Home Aviação Militar Aeronave não tripulada Boeing ‘Loyal Wingman’ completa o primeiro táxi

Aeronave não tripulada Boeing ‘Loyal Wingman’ completa o primeiro táxi

3125
44

AUSTRÁLIA — A aeronave não tripulada Boeing Loyal Wingman em desenvolvimento com a Força Aérea Real Australiana (RAAF) se movimentou recentemente sob sua própria força pela primeira vez, um marco importante para a aeronave que deve fazer seu primeiro voo este ano.

“A Força Aérea tem parceria com a indústria para garantir que possamos encontrar soluções inovadoras para atender às nossas prioridades futuras”, disse o Vice-Marechal Cath Roberts, Chefe de Capacidade da RAAF. “O projeto Loyal Wingman da Boeing é um exemplo perfeito do que essa abordagem colaborativa pode alcançar.”

“Ver o protótipo entrar na pista para este teste de táxi de baixa velocidade é um momento emocionante – outro marco significativo de desenvolvimento antes de seu primeiro voo.”

Atingindo a velocidade máxima de 14 nós (aproximadamente 16 mph, ou 26 quilômetros por hora), em solo, a aeronave demonstrou diversas atividades durante as manobras e paradas sob comando.

“O táxi de baixa velocidade nos permitiu verificar a função e integração dos sistemas da aeronave, incluindo direção, frenagem e controles do motor, com a aeronave em movimento”, disse Paul Ryder, gerente de testes de voo da Boeing Australia.

Três protótipos Loyal Wingman serão a base para o Airpower Teaming System que a Boeing oferecerá aos clientes em todo o mundo.

A aeronave voará ao lado de outras plataformas, usando inteligência artificial para essas missões de equipe. Possui design avançado e características de voo, incluindo uma seção modular do nariz que é customizável para necessidades específicas e uma abordagem convencional de decolagem e pouso adequada para muitas missões e tipos de pista.

“A independência da pista garante que a aeronave será um sistema altamente flexível e adaptável para nossos clientes globais”, disse o Dr. Shane Arnott, diretor do programa, Boeing Airpower Teaming System. “Este último teste marca a primeira movimentação não tripulada completa do Loyal Wingman com nossos parceiros australianos e nos leva um passo mais perto do primeiro voo.”

A Boeing é a maior empresa aeroespacial do mundo e fornecedora líder de aviões comerciais, sistemas de defesa, espaço e segurança e serviços globais. Como um dos principais exportadores dos EUA, a empresa oferece suporte a clientes comerciais e governamentais em mais de 150 países. Com base em um legado de liderança aeroespacial, a Boeing continua a liderar em tecnologia e inovação, atendendo seus clientes e investindo em seu pessoal e no crescimento futuro.

FONTE: Boeing

Subscribe
Notify of
guest
44 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Edison Castro Durval
Edison Castro Durval
1 mês atrás

The “Skynet” begin?

Não me sinto confortável quando se mistura IA e armas!
Não temos maturidade para criar armas burras, imagina inteligentes!
Para mim é uma temeridade misturar essas coisas.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Edison Castro Durval
1 mês atrás

A DARPA já está simulando combates do tipo “dogfight” entre pilotos de combate e sistema de AI; e o resultado foi que a AI venceu todos os combates. A tecnologia já existe. A questão é puramente política que é a de autorizar que máquinas utilizam força letal contra seres humanos de forma autônoma.

Teropode
Reply to  Edison Castro Durval
1 mês atrás

Mas é por isso que boto fé 😃

Wagner
Wagner
1 mês atrás

O futuro chegou, quer gostemos ou não.

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

Run America, run! Estão ‘um pouco’ atrasados. Em tempo. A Boeing já não é mais a maior empresa do setor no Mundo. Foi ultrapassada pela Airbus, quer em entregas de aeronaves, quer em faturamento. Com a pandemia, pode até ter sido ultrapassada pela AVIC da China, tendo em vista os problemas apresentados pela empresa nos últimos meses com o 737-MAX. Pelos últimos dados da Fortune Global 500, em 2018 a Boeing tinha faturado US$ 101 bi, sendo que o faturamento caiu para US$ 70,6 em 2019. Em 2020 o tombo deve ser gigantesco, por motivos óbvios. A Airbus faturou US$… Read more »

Barba
Barba
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Nunca deve-se subestimar os EUA. Vide a corrida espacial, começaram atrás da URSS e em pouco tempo atropelaram… Sei que o momento é circunstâncias agora são outros, mas…..

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Barba
1 mês atrás

Barba

Se vc quiser saber um pouco sobre a situação da Boeing e das empresas de transporte aéreo americanas, segue artigo de agora (22/10) de um site americano de negócios.

https://www.marketwatch.com/articles/what-steep-airline-losses-earnings-mean-for-boeing-stock-51603377732?mod=mw_latestnews

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

E o que isso tem a ver com a aeronave da matéria? Apesar da sua torcida contra, ela está sendo desenvolvida e andando em frente…..mesmo com toda a crise da Boeing……se a Boeing falir, esse projeto ou outro semelhante passa para a LM…..ou para a Northrop-Gruman….ou para a General Atomics…..

Barba
Barba
Reply to  Flanker
1 mês atrás

É exatamente isso que imaginei. Os EUA não dependem exclusivamente da Boeing para o desenvolvimento de aeronaves não tripuladas. Se ela falir um dia(duvido) há outras para tomarem seu lugar.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Barba
1 mês atrás

Sim.
Mas, se uma empresa em dificuldades é quem toca o projeto, qualquer percalço atrasa ainda mais o já atrasado programa americano.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flanker
1 mês atrás

É só para dar uma ‘desanimadinha’ na rapaziada mais entusiasmada.
Por isso o ‘em tempo’.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Quem tem ânimo e entusiasmo aqui, com desenvolvimentos de outros países, é tu! Eu me entusiasmo com noticias tipo a que foi publicada sobre o Link-BR2…..sobre a chegada e inicio dos testes do F-39 no Brasil……minha bandeira é verde e amarela….não é vermelha e amarela….

rosario
rosario
Reply to  Flanker
1 mês atrás

of topic;porque nao vejo mais noticias do gripen aqui no pa? ele fez voo de treinamento em brasilia e saiu ate no g1 e aqui nada.outra coisa, porque ele foi pra brasilia e nao aqui pra pra BAAN uma vez q todas as apresentacoes da fab la os avioes se baseiam aqui?

Teropode
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Vc tá mau , com U .

Silas
Silas
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Amo ler os post de vossa excelência.. para dar risadas.. rs….

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Silas
1 mês atrás

Era para chorar.
Principalmente os fanboys.
I’m sorry.

Barba
Barba
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Bom dia Antoniokings. Me deixe opinar sobre o “fanfoys”. Não sou de direita nem de esquerda. Minha bandeira tem as cores verde, amarela, azul e branco. Quando opino aqui eu sou imparcial. Já elogiei tanto os EUA quanto a China. É chato rotular as pessoas se você comenta positivamente algo. Nunca te critiquei aqui e nem vou criticar, respeito seu ponto de vista.

marcus
marcus
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Titulo da matéria.
Ações da Boeing sobem apesar das perdas acentuadas das companhias aéreas. O 737 MAX pode receber luz verde em novembro.?????????

Agressor's
Agressor's
Reply to  Barba
1 mês atrás

Subestimar o avanço tecnológico e econômico dos Chineses é o maior erro que se comete. Em meio à pandemia, a economia chinesa é a única grande economia que crescerá este ano. A China alcançou um forte papel científico e tecnológico no cenário mundial atual. E, ao que tudo indica, sua relevância só irá aumentar nos próximos anos. Pegue como exemplo a área de Inteligência Artificial, um dos motores da tecnologia no século 21. Os algoritmos bem-sucedidos de IA atualmente necessitam de 3 ingredientes: poder computacional, bons engenheiros de algoritmos e muitos dados. A China não tem problema em qualquer um… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Barba
1 mês atrás

“Barba Nunca deve-se subestimar os EUA. Vide a corrida espacial” Enquanto isso temos 2 gigantes da tecnologia competindo por mais poder, temos a Samsung construindo mais uma fábrica de Chips, e ao todo recentemente vi que eles irão investir US$ 25 Bilhões de Dolares em todo o complexo industrial. A Foxcoon(Twainesa, se bem que eles são Chineses, só são uma republica auto declarada, depois da guerra civil Chinesa, em que os comunistas venceram) vai construir uma também e irão investir US$ 8 Billhões de Dolares em uma fabrica na China, e mais US$ 4 Bilhões em uma fabrica nos EUA.… Read more »

Barba
Barba
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Exato. Mas isso não invalida meu comentário. Eu somente disse que os EUA tem MUITA competência. Ficar para trás acho muito difícil.
Bem como outras nações também tem MUITA competência para avançar nessa área.

Teropode
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Tá bom , mas fale sobre a IA , não entendi oque o faturamento da Airbus tem haver com isto .

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Teropode
1 mês atrás

O comentário foi sobre o fato de a Boeing não ser mais a maior empresa da área.
Apenas acentuei os graves problemas pelos quais ela passa e a questão se se colocar um projeto, já atrasado, nas mãos de uma empresa nessa situação.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Deixa eu ver o Stingray voa e reabastece sozinho, isso em porta aviões!!! a China não tem nada igual…. o caça de 6G dos EUA já voa e a China ainda coloca o de 5G em atuação….. Se os EUA estão atrasados então realmente os alienígenas estão muito além, pois ainda em quesitos de armas, ainda estão na frente.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Bem.
O F-35 também voa, né?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

voa

marcus
marcus
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Quem compra aeronaves da AVIC? O governo Chinês, e talvez algum país do sudeste asiático.
A Embraer seria a segunda empresa aeronáutica nessa lista, se o governo brasileiro comprasse toda a produção.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
1 mês atrás

“Caças F-5 do Brasil teriam se tornado os mais avançados do mundo, afirma renomado site dos EUA!

https://www.aeroin.net/cacas-f-5-brasil-mais-avancados-mundo-the-drive/

Me perdoem por postar um link de outro site…

Com o conhecimento que a Embraer adquiriu no F5 e no A1 e com a compra do tot do Gripen e sua fabricação aqui, rogo e espero que tenhamos muito em breve o nosso caça (harpia, carcará ou gavião…), criado, desenvolvido e construído na pátria mãe.

Bruno
Bruno
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Legal! Mas só serve para combater outros F-5! Não bate de frente com um MIG-29, SU-30, ou ocidentais como F-16C, F-15, Rafale e etc, Nossos F-5 só tem alguma utilidade no policiamento aéreo, não serve nem para bater contra os MIG-29 modernizados do Peru, ou muito menos os F-16 chilenos ou SU-30 venezuelanos, felizmente o Gripen está aí!

Andre
Andre
Reply to  Bruno
1 mês atrás

F5 + E99 + Derby bate nos Mig29 Peruanos e não levariam a mesma surra dos Su30 que os Migs levaram dos F14 nas mãos dos iranianos.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Andre
1 mês atrás

E dariam muito trabalho aos su-30 e F16… Abraços

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Bruno
1 mês atrás

Bruno, boa noite, a ideia não é bater de frente, apesar que com os e99, eu acho que alguns (Su-30-mig29-f16) não teriam vida fácil não… A ideia é com o know how adquirido e comprado, possamos criar um caça nosso que vá muito além do Gripen, Abraços

Marcos10
Marcos10
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Se ainda tivéssemos os P-80 operacionais, poderíamos modernizá-los. Seguramente seriam os P-80 mais modernos do mundo.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

Marcos, o meu sonho é que fabricássemos, ao invés de comprarmos… Conhecimento e capacidade nós temos… Abraços

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

A ideia dos americanos e construir caças de 6 geração, tripulados e não tripulados, que vão operar por apenas, 15 ou 20 anos. Querem fazer com os caças o mesmo que com carros de passeio e eletrodomesticos. Se não for comprado a vista, você financia pelo dobro do preço e quando terminar de pagar, já vai ter que comprar um substituto.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

E é importante ressaltar que a abordagem nos futuros caças de 6ª geração será na proteção eletrônica, visto que os avanços nos sistemas de detecção serão enormes.
Apenas as soluções de engenharia não serão suficientes.
Li, ontem mesmo, declaração de um alto oficial da Marinha americana nesse sentido.

Andre
Andre
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Eles estão muito a frente de seus concorrentes, não precisam lançar um caça a cada X anos, basta se manter bem a frente dos outros.

Os americanos tem aviões furtivos há mais de 30 anos. Agora que a China conseguiu por em operação seu primeiro. A Rússia ainda pátina para lançar o seu.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Andre
1 mês atrás

A questão não e técnica ou tecnológica amigo. Abordei a questão comêrcial da coisa. Você não precisa trocar de carro todo ano só para ir de um lugar a outro, más se você ficar com o mesmo carro enquanto ele rodar através dos anos, decadas, a industria perde.

Andre
Andre
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Caro Cristiano, veja há quantos anos o f16 está vendendo, quantos anos o mig21 e o F5 ficaram no mercado.

Neste mercado a questão comercial e técnica andam muito próximas. Enquanto o f35 for o único caça 5g no mercado vai continuar vendendo feito água. Deve levar pelo menos uma década para haver outro 5g no mercado e até lá o f35 vai estar muito mais maduro, da mesma maneira que o f16 estava na década de 1990, e ainda venderá muito.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Andre
1 mês atrás

agora vou defender os Chineses, depois dos EUA eles indo rápido em tecnologias aeroespaciais, ainda falham em turbinas por exemplo, mas em eletrônica estão a frente de Alemanha, França e Israel, não sou cego como Xings que acredita que os Chineses já são os mestres da tecnologia em todas as áreas, mas respeito muito como eles correm atrás de passar os EUA.

Andre
Andre
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Carlos, concordo com você. Os chineses se aproximam a passos rápidos dos americanos, já passaram os russos há muito e são a próxima super potência para desafiar os EUA.

Salomon
Salomon
1 mês atrás

OFF TOPIC. Me perdoem, mas já procurei e ninguém informa nada. Alguém saberia dizer o horário da passagem do Gripen sobre a Esplanada sexta feira, 23-10? O destino me colocou numa posição privilegiada para ver, já ouví o ensaio e saí correndo para ver, com F5 junto, mas não consigo saber o horário da sexta. Obrigado e desculpem.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Como não pensar na skynet…

Carta Branca
Carta Branca
1 mês atrás

Nossa mentalidade foi construída pra temer as inteligências artificiais devido a nossas crenças teístas de proposito humano, não nos permitimos nos ver como seres “não especiais”, e portanto vemos no propósito de uma inteligência artificial um competidor. Não atoa, toda vez que pensamos em Skynet e outras IAs de ficção científica, é fácil notar traços humanos emotivos em suas ações que contrastam com raciocinio lógico. Inclusive na guerra, a IA tende a ser uma benção. Existe uma visão filosófica que a guerra de IAs vão praticamente extinguir as mortes em guerras. Guerras modernas são embates de recursos, disputas de industria,… Read more »