Mockup do F-35 com as cores do Canadá

OTTAWA – O Canadá está abrandando as regras de sua disputa multibilionária por 88 novos caças a fim de permitir que a Lockheed Martin Corp apresente uma proposta, após uma queixa de Washington, disse uma fonte do governo canadense na quinta-feira.

A fonte, que pediu anonimato devido à sensibilidade da situação, disse que Ottawa estava agindo depois que os Estados Unidos disseram ao Canadá que os regulamentos excluiriam o caça F-35 da Lockheed Martin, o avião que a Força Aérea Canadense quer.

A queixa foi o mais recente desafio para um processo atormentado por problemas que se arrasta há mais de uma década.

Inicialmente, o Canadá disse que os licitantes do contrato – com valor entre C$ 15 bilhões e C$ 19 bilhões (US$ 11,1 bilhões a US $14,1 bilhões) – devem se comprometer a dar às empresas canadenses 100% do valor do negócio em benefícios econômicos.

Mas isso contradiz as regras do consórcio que desenvolveu o F-35, um grupo ao qual o Canadá pertence. O escritório do F-35 dos EUA escreveu para Ottawa em dezembro passado dizendo que não iria licitar a menos que fossem feitas mudanças.

“O governo dos EUA nos disse que eles não podiam oferecer garantias contratuais de benefícios econômicos”, disse a fonte.

Ottawa está, portanto, descartando a exigência de que as empresas dêem uma promessa juridicamente vinculativa de que gastariam o valor do contrato no Canadá.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest

46 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
shambruno

briga de cachorros grandes de todos os membros do club f35 Israel foi o primeiro a testar o f35 em combate real se naum perderam pilotos o projeto e um sucesso o canada e a melhor nacao do mundo eles merecem de comer file com batatas sao ricos kkkk

Victor Filipe

A Força Aérea Canadense esta sofrendo com caças antigos e sem a devida capacidade de combate porque seu governo esta enrolando para substituir sua frota. Justin Trudeau se recusa a comprar o F-35 por causa das birras politicas dele mas também não compra nenhuma outra aeronave minimamente capaz para substituir de fato seus velhos F-18.

Politica pode estragar qualquer coisa.

Fernando Turatti

Cara, COMO EU QUERIA que nossa FAB tivesse voando aviões velhos da década de 1980 como os F-18! Nossa! Não é o fim do mundo lá não, vamos com calma. Precisam de fato já começar a encomendar o sucessor, mas nada impediria tecnicamente e economicamente de ser outro. Não que eu acredite que as características como custo irão prevalecer sobre o lobby americano ou o peso de ser um membro do projeto F-35, claro.

André Macedo

Não sei o que é pior: Chamar os CF-18 de velhos e dizer que a RCAF está “sofrendo” com eles, ou seu comentário ter essa quantidade de likes, o Trudeau não é um lider nato, mas dizer que os canadenses não querem comprar uma aeronave caríssima que nem sequer está totalmente operacional e com vários problemas ainda é “birra política”? O blog é incrível e sempre me mantém informado, mas a área de comentários não está muito superior à do G1

Fernando Turatti

o CF-18 não só ainda é usado por vários países como na própria USN(F-18, obviamente). Eles passaram por algumas atualizações ao longo da vida e definitivamente são aeronaves interessantes até hoje para quem os opera. Aqui no fórum ou você tem o melhor avião lançado ou você é um lixo.

Juarez

Acontece que a “birra” se deu em função de compensações financeiras do contrato, e então provavelmenteou tu não leu, ou não entendeu.
Quanto ao F 35 estar “com vários problemas”, isto e mais do que normal para uma Anv. que veio para mudar paradigmas.
Quando o NG começar IOC e os “pits’ começarem um atrás do outro, o que será normal para um programa destes, vamos ver se o teu cajado que bateu Chico, batera em Francisco.

Alex

Andre Macedo, foi birra politica sim. Ele quis peitar o Trump quando o mesmo decidiu rever a NAFTA. O Trudeu e um esquerdista da pior especie. Moro no Canada, estou por dentro da politica deste pais.

Carlos Henrique Schlabitz

A politicagem estraga… a política não.

Juarez

O Brasil que o diga.

Andre

“…o caça F-35 da Lockheed Martin, o avião que a Força Aérea Canadense quer.”

Quem realmente entende de aviação e tem condições de ter, quer o F35. Podem chorar, podem espernear, podem torcer contra, mas fatos são fatos.

E quem quer e não consegue comprar, chora, esperneia, faz ameaças…mas continua querendo.

Humberto

Se o Canada vai tirar a obrigatoriedade no qual a LM não pode cumprir é porque realmente quer o caça.
Quanto chorar, espernear etc ..tá correto. Quem pode pode..

Marquês de São Vicente

É Mega Lobby que chama, né?

Helio Eduardo

Não, não é lobby, é do tipo “quer ser meu amigo, faça assim”. Para o Canadá arrumar treta com os EUA é prejuízo. Além do mais, há que se considerar que se o Canadá faz parte do JSF, deve dar exemplos claros de que apoia a aeronave.

Volto a repetir o que sempre digo para o amigo Marquês: o avião poder ser problemático agora, mas será “o cara” nos céus em breve. Os EUA não jogam para perder.

Mateus Lobo

Com certeza será o melhor caça da próxima década, depois disso os próximos caças Europeus têm tudo para superá-lo, principalmente o Tempest, devido as empresas envolvidas (BAE, Rolls Royce, MBDA, Leonardo e Saab?), quem sabe não embarcamos nesse junto com a Saab.

Juarez

Bom Mateus, se fizermos um retrospecto recente dos projetos de aviões mitares que estas empresa estiveram envolvidas, como por exemplo:
Typhoon, A 400, NH 90 de Tiger.
O melhor mesmo ficarmos afastados de coisas inoperaveis, tortas e impagáveis…

nonato

E esse offset de 100%.
O Canadá já está ganhando um com o F 35 sem ter comprado nenhum…

MFB

É o melhor avião de longe mesmo para quem pode bancar.

Fernando Turatti

O melhor avião para quem pode bancar já voa tem uma década e meia e tem sua exportação proibida.
O F-35 é o melhor avião para países cujo nome não é “Estados Unidos da América”.

MFB

Estamos falando de vendas, concorrência. Creio que não cabe citar o F-22. Falei sobre o melhor disponível, mas deveria ter sido mais claro provavelmente.

Willber Rodrigues

Vai ser F-35 ( o mais provável ) ou Super Hornet. E quem achar o contrário, tá sendo ingênuo.

Kommander

Vão de SH F-18. F-35 apenas se o Canadá mudar de primeiro ministro, o que parece meio improvável.

Mateus Lobo

O Canadá já é um parceiro do programa JSF, parceiro de longa data dos EUA, o F-35 é o caça mais capaz do certame. Acho muito difícil ele não levar, por mais que ele tenha muitos problemas no desenvolvimento e seja caro de operar. Gosto muito do Gripen E e acho ele perfeito para a FAB, mas a situação econômica e estratégica do Canadá é outra.

Antoniokings

O F-35 não tem sido um sucesso comercial.
As poucas vendas externas, até agora, têm sido feitas ou por força de contrato ou por pressão política.
E o presente texto demonstra claramente essa segunda situação.
E olha que alguns países até desistiram de novas aquisições.

André

Poucas vendas externas?? Como assim??

Poucas vendas tiveram o mig35, o su35 e o su57. Só o Japão comprou mais f35 que a Rússia comprou dos 3 desastres comerciais russos.

Você leu a parte do texto onde fala que quem quer o avião é a força aérea canadense, certo?

jagderband#44

mê dá um pega desse troço que tu fuma
quero viajar também ?

Flanker

Kkkkkkkkkkkkkk…….Boa!!??

Antoniokings

Vaí lá na Muzema.
Tem muito.
E com proteção.

Chris

Quase todos os países que possuem condições de comprar e manter o F-35… Praticamente já o possuem na garagem.

E não é pra todo mundo que os EUA aceitam vender. Alias, é pra poucos !

O que eu não vi foi avião stealth chinês ou russo vender !

Antoniokings

Sim. Até para alguns pouco que compraram, já estão ocorrendo cancelamentos de novos pedidos,
E seriam de partes de contratos.
Imagine se não fosse,.

teropode

A turkia é uma delas né? Sabe nada inconveniente.

Lucianno

90% das vendas de caças no mundo ocorrem por pressão política de qualquer espécie. Lógico que os USA impõe caças americanos para os países da OTAN (existe um veto americano não declarado ao Rafale, que é de um país aliado, mas não tem tecnologia americana.) Assim como a Russia e a antiga URSS também obrigavam os países aliados a comprar caças soviéticos. E tem também a questão da propina, em todos países que compraram Gripens novos, houve pagamento de propina da SAAB aos governantes. O maior peso na escolha de um caça é a questão política. Pode ter certeza que… Read more »

PauloSollo

Depois de toda a pataquada armada por Justin”Bieber”Trudeau, o Canadá volta a se inclinar ao óbvio, correto e sensato. São sócios do projeto JSF, aliados de primeira grandeza dos EUA, tem grana para operar o mais avançado caça do mundo, e sua FA o quer(assim como a Luftwaffe também o quer). Os C-Series agora são franceses e produzidos nos EUA e o F-35 não é da Boeing. Qualquer resquício de atrito por parte do Canadá para com caças dos EUA não passa de um estúpido e ridículo comportamento infantil do esquerdopata “Bieber”.

Kommander

Engraçado, pra esses caras todo mundo que não quer comprar o F35 ou não puxa o saco do Trump, é esquerdista!

Lucianno

Trudeau já era um esquerdopata ridículo antes do Trump aparecer na política.

Lucas

O F-22 é melhor de longe….. As vantagens do F-35 não compensam os aspectos negativos

Lucianno

Concordo, mas o F-22 não está a venda. Uso exclusivo da USAF.

Antunes 1980

SuperHornet Block III na cabeça.

Jorge

O Canadá devia ponderar a troca do f35, pelos SU 35 ou 57, que pelo preço dos 88 f35, trazia 200. Vai comprar sucata para quê??? Para depois ficarem avariados em terra ou caírem no mar

Lucianno

Por razões políticas, econômicas e culturais, o Canadá sempre comprou armamento americano e britânico. E vai continuar sendo assim porque o Canadá é economicamente dependente do mercado consumidor americano.

Marcus Vinicius da Silva

No lugar dos F35, compraria os SAAB Gripen, mais baratos e certamente com transferência de tecnologia. Ou ainda o Eurofighter Tiphon operado pelo Reino Unido.
Uma x que os EUA, impõem tantas restrições ao programa F35.

nonato

É parceiro no programa.

Lucianno

Obvio que o Canadá vai comprar o F-35, são parceiros no programa!

Marcus Vinicius da Silva

Obviamente em caso de SAAB, equiparia a costa toda com sistemas de bateria anti aérea suecos produzidos pela própria SAAB, notoriamente eficazes visto que são limitrofes com a Rússia e jamais a Rússia ousou invadir o espaço aéreo Sueco.

nonato

Nem do Brasil… ?

Sidy

Não é? Se eu fosse um dos outros concorrentes abandonaria a licitação.

Lucianno

Vão comprar o caça que os USA irão impor ao Canadá. A compra de um caça é uma decisão primeiramente política. É muita ingenuidade acreditar que existe concorrência para compra de caças em países militarmente dependentes dos USA como Canadá, Japão, Coreia do Sul, pequenos membros da OTAN ou Israel. Existe um veto “não declarado” dos USA para que países aliados comprem o Rafale, visto que o mesmo não possui tecnologia americana.