Home Aviação de Ataque Marinha dos EUA vai modernizar mais 45 caças F/A-18E/F Super Hornets

Marinha dos EUA vai modernizar mais 45 caças F/A-18E/F Super Hornets

2013
11
Concepção dos Super Hornet Block III

A Marinha dos EUA planeja modificar mais 45 Boeing F/A-18E/F Super Hornets nos próximos dois anos para aumentar a vida útil e as capacidades da aeronave, anunciou o Comando de Sistemas Aéreos Navais dos EUA (NAVAIR) em 27 de março.

O contrato em potencial abrangerá modificações para até 15 aeronaves no ano fiscal de 2019 e um máximo de 30 aeronaves no ano fiscal de 2020, segundo o NAVAIR. As modificações são projetadas para prolongar a vida útil da aeronave de combate de 6.000 para 9.000h, totalizando 10 anos de serviço.

A Boeing também converterá os Super Hornets Block II em uma nova configuração Block III a partir do início dos anos 2020. Essa conversão incluirá o acréscimo de uma capacidade de rede aprimorada, um alcance maior graças aos tanques de combustível conformais, um sistema avançado de cockpit, assinatura de radar reduzida e um sistema de comunicação aprimorado. Essas atualizações são projetadas para manter o tipo eficaz em combate até pelo menos no início dos anos 2030.

A Boeing foi contratada em 28 de fevereiro para realizar o trabalho em quatro aeronaves iniciais até abril de 2020, sob um contrato avaliado em US$ 73,2 milhões. O contrato para modificar 45 aeronaves adicionais foi um movimento esperado e faz parte de um programa de atualização que deve durar uma década.

A Boeing planeja modificar entre oito e 12 aeronaves em sua fábrica em St Louis, Missouri, este ano, antes de abrir uma segunda linha de modificação em San Antonio, Texas, em 2019.

O Flight Fleets Analyzer mostra que a USN tem uma frota ativa de 541 caças F/A-18E/F. Além de modificar sua frota existente, o serviço está comprando 24 novos Super Hornets por um montante de US$ 1,8 bilhão no ano fiscal de 2018.

FONTE: FlightGlobal

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Nogueira
Alex Nogueira
2 anos atrás

Tomara que saia a atualização do F-414 para versão Enhanced, e bem que o Gripen *poderia vir com ela também, afinal são cerca de 4.000 libras a mais de empuxo.

*Sei que a essa altura do campeonato não tem essa possibilidade, até porque a F-414 do Gripen é modificada para operação de 1 só turbina.

Segue os links do site da GE para comparação:

https://www.geaviation.com/sites/default/files/datasheet-F414-GE-39E.pdf

https://www.geaviation.com/sites/default/files/datasheet-F414-Enhanced.pdf

Mateus Lobo
Mateus Lobo
2 anos atrás

Não custa sonhar com próximos lotes kkk
Pelo visto o F-18 vai continuar carregando o piano nas próximas décadas, não que F-35 não seja capaz, mas o custo do programa e do ciclo de manutenção tem se mostrado demasiadamente caro, até para padrões americanos.

Pedro
Pedro
2 anos atrás

A orca foi pro brejo.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

Ainda fico imaginando: investiram tanto no F-35, não era melhor ter usado todo esse dinheiro em mais F-22 e atualizações do mesmo? Tenho pra mim, que esse F-35 vai ficar nas mãos de seus clientes mesmo, os EUA não compraram muitos dessas aeronaves, só daqui uns 15 anos! Alias, hoje eu vejo os EUA vendendo suas armas e usando indiretamente pelos outros países… Ou seja, é basicamente isso: pra que eu comprar, se eu posso vender e ainda usar?

Yuri
Yuri
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

O programa do F22 foi tão problemático qnt o do F35.

Ozawa
Ozawa
2 anos atrás

O Caça de Defesa da Frota mais longevo da USN … Não se discute que será sucedido – como já sucedeu outro clássico, o mais épico caça naval de todos os tempos, Tomcat – mas certamente não pelo F-35, o que nunca foi cogitado.

O sucessor do Vespão é tão furtivo que sequer existe, e o SH continua sendo o caça naval certo para um tempo de incertezas.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
2 anos atrás

Vai é voltar a montar! Isso sim!

MadMax
MadMax
2 anos atrás

O problema no trem de pouso da versão C do F-35 foi resolvido?

Luiz Campos
Luiz Campos
2 anos atrás

Penso que o F18 é para usar contra ralé e o F35 contra potências específicas (China e Russia).

Tiago Jeronimo Lopes
Tiago Jeronimo Lopes
2 anos atrás

É sempre bom lembrar que o F-35 B e C irão substituir os F-18 A/B/C/D, os Harrier e o A-6 Intruder, o substituto do F-18 E/F será o caça de 6ª geração.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Ótimo.