Home Aviação de Ataque Gripen brasileiro voa sobre o Rio de Janeiro

Gripen brasileiro voa sobre o Rio de Janeiro

7689
133

O primeiro caça Gripen brasileiro voou no dia 12 de dezembro sobre o Rio de Janeiro para fotos, acompanhado de um C-130 da FAB.

As fotos deste post em baixa resolução estão circulando nas redes sociais.

Subscribe
Notify of
guest
133 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
1 mês atrás

A população tem que pressionar os políticos a destinarem um percentual fico para defesa e assim conseguirmos recursos para modernizar nossas forças armadas.
O gripen por exemplo, precisamos garantir recursos para pagar o 1°lote e ja comprar o 2° lote porque estamos atrasados demais nessa área …
Eu faço minha parte, e vira e mexe envio sugestões sobre assuntos defesa e outros na páginas câmera e senado.

Last edited 1 mês atrás by Entusiasta Militar
Aguiar Silva
Aguiar Silva
Reply to  Entusiasta Militar
1 mês atrás

Mais recursos? O Brasil é uns dos países que mais investem nas suas forças armadas. Não querendo ser chato sobre o fato das forças armadas investirem 80% do seu orçamento no pessoal e pensões, mas nada justifica a defasagem das nossas forças armadas com esse orçamento gigantesco( para a realidade do Brasil).

Vitor
Vitor
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

Isso, vamo cortar o pessoal e deixamos somente os aparelhos!
Ta serto
Comentário de quem desconhece completamente da força.

Daniel7440
Daniel7440
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Ah, é claro. Nossa Marinha de Guerra tem um efetivo de 80 mil militares. A Royal Navy tem menos da metade que isso, em torno de 30 mil.

Certamente eles não possuem pessoal, só aparelhos né?

A Inglaterra tem muito que aprender conosco…

pangloss
pangloss
Reply to  Daniel7440
1 mês atrás

“Subdesenvolvimento não se improvisa. É obra de séculos.” (Nelson Rodrigues)

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Daniel7440
1 mês atrás

Daniel, a Inglaterra cabe dentro do estado de MG e ainda sobra espaço, Deixa de ficar repetindo a mesma ladainha dos outros!!

Dario
Dario
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

ZEE atual do Brazil: 3.830.955 km2
ZEE UK: 6.805.586 km2

ZEE da Austrália: 8,505,348 km2
Efetivo da marinha da Austrália: 13,650 efetivos + 2,925 reservistas

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Desculpe, Marcelo, mas o raciocínio a ser feito é bem outro: a área de atuação da MB é pouco mais que a costa brasileira (sendo muuuito generoso, vá lá, o Atlântico Sul); a área de atuação da RN é, apenas, o mundo todo (e ela efetivamente atua no mundo todo, com limitações mas atua). Então, é absurdo, sim, que a nossa Marinha tenha o tanto de gente que tem e o tiquinho de equipamento que tem, em contraste com a Marinha da tia Beth…

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Eh muito peao pra cuidar de pouca vaca. E sao eles os monarquistas…

Edison C Durval
Edison C Durval
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Não acho absurdo, acho criminoso!
Como a simulação mostrou duramos pouco mais de um hora em um combate naval.

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

O Reino Unido cabe dentro do MG, tendo uma area equivalente a menos de 3% a do Brasil, porem uma populacao equivalente a 30% a da brasileira.

Edison C Durval
Edison C Durval
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Do tamanho do estado de MG e como você disse e tem muito mais navios de guerra que o Brasil e um contingente menor.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Marinha não e exército para defender porção de terra. A Inglagerra e menor más tem mais navios que o Brasil e opera em todo o mundo.

Salomon
Salomon
Reply to  Daniel7440
1 mês atrás

Rá! Mas nós temos mais dentistas, taifeiros, garçons, motoristas, lavadores e até arrumadores de armário militares! Num conflito que exija capirinha, jacuba, feijoada e varrição de quartel nós vamos arrasar.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Caro Vitor. O EB precisa mudar o paradigma. Precisa empregar menos pessoas e mais tecnologia.

Renato
Renato
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Depois vcs reclamam que só os políticos ficam nas tetas do governo….

Canarinho
Canarinho
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Pelo amor de Deus Vitor, apaga que da tempo de ninguem ver. Nunca imaginei ler um comentario desse

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Esqueça Vitor.. Os especialistas já transformaram esse mantra em lei aqui.
Ai de quem ousar discordar..
Veja seus “thumbs down” kkk..
As Forças deveriam ser comandadas por um conselho formado pelos comentaristas aqui.

Edison C Durval
Edison C Durval
Reply to  Rodrigo M
1 mês atrás

As forças deveriam ser governadas por militares e civis que pensassem mais no Pais do que nos seus salários e aposentadorias. É assim deste de sempre, quem não vê isso é porque quer ter a sua parte no Butim!

sj1
sj1
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Isso, vamos cortar os aparelhos e deixar somente o pessoal, a verdadeira dissuasão são Commandos, FNs, Tropas de selva..

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

Outro dia, o comandante do EB estava falando que as forças armadas têm pouco pessoal kkkkkk

Renato
Renato
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Se botassem os agregados para trabalhar a serviço do país, não precisaria nem de 1/4 do pessoal que tem hj.

PAULO
PAULO
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

Caro Aguiar, os parâmetros usados internacionalmente para medir orçamento não refletem a realidade brasileira. Ao contrário de outros países, o Brasil, a partir do Governo FHC, retirou a Folha de Pagamento de militares ativos, inativos e seus pensionistas do Tesouro e os incluiu no orçamento do Ministério da Defesa. Com isso, qualquer reajuste de soldos, mesmo que para compensação inflacionária, se não houver o correspondente aumento no total orçamentário, implicará em redução de recursos restantes para investimento e manutenção. E, diferente da Saúde, Educação, Programas Sociais, o combate à fome etc, o orçamento de defesa não é prioridade no Brasil…

Vitor
Vitor
Reply to  PAULO
1 mês atrás

Disse tudo.
Aí os especialistas de “nada” acima querem comparar x com y
Ninguém quer ter o trabalho de comparar o x com x.

João Augusto
João Augusto
Reply to  PAULO
1 mês atrás

“E, diferente da Saúde, Educação, Programas Sociais, o combate à fome etc, o orçamento de defesa não é prioridade no Brasil…”

Não deve ter lido nenhuma das notícias recentes sobre o orçamento brasileiro.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  PAULO
1 mês atrás

Cara o orçamento da Educação, Saúde e de outras pastas, são contabilizados sim a folha de pagamento dos servidores, o FUNDEB que corresponde ao financiamento da Educação Básica é composto de 60% folha, 40% custeio, isso é regra orçamentária.
Analisem um orçamento municipal, de toda a arrecadação e repasses da União e Estados, a lei estipula os seguintes percentuais, 60% folha, 25% educação e 15% saúde, sobra o que para investimentos? Nada, se quiser construir, reformar, asfaltar, tem que mendigar a deputados através de emendar, ou emprestar dinheiro.
Abs

Edison C Durval
Edison C Durval
Reply to  PAULO
1 mês atrás

Paulo, acredito que o que o FHC fez foi expor a ferida, pois o valor da folha de pagamento de inativos das forças armadas é uma das coisas mas insanas da economia brasileira.

Busque na Internet e cruze os dados dos Inativos das forças nos demais países do mundo, o Brasil é uma farra que só pode continuar com a sangria da aposentadoria das funcionários não governamentais, uma hora essa bolha vai explodir e acabar em um novo golpe militar.

O Brasil vive de golpes militares a cada 20/30 anos é só olhar a historia do País.

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

Vejo sempre questionarem as “pensões” como se fossem o vilão dessa hestória. Minha mãe é pensionista da MB. Por acaso, na iniciativa privada, após a morte do titular, não se deixa pensão para as viúvas ? A diferença reside no fato de as empresas não ficarem responsáveis por essas pensões. O ônus passa para a União, através do INSS. Não seria o caso de se desonerar a Armada, passando esse custo para um fundo de pensões das FFAA? Assim desafogaríamos o caixa para investir na atividade fim.

Questões complexas não podem ser resolvidas com olhar simplista.

João
João
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Bem, as regras do INSS para as pensões civis não chegam nem próximas das regras para as pensões militares. Masss, pouca farinha o meu pirão primeiro.

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  João
1 mês atrás

Essa questão deve ser levada em consideração quando da criação do fundo de pensão mas, hoje em dia já não é tão relevante como já foi. Principalmente as praças.

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  João
1 mês atrás

Masss, pouca farinha o meu pirão primeiro.”

Não é bem assim. Tenho uma irmã solteira e ela não recebe essa pensão. Agora, já que não temos outra opção no momento, você há de concordar que deixar minha mãe sem seu sustento também não seria justo. Meu pai, já falecido, era ex-combatente e carregou sequelas da guerra a vida inteira. Abandonar-nos a nossa própria sorte não resolveria o problema da administração militar e criaria outro problema.

MCruel
MCruel
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Obviamente ninguém está falando do caso da sua mãe, Ernani. Eu tive uma professora de faculdade, Doutora em Direito, 3 filhos, não casou pra continuar ganhando pensão. Posso até te dar o nome no privado, se quiser, mas não vou expo-la ao público.
É disso que reclamamos!

João
João
Reply to  MCruel
1 mês atrás

Exatamente! Perfeito.

Salomon
Salomon
Reply to  MCruel
1 mês atrás

De cabeça posso lembrar de 3 casos quase idênticos ao dessa professora. Tem milhares.

sj1
sj1
Reply to  Salomon
1 mês atrás

As celibatárias do EB, hahaha

Renato
Renato
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

O problema está na constituição.
Enxugar setores e pessoal como os EUA é a solução.
Terceirizar pessoal técnico.

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  Renato
1 mês atrás

Como disse, Questões complexas não podem ser resolvidas com olhar simplista. Tem muita coisa para ser revista, não apenas as pensões.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Foi assim no passado, por meio do Montepio Militar. Mudou em 67, com Costa e Silva. Pra nossa desgraça. O Montepio era superavitário. Agora somos a ¨ovelha negra¨ das despesas do GF. E somos milionários: caviar, vinho, lagosta e charutos…

Bille
Bille
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Se o povo que fala esse monte de abobrinha estudasse a história do montepio militar, estaria pedindo desculpa, ao invés de repetir o mantra da folha de pagamento e discurso de pensão.

Edison C Durval
Edison C Durval
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Na iniciativa privada a pensão corresponde a 100% do salario do mesmo funcionário com função igual ao do marido morto??

O Problema no Brasil é que o pirão é pouco e o meu peixe vem primeiro,

Rafaelsrs
Rafaelsrs
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Quando um militar reformado morrer e sua cônjuge passar a receber 50% do valor da sua aposentadoria a gente volta a conversar sobre isso. Nem vou entrar na seara das filhas solteiras.

Gustavo
Gustavo
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

Exatamente… enquanto o recurso da força for majoritariamente para a “obesa” folha de pagamento e principalmente pensões, a força não vai evoluir, nem qualitativamente nem quantitativamente.
A conta era para cada 1 real investido na força, 75 centavos vão para pensões e folha. Hoje ou está pior ou igual, mas com ctz não melhorou.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

PARE com esse negócio de pensões, pelo amor de Deus. Esse negócio de pensão já acabou, cara. Foi até mesmo determinado o ano pelo MD em conjunto com as FAs de que, daqui pra frente, isso não acontecerá mais. Isso já está resolvido, só que, o resultado prático dele só vai aparecer daqui a uma geração, pelo menos. Não é algo de imediato e tampouco pra amanhã. Foram por volta de 6~7 gerações pagando isso, agora, não tem mais, isso acabou, foi pro saco, beleléu, evaporou, explodiu. As FAs estão procurando enxugar as despesas e mesmo assim ainda tem gente… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Welington S.
Flanker
Flanker
Reply to  Welington S.
1 mês atrás

As pensões dos militares ficam para as esposas. Quando elas morrem, ficam para as filhas que não casarem. A partir do ano 2000, mais ou menos, os militares que tiverem interesse em deixar pensão para as filhas, acrescenta 1,5 pontos percentuais sobre o seu desconto previdenciário. Só que 1,5% é muito pouco…..não significa quase nada. E por que os militares podem ter essa possibilidade e o restante dos trabalhadores, não?

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Então…. Concordo…. Por óbvio que a carreira militar tem algumas peculiaridades e não devem ser esquecidas, mas existem algumas coisas que não podem ser ignoradas, o financiamento dessas aposentadorias e pensões é uma delas.

Last edited 1 mês atrás by Wellington Góes
Camargoer
Camargoer
Reply to  Entusiasta Militar
1 mês atrás

Caro Entusiasta. O orçamento militar brasileiro é grande mas mal executado. Muitos gastos com pessoal e pouco investimento em tecnologia, principalmente no EB que consome 2/3 dos recursos.

João
João
Reply to  Entusiasta Militar
1 mês atrás

Grana/recursos é o que não falta. Falta é gestão. Infelizmente muito dessa grana toda vai para algumas filhas de ex-militares que se negam a casar. Se não estou enganado, é coisa de bilhão. Chamam isso de direito adquirido.

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  João
1 mês atrás

A questão da filhas solteiras já foi resolvida. As que tinham esse benefício, continuam recebendo mas, desde 1992, não há mais concessões nesse sentido.

Joao
Joao
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Certíssimo! No entanto o pagamento continua. Quantas reconheceram o casamento e abriram mão da pensão?

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  Joao
1 mês atrás

É verdade, reconheço. Nesse caso resolveram preservar o “direito adquirido”. Não é ilegal mas é imoral. Poderiam abrir uma averiguação e cassar essas pensões.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Joao
1 mês atrás

Tenho falado disso a anos…

Paulo
Paulo
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Então tenho que avisar as duas filhas de um falecido militar de alta patente, que elas não tem direito desde 1992, apesar de receberem as pensões desde 2003.

Ahhhh…mais um aspecto.

Ambas são casadas, embora is dasamentos não estejam registrados.

Paulo
Paulo
Reply to  Paulo
1 mês atrás

*os casamentos

Eduardo
Eduardo
Reply to  ERNANI BORGES
1 mês atrás

Foi em 2001 a reforma. E só para militares novos que entrassem em 2002. Ou seja, tem filha que vai receber e ainda nem nasceu.

João Adaime
João Adaime
Reply to  João
1 mês atrás

Sem tomar partido mas apenas com o intuito de esclarecer:
O benefício da pensão vitalícia para filhas de militares foi extinto em 2000 para servidores admitidos a partir daquela data, mas quem já integrava o quadro das Forças Armadas pode optar pelo pagamento de um adicional de 1,5% na contribuição previdenciária para manter o privilégio.
Portanto, quem já estava nas Forças Armadas até o ano 2000, se continuou pagando os 1,5%, quando morrer deixará pensão vitalícia para as filhas “solteiras”.

Mercenário
Mercenário
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

João Adaime,

Módicos 1,5%, diga-se de passagem.

Um autônomo paga aos INSS 20% dos seus rendimentos, limitado ao teto, para garantir uma aposentadoria que está cada vez mais distante.

Uma verdadeiro abismo.

Alguns são mais brasileiros do que os outros.

sj1
sj1
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

Eu pago 14% de alíquota ao fundo de previdencia a que pertenço, e não vou deixar pra nenhuma solteirona celibatária.

Last edited 1 mês atrás by sj1
ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  João
1 mês atrás

Conheço cinco filhas de militar,já “casadas”,com filhos e até netos…

Shiryu
Shiryu
Reply to  Entusiasta Militar
1 mês atrás

Trabalhei alguns anos na MB. Sim, gastam dinheiro mto mal. Como todas as forças armadas. Não deveria existir mais a função de taifeiro, a não ser noite navios. Praça darmas e rancho dos praças? Era pra comer todos no mesmo local, existe toda uma equipe para cozinhar em cada rancho. Em OM de terra era pra ser terceirizado ou feito por civil. Carro pra buscar oficial em casa? Na minha rua tem um, fica um candango dentro do carro esperando por mais de meia hora para o oficial descer e ir trabalhar. Pega aí o soldo de um cabo ou… Read more »

Paulo
Paulo
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

Nada melhor que um fato concreto! Triste ler essa realidade

Flanker
Flanker
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

– Hospitais militares em cidades que possuem outros hospitais publicos ou privados? Pra que? Os militares tem plano de saúde. Podem ser atendidos em qualquer clínica ou hospital que atendam planos de saúde. – A FAB possui a Casa Gerontologica Brigadeiro Eduardo Gomes.(talvez EB e MB possuam similares) Para que? Depois de idosos os militares não podem arcar com os custos de sua saúde, moradia e afins? – Colégios Militares (ensino fundamental, a partir da 6a serie e ensino médio) – para que? Todos os alunos das escolas de formaçâo de sargentos e oficias recebem somente candidatos oriundos de Colegios… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Flanker
Shiryu
Shiryu
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Existem várias, muitas coisas que podem ser mudadas. As forças armadas são anacrônicas, precisam de uma mudança de mentalidade urgente! Será que já não deu tempo demais para perceberem que não dá pra fazerem planos mirabolantes pq o orçamento SEMPRE foi pequeno. O orçamento está totalmente fora do controle militar, mas os gastos com pessoal sim.

O pior é que não temos políticos capazes de questionar essas coisas. Uns tem medo e todos desconhecem o assunto.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

Por aí… A muito tenho falado disso. O desconhecimento da classe política ajuda a manutenção do status quo dessas coisas… E o alto oficialato prefere que continue assim…

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Quem te disse que militar tem plano de saúde? O cabo corneteiro? Não fala o que você não sabe.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

O Fusex é o que? E mesmo que não existisse o Fusex, poderiam aderir à um plano de saúde corporativo. Para que ter pessoal de saúde de carreira? Médico, dentista, farmacêutico , enfermeiro -militares – tem que existir em unidades militares onde não hajam hospitais, clínicas, etc…….não tem justificativa manter uma estrutura de saúde desse tamanho, onde na maioria das vezes é redundante, pois tem outros hospitais públicos e privados com médicos e outros profissionais e laboratórios que atendem por convênio com o Fusex. E por que tratar com ironia? E se fosse o cabo corneteiro?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

O FUSEX é o PRÓPRIO SISTEMA DE SAÚDE DO EB! Assim como o FUNSA é o da FAB! Os militares serão SEMPRE atendidos em hospitais militares (das três Forças). Se, e somente se, não houver determinada especialidade no local, daí sim (após aprovação superior)o militar poderá será atendido em hospital civil. Se pagar do bolso, em ALGUMAS situações, poderá ter reembolso. Continua postando bobagem… Pergunta primeiro, ou vá se informar melhor.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Tem trocentos médicos e laboratórios de imagem, de análises clínicas, etc, etc, etc….que atendem pelo Fusex. E com eu disse antes, não tem nexo toda uma estrutura militar para manter um hospital!! Aqui em Santa Maria, RS, tem vários hospitais, centenas e centenas de médicos das especialidades que vc quiser……clínicas de todos os tipos….e tem um Hospital do EB e, dentro da Ala 4 tem um Esquadrão de Saúde que, nesse caso, equivale a um hospital. Ambos tb tem dentistas e laboratórios de análises clinicas. Pergunto: Precisa? Deixa esses serviços para onde precisa de fato….interior da Amazônia, PEF do EB,… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Flanker, e os militares em Sta Maria são atendidos nos seus respectivos hospitais. E, os da FAB, são atendidos, também, no do EB naquelas especialidades ausentes no Esquadrão de Saúde da Base. Da mesma forma que eu era atendido no HGU-PV, do EB, em Porto velho, nas especialidades que não havia no ES da Base.
O HGU-Tabatinga (que é um hospital de ponta), atende, além dos militares do EB, TODA a população de Tabatinga. Não fosse o EB,a população de Tabatinga MORRIA! Ou você acha que um médico civil quer morar lá? Conhece Tabatinga? Eu sim.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Aí você tocou num ponto interessante. Tabatinga é sim, um local onde cabe muito bem um hospital militar como aquele que existe lá. Mas, as Forças Armadas NÃO SÃO: serviço de saúde, construtora de estradas, escolas, polícia, transportadora, etc…..mas, no Brasil fazem todos esses serviços e muitos mais. Isso é responsabilidade do Estado, mas através do SUS, Min. Saúde, Min. Infraestrutura, Min. Educação, etc…..qualquer coisa que precisem, chama as FFAA…..Esses trabalhos não são dos militares, exceto em caso de calamidade pública……assim, o orçamento para investimentos, que já é pequeno, fica menor ainda. Quanto ao que vc escreveu sobre Santa Maria,… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Quando não mais de um hospital militar… É comum vermos um hospital da Aeronáutica, outro da Marinha e outro do Exército, todos na mesma cidade… No RJ então…. Será que não poderia existir um único hospital das FORÇAS ARMADAS?! Ok, entendemos a peculiaridade da vida militar, mas precisa de tanta descentralização assim?!

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Wellington Góes
1 mês atrás

Nisso, concordo com você. Em Brasília, há o HFA. E atende o SUS também. Minha filha nasceu lá.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Mas, é isso que quero dizer. Será que um hospital militar, com todos os custos envolvidos (pessoal, infraestrutura predial, equipamentos, aparelhos médicos e de diagnóstico, medicamentos, água, energia, telefonia, informática, etc) é mais barato do que um plano de saúde de abrangência nacional?? Será que um dia pararam e fizeram esses cálculos?

Flanker
Flanker
Reply to  Wellington Góes
1 mês atrás

Pois é isso mesmo! Não tem porque essa sobreposição de meios……e custos!

Paulo
Paulo
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

Aqui em Curitiba tem vários oficiais do EB com pelo menos 1 soldado para cada um, fazendo a ‘segurança’ da casa deles.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Paulo
1 mês atrás

Mentira.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Quantos militares fazem a guarda das vilas militares residenciais??

sj1
sj1
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Já fiz guarda na residencia dessa turma.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Depende do tamanho da vila. Em Porto Velho eram dois, pra centenas de casas. E, ano passado, um Capitão foi assassinado, lá, dentro da própria residência.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Sinto muito pela morte dele, mas tb sinto muito pelas mortes de milhares de brasileiros ocorridas anualmente, tb dentro de suas residências. Vivemos no Brasil. Quem quer mais segurança , contrata empresas de vigilância, coloca alarmes, cercas eletrificadas, etc…..E Porto Alegre tem 2 militares fazendo a segurança? Aqui em SM, na Vila militar do EB tem sempre, no portão de entrada, entre 4 e 5 militares…..na Vila Residencial da ala 4 tem sempre mais do que 2 militares no portão……enfim, o Brasil tem que ser de todos…..tanto o bom como o mau Brasil…..

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Tinha 4 no portão da Vila, em Anápolis, também. 95 casas.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

E, sinto muito pelos 60 mil brasileiros assassinados anualmente, por várias razões, dentre elas, governos estaduais que não valorizam suas polícias, e desviam recursos que poderiam ser aplicados na segurança pública. Por isso, ando armado! Ainda bem que tenho porte. Mas, quem votou na esquerda, desarmamentista, reze pra Deus!

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Concordo plenamente…..e não votei na esquerda, em nenhuma eleição…..quando teve o plebiscito que queria proibir o comércio de armas no Brasil, votei contra…… mas, traficante, assaltante, bandido, miliciano não compram armas legalmente…..só não acho que pensar de forma dicotômica resolva alguma coisa. E governos estaduais desviam, sim, verbas da segurança pública para outras pastas…..e são governos tanto de esquerda como de direita.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Editores, cadê meu outro comentário?

João
João
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

Não vamos esquecer dos 300 dentistas da MB. Haja boca!!!!!

sj1
sj1
Reply to  João
1 mês atrás

Um desses tristes só fez besteira em meus dentes, depois na vida civil tive que pagar para arrumar.

sj1
sj1
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

Absurda essa situação, acrescento ainda que, praticamente cada OM tem sua banda, cheia de efetivos, pois quase não tem recrutas lá.

Luciano do Prado
Reply to  Shiryu
1 mês atrás

Aqui em Curitiba fui fazer um atendimento num dos hospitais militares. Na porta ficam os milicos, um confere o número do RG, passo pro outro conferir, que passa pra um terceiro anotar e tem um quarto pra dizer que “pode entrar”.

RENAN
RENAN
Reply to  Entusiasta Militar
1 mês atrás

Vote no projeto de lei lá no senado
Procura Renan Dias leite

Paulo
Paulo
1 mês atrás

Sensacional!!! Parabéns a FAB! Como vocês evoluíram nos projetos de modernização da força. Quem viu e acompanhou a FAB na década de 90 sabe o que ela passou. Também estão tirando de letra com o processo de modernização da gestão de pessoal. Que sirva de exemplo para a MB.

Aguiar Silva
Aguiar Silva
1 mês atrás

Gripen+ Rio de Janeiro= perfeição. O nosso país é lindo, não tem uma região do Brasil que não seja bonita! Precisamos amar mais o nosso país.

Funcionário da Petrobras
Funcionário da Petrobras
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

No dia que o Gripen sobrevoar a capital paulista, se bem que serviria para o Estado também, haja vista do parque aeroindustrial do interior, minha frase será mais ou menos assim:
“Gripen + São Paulo = desenvolvimento. Locomotiva do Brasil.”

Mauro Cambuquira
Reply to  Funcionário da Petrobras
1 mês atrás

É bem por aí! No Rio, a cidade que eu gosto e muito, só a foto do Gripen NG ilustrando a cidade da beleza não se põe a mesa. Tem que se ter mais defesa. Pois se a locomotiva paulista passar por lá não restará nem os trilhos das lembranças assim como a carteira do Sr. maquinista. Infelizmente…

V12 aero
V12 aero
Reply to  Aguiar Silva
1 mês atrás

Verdade teve sorte de não ter levado nenhum tiro.

CARLOS
CARLOS
1 mês atrás

Quem é o piloto?

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  CARLOS
1 mês atrás

sweden

JCuritiba
JCuritiba
Reply to  CARLOS
1 mês atrás

kkkkkkkkkkkkkk
Até que essa pergunta demorou…

Rafael
Rafael
Reply to  CARLOS
1 mês atrás

Marcus Wandt, piloto de testes da Saab, uma vez que a unidade ainda não foi entregue em definitivo para a FAB.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Rafael
1 mês atrás

Pilotos brasileiros já voam a aeronave. Acho, não posso afirmar, que não era o Marcus. Recebi um zap dum amigo, turma de baixo, Adelphi que voa na EMBRAER, que já solou o F-39.

Augusto
Augusto
1 mês atrás

Coisa linda de se ver.

Caio
Caio
1 mês atrás

É uma bela visão, espero que pelo menos consigamos mais aeronaves, além das 36 contratadas.

Last edited 1 mês atrás by Caio
Wagner
Wagner
1 mês atrás

Ja ta ficando chato… daqui a pouco: Gripen voa mais uma vez! Gripen passou uma nuvem, sera que molhou? Gripen troca oleo pela primeira vez! Gripen abastecido, sera que foi ate a tampa? Gripen tomou banho pela primeira vez!
Acidez à parte, a geografia do litoral do Rio de Janeiro eh linda e sempre rende belas fotos.

Last edited 1 mês atrás by Alexandre Galante
pangloss
pangloss
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Parece aquela fase em que uma família recebe um recém-nascido, e todos os assuntos convergem para o bebê.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Brasileiro é f… ! Se você não solta nem uma nota de rodapé,o pessoal acha “chato”,porque não está havendo informação sobre a aeronave,que a FAB está escondendo o jogo,que talvez esteja havendo algo errado e começa as teorias conspiratórias…

Aí é solta imagens da aeronave em serviço,voando tranquilamente,mostrando que tudo está correndo bem,mas aí já está ficando “chato”,vai lá entender…



Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Adriano, nem me esforço mais para dizer a mesma coisa… oh complexo de viralatas !!!

Luiz Antonio
Luiz Antonio
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Caro Adriano Madureira
Não são as questões de criticas, quaisquer que sejam as notícias, e muito menos essa besteira de “complexo de vira-latas”, aliás chega a ser elogio porque os vira-latas são a “raça” que melhor desempenho têm demonstrado em treinamentos e ações diversas. Deixando as questões caninas de lado, o comentário do colega refere-se às noticias sem nenhuma relevância com a mesmice de sempre de alguns colegas que chegam ao orgasmo a toa (ejaculação precoce possui tratamento aliás).
Abraços

Last edited 1 mês atrás by Luiz Antonio
Vitor
Vitor
1 mês atrás

Alguem sabe informar quando receberemos os simuladores de Vôo do Gripen?

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Ceteris paribus, final do primeiro tri ou início do segundo do ano que vem.

José de Souza
José de Souza
1 mês atrás

Eu vi!
Moro em Laranjeiras, no cone de descida do Santos Dumont. Acostumado com as turbinas em pousos e decolagens normalmente de manhã cedo e à noite estranhei um barulho diferente quando lavava louça à tarde.
Vi, perplexo, o Hercules e um caça, que achei inicialmente que era um F-5M, mas não fazia o menor sentido. Peguei o celular para dar zoom e vi a silhueta do Gripen!

Mauro Cambuquira
Reply to  José de Souza
1 mês atrás

Você foi rápido no gatilho hen? Meu celular nunca está disponível no momento. (rs)

José de Souza
José de Souza
Reply to  Mauro Cambuquira
1 mês atrás

Mas esqueci de tirar a foto! Kkk

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Que fotos lindas!

Up The Irons
Up The Irons
1 mês atrás

Imagens lindas! Queria em alta resolução aquela com o Pão de Açúcar atrás e a outra na Base Aérea de Santa Cruz, com o Hangar do Zeppelin ao fundo. A da Marina da Glória também está show! Que venham mais 36!

Canarinho
Canarinho
1 mês atrás

Vamos ao que interessa. Quando sera a assinatura de compra do segundo lote?

Flanker
Flanker
1 mês atrás

Belas imagens….a foto do Gripen em frente ao hangar do Zeppelin é histórica! Todos os modelos de caças da história da FAB já passaram por ali.

Eron
Eron
1 mês atrás

Ontem vi pela primeira vez o KC-390 aqui na Base Aerea dos Afonsos. Coisa linda demais…

Leandro Costa
Leandro Costa
1 mês atrás

Eu fiquei P da vida com isso hehehehe

Porque eu ouvi ele passar, mas não deu para ver nada na janela e não havia nada no flight radar. Acabei sabendo que era o Gripen pelo meu sogro ontem. E ainda falei que se fosse para fazer fotos, poderiam colocar um KC-390 junto.

Ei que neste momento, no flight radar o KC-390 PT-ZNG está ali dando voltas na vila militar, provavelmente tendo decolado dos Afonsos e imagino que esteja fazendo testes ou com paraquedistas ou com lançamento de carga ou ambos. Bem que poderiam ter tirado fotos dos dois juntos.

Cristiano GR
Cristiano GR
1 mês atrás

Belas fotos!

Mais interessantes, ainda, serão quando tivermos fotos de 2 voando “armados até os dentes”.

Silvano
Silvano
1 mês atrás

O KC-390 que está voando agora no Rio está voando mais lento que os helicópteros que estão sobrevoando aquela área, ou seja, não deve ter problema de Revo com essas aeronaves.

KC-390 voando a 130 Kts… mais lento que os helicópteros.

Para saber sobre as atividades do KC-390 no Rio de Janeiro agora devemos esperar as informações dos sites de defesa profissionais.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás
Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Cara, queria saber por que será que um cidadão dá deslike nesta notícia? Será funcionário da Airbus?

Mario José
Mario José
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

O Marcelo, como diz o amigo lá do outro canal deve ser esse tal de vira-latas, só sabe falar mal do Brasil..

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Portugueses?

Luís o As
Luís o As
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Lendo a noticia a empresa está diminuindo a frota porque está com prejuízos de 200 milhões por ano. Só escolheram o Embraer porque são mais novos.

Renato B.
Renato B.
1 mês atrás

As fotos me lembraram o HAWX, aquele arcade de combate aéreo que tem uma fase do jogo no Rio.

Mario José
Mario José
1 mês atrás

Show essas imagens, mas deixando de lado o Gripen, hoje um C 390 ficou dando uns rasantes aqui no Rio, sobre a av. Brasil, deu várias varias voltas cara o bichinho e bonito parece um falcão. Lindo lindo, morram de inveja. Parei o carro e fiquei admirando, só não deu pra filmar..Abraços

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Mario José
1 mês atrás

Lançando pqd nos Afonsos.

nonato
nonato
1 mês atrás

Reitero sugestão. Alguém faça um comparativo abrangente entre as forças armadas de diversos países para entendermos o que há de errado no Brasil. O efetivo é muito elevado? Os salários são muito altos? Os benefícios da reserva são mais cedo? Idade e tempo menor do que em outros países? O valor gasto com defesa é baixo? Poderiam fazer uma análise abrangente, usando por exemplo percentual do PIB/defesa; salários das forças armadas em relação à população em geral ou atividades semelhantes; efetivo/ território, efetivo/população; efetivo/PIB, etc. Onde gastamos mal? Temos bases demais? Temos pessoal administrativo em excesso? Banda de música, área… Read more »

Wellington
Wellington
1 mês atrás

Nossos militares e sua tara pelo Rio de Janeiro, nada contra a cidade que é linda mais uma pena para o país que ainda não conseguimos sair da década de 40 e 50, para as forças armadas o Brasil se resume ao litoral carioca ou Ipanema e Leblon na manhã e clube militar botafogo a tarde!!

Gilson
Gilson
1 mês atrás

Esqueceram de falar das fotos: gente não sei se vocês notaram as fotos tiradas no Rio de Janeiro, ( capital ) do Gripen, ficaram lindas.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Brasil sil, sil!
Feliz de ver gripe nf nos céus do brasil

Wellington Góes
Wellington Góes
1 mês atrás

Que tal, naquela simulação da “Operação Pólvora”, substituir os A-1, F-5 e A-4 por Gripens?! De repente, o resultado pode não ser tão vergonhoso… Fica a dica…

Msomoz
Msomoz
1 mês atrás

Pô. sacanagem. Não aparece nenhuma favela?

Luiz Floriano Alves
Reply to  Msomoz
1 mês atrás

Temos que integrar os eletronicosa e armamentos. Cimi arma e não como demonstrador da FAB. Está mesmo ficando chato. Será que algum sistema não está disponível? Temos o canhão da Mauser? O Radar AESA? O missil anti radiação e o anti navio? Etc…