terça-feira, junho 22, 2021

Gripen para o Brasil

Novo míssil supersônico antinavio para o caça KF-X da Coreia do Sul

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A primeira impressão artística de um novo míssil antinavio supersônico para o caça KF-X da Coreia do Sul foi divulgada

Conhecido localmente como “400mm-class Air-to-Ship Guided Missile-II” (400mm 급 공대함 유도탄 -II), este míssil apresenta uma propulsão ramjet com alcance de 500 km. Espera-se que seja submetido a testes de tiro real em 2026 e entre em serviço com o caça de próxima geração da Força Aérea da República da Coreia (ROKAF), o KF-X, no final de 2020 ou início de 2030.

Uma fonte da indústria de defesa coreana confirmou ao site Naval News que este míssil está sendo desenvolvido pelo fabricante local de sistemas de mísseis LIG Nex1 com a ADD (Agência para Desenvolvimento de Defesa, 국방 과학 연구소). De acordo com a página não oficial do Facebook “Forças Armadas da República da Coreia” (uma fonte confiável de informações militares coreanas com mais de 50.000 seguidores), este míssil em particular é um projeto separado do míssil antinavio furtivo supersônico da Marinha da República da Coreia.

Além da aquisição de mísseis ar-ar de longo alcance Meteor para o KF-X, a Coreia do Sul está desenvolvendo seu próprio míssil de longo alcance, movido a ramjet, além do alcance visual (BVR). De acordo com uma publicação da ADD (Defense Science and Technology Plus No. 248, 2º trimestre de 2020), as tecnologias centrais pesquisadas para o “400mm-class Air-to-Ship Guided Missile-II” serão aplicadas ao novo míssil ar-ar BVR.

Concepção do novo míssil antinavio supersônico para o caça KF-X
Concepção do novo míssil antinavio supersônico para o caça KF-X

Tecnologias como “motor ramjet e tecnologias de enlace de dados garantidas durante a preparação para o desenvolvimento do míssil ar-navio-II poderão ser aplicadas ao desenvolvimento doméstico de mísseis ar-ar de 200 mm sem muita dificuldade”.

É provável que o míssil antinavio de “400 mm” e o míssil ar-ar de “200 mm” compartilhem o mesmo conceito de projeto e forma, embora seus componentes principais sejam diferentes em tamanho. Por meio dessa abordagem de “mesmo projeto, mas de tamanho menor”, ​​a ADD acredita que irá reduzir os custos de produção em massa para o míssil ramjet, que é apontado como uma desvantagem relativa em comparação com a produção de míssil de propulsão de foguete sólido.

Além do míssil antinavio supersônico, o futuro míssil de cruzeiro LIG Nex1 para o KF-X, que foi revelado no Seoul Airshow (ADEX) 2019, será equipado com um buscador IIR (Imaging Infra-Red) e, como tal, pode ser capaz de atingir alvos móveis no mar, além de seu papel principal de ataque terrestre.

FONTE: Naval News

Enquanto isso, prossegue a montagem dos protótipos do KF-X

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Andromeda1016

Finalmente os coreanos vão poder utilizar os mísseis que eles mesmo projetam e constroem para seus caças. Antes os EUA negavam a integração dos mísseis coreanos, obrigando-os a comprar todos os mísseis dos EUA, o que desestimulou os coreanos a desenvolver tais armas, mas agora além do caça desenvolvem os mísseis também. O mesmo princípio se aplica a equipamentos, aviônica e softwares de fabricação coreana. Até hoje o único míssil coreano que eles haviam conseguido instalar em seus caças foi o KGGB, um míssil “burro” adaptado com kit de voo como o JDAM norte americano, contudo como a integração não… Read more »

Andre

Controle do míssel por bluetooth? Você está certo disso?

A jdam é uma bomba, não um míssel, assim como a kggb.

Será que você não confundiu o bluetooth com alguma outra tecnologia de transmissão de ondas de rádio?

Andromeda1016

Bluetooth sim. Foi o que li na matéria que falava do assunto. Penso se não estavam carregando um tablet para programar o kit de voo da bomba planadora.

Andromeda1016

O vídeo abaixo (em coreano) fala do KGGB, sendo que aos 5 minutos e 8 segundos mostra o aparelho utilizado para programar o kit de voo da bomba por meio de sinal de bluetooth.

https://youtu.be/G_4X_ndxDS0

Andromeda1016

Engano meu. Realmente, não é míssil, mas uma bomba burra com kit de asas para voo.

Andromeda1016

Ops …. na concepção artística o míssil foi desenhado de cabeça para baixo. Erro de quem fez o desenho.

Andromeda1016

Mais recente vídeo mostrando a montagem dos protótipos do caça. Matéria totalmente em coreano mas pode se verificar que os trens de pouso já foram instalados sendo que este é o último estágio antes da pintura final para a presentação do protótipo em abril deste ano. A matéria mostra muitas coisas mais mas ao final mostra o processo de montagem automatizado das três seções de fuselagem do caça e o robô projetado especialmente para realizar os furos nela. Segundo engenheiro da empresa enquanto uma pessoa demora entorno de 154 segundos para fazer cada furo, o robô demora apenas 20 segundos,… Read more »

Andre

Pelo ritmo das coisas, provável terem uma centena desses aviões antes dos russos terem uma centena de su57.

Andromeda1016

Acredito que sim. Se não houver imprevistos serão construídos conforme planejado pois precisam aposentar com urgência os F5 e F4.

Roberto Bozzo

Parabéns ao sul coreanos pela determinação e desenvolvimento.
Adoraria que estas fotos fossem de um caça brasileiro, desenvolvido aqui por nossa engenharia e equipamento o mais nacional possível.

Sérgio Luís

Se ele só será furtivo se estiver desarmado então não serve!

Last edited 4 meses atrás by Sérgio Luís
J-20

Já falaram várias vezes que esse caça será da geração 4.5, ou seja, a furtividade dele não precisa ser equiparado aos caças da quinta geração. Porém, ele também serve de ensaio para os coreanos se inserirem na fabricação de verdadeiros caças de quinta geração, uma vez que estarão testando aviônicos e o formato aerodinâmico característico dos aviões furtivos.

Pedro Bó

Considerando que a frota de superfície da Marinha norte-coreana é diminuta e defasada, supõe-se que esse míssil é uma resposta ao desenvolvimento naval chinês.

Andromeda1016

Japonês, chinês e russo em ordem de prioridades.

Reportagens especiais

‘Defesa Store’: a loja online das Forças de Defesa!

Conheça a nossa loja www.defesastore.com.br de produtos referentes aos assuntos tratados nos sites Forças de Defesa: camisetas, canecas, cases de...
- Advertisement -
- Advertisement -