Home Aviação de Ataque FAB: Projeto do Míssil Antirradiação MAR-1 está supenso

FAB: Projeto do Míssil Antirradiação MAR-1 está supenso

24611
267

Durante a LAAD 2019 foi noticiado que o míssil anti-radar (ou antirradiação) MAR-1 em desenvolvimento pela Força Aérea Brasileira tinha sido cancelado.

Para tirar a dúvida, o Poder Aéreo entrou em contato com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) que assim respondeu:

“O projeto do Míssil Antirradiação (MAR-1) está suspenso no âmbito da COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate) em decorrência da rescisão do contrato com a empresa Mectron.”

O MAR-1 é um míssil ar-superfície tático antirradiação de médio alcance, com guiagem passiva por radar com múltipla opção de banda para ataque a sistemas de defesa antiaérea.

O desenvolvimento do MAR-1 começou em 1998 para um míssil antirradiação destinado a  equipar as aeronaves A-1 (AMX) da FAB, com sua primeira exportação para o Paquistão finalizada em 2011 para equipar os caças JF-17 e Mirage III daquele país.

Desde o início o programa foi conduzido pelo DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), juntamente com a empresa Mectron, também de São José dos Campos.

A-1 em ensaios com mísseis antirradiação MAR-1
A-1 em ensaios com dois mísseis antirradiação MAR-1

Chegaram a ser feitos testes de separação com a aeronave A-1B do IPEV (Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo) DCTA durante os ensaios em voo.

Uma análise em cenário simulado mostrou que a cabeça de busca do MAR-1 tem condições de detectar um radar de baixa potência (no caso um diretor de tiro Skyguard) a distâncias maiores que 50 km.

Uma das maiores dificuldades encontradas no desenvolvimento foi o desenvolvimento da plataforma giroscópica ou inercial. Tal tecnologia é suscetível a embargos por razões políticas e estratégicas pelos países que dominam.

Para isso foi necessário um projeto, começando praticamente do zero, de um bloco girométrico miniaturizado a fibra óptica com três eixos ortogonais que fornecessem ao computador de bordo as informações necessárias junto aos acelerômetros, garantindo precisão ao míssil.

O projeto deste subsistema foi financiado pelo FINEP e conduzido pelo IEAv (Instituto de Estudos Avançados do DCTA) e Mectron. Aparentemente foi concluído.

Um outro obstáculo surgiu em 1999 quando o governo brasileiro tentou efetuar uma compra de antenas espirais e alguns outros sistemas para o desenvolvimento da cabeça de busca do MAR-1 em um fabricante de Las Vegas, porém o governo americano vetou a compra alegando que “a tecnologia anti-radar não é liberada por razões de segurança nacional. Esta tecnologia excede o nível de capacidade aprovada para o Brasil”.

Diante deste obstáculo, o DCTA teve que desenvolver localmente a cabeça de busca.

O governo americano vetou a compra de antenas de uma empresa dos EUA para o míssil MAR-1 alegando que “a tecnologia anti-radar não é liberada por razões de segurança nacional. Esta tecnologia excede o nível de capacidade aprovada para o Brasil”.

MAR-1 sob um F-5M
MAR-1 no Paquistão junto a um caça JF-17

267
Deixe um comentário

avatar
80 Comment threads
187 Thread replies
4 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
112 Comment authors
Toni RamosAlliguierg SilvaVitor Bruno Fonseca RodriguesLeonardo GamaJuarez Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Marcos

Bom… no âmbito de contrato com a FAB está cancelado, os engenheiros da SIATT que eram da Mectron podem vir a continuar o projeto no futuro próximo, assim espero. Parte desse aprendizado com o MAR-1 deve ter sido usado no MANSUP.

JT8D
Visitante
JT8D

Não, os projetos são completamente independentes.

Anderson Rodrigues
Visitante
Anderson Rodrigues

Cara importante é o conhecimento aprendido.

Denis
Visitante
Denis

Aprendido por quem? Se for somente pela sucessora da Mectron, e a FAB não fizer novo contrato e, consequentemente, não puder usufruir deste conhecimento, do que adianta ser tecnologia nacional?

Alliguierg Silva
Visitante
Alliguierg Silva

Adaptar para uso em outros projetos é o menor dos problemas.
A bronca mesmo são os engenheiros que já devem estar usando bengalas e gagás.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Marcos,

Concordo com você. a prioridade da Siatt agora e terminar o Mansup e depois desenvolver versões para serem lançadas de aviões, submarinos e ate estações costeiras.
O conhecimento não se perde então com a experiencia do Mansup, poderemos ter um MAR-2 no futuro pela SIATT também.

Rodrigo M
Visitante
Rodrigo M

Tempo perde, quem no Brasil alguma esperança tem.. YODA,mestre.

Mauro
Visitante
Mauro

Argentina e Chile dominam totalmente essa tecnologia que foi negada ao Brasil pelos EUA.

John
Visitante
John

Well, se isso fosse verdade, bastaria adquirirmos com nossos hermanos, mas acredito que existe mais do que foi dito.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Nem a pau, Juvenal! Argentina e Chile não possuem tecnologia de misseis antirradiação.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Não tem nenhum fundamento o teu comentário .

MBP77
Visitante
MBP77

Claro que dominam!
Estão tão mais avançados que o Brasil nessa área e em outras que a 1a missão espacial tripulada argentina tem até data marcada (31/02/2300) e partirá a bordo do foguete “Evita Perón No Mucho”.
Já o Chile lançará ao espaço uma lhama batizada de “Pinocheta” a bordo do foguete “Salvador Alldente” de sua base aeroespacial localizada na Ilha de Páscoa.
Pois é, pois é, pois é!
Sds.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Mas tem desacordo no chile sobre a cor do foguetido, uns querem rosa outros querem azul.

Anildo Silva
Visitante

Excelente!!!!

Carlito
Visitante
Carlito

E assim surgem as fake news…

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

mas de que dimensão do espaço tempo essa informação é real?

Kemen
Visitante
Kemen

Duvido, eles também são latino americanos para o Tio SAM, só se o Chile comprou os misseis prontos, a aragentina nem tem avião para lançar.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

A Argentina , esta adiante do Brasil na tecnologia espacial, com todos os seus problemas econômicos , etc , sem base estratégica no equador , com seus custos de lançamento mais caro , etc , já tem o seu lançador de Satélites e de combustível liquido . Enquanto nós alugamos a tal Base estratégica , mas qual é o nosso programa espacial ? Na década de 80 estávamos adiante de quase todos , e hoje , estão todos adiante de nós a Argentina , Israel , em breve a Indonésia , a ìndia que estava bem atrás , esta enviando… Read more »

Vater Bonfim
Visitante
Vater Bonfim

Algum tempo atras eu li uma entrevista do presidente da Agencia Espacia Brasileira, do governo Dilma, que quando ele assistiu a reportagem de que a Turquia estava colocando em orbita um Satelite com foguete proprio , ele que estava em casa , disse que se trancou no quarto e comecou a chorar. Ele via o fracasso do Brasil depois de decadas e milhares de recursos em poder colocar seu proprio satelite em orbita!!

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Quem discorda , apenas procure o conhecimento e aproveitando , informe qual é o nosso Programa Espacial . Parece que agora a ideia é lançarmos micro satélites , coitado do Brasil e dos crentes acima ; vamos lá , discordem , porém com informações reais , o que citei acima é de conhecimento público , estamos atrás de todos acima e de muitos outros mais , acordem !

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Coitados dos crentes do programa espacial brasileiro , pelo menos informem aqui o que conhecem dele , já que o otário aqui sou eu !

Guizmo
Visitante
Guizmo

Projeto de 20 anos, que não terminou, e ainda será cancelado. Quem vai ressarcir o erário público?

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

Guizmo, neste país apenas o povo ressarce o erário! Os outros, bem, vc sabe como é…………………

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Título de dúvida, foi já com bolsonaro no comando do país ou PT?
Pura curiosidade.

MBP77
Visitante
MBP77

Depende.
Se considerarmos que o que quebrou a Mectron foi sua controladora ter se chafurdado até o pescoço na lama da corrupção perpetrada pelo governo mais inepto e corrupto nunca antes visto na História desse país, aí é opção 2.
Se considerar o ritmo letárgico na liberação de recursos para o desenvolvimento do míssil nos últimos 16 anos, o que inviabilizou/dificultou sua produção em série… olha só! Opção 2 também!
Nada como ver, apenas e tão somente, o resultado e não o caminho que o gerou.
Sds.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Sua controladora Odebrecht foi obrigada a se enterrar na Lama pelo Estado Brasileiro , com suas Corporações corruptas ; então esta republiqueta não foi Proclamada ( Enfiada Goela Abaixo dos brasileiros pelos Militares do Exercito , associado aos Escravagistas , Sonegadores e outras Desgraças )para que as Corporações de Castas Nacionais , Vivessem e se Aposentassem como NABABOS DA NAÇÃO !

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Mectron acabou poe volta de 2 anos ja

Chris
Visitante
Chris

Realmente é uma palhaçada da politicagem brasileira. Mas demonstra nossa realidade…

Agora… Não sei o que é pior… O governo que tivemos nessa epoca…

Ou os entendidos que vivem reclamando dos EUA, mas depois qdo negam uma tecnologia, saem reclamando tbem…

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

Da-lhe BRASILLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

Continuamos CUCARACHASSSSSSSSS

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

Bem, falando sério agora, se eles pelo menos viessem a público e informassem que vão cancelar, mas, com vista a um novo desenvolvimento mais aperfeiçoado do míssil! Mas, não é o que ocorre com nosso militares, se reclama tanto dos civis, mas, nossos militares, também não tem transparência nenhuma. A FAB, tem o dever morar de vir a público e informar o que será feito para o futuro!

Chris
Visitante
Chris

Verdade seja dita…. E ainda levam quase todo o orçamento da defesa pro bolso deles…

JPC3
Visitante
JPC3

Onde que militar tem transparência? Por que eles tem que revelar os planos para os adversários?

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Infelizmente, somos imediatistas, queremos tudo pra ontem e nao é assim …

A FAB viu que o projeto nao estava avançando, a Mectron desmoronou e a SIATT herdeira natural tava toda comprometida com o Mansup, então decidiu com razão aguarda o desfecho do Mansup para depois cuidar disso, afinal a prioridade numero um na FAB e o Gripen, o resto pode esperar.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Como assim o projeto não esta pronto. Os 100 misseis vendidos e entregues ao paquistão eram só casca?

cipinha
Visitante
cipinha

ao que tudo indica o contrato também foi quebrado com os paquistaneses.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Demos o golpe do DVD paraguaio !

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Maravilha !! o Brasil sempre em passo de Cágado, porém sem pressa nem Cágado , talvez Cagado , este corre bem ao banheiro !

Mario SEAE
Visitante
Mario SEAE

Um pouco de calma, meu caro Fernando. O novo governo tem apenas 100 dias e, o número de problemas encontrados são gigantescos. Nestes últimos vinte anos nós fomos praticamente sucateados. Resolver todo esse estrago em pouco mais de três meses é humanamente impossível. O país está sob nova direção e, a FAB está estudando o que pode ser feito com esse e outros projetos. Muita calma nessa hora.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Vivendo e aprendendo.
Será que já se arrependeram?

Jean Carlos
Visitante
Jean Carlos

Brasil e uma vergonha!!!

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Vergonha Porque ??? Pelo País parar um projeto militar que nao tava indo a frente ??? Quantos projetos (MBT, Navios, aviões, submarinos) custando milhões de dólares ja foram iniciados ou construídos e depois paralisados ou cancelados seja pelos EUA, Rússia, frança, Reino Unido, etc… Vivemos em tempos de orçamentos limitados, e prioridades devem ser escolhidas e sacrifícios a serem feitos, talvez se tivéssemos o dobro do orçamento podíamos nos dar ao luxo de gastar mais milhões de reais e tentar a sorte mais um pouco nesse projeto ou quem sabe modernizar o Porta-aviões Sao Paulo ou recriar o Osório, etc… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Pelo quebse sabe foram vendidos e entregues ao Paquistão 100 misseis inacabados.

Davi
Visitante
Davi

Se não foi concluído por quê foi exportado?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Talvez tenha sido cancelado porque exportava…. sei lá. Mais ato de chutocratas.

BILL27
Visitante
BILL27

pelo video que eu vi ,o missil não foi exportado

Bosco
Visitante
Bosco

Camargoer,
Mas era o governo do Lula… que não era alinhado com os EUA e não obedecia ao Império. Será que o Lula só era tigrão com os EUA da boca pra fora mas também era tchutchuca com os States igual o Bolsonaro?

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Tchutchuca com os EUA igual ao Bolso não existe.
Talvez, alguns de seus Ministros cheguem perto.
Mas, igual, não!

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Bosco. Talvez essa pergunta seja respondida por algum pesquisador interessado nos arquivos do Itamaraty e nos arquivos da diplomacia dos EUA. Nos últimos anos, muitas coisas vieram a público a partir de documentos que foram liberados para consulta. Sobre a relação Bush-Lula, encontrei um artigo de 2008 escrito por um diplomata português com a seguinte frase ” (Bush) estabeleceu relação estável e frutuosa com Lula. Sendo o Brasil, de longe, o parceiro latino‑americano mais vantajoso para os Estados Unidos”(O legado de Bush, por José Cutileiro). Encontrei outros artigos sobre a política externa brasileira no período Lula, mas todos escritos… Read more »

FighterBR
Visitante
FighterBR

Foram exportados algumas unidades para o Paquistão para testes e só. Não chegou a 20 mísseis.

Bosco
Visitante
Bosco

O problema é que ninguém vem a público (nem a FAB , nem o ministério da Defesa, nem o Ministério da Tecnologia, nem o Ministério da Indústria e Comércio, nnem o Itamarati, nem os representantes da Mectron, …) para desdizer o que havia sido noticiado como a mais pura verdade. Ou seja, nós, brasileiros, somos feitos de idiotas e morremos acreditando que o Paquistão comprou 100 mísseis. Não fosse a Trilogia perguntar e até hoje estaríamos batendo cabeça com esse assunto. Eu de minha parte, já não dava como verídica essa informação há muito tempo, escolado que sou com meu… Read more »

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Há uns dois anos a “Engenheira Gata” disse isso. Que o projeto havia sido suspenso/cancelado e que o contrato com o Paquistão foi rescindido, por falta de cumprimento pela Mectron. O Paquistão acabou ficando com um punhado de protótipos e a essa altura já desmontaram os mísseis para estudos. À época, pouca gente deu crédito a ela (muitos achavam que era ele e que não era da FAB), dizendo que o míssil estava pronto e que haviam centenas tanto no Paquistão quanto no Brasil e que em vez de gata era ela vira-lata. PS: eu vi essa informação sendo dada… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Sempre se interessaram pela mentira e nunca se importaram com a verdade , o míssil foi suspenso e engavetado a algum tempo , não agora , mas somente agora foi confirmado o encerramento do projeto.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Ele foi engavetado a quase dez anos , ok !

Flanker
Visitante
Flanker

Eu vi um vídeo com entrevista de um dos diretores-fundadores da Mecteon, e hoje diretor -fundador da SIATT, na LAAD 2019, omde ele fala que o MAR-1 foi cancelado pela FAB já há alguns anos e que o contrato com o Paquistão não foi finalizado. Basta procurar o vídeo na internet.

JPC3
Visitante
JPC3

Bosco.

Acompanhe as lives do Caiafa e o canal Arte da Guerra. Eles falam sobre essas coisas direto dos militares.

Um grande abraço!

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Desde quando a FAB tem que dar satisfação de projetos sigilosos pra leitores da trilogia?

Bosco
Visitante
Bosco

Rinaldo,
Concordo! Mas então não devia ter passado a informação inicial da “suposta” venda dos mísseis ao Paquistão.
E a informação seria para o cidadão brasileiro, pagador de impostos , e não para os leitores da Trilogia.

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Visitante
Vitor Bruno Fonseca Rodrigues

Boa Coronel!

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

A FAB é tão Sigilosa que não existe míssil algum , aliás a FAB é responsável por vários atrasos nacionais , como Doutrina Aeronaval , diversas formas de aeronaves que deveriam estar em mãos do Exercito e Marinha , mas estão com a FAB , apenas nominalmente , mas não da conta de nada !

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Entrem com ação civil pública baseado na Lei de Informação . Jose Luiz, não fala bobagem. Pra não empregar outra palavra

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Sigilosa era a que tínhamos cancelado o projeto , porém tem gente aqui , que se engana com a conversa que foi para trabalharmos no mansup lançados de aeronaves e com maior alcance , se isto acontecer , coloquem mais 20 anos nisso , quando estiver pronto , o mundo estará usando mísseis supersônicos , lançado de drones e ou de terra mesmo , com alcances acima de 1000 kms , certos brasileiros adoram serem enganados , até eu já fui assim , mas com o tempo estudando e aturando as autoridades brasileiras , todas usando retóricas e blablablas ,que… Read more »

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Enquanto isso nos países alinhados com a Rússia e China; não vejo nenhuma restrição de armamento desta categoria.
Sempre fui muito insistente neste ponto, devemos buscar sempre o que for melhor para o Brasil.
O viés ideológico é uma armadilha que faz com que patetas de direita e esquerda briguem até ficar sem absolutamente nada nas mãos.
Nos falta coragem e inteligência para ir até Moscou e avaliar novas parcerias no âmbito militar.
A humilhação que a FAB passou na mão dos americanos merece uma resposta à altura.

Júnior
Visitante
Júnior

Eu nao faria a luz do dia para nao correr o risco de sanções, agora a portas fechadas meu amigo, compraria tecnologia, armamento e até cientistas de quem fosse, Russia, China, CN etc. Pra mim o Br vem primeiro

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Eu honestamente não tenho ideia de se Russia ou China topam exportar apenas os componentes que nos interessavam… Ou mesmo os mísseis antiradiação, afinal, alguma razão deve ter tido para o Paquistão, que tem relações tão boas que já desenvolveu um caça com a China, não comprar lá e sim cá.

Flanker
Visitante
Flanker

O Paquistão não recebeu os mísseis operacionais….fonte: um dos fundadores e diretores da Mectron.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

No momento atual , é possível que não , mas adiante é possível . A política de atrelamento com o nosso Muy Amigo, esta sendo mal visto por quase todos os países dos BRICS e da Europa . Realmente uma política Imbecil , aliás na política Exterior de Bolsonaro e com um Imbecil como ministro do exterior , a coisa esta indo de forma muito estranha .

Mauricio R.
Visitante

Considerando o parto que é a operação daquele satélite de coleta de imagens compartilhado com os chineses, eu não apostaria nada nesses caras.
Qnto aos russos, talvez seja somente uma questão de quanto $$$$.

Bosco
Visitante
Bosco

Não entendi! Qual humilhação? Ter negado um pedido de fornecimento da antena do míssil? Quer dizer então que se a Argentina ou o Uruguai pedir a seeker do A-Darter ou a tecnologia do MSS-1,2 a gente é obrigado a dar?
Assim fica fácil né? Vamos começar a “pedir” um monte de coisa que o Brasil precisa . É muito mais fácil do que arregaçar as mangas e desenvolver e o país que não ceder será rotulado de “xenófobo” ou de “racista” ou “imperialista.
Ninguém solta a mão de ninguém.

Chris
Visitante
Chris

Eu quero um daqueles lançadores de satélites, onde os foguetes voltam e pousam de ré…

E mais uns F-22 !

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

A humilhação não foi a negativa , foi a forma da negativa , ok ! A negativa seria , esta tecnologia não é possível de venda ou repasse , porém a negativa foi além disso , foi expressa de forma humilhante mesmo , afirmando que não estávamos a altura do uso de uma arma dessas.

Antonio José Rodrigues Pires
Visitante
Antonio José Rodrigues Pires

falou bonito mas nossos militares são bonecos mandados por Washington…

Chris
Visitante
Chris

Não temos tudo deles… E exatamente por não sermos nenhum boneco !

Vem ca… Os europeus são pra la de aliados deles, nunca vi os EUA os obrigarem a nada !

Todas as nações que se aliam a eles, crescem !
Quem se revolta… Termina como Cuba, Coreia do Norte ou Venezuela…

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Crescem sim , mas desenvolvendo tecnologias , mas aqui não fazemos isso . Coloque em sua Cabeça , os EUA não são amigos de ninguém , é só estudar a geopolítica mundial , até com seus Puxa Sacos de estimação , o RU !

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

A Colombia, a Costa Rica e o México são exemplos de desenvolvimento econômico e social no mundo.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

KKKK que exemplos , cite-os , agora mesmo o bobalhão do trump, esta obrigando o México a deter imigrantes em sua fronteira sul com a Guatemala, talvez queira fazer lá o tal muro , já que ali seria bem menor , coitado do México , Colômbia , etc , e isso que queres para o Brasil ? Deus nos Proteja !

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Diante de americanos , reparem , parecem Pinto no Lixo !

Brunow Basillio
Visitante

Se China e Índia pode fabricar ou “montar” caças, misseis de cruzeiro, blindados, porta aviões, submarinos etc….Agradeçam a Rússia/URSS…
O mesmo acontece com os EUA eles tem seus parceiros de confiança a qual ajudam, tipo Inglaterra,Israel,Japão,Austrália….
O Brasil não é aliado de ninguém, nos últimos anos sempre esteve meio termo, “no colo dos Americanos e beijando na boca de Russos/Chineses” O dia em que o Brasil pensar como gente grande, pode ter certeza que vão sair coisas boas, a China e Índia começaram montando caças soviéticos, e hoje já fabricam o seu…

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Estude realmente a politica americana , entenderás que estas enganado , eles até com o Reino Unido agem de forma imperativa , não se guie pela imprensa, leia muito !

Brunow Basillio
Visitante

Da uma analisada nos equipamentos que os EUA liberam para Israel,Austrália, Japão e Ru… Agora vai o Brasil tentar comprar tais equipamentos…
Não estou dizendo que os americanos liberam tudo para estes paises, mais o nivel de confiança que os EUA tem neles é muito maior que em qualquer país do Mundo…
“Por isso acho melhor VC seguir sua recomendação”,Estude muito!

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Visitante
Vitor Bruno Fonseca Rodrigues

É claro! Qual desses países tem tendências socialistas suicidas?

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

O Brasil não investe em Tecnologias , na base da educação , como matemática , etc , da prioridade ao bacharelismo , como Direito e outras desgraças iguais , e quer que os outros nos repassem tecnologias . Na contratação da esquadra de 1910 ao reino Unido , foi estabelecido que enviaríamos oficiais e engenheiros para acompanhar as construções , ao mesmo tempo o Japão também contratava navios de guerra ao RU . Enquanto os japoneses enviaram realmente engenheiros que colavam com os ingleses , nós enviamos os filhos de almirantes e oficiais , chegando lá tiraram fotos as enviaram… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Os que discordam , procurem saber o que coloquei acima, é de conhecimento geral,os filhinhos de Almirantes passaram seu tempo acompanhando as construções em Paris , no Vodeville , Moulin Rouge , Bistros , no Rive Gauche etc , porém sempre com a farta verba , paga com o trabalho e impostos dos brasileiros .

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

ah sim igual os Russos que comprometeram a passar todas as tecnologias do SUKHOI no FX2 ¬¬
nenhum país ajuda diretamente os outros a desenvolver essa tecnologia, os EUA fizeram o certo, nem os Russos eu vejo passando tecnologia de ponta para ninguém, nem os Chineses, mas se quiser comprar todos vendem, ensinar a fazer e permitir que façam ninguém quer.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Em todos os sites , sempre defendi a nossa equidistância entre EUA , Rússia e China , nós devemos ser um dos polos mundiais , mas a muito tempo que nossos militares e políticos nos querem atrelados ao nosso MUY AMIGO . Eu menino ainda quando entramos em uma política nacionalista , caso Vargas , depois em 1961 com a aproximação com a União Soviética , o que via de militares e políticos atacarem o Governo brasileiro , era uma vergonha , seu Lacerda claramente declarava que nós deveríamos estar atados ao nosso MUY AMIGO , etc , etc .… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Jose Luiz,
Longe está o dia que teremos equidistância das grandes potências e o dia que seremos “polo” de algo fora do futebol e do carnaval.
O melhor que podemos fazer é nos aproximar da potência que tenha mais afinidade cultural conosco e que seja a menos pior.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Queres dizer do nosso MUY AMIGO ! Mude-se para lá e conjugue o verbo aproximar na primeira pessoa do singular e não do plural , nós quem ?

Larri Gonçalves
Visitante
Larri Gonçalves

Esta história é complexa e triste para o Brasil, afinal segundo se diz, investimos em tecnologias não liberadas por países do primeiro mundo, mesmo assim conseguimos algum avanço a custa de recursos do erário público e agora a FAB diz que está cancelado ou suspenso, não vem ao caso. Tentaram saber qual foi o resultado do emprego do míssil em treinamento ou em situação real lá no Paquistão? Afinal se não estava concluído como foi vendido para a Força Aérea do Paquistão e se foi deveríamos nos interessar em saber se está sendo empregado e se é operacional no Paquistão.… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Pode ter sido vendido no esquema do Gripen: não estava pronto, mas quase

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Aqui a tecnologia é tão demorada , que quando a logramos , já esta obsoleta , exemplo Mansup !

Tarcísio Filho
Visitante
Tarcísio Filho

Vergonha, isso é um descaso com nossa aeronáutica, assim nossas forças armadas nunca irão se desenvolver.

Léo Barreiro
Visitante
Léo Barreiro

Pessoal

Desculpa, só não entendi uma coisa…. Se ele ainda está em desenvolvimento o que foi vendido então ao Paquistão? Esse modelo não nos serviria? Tem algo errado nessa história…. Ou eu não entendi direito… Espero de fato estar errado.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Somos 2. Afinal, o míssil foi ou não foi exportado pro Paquistão?

Flanker
Visitante
Flanker

Wilker e Leo…o contrato como Paquistão não foi finalizado….procurem o vídeo da entrevista com o ex-diretor da Mectron

FighterBR
Visitante
FighterBR

Paquistão comprou nem 20 unidades.

Pedro S.
Visitante
Pedro S.

Mais uma pérola do país dos projetos intermináveis… lamentável!

Billy
Visitante
Billy

As baterias bolivarianas agradecem.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

https://www.naval.com.br/blog/2019/04/13/politica-naval-da-marinha-do-brasil/

A matéria é diferente, mas o comentário que eu fiz nela se adequa perfeitamente ( como uma luva ) a essa matéria do PA.
Coincidência? Acho que não…

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

A fabricação do míssil foi suspensa, ou a compra pela FAB foi Cancela?

FighterBR
Visitante
FighterBR

Os dois.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Mas…. Mas………..
Morri, já não percebo nada no quesito defesa no Brasil.
Portanto, desenvolveram o míssil, venderam o míssil, mas não compram o míssil?até que podia não ser o melhor… Mas

JPC3
Visitante
JPC3

O projeto foi cancelado. Fica parecendo que nem estava sendo fabricado.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Sim JP, mas qual a viabilidade, a lógica, de cancelar o desenvolvimento dos misseis da “gama” MAR?
Nao seria mais viável continuar a desenvolver novas versões e empurrar las para o mercado externo? Claro que existe a questão da compatibilidade com sistemas de armas de outras origens….

Mauricio R.
Visitante

O contrato com a Mectron foi rescindido, leia a notícia.
Agora seria muito interessante saber o porque dessa recisão, se teve a ver somente com a falência da empresa, a Lava Jato, ou o constante contingenciamento de verbas, quem sabe o esgotamento da capacidade técnica da empresa e sua incapacidade em entregar um produto vendável.
Vai realmente saber.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Esta suspenso a mais de dez anos , mas a FAB esteve caladinha , agora a informação foi passada por um executivo da SIATT, entenderam . A FAB deve informar porque cancelou o projeto , mas com informações objetivas e não com generalidades e desculpa vaga e fictícia , como sempre são as desculpas oficiais . Tive uma informação que os EUA nos ofereceram o HARM em troca do cancelamento , cerca de 1/2 dúzia dos primeiros harms e sem repasse de nenhuma tecnologia , como sempre e como faziam com os nossos doces brigadeiros no passado , quando pensavam… Read more »

Toni Cavalcante
Visitante
Toni Cavalcante

Se a Mectron deixou de existir, é claro que o programa tinha que ser suspenso pela FAB. Uma coisa é cancelar (algo definitivo) outra coisa é suspender ( algo temporário ). O mesmo ocorreu com a MB em relação ao Mansup e o EB em relação ao MSS 1.2. A questão é que, com o surgimento da Siatt, a MB e o EB saíram na frente da FAB na retomada de seus programas.

Mauricio R.
Visitante

A MANSUP é um tanto novo se comparado a MSS 1.2 e MAR-1, a SIATT não é a única empresa tocando o programa, apesar de que a Avibrás também não é assim nenhuma “Brastemp”, até pouco tempo atrás era uma empresa de um produto só. O EB ao homologar o “Skyfire” melhorou e muito sua situação, agora a Avibrás é uma empresa de uns 50 anos e 2 produtos. Já o MSS 1.2 não é nada pra se comemorar, são 32 anos em desenvolvimento, hoje testamos lotes piloto, sabe se lá qndo teremos o míssil de produção. Se é que… Read more »

Felipe S
Visitante
Felipe S

Que eu saiba teve coisa da Mectrom indo para outras empresas com o fim dela. O projeto está suspenso, não cancelado. Se o MANSUP virou realidade não duvido que seja retomado o MAR-1 para o Gripen. No momento contudo a prioridade é o A-Darter.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

A DARTER prioridade ! Tens certeza ?

Mauricio R.
Visitante

“O projeto está suspenso, não cancelado.”

Leia a notícia, novamente:

“O projeto do Míssil Antirradiação (MAR-1) está suspenso no âmbito da COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate) em decorrência da rescisão do contrato com a empresa Mectron.”

Se o contrato com a Mectron foi rescindido, então…

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

“Subdesenvolvimento não se improvisa. É obra de séculos” Nelson Rodrigues O Brasil é o pais mais rico do mundo em recursos minerais…seja em quantidade, qualidade ou diversidade…o Brasil é o maior produtor de quartzo do mundo…e possui as maiores reservas mundiais de quartzo de alta qualidade…possui as maiores jazidas de quartzo de alta qualidade do mundo…as reservas mundiais de grandes cristais naturais de quartzo ocorrem quase exclusivamente no Brasil e em quantidades menores em Madagascar, Namíbia, China, África do Sul, Canadá e Venezuela…o Brasil é o segundo maior produtor mundial de minério de ferro… o Brasil é praticamente o dono… Read more »

Kommander
Visitante
Kommander

Milagre não aparecer alguém pra chama-ló de comuna ou de louco até agora. De resto, só li verdades.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Nelson sempre foi anticomunista ferrenho !

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

O que quis dizer, Nelson Rodrigues sempre foi anticomunista ferrenho e foi ! Como o comentarista acima diz , porque não sabe por nunca o terem chamado de comunista , porém ele sempre foi um nacionalista e anticomunista ferrenho .

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

eu bem que queria acreditar no teu comentário aí eu olho os fatos, sobre os EUA interfererem aqui, é algo mais do que sabido, assim como os Europeus, os Russos e agora os Chineses,,, sobre o míssil, ele podia estar em fase final, a culpa foi dos EUA que não temos? claro que não, a culpa é nossa, pega um estádio qualquer da copa, quantos milhões custou? o Maracanã sozinho bancava o A-darter, MAR 1, Mansup e matador, se pegarmos todos os estádios então, nem se fala. e no final cada povo tem o país que merece, eu concordo. pq… Read more »

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

Neste pais nunca se tem recursos para desenvolver a tecnologia ou indústria nacional…sempre colocam empecilhos e criam justificativas para que aqui nada ande para frente…pois o intento por trás disso é nos manter no clientelismo…nenhum pais vai nos ajudar a nos desenvolvermos e sermos uma futura potencial rival…é muito melhor sugar todas as riquezas não renováveis as quais são essenciais para o futuro…vamos parar com essa mística de que os países querem ajudar os outros…não a amizade entre nações…existe interesse e deveria haver respeito, coisa que não se tem mais graças a imposição dos países desenvolvidos sobre os subdesenvolvidos...o fomento… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

O Brasil perdeu a liderança em 1889 , foi criada uma republica de castas , os que não trabalham e produzem têm privilégios , os que trabalham e produzem e os que pensam o país são seus párias . Aí a partir de 1988 com esta constituição ** CIDADÃ**, ( não sei se devo rir ou chorar , as castas da republiqueta seus funcionários públicos, judiciário , tomaram o país definitivamente para eles ) , hoje somos uma Nação de castas como a Índia , ela esta deixando de ser , em breve seremos a única !

Leonardo Gama
Visitante
Leonardo Gama

Realmente o golpe militar de 1889 desgraçou o Brasil. Até essa data tínhamos estabilidade política, uma constituição liberal e um monarca engajado com a ciência. Depois fomos ladeira abaixo com as lutas entre as oligarquias….

Roberto
Visitante
Roberto

Na realidade o projeto do MAR1 foi desenvolvido pela FAB, através do IAE (um dos institutos do DCTA) e foi encerrado com sucesso, inclusive com exportação do míssil e utilização pela própria FAB. O que está suspenso é o MAR1B, que seria uma evolução do anterior, com desenvolvimento de engenharia do próprio IAE com auxílio da MECTRON, que também seria a responsável pela execução do projeto (uma ótima ideia de fomento industrial). Acontece que o projeto não recebe sequer 1 centavo a mais de 6 anos (temos muito que agradecer a Dilma por isso), somado a todos os problemas da… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

O MAR ! foi engavetado , Ok KAPPUT ! Mas a FAB nada informou , pois foi cancelado a muito tempo , e até agora não deu explicações do porque , mas explicações convincentes e não genéricas , claramente estão com Verguenza !

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

A FAB explica se quiser. Quando quiser

Bosco
Visitante
Bosco

Num país com o CN que temos realmente a FAB não deve satisfação ao povo. Fosse um país séria as Forças Armadas teriam que fornecer informações de seus atos às comissões devidas no CN e ao TCU. Se há dinheiro público e órgãos estatais, ela tem obrigação de ser transparente.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

TCU fiscaliza mais os militares que os civis. Pode se informar

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

A FAB como os militares vivem em uma nação de Castas Corporativas , e o Povo brasileiro em outra , justamente como e para que foi dado o Golpe da Republiqueta . Nós o Povo devemos ficar calados e nos submeter a vontade dos nossos AMOS Corporativistas !

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Se o problema era a falência da MECTRON, isto não inviabilizaria a continuidade do projeto, ao invés de botá-lo em suspensão. Bastaria fazer o mesmo que foi feito com o MANSUP e o MSS-1.2. O único que foi “salvo” é o A-DARTER (hoje nas mãos da AVIBRAS), isto porque é um projeto binacional e não somente brasileiro (como os que estão “suspensos”). No entanto, não foi isto que aconteceu com nenhum dos outros projetos de interesse da FAB (que era o que se esperava que fosse), ou seja, os mísseis ar-ar MAA-1A e MAA-1B, o radar SCIPIO, kits de bombas… Read more »

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

a FAB no quesito desenvolver armas é uma decepção mesmo, ela só fica bem na foto na questão de não cair nos cantos dos presidentes e só

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Um exemplo da FAB . Tivemos Porta Aviões por mais de 50 anos e por causa da FAB , não temos uma doutrina aeronaval , a criaram copiando a Itália, mas sabendo que lá não dava certo , entregaram o monopólio aeronáutico a ela , mas a FAB nunca teve aviões para o consumo interno , tem mais brigadeiros que aviões e impedia as demais no seu desenvolvimento.

Felipe S
Visitante
Felipe S

Você falou do SPC-01 , mas a FAB ainda com 14 AMX para serem modernizados previstos e será usado este radar. Falastes do Piranha, a primeira versão teve 44 unidades adquiridas pela FAB e 25 unidades vendidas para a Colômbia usar nos seus super tucanos. A versão B foi concluída mas não adquirida pois a FAB entrou no projeto A-Darter financiando metade do mesmo aliás, que é mais moderno de quinta geração e virou a prioridade. Quanto ao MAR-1 creio que foi suspenso por custos e não impede de ser retomado para os futuros Gripen.

Felipe S
Visitante
Felipe S

Se não me engano o datalink nacional não foi suspenso nem cancelado. Interessante saber que usaram um mockup do MTC no F-5.

Felipe S
Visitante
Felipe S

Até hoje não entendi esta compra de 10 mísseis A-Darter , 10 mísseis Iris-T e 50 kits de bombas. Pra que dois tipos de mísseis de curto alcance? E se o dinheiro é curto, não era melhor comprar um número maior de mísseis ar-ar em vez de 50 kits para bombas?

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Não sabes que no Brasil 1/2 dúzia é moda , como tudo por 1,99 real , teve até o governador de Hum Real, tudo era HUM REAL , então a FAB , como a Esquadra do Assassino Floriano e da republiqueta de 1893/94 , era chamada pelo Povo de Esquadra de Papelão , tanto que internou a esquadra americana e outras na Baía de Guanabara para não deixarem Apear o Assassino , segundo presidente da republiqueta , procurem na história , deixo aqui para terem uma melhor informação , uma das publicações A Defesa Nacional No 762 de outubro/dezembro de… Read more »

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Uai fiquei sabendo que:
Alguém pegou um AGM-45 de um Vulcan na operação Black Buck e não devolveu!
O trein não é bagunçado assim não!!!

FighterBR
Visitante
FighterBR

Devolveu sim. Nunca fizeram engenharia reversa nesse míssil.

Delfim
Visitante
Delfim

A RFA colocou que sim, o Shrike aoreendido foi inspecionado e depois devolvido.

FighterBR
Visitante
FighterBR

Ué, cadê aquele carinha que comentava aqui que o míssil não foi cancelado e está na Base Aérea de Santa Maria? Kkkkkkkkkk… É cada uma.

Juarez
Visitante
Juarez

Pois é Fighter, eu ia perguntar a mesma coisa. Como é mesmo o nome dele??
Acho que é Gabriel. Coitado, deve ter tomada um chá de santo daime.

Flanker
Visitante
Flanker

Kkkk….eu tb queria saber o que ele tem a dizer agora…

Felipe S
Visitante
Felipe S

Não, era eu mesmo. O projeto foi suspenso, e disso eu já sabia enquanto uns diziam ter sido cancelado, o que é bem diferente não é mesmo?

Felipe S
Visitante
Felipe S

Ele foi suspenso, não cancelado. Esquece que o projeto é da FAB/CTA e a Mectrom só estava tocando ele. Talvez por custos não deram ainda para outra empresa tocar. Algumas unidades protótipos teriam sim sido entregues a FAB e ao Paquistão.

Flanker
Visitante
Flanker

Não desconversa…você afirmou que o míssil estava operacional nos A-1 aqui de SM……

Juarez
Visitante
Juarez

Tchê, procura um psiquiatra urgente, tu passou do torpor alucinogeno para uma crença em suas próprias mentiras. Isto pode evoluir para um quadro mais grave.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Foi um certo pássaro que não voa e que atualmente está extinto que disse isso, e que ainda afirmou categoricamente que tem um parente que serve em Santa Cruz e que disse que a FAB tem estoques em quantidade do MAR-1, que já foram feitos testes de lançamento e está plenamente operacional e que, quando questionado sobre o por que de a FAB não ter divulgado nem um videozinho ou matéria sobre o lançamento e incorporação do míssil, ele ainda afirmou que a FAB não tem qualquer obrigação de divulgar nadica de nada. Isso é verdade, a FAB não tem… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Estoques da FAB nunca passam de 1/2 dúzia , não sei se podemos chamar de estoque , isto quando não é fake .Ainda depositaram nas mãos da FAB , a Defesa anti aérea de Média , Grande altitude e Estratégica , em que século ela chegará a esta capacidade ?

Bosco
Visitante
Bosco

A alma de um míssil é seu seeker. No caso do MAR-1 é a antena espiralada. Que país vai desenvolver um míssil “PRÓPRIO” e resolve adquirir o seeker de outro país?
*Dúvida: por que com a negação dos EUA a FAB não foi “adquirir” essa antena na Rússia ou na China?

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

né os Russo se pedíssemos davam até o projeto do S400 de graça só pq são bonzinhos e não negam tecnologia de ponta para ninguém.

Felipe S
Visitante
Felipe S

Mas no fim não desenvolveram um nacional pra por no lugar?

Bosco
Visitante
Bosco

Ninguém me responde. A pergunta é sincera. Por que o Brasil, diante da recuso do primeiro a ser procurado (EUA) não foi atrás de outro país competente na dita tecnologia (há pelo menos uns 10 países) para nos fornecer o seeker do míssil? 80% de nosso equipamento militar não é de origem americana. Hoje, o único míssil de origem americana nas Forças Armadas Brasileiras é o Harpoon. Naquela época era só o Sidewinder. Então, não éramos (e não somos) nenhum parceiro privilegiado dos EUA e muito menos aliado. Muito pelo contrário. Na época do lulopetismo éramos “desalinhados” automaticamente com o… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Porque não conheces os militares brasileiros !

Bosco
Visitante
Bosco

Como ninguém responde fica por óbvio explícito que a menção ao “embargo” americano é apenas retórica antiamericana, sem embasamento no mundo real, para satisfazer a militância esquerdista do blogue.
Não fosse a conotação político partidária ideológica da informação nos seria informado o quanto outros “parceiros” nos ajudaram quando precisamos de ajuda e ficaria patente que só os EUA é que se negou a fazer essa gentileza.

Thiago
Visitante
Thiago

Eles iriam fazer a mesma gentileza que fizeram com nosso programa nuclear, quando o único parceiro que encontramos foi a Alemanha ? Você tão especialista não lembra nunca desses “pequenos detalhes .

Thiago
Visitante
Thiago

Milico no Brasil ? Não vê a hora de ir obter a green card , quantas vezes conheçi esses milicos ” patrioticos” nas páginas facebook.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Como sempre a FAB sempre brincando com o Brasil , estão agora brincando de Tudo Que Seu Mestre Mandar , Faremos Todos ! O Wikileaks colocou que opor diversas vezes o patrão interveio em nossos projetos , decidiram nos ceder 1/2 dúzia de harms , que somente poderemos usar com sua licença, porque com o míssil próprio , poderíamos vende-lo a quem nos interessasse ou passar a sua tecnologia, usa-lo sem controle do patrão , livres e sem submissão , coitado do Brasil !

Flanker
Visitante
Flanker

HARM para a FAB? Foi proposto? Quando? Esse míssil nunca chegou nem perto dos paióis da FAB….

Bosco
Visitante
Bosco

Foi oferecido no pacote do Super Hornet oferecido no programa F-X2

Fabio
Visitante
Fabio

A explicação não convence, como o Paquistão fez uma compra de uma centena de mísseis ? Eles devem ter passado por demonstração real de tiro no Paquistão ! Tem que ter uma explicação para um investimento de milhões e depois virou pó em uma gaveta da FAB , foi assim com AMX bilhões de dólares por 56 aviões que não atingiram seu potencial planejado.

FighterBR
Visitante
FighterBR

Que centenas? Aquilo lá é informação falsa. Foram exportados para o Paquistão entorno de 15 mísseis.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

( em torno)

Felipe S
Visitante
Felipe S

Fonte??? Tudo que li dizia 100 mísseis contratados.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

O contrato era de 100 mísseis, mas a Mectron não cumpriu o contrato.
Agora se entregou 1, 5 ou 15 eu já não sei.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Talvez os lançaram em alguma comemoração , como passagem de ano .

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Brasileiros também vão ao Paraguai , compram coisas baratinhas , ficam de receber , quando recebem , existem pedras na caixa , talvez a FAB , ofereceu_lhes o mesmo .

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Só pra lembrar que são 100 bilhões de reais por ano no ministério da defesa pra isso… Nem vou contar pra vocês o que os militares jamais cancelaram!

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

O Orçamento das FFAA , é o microcosmo do Orçamento da Nação , Razoável , mas tomado de assalto pelas Castas Corporativistas da republiqueta , nosso Orçamento de Defesa é superior ao da Itália , igual ao da Turquia , etc , porém 75% , ou 3/4 é apropriado na mesma proporção que as nossas Castas se apropriam do Orçamento da republiqueta , ao final para os Interesses de Defesa e da Nação , proporcionalmente nada sobra , nossos Juízes , Funcionários Públicos , Militares , têm um Padrão de Vida de igual a superior as Nações mais Ricas do… Read more »

Fabio
Visitante
Fabio

Sempre foi assim e sempre sera.
Prevendo o futuro analisando o passado e observando o presente…..
So teremos 36 Gripen esqueçam o segundo e terceiro lotes.
So 4 Corvetas bombadinhas nada mais…..
So 4 sub Scorpene , para por ai…..
Se fizerem um sub nucelar sera o máximo…
De resto pode vir uns tanques bem usados tipo M1A1…
Uns Cobra bem surradinhos ….
E Misseis , a ia esquecendo , cada caça terá apenas dois ou três para disparar e olhe la..
De resto teremos que sobrevoar o inimigo e lançar bombas como fazíamos na segunda guerra.
Fato.

luiz antonio
Visitante
luiz antonio

É amigo…como eu gostaria de ter argumentos realistas para contra-argumentar você. Mas não tenho.

Luiz Floriano Alves
Visitante

Esse missil se utilizou antena espiral fica explicado a suspensão do projeto. Os modernos jammers são muito eficientes e apenas antenas planas do tipo AESA são viáveis para detectar corretamente um alvo que embarca tecnologia moderna. Antenas AESA não são fabricadas no nosso parque fabril. Teriamos que comprar onde fabriquem e nos vendam: França (Thales), Israel, Itália, etc…

Bosco
Visitante
Bosco

Luiz,
“Antena espiral” é o nome que se dá a antena de mísseis antirradiação capaz de se sensibilizar por radiação EM numa ampla faixa do espectro, indo da banda X à banda UHF (no caso do HARM).
As antenas convencionais são restritas a uma banda EM em consonância com o diâmetro da antena. A “espiral” não.

Bosco
Visitante
Bosco

Talvez se o Estado Brasileiro não se auto embargar com sua incompetência, seu auto custo e sua corrupção, um dia poderemos desenvolver isso tudo aqui dentro e não ficarmos dependendo de ninguém.
Lembra da nossa participação na Estação Espacial? No telescópio orbital? No acelerador de partículas europeu?
Enquanto 70% dos universitários brasileiros forem analfabetos funcionais e estivermos atrás da Etiópia em qualidade de ensino, não podemos culpar país nenhum por estarmos 70 anos atrasados tecnologicamente.

Felipe S
Visitante
Felipe S

Errado. Acho muito exagero. Sem 12 escoltas novas e ao menos 72 Gripen não temos mais poder aéreo nem naval. Pra isso acontecer só uma catástrofe econômica na década de 2020 o que creio ser improvável.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

As **Castas brasileiras querem BOA VIDA , BOAS REFORMAS , o interesses brasileiros , é para o seu POVO , a parte da nação que realmente quer a Grandeza Nacional , as Castas somente se interessam por elas , nada mais ! Os MILITARES , fazem parte das CASTAS da Republiqueta , agora mesmo aceitaram participar da reforma previdenciária , porém apresentaram mais vantagens , para perderem algumas poucas , se comparam a outras Castas, que dizem ter mais Privilégios , então não querem consertar os Erros , querem Isonomia em PRIVILÉGIOS , nunca olham para baixo e observam as… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Como exportaram uma coisa que não funciona?

ELIU MOTA
Visitante
ELIU MOTA

Será que este país nunca termina o que começa???? Lembro do VLS, míssil ar-ar, SNA, MAR, Ciclone, etc, o país deve investir em projetos estratégicos com começo, meio e fim. Virou palhaçada, tudo que fazemos nunca concluímos e quando chega ao fim, foram rios de dinheiro do contribuinte que foi para o grande ralo da corrupção. Fazendo um exercício de futurologia, depois do final de um governo pró militar em 2022 teremos a notícia de que o submarino nuclear foi cancelado, daí ainda vão achar ruim quando chover as críticas, MILITARES assumam as rédeas dos Projetos de Estado ou parem… Read more »

José Orlando bento
Visitante
José Orlando bento

O desenvolvimento do BRASIL é como meu santos futebol club.tudo muito difícil.a bola entra SÓ a metade e volta para o meio campo e o SANTOS é eliminado.tudo no Brasil é mais difícil que em qualquer parte do mundo.não temos priatividade. Não, programamos nada.não temos visão de futuro.
JÁ gastamos bilhões com esse míssil.agora, caíram na real., “SOMOS INCOMPETENTE ATÉ PELA GENÉTICA.”

CESAR FLORIANO
Visitante
CESAR FLORIANO

Nossa q ridículo!!! gasta milhões dos contribuinte e na reta final cancela. Como dizem, não Se faz mais militares como antigamente, hj em dia só tem militar bunda mole e outra tudo politico, só pensam em si próprio.

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Vão fazer a mesma coisa com aquele Prosub…Vcs vão ver só…!!…!…

Felipe S
Visitante
Felipe S

Suspenso não é cancelado.

Henrik
Visitante
Henrik

Não se produz militares como antigamente! dinheiro jogado fora….

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Vão fazer a mesma coisa com aquele Prosub…Vão inventar todo tipo de factoide, dificuldade e obstáculo pra empaca-lo e dizer que é muito dispendioso e complicado…que é demais para nós…que da muito trabalho pra manter…e não sei o que…farão o mesmo que fizeram com aquele NAe São Paulo…Vcs vão ver só…!!…!..

O Nacionalismo de Vargas e o entreguismo :

https://www.youtube.com/watch?v=8iStKPrGy3Q

GripenBR
Visitante
GripenBR

Não é apenas o MAR-1. O A-Darter que também era coligado a Mectron, a quantas anda por aqui em terra Brasilis? Além do MAA-1B Piranha e MAN-1? Algum AMX A1 recebeu o Radar SCP-01? O MSS-1.2 herdado SIATT está operacional e foi ou será adquirido em quantidades minimamente justificáveis? Tem muitas questões neste hiato. A perspectiva só piora. O patriota contemporâneo parece odiar o próprio país.

Juarez
Visitante
Juarez

Vou te responder apenas o que sei:
O A Darter está rodando, vai estar ok até o final do ano
MAA-1B, Esquece é um lixo
MAN -1 Melhor perguntar aos marinheiros, mas acho que apesar da pirotecnia naval ainda falta bastante.
Cinco A 1 até agora receberam o radar na modernização.
MSS-1.2 Só Deus sabe.

Felipe S
Visitante
Felipe S

MANSUP será realidade em breve. Mss 1.2 EB e MB encomendaram lotes pilotos . MAA-1B Piranha não é um lixo. É equivalente ao Pyton 4 mas demorou para ser concluído e não faz sentido pegar ele se teremos o A-Darter em.breve.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Este MSS 1.2 (estes nomes somente no Brasil , um país de nomes ridículos , desenhos e combinações de cores idem) , era um projeto italiano chamado de MAF Missile Anticarro di Fanteria , mas foi abandonado por eles .Já sobre o que postei antes ; enviei ao Fluminense um projeto de nova camisa ( mais uma ) ,usando o grenat fechado , uma camisa belíssima , então o Abade a sumidade de presidente que temos , escolheu uma camisa AZUL , é ou não verdade , que no Brasil o Ridículo sempre vence , nomes , cores e desenhos… Read more »

GripenBR
Visitante
GripenBR

Quanto a venda da Mectro para a israelense Elbit espero que a venda da Embraer para Boeing não produza a longo prazo destino similar. A Embraer e gigante compara ao Mectron uma cadeia fornecedores menores surgiu como polo principalmente em São José dos Campos além de em outros diversos lugares do Brasil. Veremos.

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Não existe mais Patriotas nisso aqui.
Só idi#$&otas internacionalisados.

Jão
Visitante
Jão

A questão de o Paquistão ter comprado estes mísseis foi a de escolher uma nação medíocre para fazer engenharia reversa, sem medo de ser feliz e sofrer retaliações… Se eu estiver muito errado, o contrato desses míseros 20 mísseis foi uma fortuna já prevendo o prejuízo de piratear o equipamento.

Tassios
Visitante
Tassios

Triste notícia. Espero que a siatt possa recomeçar o projeto já que a mectron envolvida na lava jato pq da odebrechet, foi pras cucuias. Obrigado ao ParTido. Mais um obrigado.

Antonio Lopes
Visitante
Antonio Lopes

Vamos acordar? Isso chama-se pressão norte-americana contra o desenvolvimento dessa tecnologia pelo Brasil. Militares estão alinhados com os EUA então simplesmente obedecem. Deu para entender e aceitar? América first, Brasil the Last…….

Felipe S
Visitante
Felipe S

Isso se chama corrupção e propina petista ou não entendeu que a Mectrom era da Odebrecht?

Felipe
Visitante
Felipe

Fui ver a lista de politicos envolvidos coma Odebrecht e só encontrei tucano…

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

LAST e CAPACHO de pai para filho desde 1889 , salve a republiqueta de castas corporativistas do Brasil , castas que não pensão no Brasil nos roubam , investem e enviam seus filhos para Orlando , Miami , na Florida e pronunciam Flórida , sendo que o nome é espanhol e idêntica a pronuncia em português !

Douglas Falcão
Visitante
Douglas Falcão

bom, se os americanos malvados, como sempre, não fornecem, porque então não solicitamos aos franceses, suecos ou qualquer outro “bonzinho” europeu? ou mesmo aos chineses e russos para que forneçam tecnologia em caráter humanitário? Que tal?

Diego K
Visitante
Diego K

Que se dane a diplomacia ela não é o problema tecnológico, só econômico… Sobre embargos, acho até bom porque temos a chance de fazer nossa própria tecnologia.
Enquanto não resolver a questão dos gastos militares com pessoal nunca teremos quantidade e qualidade de equipamentos modernos, só alguns gatos pingados.

Diego K
Visitante
Diego K

Foi só eu que fiquei orgulhoso e feliz ou vocês também, ao ler que os EUA embargou a tecnologia e o Brasil contornou e produziu ela?? O gostinho da vitória sofrida é mais gostoso que a de bandeja kkkkk.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Resolver como ? Os militares fazem parte das Castas da republiqueta , só que nos últimos anos ficaram um tanto atrás das demais castas e agora querem entrar na festa mais fundo , por isso as Palavras de Rodrigo Maia , dizendo que os militares estão chegando no fim da festa , quando ** PARECE ** que ela deverá acabar , pode ser mas não muito . Alguém pode dizer que quem teve e ainda tem filhas recebendo pensões ad eternum , fraudando a lei , vivendo em concubinato é Patriota .Patriota é o homem comum trabalhador , ele sim… Read more »

Paulo Maffi
Visitante
Paulo Maffi

E lá se vão os anéis, mais uma vez, porém, ficam-se os dedos! O Brasil é Brasil, desde que é Brasil minha gente… Não subestime nossa capacidade de patinar… Triste.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Suspenso não é cancelado, a FAB sabe da relevância de ter essa arma em seu inventário e a nota não indica abandono do projeto, por tanto vamos aguardar.

Maurício.
Visitante
Maurício.

É uma pena, eu achava que esse míssil ia vingar, quanto a questão do embargo americano, não foi a primeira vez nem será a última, foi a mesma coisa com o seeker do MAA-1, MAA-1B, dos dados completos das asas do F-5 para testes com o MAA-1, e por aí vai, o problema é que o brasileiro fica de mimimi reclamando quando na verdade deveria investir em pesquisa e desenvolvimento, culpar os americanos é muita ingenuidade, todos sabem que países não tem amigos, e sim interesses. Outra coisa, parece que a FAB gosta mesmo é de bombas da série MK,… Read more »

Felipe S
Visitante
Felipe S

A FAB adquiriu 44 piranha A , e a Colômbia 25. Inclusive uns 10 foram usados em tiros reais tem algum tempo. A versão B não foi adquirida pois se investiu no A-Darter.

Juarez
Visitante
Juarez

De novo, a FAB comprou duas duziad de Piranha para ensaios e queimou todos. A Colômbia nunca comprou Piranha porque simplesmente a asa do ST não comporta o lançamento dele e isto já foi exaustivamente debatido aqui. Para de mentir.

Heli
Visitante
Heli

Temos um governo que fez campanha falando Brasil acima de tudo, se passando de patriota mas que na verdade é um capacho entreguista.
Proximo alvo o Submarino Nuclear.

Bosco
Visitante
Bosco

Heli,
Onde exatamente o Bolsonaro tá entregando o Brasil?
E só pra sua informação, esse míssil já era desde que o patriota e nacionalista Lula tava solto e era presidente.

Felipe S
Visitante
Felipe S

O cara tá há 3 meses no poder e a culpa é dele? Isso vem de anos. Agradeça a crise econômica criada pela roubalheira e incompetência do seu partideco

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Bem eu apoiei e ainda o apoio , mas sua política externa , é uma Desgraça para não dizer uma palavra com M , seu ministro do exterior , coitado , onde descobriram um IDIOTA tamanho , coitado dos Rio Brancos ( pai e filho ) de Alexandre de Gusmão , Saraiva Guerrero , Osvaldo Aranha ,Santiago Dantas , etc .

Bosco
Visitante
Bosco

Não acho não. Gosto muito do Chanceler.
O problema é que mais de 30 anos de esquerdização e desacostumamos com o contraditório.
Quem pensa fora da caixinha politicamente correta é tido como maluco.

JPC3
Visitante
JPC3

De repente não querem usar um equipamento de segunda classe só porque é nacional.

Carta Branca
Visitante
Carta Branca

Olha, não é por nada não, mas sequer aventar embargo tecnológico é constrangedor, chega a dar vergonha, ainda mais nesse caso.

São 20 anos de programa, e se contar a “engenharia reversa” do Shrike são 35 anos, fica óbvio que o problema é outro.
https://www.express.co.uk/news/uk/621106/Margaret-Thatcher-Falklands-war-Brazil

Povo aqui adora essa justificativa do embargo tecnológico pros nossos insucessos enquanto outros países bem mais embargados e prejudicados se superam e criam suas próprias alternativas, queimam neurônios, investem e dão um jeito, só aqui que acham normal dar essas desculpas constrangedoras, até ao Japão é negado acesso a certas tecnologias e eles investem para criar suas soluções.

JPC3
Visitante
JPC3

O Míssil estava sendo fabricado, ou foi cancelado o projeto antes de finalizado?

Não ficou claro isso combinando com informações de outras fontes.

Os mísseis das fotos são reais ou de manejo?
Quantas unidades teriam sido fabricadas?

nonato
Visitante
nonato

Se abandonarem é safadeza.
Acredito que estava em estágio adiantado.
Deveriam pegar tudo que já se tem e continuar.
Tecnologia não tem de ser caro.
Provavelmente o que era difícil há 20 anos hoje em dia é muito mais fácil.
Não viram o Falcon heavy?
Com pouco dinheiro fizeram muito.
Não precisa gastar bilhões.

D Pereira
Visitante
D Pereira

Paga uma mensalidade pra Rússia e pra China, que eles cuidam da defesa do país.

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

Sinceridade, dá pena do Brasil. Nem vale a pena perder tempo, escrevendo tentando achar uma justificativa. Bem, senhores militares, não sei se acompanham a triologia de defesa, mas, não reclamem da sociedade civil, dos desmandos, dos políticos que tratam a coisa pública como se fosse parte dos seus negócios pessoais, dos corruptos, de toda a falcatruas, fraudes, manobras, traficâncias, tramoias, trampas, que existem na política brasileira. Quem crítica, deveria dar o exemplo!!!!!!!!!! Bem, vejam ai em baixo Brazilian American Army – BAA, este seria o novo designação do EB. American air force brazilian – AAFB, está seria a nova designação… Read more »

jose carlos souza sub oficial da reserva remunerad
Visitante

Aproveita e vai também e, ah, não vale ir pros EUA!

Pedro
Visitante
Pedro

Se algum dia precisarmos entrar em guerra e ficarmos carentes destes misseis, nao se preocupem, basta colocar nos jatos filhas e viúvas de brigadeiros que resolverão o problema facilmente!
Nem o F-3500 problemas recebeu tamanho investimento dos EUA quanto o Brasil “investe” em uma vida de luxo e bem estar das filhas dos Brigadeiros! Este “projeto” JAMAIS sera cancelado em hipótese alguma.

Daniel
Visitante
Daniel

Botei muita fé neste nisso, na possível dissuasão em combinação com os Gripens E.

Com o MAR-1 fora do radar, qual será é ou será o principal míssil antirradiação da FAB?

Daniel
Visitante
Daniel

nisso = míssil

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Tentando ser racional e não entrar nas polêmicas, o núcleo principal dos engenheiros da Mectron fundou a Siatt e segundo o que foi apurado junto a estes, o MAR-1 teve muitos problemas de desenvolvimento, não era um míssil confiável – tinha dificuldade de manter a trajetória, por exemplo. Creio que deve ter sido algo como o enfrentado pelos americanos no desenvolvimento das primeiras gerações de mísseis ar-ar nas décadas de 50/60, agravados por vivermos sempre c/ os contingenciamentos de verbas. Quando a Mectron fechou, logicamente que aquele projeto acabou, teria que ser retomado sob nova direção e novos recursos teriam… Read more »

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Sempre os nossos amigos Americanos…

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

MUY AMIGO , MUY AMIGO , somos para eles o que ELGARDELON era para o programa Humorístico , mas agora somente o ministro do exterior atual não enxerga !