Home Aviação de Caça Lockheed Martin propõe híbrido furtivo de F-22 e F-35 ao Japão

Lockheed Martin propõe híbrido furtivo de F-22 e F-35 ao Japão

10949
54
F-22 e F-35

Por Tim Kelly, Nobuhiro Kubo

TÓQUIO (Reuters) – A empresa de defesa norte-americana Lockheed Martin planeja oferecer ao Japão um projeto de caça furtivo híbrido baseado no F-22 Raptor, que é proibido de ser exportado, e no avançado F-35 Lightning II, disseram duas fontes.

A Lockheed discutiu a ideia com autoridades do Ministério da Defesa japonês e fará uma proposta formal em resposta a uma solicitação japonesa de informações (RFI) depois de receber permissão do governo dos EUA para oferecer a tecnologia militar sensível, disseram as fontes, que têm conhecimento direto da proposta.

A decisão de liberar partes dos projetos de aeronaves e software altamente secretos para ajudar o Japão a ficar à frente dos avanços chineses testará a promessa do presidente Donald Trump de reformular a política de exportação de armas de seu país.

A aeronave proposta “combinaria o F-22 e o F-35 e poderia ser superior a ambos”, disse uma das fontes.

O Japão, que já está comprando o F-35 para modernizar seu inventário, também quer introduzir um caça separado de superioridade aérea na década que começa em 2030 para impedir a entrada de jatos chineses e russos em seu espaço aéreo.

A força aérea do país atualmente voa o F-15J, baseado no Boeing F-15; e o F-2, baseado no Lockheed Martin F-16. Ambos os projetos têm décadas de idade.

A ambição do Japão de construir seu próprio caça furtivo foi em parte estimulada pela recusa de Washington há uma década em vender o bimotor F-22, que ainda é considerado o melhor caça de superioridade aérea do mundo.

Demonstrador ATD-X japonês, que visava o desenvolvimento do caça F-3

Embora o programa japonês de aviões furtivos, apelidado de F-3, tenha sido concebido como um esforço doméstico estimado em cerca de US$ 40 bilhões, Tóquio recentemente buscou colaboração internacional em uma tentativa de compartilhar as despesas e obter acesso à tecnologia que teria de desenvolver do princípio.

Qualquer aeronave construída com parceiros internacionais deve ter motores e radares projetados por japoneses, e ter outros componentes fabricados localmente, disse a outra fonte. A Mitsubishi Heavy Industries testou um protótipo de jato furtivo (ATD-X) em 2016 que custou ao governo japonês US$ 350 milhões para ser desenvolvido.

“Estamos considerando o desenvolvimento interno, o desenvolvimento conjunto e a possibilidade de melhorar o desempenho de aeronaves existentes, mas ainda não chegamos a nenhuma decisão”, disse um porta-voz do Ministério da Defesa na sexta-feira.

Em março, o governo japonês emitiu uma terceira RFI para o F-3 para empresas de defesa estrangeiras e enviou um documento separado delineando seus requisitos em mais detalhes para os governos britânico e norte-americano.

Além de uma proposta da Lockheed, o Japão espera receber respostas da Boeing, que fabrica o caça multifuncional F/A-18 Super Hornet, e da BAE Systems Plc, que faz parte do consórcio que construiu o interceptador de alta altitude Eurofighter Typhoon.

“Estamos ansiosos para explorar opções para o caça substituto do F-2 do Japão em cooperação com os governos japonês e dos EUA. Nossa liderança e experiência em aeronaves de 5ª geração podem ser aproveitadas para fornecer recursos de forma econômica para atender às futuras necessidades de segurança do Japão”, disse uma porta-voz da Lockheed Martin.

A Boeing e a BAE não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

O último caça a jato do Japão, o F-2, que entrou em serviço em 2000, foi construído em conjunto pela Mitsubishi Heavy e pela Lockheed Martin. Como principal fabricante de caças do Japão, a MHI, que construiu o A6M Zero da Segunda Guerra Mundial, ancoraria a parte japonesa de qualquer novo projeto.

FONTE: Reuters

54
Deixe um comentário

avatar
34 Comment threads
20 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
45 Comment authors
BuenoRoberto DiasederjonervanicioJuscelino S. Noronha. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gabriel
Visitante
Gabriel

É cilada bino!
melhor o japonês caminhar com as próprias pernas

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Essa proposta é de fato muito estranha.

Gustavo
Visitante
Gustavo

pois é, o tal F-3 parecia estar indo por um bom caminho e acredito que o caça F-3 “final” seria de fato, muito diferente do demonstrador que foi construído.
Tomara que, no desenrolar desta novela, voltem a desenvolver seu próprio caça. Talvez até em parceria com a Coreia do Sul…

Gabriel
Visitante
Gabriel

Parceria com a Coréia?! hahahahaha

Gustavo
Visitante
Gustavo

quando um grande inimigo bate a porta, vale tudo. Não sei o motivo da risada, mas a história já mostrou grandes alianças de países, reinos e afins que não se suportavam, surgindo para enfrentar uma ameaça maior. A Coreia do Sul odeia o japão desde o fim da segunda guerra mundial, mas isso tem diminuído, apesar de ainda normal ver a população Sul Coreana falar que não vê com bons olhos uma aliança com o japão, quando questionados sobre o perigo da Coreia do Norte, meses atrás… Entretanto, esse “ódio” diminuiu bastante de 15 anos para cá. A questão é,… Read more »

Marcelo
Visitante
Marcelo

Cara, é mais fácil, a Coreia do Sul se aliar à Coreia do Norte do que com o Japão….sou descendente de japoneses e sei do que estou falando…

Mokirj
Visitante
Mokirj

Tenho uma leitura diferente da exposta pelo colega,vejo c bons olhos,a LM e os EUA só tem a ganhar,tudo que a LM passar para p Japão,as empresas daquele país irão desenvolver e em alguns casos até aperfeiçoar o que já existe,é tudo isso a LM terá acesso,os japoneses são considerados muito detalhistas em tudo que desenvolvem,imagine o que pode sair disso,um f22 e um f35,as pessoas criticam o f35 mas se esquecem que muitas das tecnologias presentes nele são novas e precisam de um tempo para amadurecimento dessas tecnologias.

Gavião 15
Visitante
Gavião 15

O problema, é que projetar e construir um caça realmemte moderno, não é apenas pra quem quer, e sim pra quem pode, e bota pode nisso.

ederjoner
Visitante

O Japão pode muito, é a terceira maior economia do planeta…

Dan01
Visitante
Dan01

Aparentemente as coisas la estao mais serias do que parecem pros eua ter liberado o F22.

Mark
Visitante
Mark

Mas quem disse que foi liberado?

Dan01
Visitante
Dan01

Nao irao entregar um F22 pronto porque pela lei eles nao podem, mas irao dar tudo que o Japao precisa pra criar o seu proprio F22.

Dan01
Visitante
Dan01

Pelo menos e o que se subentende analisando o texto, talvez os eua libere apenas algumas poucas tecnologias sensíveis do F22

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Pelo visto devem tentar “empurrar” um F-35 bimotor

Jefferson Ferreira
Visitante
Jefferson Ferreira

É meio fria entrar nessa… se fosse só o F22 seria uma coisa… mas o que parece é que a Lockheed está atrás de um “parceiro” pra amortizar (embutir) as despesas que vai ter pra resolver os problemas do F35… Então ficaria mais “viável” arrumar um país com a desculpa de fazer um projeto híbrido mas com foco no desenvolvimento na solução dos problemas apresentados no projeto original do f35… Provavelmente está não será a primeira notícia do tipo a respeito e aparecerá outros países nessa roubada….

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

Seria um caça com o preço do F22 e os problemas do F35! Melhor deixar quieto!!
SRN

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Por que o raptor é proibido de exportar? afinal os EUA não são a essência do capitalismo de mercado? fusões de empresas e absorção também? Só serve para os nanicos estas regras? Agora, quanto ao híbrido dos 2, se der certo vai ser um baita caça e dependendo do preço e manutenção, e agora vai um sonho lúdico talvez imoral, de vê-lo aqui capitaneando uma frota de gripen, principalmente se baseado na calha norte!!!! st4

Jacinto
Visitante
Jacinto

Existe uma lei nos EUA que impede a venda de F-22 a outros países.
Isso,segundo consta, por culpa de Israel, que teria transferido tecnologia militar do AI Lavi à China que produziu o J-10 a partir desta transferência. Mas segundo consta, Israel forneceu à China muito mais do que o AI Lavi…

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Jacinto muito obrigado pela resposta! abração st4

Bravox
Visitante
Bravox

E todo dia aparece muita gente defendendo israel…..

Hélio
Visitante
Hélio

Israel está certíssimo eu diria

Groo_SP
Visitante
Groo_SP

Houve falha na segurança do Japão e vazou informações sobre o AEGIS para a China. Teve outro escândalo só que não me lembro sobre qual sistema.

Mk48
Visitante
Mk48

Prefiro aguardar o desenvolvimento desse assunto. Não tem como opinar nesse estágio.

Jean Pierre
Visitante
Jean Pierre

Se o Japão não fizer um “cheque em branco”, igual foi feito no F-35, pode dar certo.
A meu ver o F-35 foi a maior entubada que os EUA tomaram!!! Todo problema que aparece vira mais grana no bolso da Lockheed Martin e o contribuinte que arca com essa despesa!!!

Jefferson
Visitante
Jefferson

Não é mais fácil reativar a linha de produção dos F-22 para Japão, Reino Unido e USA? Inclusive com modernizações…

Nonato
Visitante
Nonato

Pois é. Depois de receber um trilhão de dólares para desenvolver o F 35, a LM quer desenvolver um novo avião? Receber mais uns 100, 200 bilhões? Isso é tudo muito estranho. Por que transferir tecnologia? Não seria mais fácil vender alguns F22? Até Israel parece transferir algumas tecnologias, o que não é bom para os EUA. Nada garante que o Japão não transfira alguma coisa, até mesmo para a Rússia… Agora, sem dúvida, o Japão é uma potência econômica. Não é um país qualquer. Os EUA conseguirem armar bem um parceiro facilita de enfrentar a China. Numa eventual guerra… Read more »

Paulo
Visitante
Paulo

F-22 + F-35= HMSMelânia! 😂

Jakson de Almeida
Visitante
Jakson de Almeida

F-22 + F-35 = US$ 3,000,000,000,000.00.Sera que o japão encara?

Fernandes
Visitante
Fernandes

Empresas atingem um ponto máximo onde detém praticamente o monopólio de um produto por um determinado tempo, após o qual as ações dos concorrentes, aliada a seus erros internos, a fazem perder a sua liderança. Exemplos existem muitos, em todos os segmento de atividade.
Será que não chegou a hora de apostar em outros concorrentes? Tenho certeza que muitos destes tem condições e tecnologia que recebendo o devido investimento, podem chegar lá.
Eu não apostaria minhas fichas na LM e seu costume de pedir verbas elevadas e infinitas…

Washington Menezes
Visitante
Washington Menezes

Taí o plano B dos EUA com financiamento Japonês, o F35 não vai virá e o F22 como o próprio governo americano já disse tem que fazer muitas atualizações, então como a coisa tá feia lá nas bandas da china eles põe na conta do japão o novo caça de Quinta geração que no fundo é deles também.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

Não vendem o f-22 mas vão vender é ajudar num avião que é superior aõ f-22 e f35, é no mínimo estranho,espero que o japão fique esperto e se o governo do EUA vai aceitar,pois é a proposta de uma companhia é não do governo.O Brasil que fiquem com o grispen e desenvolvimento com os suecos,que apesar de ser em tese inferior,serve para o Brasil como uma luva, é claro que por aqui,com esses governos atuais é que virão a verba não é garantida.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Se o Japão for esperto vai deixar passar longe essa “proposta”… muito mais fácil continuar com F-35, pois se o F-35 será superior a tudo que existe, não tem necessidade de desenvolver outro caça. Totalmente sem sentido.

Marcos Martins
Visitante
Marcos Martins

Seria esse um (F-22 + F 35) JP-57..?

Guizmo
Visitante
Guizmo

A LM tem muita cara de pau

Fernandes
Visitante
Fernandes

E os melhores vendedores do mundo…

Almeida
Visitante
Almeida

Pra quem ainda pensava o contrário, taí o prego no caixão da falácia do F-35 enquanto caça faz tudo, incluindo superioridade aérea. Com a palavra, os japoneses que já compraram o avião e a própria fabricante.

Sem torcida, o F-35 será um ótimo strike fighter, mas depender dele pra tudo só porque é furtivo é exagero.

Groo_SP
Visitante
Groo_SP

Parece que o Japão não bota muita fé na capacidade do F-35 nas missões de superioridade aérea. Queriam F-22. Israel também mas parece que se conformou com o F-35.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Eu já previa essa junção obvia e se fizerem o Natimorto F-35 já era!
Quem vai querer uma coisa tão cara mas que precisa de escolta!?!
Será a melhor coisa que voa no mundo!

angelo
Visitante

Mas não tem a história dos dados do f15 produzidos no japão que foram vazados para os russos que serviram de base para o SU-27 precursor do SU-35 ? Talvez não precise colocar a culpa nos israelenses.

Luiz Henrique
Visitante
Luiz Henrique

se pra operar cada unidade é uma fortuna, imagina operar uma que mistura 2 aviões super avançados e que 1 vive dando problemas, essa proposta é muito bizarra, é melhor o Japão continuar com o projeto nacional.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

aiai, tão conseguindo nem tocar o F35, imagine um misto.

Eu, no lugar dos japas, manteria a fé no F35, que um dia terá seus problemas solucionados e, sem dúvida, estará na vanguarda da aviação por décadas.
Mas, enquanto isso, entupia minhas bases de F15. Muito melhor que inventar moda com F35+F22.

Mauro 76
Visitante
Mauro 76

Parece que a l.m deixou escapar que o 35 nao e um bom projeto…
Ta vendo quando um pais passa a realmente se preocupar em se defender sozinho como o samurai…
Não aceita ser entubado com qualquer promessa yanke..
Ao contrario da europa que joga todas suas fichas na u.s.n e otan…
Sabedoria oriental !

Carlos Eduardo Maciel
Visitante
Carlos Eduardo Maciel

O caminho mais simples seria o Japão comprar o F35. Ele é o JSF do futuro, com as maiores capacidades, a espinha dorsal do futuro na USAF, USMC e demais forças pelo mundo. Não faz sentido um projeto novo sendo que o F35, seria “o cara” pelas próximas décadas. … Partindo dessa ideia … Não é nenhum absurdo se supor que a LM percebe que o projeto é mal nascido em certas áreas vitais ao que se propunha fazer e precisa criar uma solução para isso. O Pentágono está esperneando para pagar e a LM não quer perder. Então o… Read more »

RL
Visitante
RL

Os EUA poderiam vender o projeto do F-23 ao Japão poder fábricar as centenas com um único objetivo.

Me deixar feliz pq de todas as aeronaves esta é a minha preferida.
Kkkkkkkkkkkkkkk

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Prezado Carlos: mas o Japão nao so ja comprou o F-35A como tambem possui varias unidades em fase de implantação operacional, analisa a hipotese de operar F-35B em seus “porta helicopteros” e fabrica atualmente varios componentes que sao, inclusive, exportados para os USA. O Japão esta nitidamente à procura de outra solução, alternativa ao F-35 , no caso a ser mais apta a cumprir missões para garantir superioridade aerea com grande autonomia. Precisa interceptar agressores a 700~1000km de suas fronteiras. O F-3 Shin Shin, que ilustra esta materia, é um programa muito interessante e , entre outras coisas, a(s) primeira(s)… Read more »

Carlos Eduardo Maciel
Visitante
Carlos Eduardo Maciel

Rommelqe, obrigado pela resposta … isso é que da digitar correndo !!! Deveria ter a palavra “mais” em vez de “o” !!! Quanto ao restante do seu comentário … concordo !!! Do fim para o início … Sem escala sai caro demais, e a economia do Japão está muito pressionada. Além disso estão atrasados na corrida. Os prazos, custos e adiamentos estão ajudando a próxima geração e não essa. A menos que o F 35 se envolva em algum conflito em escala onde seja o vetor principal e obtenha amplo sucesso, vai ser lembrado pelo custo escabroso. Seria bacana o… Read more »

Lucas Senna
Visitante
Lucas Senna

Na atualidade, manter a restrição de exportar o F-22 já nem faz mais tanto sentido, especialmente considerando que eletronicamente, o F-35 é significativamente mais avançado e é desenvolvido em conjunto com uma porrada de países, ou seja, a desculpa de ser pra esconder segredo tecnológico já não se sustenta mais. Tirando a eletrônica dele não tem nada de absurdo mais no caça, excetuando talvez o material RAM, mas isso é fácil de resolver, só exportar sem. Muito mais lógico derrubar a proibição e fazer uma versão atualizada com eletrônica avançada como a do F-35 na carcaça do F-22. Ai sim… Read more »

Mr. White
Visitante
Mr. White

Off Topic:

Russia confirma delimitacoes previamente acordadas com os EUA de onde bombardear a Siria.

https://www.msn.com/en-ca/news/world/russia-we-told-us-where-in-syria-they-could-not-bomb/ar-AAw7PPO?ocid=spartandhp

filipe
Visitante
filipe

Podemos aproveitar a nossa experiência com o desenvolvimento do Gripen NG -BR para pular para um projecto de 5ª Geração em conjunto com o Japão.

Juscelino S. Noronha.
Visitante
Juscelino S. Noronha.

Apesar da provável parceria MHI e Lockheed Martin, de repente o Japão deveria sondar a Northrop e ressuscitar o projeto ou uma variante baseada no espetacular YF-23.

vanicio
Visitante
vanicio

sou totalmente leigo no assunto , apenas leio vcs aqui e dou pitacos de vez em quando,,, mas penso que os eua sempre pensam na frente de tudo e de todos , e colocam a politica mundial e sua influencia acima de tudo e de todos ,, portanto na minha visao os eua nao querem mesmo e que o japao adquira a tecnologia de 5 geraçao em caças , desde a 2 guerra que o japao pede bençaos ao eua pra tudo que se trata de defesa e guerra ,, parece tipo como se o eua fosse um dominante do… Read more »

ederjoner
Visitante

Eu vejo o seguinte: O Japão já comprou F-35, e quer um caça furtivo maior (de superioridade aérea), como os EUA não vendem o F-22, os japas começaram a desenvolver uma solução domestica, … que já tem um prototipo voando… Sabemos que levariam muitos anos, mas temos que admitir que só o tempo separa o Japão de suas ambições quanto a esta aeronave, pois capacidade tecnológica e dinheiro não falta para a terceira economia do planeta… Os EUA sabem disso, então eles estão vendo uma grande oportunidade a frente, pois os japas vão ter a aeronave que eles querem, então… Read more »

Roberto Dias
Visitante
Roberto Dias

…pensei a mesma coisa! Os EUA ajudam no desenvolvimento e podem ganhar mais um modelo de caça furtivo para o inventário.

Bueno
Visitante
Bueno

Vai ser Show ver o novo F22 voando no Japão , para contrapor os caças da Chinas e Rússia.