Home Aviação de Caça Diorama F-22 Raptor e YF-23 Black Widow II

Diorama F-22 Raptor e YF-23 Black Widow II

7746
30

Mais um diorama detalhado, desta vez com os caças Lockheed Martin F-22 Raptor e YF-23 Black Widow II. O autor é um húngaro conhecido como Cucubacsi.

Este foi feito com os kits de plastimodelismo escala 1/48 do da Hasegawa e YF-23 da Hobbyboss.

Ampliando as fotos, pode-se comparar as dimensões um do outro, como o YF-23 tinha uma área bem maior que o F-22.

O YF-22 e o YF-23 competiram pelo programa Advanced Tactical Fighter (ATF) da USAF, concebido nos anos 80, a fim de prover um substituto para o F-15 Eagle. Os contratos para os dois projetos mais promissores foram fechados em 1986, com o YF-23 tendo sido entregue em 1989 e sua avaliação concluída em 1991.

A USAF acabou escolhendo o YF-22, dotado de uma configuração aerodinâmica mais conservadora. O YF-23 mais futurista, com duas caudas acentuadamente inclinadas, conhecidas como “ruddervators”, era propulsado por dois motores YF-119-PW-100.

Em 2004, a Northrop Grumman ressuscitou o projeto do YF-23 para oferecê-lo à USAF como bombardeiro intermediário, para competir com o B-1R e FB-22, mas a ideia não foi adiante.

Subscribe
Notify of
guest
30 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Augusto Mota
Augusto Mota
1 ano atrás

Não sei como os chineses não copiaram o YF-23 e preferiram o MIG-1.44 para fazer o seu J-20, devem ter lá suas razões, mas talvez eles não tenham conseguido roubar os planos dos americanos, sendo dos soviéticos mais fácil de comprar no black.

JPC3
JPC3
Reply to  Augusto Mota
1 ano atrás

Bá, amigo, acho o J-20 muito diferente do Mig-144, em comum só o delta e os canards na minha opinião.

E se copiaram, possivelmente conseguiram parte do projeto de alguma forma legal ou ilegal.

Denis
Denis
Reply to  Augusto Mota
1 ano atrás

Como copiar um projeto tão complexo e que passou por tão poucas mãos? Conseguiram copiar partes do F-35 porque ele é uma panela mexida por muitos, e daí fica mais fácil de vazar informações.

Chris
Chris
Reply to  Augusto Mota
1 ano atrás

Vai ver que é porque os próprios americanos não quiseram o YF-23 !

heheh

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

YF 23 é muito louco, gostaria que ele tivesse sido escolhido, essa cauda dele mostra que claramente era mais furtivo, o Tempest, o Turco, e o Caça Franco Germânico são parecido com ele.

Valdez de Araujo
Valdez de Araujo
1 ano atrás

Hoje em dia com o advento das impressoras 3D esses dioramas estâo mais acessiveis. Trabalho com computaçao 3D, modelagem e render. Quem tiver interesse nessas coisas posso dar uma força.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Impressionante o tamanho do 23, nem me surpreendi quando li que foi oferecido como bombardeiro! Hahahhahaha

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Vi esses dias um documentário no youtube sobre o YF-23…..

Inacreditável que ele voou em 1990 e nós vamos receber um avião com qualidades inferiores só em 2021….

Ou seja, 30 anos depois!

Paciência né!

Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Já que o governo Trump está pensando em adquirir caças F-15 X com um dos objetivos sendo manter uma 2a empresas construtora de caças para futuras concorrências. Eu acho que poderiam pensar seriamente em contratar a Boeing para produzir algumas centenas do F-23. Já que os argumentos são que o F-15 X tem mais alcance e maior capacidade de Carga em relação ao F-35, o F-23 com todo esse tamanho, com certeza teria muito mais alcance e carga de armas também e seria um caça de 5a geração, furtivo. E colocaria a Boeing produzindo caças mas não caças obsoletos e… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

A Boeing já esta desenvolvendo caça de 6a geração para substituir o F18, e disse que o F15 X e um caça obsoletos e muita falta de conhecimento, hoje ele varia frente a 95% dos caças existentes…

Denis
Denis
Reply to  Rodrigo
1 ano atrás

Sempre que alguém fala em 6ª geração, fico com um pé atrás, porque não está definido ainda o que será de fato a 6ªG, e creio que não será fabricante X ou Y quem dirá o que a distinguirá, mas a História.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Rodrigo
1 ano atrás

Rodrigo, obsoleto como plataforma. Eu já afirmei em outras matérias que o F-15X é provavelmente o melhor 4g. É um super caça. Eu queria que o Brasil tivesse adquirido ele no FX2, até na época questionei porque não ofereceram o F-15E em vez do SH. Sou um grande fã do F-15. Ocorre que já estamos em 2019 e uma aquisição hoje, significa receber os caças na década de 20 do novo século. Contra caças 4g como Su-35, Su-30, J-10, J-11, J-15, J-16, Rafale, Eurofighter e Gripen E o F-15X da conta. Pode vencer qualquer um desses. Mas não consegue garantir… Read more »

nonato
nonato
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Ter muitos aviões é complicado
Mas não entendo porque a Boeing não pega o projeto e coloca para funcionar, com recursos próprios.
Poderia ser uma alternativa já que o F 22 é caro e o F 35 ainda tem problemas.
Não entendo essas empresas.
Quem tem interesse em vender, deveria desenvolver produtos para oferecer aos interessados.
Tipo o KC 390. Muito embora o governo brasileiro tenha bancado o desenvolvimento.
Com o produto pronto, fica mais fácil oferecer aos interessados.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

DSC, o yf-23 foi construído pela Northrop Grumman E McDonnell Douglas. Os caças F-18 e F-15 foram desenvolvidos e produzidos também pela McDonnell Douglas. Assim como o lendário F-4.
Em 1997 a Boeing comprou a McDonnell Douglas. Portanto herdou os caças F-18 e F-15 Assim como a participação no YF-23. Claro, em parceria com a Northrop Grumman neste caso.

Denis
Denis
1 ano atrás

É neste ponto onde eu acho que os EUA erraram a estratégia. Na época do F-15 e F-16, eles exportaram o F-5, que era um avião de segunda linha, mas que entregava muito. Quando desenvolveram o F-22, que foi pensado para exclusivo consumo interno, e tiveram a ideia de exportar um 5ªG, poderiam muito bem aproveitar o projeto do YF-23 com modificações. Em vez de gastar os tubos no desenvolvimento de um avião pautado exclusivamente em novas (e não confiáveis) tecnologias, F-35, poderiam muito bem lançar novos “blocks” do F-22, com as novidades (que estão no F-35) sendo acrescentadas à… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Denis
1 ano atrás

Denis. Não é bem assim. Muito das críticas aos custos do F-35 São lobby da Boeing. Na verdade o F-35 está sendo vendido por quase o mesmo preço dos caças 4g e nos próximos anos será vendido até mais barato.
Enquanto que o F-22 custou bem mais caro que isso.

Portanto o F-23 com 2 motores e sendo maior, vai custar mais também.

Denis
Denis
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Existe mesmo lobby, mas o problema não é o preço de aquisição do F-35, Luís Henrique, e sim o custo operacional e de manutenção. Esse é o verdadeiro secadouro orçamentário. Tudo no F-35 é caríssimo de manter: tem baixa confiabilidade, baixa disponibilidade e baixo ciclo de vida. Isso, a longo prazo, é um baita problema. Mas o que eu quis dizer é que eles não precisavam desenvolver outro 5ªG para vender, eles já tinham o da Northrop, nem precisavam de outro 5ªG para mercado interno, era só dar upgrade no F-22 (veja quantos “ups” o F-16 teve em sua história),… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Denis
1 ano atrás

É que o F-22 em sua época de produção foi algo tão alienígena perto de qualquer adversário que não justificou uma existência “maior”.
Eu acho alienígena até hoje pra falar a verdade, não tem nada no mundo que voe sequer no cheiro do mesmo!

jodreski
jodreski
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

Ahh então eu não sou o único a achar que o F-22 é de outro planeta, até o F-35 soa como normal para mim mas o F-22 realmente veio de outra galáxia!

Denis
Denis
Reply to  jodreski
1 ano atrás

Concordo em 100%.

Denis
Denis
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

Sim, exatamente isso. O F-35 é injustificável. Ainda hoje, o F-22 é o dono dos céus. Ele é simplesmente formidável.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Denis
1 ano atrás

Denis eu acho que o YF23 não seria o ideal para a Venda ao exterior, pois ele é mais furtivo, é tipo fica com o F22 e vender o melhor que sua industria aeronáutica é capaz de fazer. é tipo ficar com um Gol e vender um Golf para para os vizinhos kkkkk acredito que o projeto do F35 foi bem idealizado, mas a LM e seu lobby no pentágono e no governo deram direito para a LM tacar a faca nos cidadãos americanos.

Denis
Denis
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Peraí, deixa ver se eu entendi: você está dizendo que eles não venderam o YF-23 porque ele era melhor que F-22? Então, por que eles escolheram o pior dos dois?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Denis
1 ano atrás

Pelo que sabe o YF22 era mais manobravel, porém em furtividade YF23 era superior, fusão de sensores era igual. o Medo da USAF era complexidade do YF23 e também queriam dar uma ajuda para a LM na época, outro fator era o desconforto com a Northrop com B2 que explodiu o orçamento.

Space Jockey
Space Jockey
1 ano atrás

Me chama a atenção a preocupação em mascarar os gases das tubeiras no YF-23 para sensores IR direcionados de baixo, pelo menos é o que dá a entender daquela prolongação abaixo das tubeiras.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

aquilo não só mascara os gases mas dificulta ainda mais os radares terrestres de “verem” os bocais dos motores, li que existia também uma espécie de jato de ar frio que era misturado logo perto do bocal para ajudar ainda mais a mascarar contra sensores IR, mas não sei se é vdd. um dos projetistas disse que quando eles mostraram os dados de RCS para USAF eles não acreditaram que era tão baixo, e acharam que a Northrop estava mentindo.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Sim, o calor tbm brilha pro radar, não só o IR. pelo desenho dá a entender que quando buscado pelo quadrante de baixo e frontal (radares e sensores baseados em terra na frente) a aeronave teve um grande mascaramento.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Acho que esse jato frio o F22 tbm tem, deve vir da frente e de alguma maneira é esfriado imagino eu aqui com meus botões.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

O relatório sobre a decisão do ATF ainda é secreto. As empresas receberam o briefing completo, mas ninguém pôde dizer nada até hoje. O que se tem são especulações de jornalistas. Dia desses eu li um comentário de um sujeito que diz ter trabalhado na USN no começo da década de 1990, quando as decisões estavam sendo tomadas. Segundo ele, o fato da Northrop na época estar fora do prazo e do orçamento com o programa do B-2, não interferiu na decisão da USAF. Porém, o YF-23 era grande demais para operar embarcado, sendo que a Northrop propos uma aeronave… Read more »

Tico
1 ano atrás

Vendo esse projeto do YF-23, fico pensando se a Northrop Grumman tivesse com um projeto baseado no YF-23, só que com um só motor como o próprio F-35, concorrendo no programa JSF, acho que poderia até superar a proposta da Lockheed Martin, pois a da Boeing era um tanto estranha, pelo menos visualmente, o bicho era feio pra danar, mas em aviação militar beleza não é tudo, mas enfim, acho que Northrop Grumman seria uma concorrência mais séria para o programa.