Home Aviação de Ataque Primeiros dois F-35As chegam à Coreia do Sul

Primeiros dois F-35As chegam à Coreia do Sul

3151
34

Os dois primeiros de 40 caças Joint Strike Fighters Lockheed Martin F-35A Lightning II encomendados para a Força Aérea da República da Coreia (RoKAF) chegaram à Base Aérea Cheongju da Coreia do Sul em 29 de março.

Em um comunicado divulgado no mesmo dia, a Defence Acquisition Programme Administration (DAPA) do país disse que as aeronaves pousaram com segurança em sua base aérea operacional após várias escalas para reabastecimento após sua saída da Base Aérea de Luke, no estado do Arizona.

A DAPA observou que as duas aeronaves devem entrar em operação em maio, com todos os 40 F-35As previstos para serem entregues e implantados até 2021.

O chefe da DAPA, Wang Jung-hong, disse que Seul espera que os F-35As aprimorem as capacidades operacionais da RoKAF e reforcem a sua postura de prontidão, uma vez que os países vizinhos também estão colocando em operação caças furtivos.

Em setembro de 2014, Seul aprovou um acordo para adquirir 40 F-35As de decolagem e pouso convencionais para a RoKAF por cerca de KRW7.3 trilhões (US$ 6,5 bilhões).

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
EdcarlosPrudente
EdcarlosPrudente
1 ano atrás

O que me chama atenção e me deixa fascinado é a presença do F-5 e do F-4 na formação, eu consigo ter o mesmo sentimento pelo F-35. Vai entender né!?

Saudações!

Fila
Fila
Reply to  EdcarlosPrudente
1 ano atrás

Qual é o segundo avião, da esquerda para a direita?

Maurício.
Maurício.
Reply to  Fila
1 ano atrás

Fila, é o KAI TA-50.

Marcos10
Marcos10
Reply to  EdcarlosPrudente
1 ano atrás

F-4, FA/T-50, F-35, F-35, F-15, F-16, F-5.

Renan
Renan
1 ano atrás

Off
Quando o presidente do Brasil viaja para outro país ele pode ser escoltado pelos F5?
Ou isso só o presidente dos EUA que faz!

Ramon Grigio
Ramon Grigio
Reply to  Renan
1 ano atrás

Só se o presidente estivesse voando em um KC 767 para ir abastecendo o pequeno F-5 pelo caminho (aliás, qualquer caça que fosse)…

humberto
humberto
Reply to  Renan
1 ano atrás

Renan,
Primeiro, não sei se o presidente americanos tem escolta de caça em viagens, sinceramente nunca li isto. Uma coisa é ser escoltado quando passa perto de uma base aérea americana para demonstrar poder, ou quando está chegando ao pais, outra muito diferente é uma escolta começo a fim.
Segundo, seria possível sim a escolta, desde que consiga autorização de todos os países onde os aviões irão passar.
Terceiro, dependendo da distancia, irá existir a necessidade de abastecimento aéreo, ou aviões que possam se revesar ou seja, mais aviões.
Tudo isto para que?

Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

E nós, por aqui esperando mais uns anos para o primeiro Grippen, ou Drippen (drip=pingo, sim virão aos pingos). Isso se não irromper um conflito e requisitarem esses aviões, lá na Europa. A compra de caças tampão é necessária e urgente. O F-5 não é avião de combate com propriedades de manter a interdição do espaço aéreo. O Brasil, entre os países dos BRICS é o único que carece de uma força aérea de combate potente e respeitável.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Luiz, não se pode comparar a FAB com qualquer Força dos chamados BRICS porque as demandas geopolíticas são completamente diferentes. Nesse sentido, podemos muito bem esperar até a entrega dos Gripen, sendo que comprar um ‘tampão’ nesse momento seria desperdício de dinheiro. E não há qualquer Gripen E/F operacional no Mundo, então será meio difícil requisitar esse avião em qualquer lugar, a menos que esteja se referindo aos Gripen C/D e ainda assim seria logisticamente complicado, nesse momento, para mantê-los. No momento em que fossem implantados, os Gripen E/F estariam sendo entregues, portanto, mais uma vez, não vale à pena.

Ramon Grigio
Ramon Grigio
1 ano atrás

Na foto nota-se que o F-5E porta 3 tanques externos de 150 galões (450gal). Como será o desempenho (cinético e alcance/autonomia) quando comparado a um único centerline de 250 galões?

Roberto
Roberto
1 ano atrás

Bom dia , A Coréia do Sul que na década de 80 estava atrás do Brasil em vários índices de desenvolvimento, hoje está muito a nossa frente.O Brasil perdeu o trem da história .Hoje é o país do futebol e do funk.

Chris
Chris
Reply to  Roberto
1 ano atrás

Hoje batem até o Japão em tecnologia… heheh

Hiky
Hiky
Reply to  Chris
1 ano atrás

Bate em quê?

Greyjoy
Greyjoy
Reply to  Roberto
1 ano atrás

Não ironicamente, eles são o que são hoje graças, em parte, a pirataria. Quando eles começaram a mudar o foco da sua economia, importavam muita coisa e as desmontavam para fazer engenharia reversa. Isso com um investimento considerável em educação deu no que deu.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Roberto
1 ano atrás

Futebol?????

Jacinto
Jacinto
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

boa piada… so restou o funk mesmo…

André Sávio Craveiro Bueno
André Sávio Craveiro Bueno
Reply to  Roberto
1 ano atrás

Entre outras coisas investimento maciço em educação. Até a década de 70 Brasil e Coreia tinham um perfil econômico parecido, daí em diante a Coreia só fez crescer.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
1 ano atrás

Moral da história: Quem apostou contra o F-35 perdeu e vai perder ainda mais pois o avião não apenas já entrou em serviço como já foi usado em combate por dois operadores (Heyl Ha’Avir e USMC)

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  HMS TIRELESS
1 ano atrás

Apenas três cllientes: Israel, Japão e Coreia.
Israel é de grátis e os outros dois não têm opção. Vai goela abaixo.
Em uma guerra aberta, não dou um mês para os norte-coreanos estarem passeando em Seul.
Não aposte um tostão nas F.A. sul-coreanas

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

3 clientes? Hummm…..Reino Unido, Itália, Austrália, etc, etc…são o que?
Mesmo que fossem 3 clientes, seria mais do que o número de neurônios funcionais que você possui….
Um mês para os norte-coreanos passearem no sul? Eles vão usar suas armas nucleares? Só se for assim, pois se forem depender de seus caças, o melhor sendo o Mig-29 do início dos anos 80, aí não vai rolar…..

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Quanta abobrinha.

Como não tem opção se usam F-15 e podem comprar mais???

Pensa antes de escrever asneiras.

E são 12 clientes, não 3.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Como sempre, interpretação de texto não é o seu forte, né?!?!
O assunto é sobre o F-35 e, por conseguinte, aviões que seriam stealth.
É a única opção para Coreia e Japão.
Segundo, que os outros clientes (salvo Cingapura com possíveis 6 encomendas) fazem parte do projeto ou são da OTAN.
Aliás, projeto caríssimo e muito deficiente.
Caiu outro hoje no Japão.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

É que as vezes você diz uma coisa e no outro dia diz outra complemente oposta então fica difícil te entender.

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Cara, ja faz 12 anos que o 1o F-35 voou…. E só caiu 2, até agora ! E ainda nem sabemos pq o 2o caiu !

Cara… Vc nao vai mudar a opinião de pais nenhum.

Vai morar na Russia, Cuba, China, coreia do norte ou Venezuela logo ! Depois vc pode contar pra gente como é “gostoso” viver por essas bandas…

Bom… Se deixarem vc ter acesso ao site, já que até a Russia está querendo ficar “independente”. Kkkk

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Chris
1 ano atrás

12 anos?
E ainda tem este monte de problemas?
Definitivamente, há algo errado com esse projeto.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

“Em uma guerra aberta, não dou um mês para os norte-coreanos estarem passeando em Seul.”

hahahahahahaha… Conta a do papagaio.

“Não aposte um tostão nas F.A. sul-coreanas”

Mas aposta nas obsoletas forças armadas da falida Coreia do Norte?

Fábio
Fábio
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

HAHAHAHA, não tomou mais o remedinho.

Augusto
Augusto
Reply to  HMS TIRELESS
1 ano atrás

E o F-35 que acabou de cair no mar do Japão, não entra na conta?

Roberto
Roberto
1 ano atrás

Parece que caiu um F 35 hj no Japão

vilela
vilela
1 ano atrás

Vão receber todas unidades antes de recebermos os F-39.
Não que eu goste do Relâmpago (caça bombardeiro que tem medo de relâmpago parece irônico) mas o prazo de entrega dos Americanos é admirável.

Coutinho
Coutinho
Reply to  vilela
1 ano atrás

Isso por conta do processo que utilizaram para fabricar o F-35, o malfadado “Concurrency”. Se tivessem feito pelo método tradicional, a produção o F-35 teria demorado de 5 a 7 anos no minimo para começar.

Chris
Chris
1 ano atrás

Muitos reclamam da presença dos EUA !

Mas convenhamos…. Se não fosse a presença da “polícia do mundo” na região.

Japão não existiria mais (Como tbem Israel, provavelmente), pelo que aprontou no passado… E a Coreia do Norte ja teria invadido o sul !

Francisco
Francisco
Reply to  Chris
1 ano atrás

Pra ser sincero, só do japão continuar a existir depois da 2º Guerra já é muito lucro pra eles…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Isso foi para deixar bem claro para Coréia do Norte que se tentar algo com a Coréia do Sul, o caldo vai entornar fervendo…