se já assusta muita gente assim no chão, imagina quando começar a voar armado com tudo a que tem direito …. rsrsrsrs

Armando Rodrigues

65 milhões por aeronave é bastante ambicioso, atualmente um F-16 block 70/72 vende por 67 milhões de dólares e o F-21 – versão ainda mais avançada mas, para já, apenas proposta para a India – vende acima de 70 milhões claro que em 2028, quando planeiam iniciar produção do KF-X, um block 70/72 vai estar bem mais barato, ainda assim vai compensar quando comparadas as capacidades entre um caça de geração 4.5 (F-16 block 70/72) e geração 4.5+ (KF-X) com todos os sistemas integrados de origem enquanto que no F-16 tiveram que ser adicionados depois o Mitsubishi F-X pode também… Read more »

Últimas Notícias

VÍDEO: Pilotos da Embraer falam sobre a campanha de ensaios do caça Gripen no Brasil

A Saab divulgou um vídeo com novidades sobre a campanha de ensaios do caça Gripen no Brasil. O novo caça...
- Advertisement -
- Advertisement -