Home Aviação Comercial Embraer desenvolve soluções de transporte de carga para aeronaves comerciais

Embraer desenvolve soluções de transporte de carga para aeronaves comerciais

2487
24

São José dos Campos – SP, 24 de julho de 2020 – Motivada pelo significativo declínio do número de passageiros de companhias aéreas e pela crescente demanda por capacidade de carga aérea, a Embraer desenvolveu soluções de transporte de carga para sua linha de aeronaves comerciais. Com menos voos comerciais, que transportam passageiros e mercadorias, há uma necessidade crítica por mais espaço de carga.

“Os engenheiros da Embraer aceitaram o desafio quando os clientes perguntaram se conseguiriam encontrar uma maneira das aeronaves comerciais transportarem carga na cabine de passageiros”, explicou Johann Bordais, Presidente e CEO da Embraer Serviços & Suporte. “Hoje, os clientes podem escolher entre um portfólio de soluções para transportar carga nas cabines de seus EMB 120, ERJ 145 e E-Jets.”

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) concedeu isenção para o transporte de carga adicional em aeronaves de passageiros da Embraer. A Embraer publicou Disposições Técnicas para as famílias de jatos comerciais ERJ 145 e de E-Jets, incluindo os E-Jets E2, que explicam como acomodar a carga na cabine. Um Boletim de Serviço também está disponível para o EMB 120.

Além de possibilitar o transporte de cargas menores nos compartimentos de bagagem acima dos assentos, itens maiores também podem ser transportados nos assentos, respeitadas as restrições. A capacidade de carga útil é significativa. Por exemplo, um jato E190 de 96 lugares totalmente carregado pode transportar três toneladas métricas (ou 6.720 libras) de carga na cabine, além da carga do bagageiro inferior. Já um E195 de 118 lugares, pode transportar até 3,75 toneladas métricas (ou 8.260 libras).

Os clientes podem optar por uma configuração de frete montada no piso caso a carga transportada não caiba nos assentos para passageiros. Essa solução permite a remoção de até 70% dos assentos, com as demais áreas acomodando itens no piso da cabine. A carga deve estar contida em uma rede de proteção previamente aprovada, que é fixada aos trilhos interno e externo dos assentos. Esta solução já foi desenvolvida para um jato E195 de primeira geração, para a Azul Cargo, no Brasil.

A capacidade de carga útil da cabine do ERJ145 é de até 800 quilos (ou 1.750 libras) e a do E190-E2 de até 2,36 toneladas (ou 5.194 libras). Para clientes que precisam de ainda mais capacidade, a Embraer pode oferecer um Boletim de Serviço para configurações completas de carga, como, por exemplo, no EMB 120. Essas configurações oferecem aos operadores a flexibilidade de transportar itens de carga maiores montados no piso na cabine.

Sobre Embraer Serviços & Suporte

A rede da Embraer Serviços & Suporte oferece cobertura global e conta com 77 centros de serviços autorizados e próprios, além do TechCare Contact Center 24/7 na sede da Embraer, no Brasil.

A organização emprega 2.300 funcionários, que dão suporte a mais de 1.700 clientes e 5.600 aeronaves de defesa, comercias, agrícolas e executivas. Os estoques de peças de reposição, avaliados em mais de US$ 1 bilhão, são distribuídos em 24 centros de distribuição nos cinco continentes.

Nossos profissionais são especialistas em desempenho de aeronaves, reparo de componentes, distribuição de peças, treinamento, planejamento de peças de reposição, modificações de interior e logística global.

A Embraer Serviços & Suporte lançou o TechCare, uma plataforma projetada para fornecer um portfólio abrangente de soluções inovadoras e competitivas, prolongando a vida útil das aeronaves e maximizando o potencial da frota da Embraer. Saiba mais em https://services.embraer.com/br/pt

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer possui 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
PACRF
PACRF
19 dias atrás

Momentos de dificuldades abrem janelas de oportunidades.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  PACRF
18 dias atrás

Para sobreviver nesse mundo da aviação, inovar é preciso!

João Adaime
João Adaime
19 dias atrás

Existe uma citação consagrada no mundo ocidental de que a palavra “crise” no dialeto chinês seria um ideograma formado pela junção das palavras “risco” e “oportunidade”. Na verdade não é, porém, pelo jeito, a Embraer, alheia a esta discussão, resolveu usar sua conhecida criatividade em busca de mais uma oportunidade.
Claro que em outros lugares alguém está pensando igual, porém é isso que separa os homens dos meninos.

JuggerBR
JuggerBR
19 dias atrás

O problema de carregar carga onde antes iam passageiros é que as entradas e saídas não são praticas, faltariam portas maiores com acesso facilitado. Hoje não dá pra carregar pallets grandes, e cargas de pequeno volume vão demandar muito serviço braçal pra carregar, acomodar, descarregar.

nonato
nonato
Reply to  JuggerBR
19 dias atrás

Sim, é um quebra galho.
Mas se quiser pode tirar 70% dos assentos.
Cabe à empresa aérea avaliar o que vale a pena.
Deixar o avião parado, transportar pequenas cargas sem gastar muito ou transportar cargas maiores.
Máscaras por exemplo são leves…

Funcionário dos Correios
Funcionário dos Correios
19 dias atrás

Avante EMBRAER!

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Funcionário dos Correios
19 dias atrás

Esse entende de logística de entregas…. ehheeheh

GripenBR
GripenBR
Reply to  Funcionário dos Correios
19 dias atrás

Avante Correios. Servindo este país desde 1663 (357 anos). Que retirem da Gaveta (Seja em qual gaveta estiver) os 28 EMB KC390 dos correios. É melhor que qualquer empréstimo. É excelente para o KC, Embraer, Correios, para a atividade economica, para a logística do país, para os brasileiros.

Marcos10
Marcos10
Reply to  GripenBR
19 dias atrás

Desde 1663 sendo uma empresa ineficiente.

João Adaime
João Adaime
Reply to  Marcos10
19 dias atrás

Caro Marcos10
Até alguns anos atrás (não vou dizer até quando para não ferir as regras da Trilogia) todos os anos os Correios eram escolhidos pela população como a instituição mais confiável do Brasil, seguidos dos bombeiros.
Uma correspondência simples postada em Curitiba era entregue no dia seguinte em São Paulo.
Portanto, se hoje os Correios perderam eficiência, a culpa não é dos seus integrantes, eles próprios vítimas de más administrações (para usar um termo elegante).
Abraços

GripenBR
GripenBR
Reply to  João Adaime
18 dias atrás

Infelizmente você tem razão. O sucateamento orquestrado dos correios é lamentável e vergonhoso. Muito me alegraria como brasileiro a restauração da empresa e uma bela frota de KCs 390 servindo a logística do país. Muito bem faria ao escala do projeto. Muito bem faria a Embraer neste momento. Muito bem faria aos correios. Muito bem faria aos Brasil. Neste momento não há responsabilidade fiscal em ato autorizado pelo congresso. Todos os esforços podem e deveriam ser empregados. É uma grande oportunidade e nações do mundo não lançaram cartas de austeridade mas farão um Capitalismo de Estado para recuperar suas economias.… Read more »

Last edited 18 dias atrás by GripenBR
João Adaime
João Adaime
Reply to  GripenBR
19 dias atrás

Caro GripenBR
Acredito que deste sonho já acordamos. No começo do ano fechou uma agência dos Correios aqui perto de casa. Agência e não aquelas franquias.
Embora o governo negue, a privatização está na mira do programa econômico. Infelizmente. Assim como o governo negava a CPMF mas ela foi proposta.
Abraço
PS 1: Privatizar a instituição mais antiga do Brasil é um crime de lesa Pátria.
PS 2: Dizer que o Exército brasileiro teve seu início em 1648 durante a Batalha de Guararapes, até pode ser, mas como entidade formal, não.

João Adaime
João Adaime
Reply to  João Adaime
19 dias atrás

Estou tentando postar uma arte com o KC390 com as cores do Correio mas não consigo.

Luciano
Luciano
Reply to  João Adaime
19 dias atrás

Olá, João. Pois, aproveitando o off topic eu tenho o mesmo questionamento quanto a origem do EB. Uma coisa é auto-representação e a posterior construção de um discurso identitário, outra é a análise histórica. Embora não seja o período que estudo do EB, pra mim, essa afirmação sobre Guararapes é anacrônica! Abraços

João Adaime
João Adaime
Reply to  Luciano
18 dias atrás

Prezado Luciano.
Esqueci de explicar que apenas comentei para dizer porque os Correios são a instituição mais antiga do Brasil.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
19 dias atrás

Eu vi num programa na tv por assinatura uns aviões que operam no Canadá onde retiram as cadeiras de passageiros de uma parte do avião e colocam uma estrutura para transformar a área sem cadeiras numa área de carga. Fazem isso para atender as cidades mais remotas para onde a demanda de carga é maior que a de passageiros.

nonato
nonato
Reply to  Fabio Araujo
19 dias atrás

Outra alternativa é pedir aos passageiros para levarem caixas de carga no colo.
Aproveitaria ainda mais o espaço.
😬

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Fabio Araujo
19 dias atrás

Aqui no Brasil mesmo já vi empresa de aviação comercial que opera Boeing pax durante o dia e cargueiro a noite, transportando malotes nos assentos pax. Tudo carregado pela porta pax.

Lógico que não é uma operação de carregamento otimizada, mas melhor do que deixar avião parado.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Fabio Araujo
19 dias atrás

Kombi, Fábio. Inclusive por lá ainda operam antigos 737 com motores charutões devido à pistas de cascalho.

Leonardo M.
Leonardo M.
18 dias atrás

O que é mais barato

Ter um C390 da Embraer para carga novinho em folha ou comprar um avião civil e transformar em cargueiro?
Alguém saberia me responder essa questão

Marcos10
Marcos10
Reply to  Leonardo M.
18 dias atrás

Acredito que uma aeronave civil adaptada tenha seus custos menores, afinal todas as companhias aéreas do mundo, minmizado custos, assim o fazem.
Seria vantajoso aos Correios operarem os C399? Também não sei.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Marcos10
18 dias atrás

Não, não seria vantajoso operar o C390 para os Correios. Aviões comerciais usados, reconfigurados para cargo são muito mais baratos, para adquirir e para operar.

CRSOV
CRSOV
17 dias atrás

Acho uma excelente ideia essa modificação !! Em caso de mobilização nacional poder carregar 3 toneladas de munições e armamentos de pequeno porte na parte da cabine dos passageiros e mais algumas outras toneladas dos mesmos materiais no bagageiro inferior da aeronave é de suma importância logística para as FORÇAS ARMADAS !! Ficaria ainda melhor se além dessas mudanças, fosse criado mecanismo de lançamento dessas cargas em voo sem que a aeronave tenha que pousar ou decolar de pistas de pouso que fatalmente seriam alvejadas por inimigos !!

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
15 dias atrás

Vídeo da EMBRAER da semana passada..

https://www.youtube.com/watch?v=il_oQIWczyg