Home Aviação de Ataque Senadores dos EUA pressionam por venda de jatos F-35 para Taiwan

Senadores dos EUA pressionam por venda de jatos F-35 para Taiwan

2921
32
F-35B

WASHINGTON – O Defense News noticiou que dois importantes senadores do Partido Republicano estão pressionando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para compartilhar o caça F-35 ou o F-16V da Lockheed Martin para melhorar o poder aéreo de Taiwan e deter a China.

Os senadores John Cornyn e Jim Inhofe enviaram a carta a Trump na última segunda-feira, dias depois que as autoridades de defesa de Taiwan confirmaram seu interesse de longa data no F-35. Cornyn, do Texas, é o segundo republicano do Senado, e Inhofe, de Oklahoma, é o segunda republicano do Comitê de Serviços Armados do Senado.

O F-16V – anunciado como o mais avançado caça de quarta geração – seria uma alternativa econômica ao F-35 de quinta geração, argumenta a carta. Os legisladores também disseram que abordariam os “desafios quantitativos e qualitativos” da frota de defesa aérea de Taiwan.

Dos 144 F-16s de Taiwan comprados dos EUA em 1993, 15 estão nos EUA para fins de treinamento e outros 24 estarão off-line para upgrades em uma base contínua até 2023. Isso significa que Taiwan provavelmente conseguirá dispor de apenas 65 caças F-16 em qualquer momento em defesa da ilha – “não é suficiente para manter uma defesa confiável”, diz a carta.

“Se for permitido que a frota de defesa aérea de Taiwan se degenere em número e qualidade, estou preocupado que seja desestabilizadora e encorajaria a agressão chinesa”, diz a carta. “Além disso, eu estou preocupado que a fraqueza militar de Taiwan e a incapacidade de montar uma força aérea confiável colocaria um fardo indevido sobre as forças norte-americanas desdobradas no nordeste da Ásia.”

Esses upgrades incluem a instalação do radar de matriz eletrônica ativa Northrop Grumman AN/APG-83 Scalable Agile Beam Radar no F-16, um novo computador de missão e um pacote de guerra eletrônica.

Segundo relatos, Taiwan estaria interessado na versão F-35B de decolagem curta e pouso vertical, através do qual Taiwan teria como objetivo manter o poder aéreo se a China atacasse suas pistas em um primeiro ataque.

“A capacidade de sobrevivência do F-35B e sensores modernos de longo alcance poderiam ajudar Taiwan a interceptar mísseis chineses, promovendo a dissuasão até a próxima década”, diz a carta. “O F-35B não apenas forneceria um caça moderno de quinta geração, mas também reforçaria suas capacidades na guerra de próxima geração.”

No início deste mês, o presidente chinês Xi Jinping emitiu um alerta para Taiwan, que a China considera uma província separatista. No entanto, Washington fornece armas para Taipé sob a Lei de Relações de Taiwan de 1979, e Trump assinou um projeto de lei para tornar mais fácil para os EUA e Taiwan trocarem visitas oficiais.

Em junho, a China exigiu que Washington revertesse sua decisão de vender US$ 1,42 bilhão em armas, dizendo que contradizia um “consenso” que Xi alcançou com Trump durante as negociações na Flórida no ano passado.

Inhofe em fevereiro completou uma viagem congressional para a região da Ásia-Pacífico, que incluiu uma visita a Taiwan.

32
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
14 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
Luiz TrindadeCarlos Alberto SoaresMaslowGeneralSofáMauricio R. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo
Visitante
Marcelo

A relações China X EUA estão cada dia pior, EUA esta batendo pesado !! o que me chama a atenção e a quantidade de 144 F-16s para uma ilha de 370 km.

GeneralSofá
Visitante

Mas arredondando os número Taiwan tem 550 Caças/aviões de ataque contra 2600 da China (segundo o globalfirepower)

GEN. Escobar
Visitante
GEN. Escobar

Perdoem meu desabafo mas congressistas consideram que 65 F-16 para defender uma ilha não são o suficiente.
Se eles dessem uma espiada de 3 minutos no Brasil fariam o que?
Não me refiro quanto ao preparo, doutrina, treinamento, patriotismo e etc pois nossos bravos guerreiros tiram leite de pedra….mas me refiro aos equipamentos que dispomos e sua disposição imediata.
Trsiteza…mas acredito em um cenário melhor dentro dos próximos 20 anos!

Adler Medrado
Visitante

Acho que nesse caso a quantidade é relevante devido ao grande inimigo de Taiwan.

Mark
Visitante
Mark

A China não vai conseguir assumir o primeiro posto sem uma guerra. Os americanos irão esticar a corda até arrebentar antes de simplesmente aceitarem perder o posto de número 1 em economia e pode militar. Nenhum país hegemônico aceitou perder o posto pacificamente em toda história. Nada de novo, mas espero que a corda não arrebente em meu tempo de vida. A China já está sob cerco, resta saber o quanto de aperto ela vai aguentar até tentar reagir. Certamente não será agora, pois apesar do crescimento espetacular, a diferença de poderio militar ainda é avassalador.

Nonato
Visitante
Nonato

Trump precisa agir rápido antes que seja tarde demais.
A China é mais perigosa do que a Rússia.
A Rússia é uma potência militar mas não tem ambição de dominar o mundo.
Já a China tenta fabricar dezenas e dezenas de navios etc.

Augusto L
Visitante
Augusto L

144-15-24= 105, se Taiwan só dispoende 65, podemos supor que esse é o numero ativo.
105_-_100%
065_-_?X?
X=~62% de disponibilidade, muito baixo pra um caça monomotor e relativamente barato. Tinha que ter no minimo 80% de disponibilidade. Acho que até a FAB tem + com seus f-5 50tões.

Leonardo Araujo
Visitante
Leonardo Araujo

Taiwan vai virar um super porta aviões

Delfim
Visitante
Delfim

Inafundável, como disse Yamamoto sobre Midway.

Antonio
Visitante
Antonio

Esse é apenas um joguinho de faz-de-contas. A China não tem interesse em atacar Taiwan e Taiwan, muito menos, condições de se defender.

Augusto L
Visitante
Augusto L

A China tem intenções, e Taiwan tem condições, e sua população esta disponsta a dar à vida e as condições financeiras e materiais adquiridas pela liberdade.
É claro que a China comunista espera uma unificação da sua província “rebelde” sem luta, assim como pra outra China o bom é a liberdade e a independência como nação sem atritos mas a realidade infelizmente ou felizmente é outra.

filipe
Visitante
filipe

Olhando o mapa a China esta mesmo cercada, só empata essa parada se tiver junto com a Russia,Koreia do Norte, Vietname.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

Acho que Taiwan deveria em vez do f-35 que seriam poucos comprar o f-16 b,e partir para compra de bastante baterias antiaéreas, é territorialmente pequeno é ideal para baterias moveis,inclusive de muitos misseis antinavio e aviões de vigilância .Pois num ataque maciço da china a força aérea deles não ia durar muito, é teriam que dispor de meios para defender a ilha inclusive com baterias de costa moveis.Eu acho que 144 um numero bom mesmo dispondo de 65 f-16 digamos é uma força aérea maior que a FAB em números de caças.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Taiwan já opera o Mirage 2000 em grande quantidade. Não precisa de F-16.

Lyw
Visitante
Lyw

Taiwan opera 60 Mirage 2000-5, para sua situação geopolítica, não é um número tão grande assim.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Concordo. Obrigado pela correção.

Washington Menezes
Visitante
Washington Menezes

Seria um risco para os EUA por F35 na ilha, corre o risco de a China tomar a força e ainda ficar com alguns F35 que sobrar de um eventual ataque. E não importa quantas aeronaves tenha em Taiwan, não tem como deter um ataque Chines.

Mark
Visitante
Mark

O obj não é defender Taiwan, e sim provocar os chineses. Precisam de um motivo forte para jogar tudo que tem na China e retardar em décadas o seu avanço. Sem contar que uma retomada de Taiwan pela China não seria nenhum passeio no parque. É a minha impressão.

Mauricio R.
Visitante

Taiwan não depende somente de seus F-16, M-2000, ou F-CK-1, para se defender:

(http://alert5.com/wp-content/uploads/2018/03/021a223b-696a-42e1-9f4f-c81a875fbd0a1-500×341.png)

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Empurrando o bagulho!

Mark
Visitante
Mark

Um bagulho que não possui adversários pelo mundo.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Pois é ! esse é o problema!
Não há nenhum concorrente e isso leva a soberba e a presunção!

Tadeu 54
Visitante

Se os EUA querem manter a China Comunista quieta, a melhor opção é armar adequadamente Taiwan, simples assim !

Douglas Targino
Visitante
Douglas Targino

Apagaram meu comentário?

Delfim
Visitante
Delfim

Quem leu “A arte da guerra” sabe que a China não vai se expor a um conflito longo e custoso, em recursos e vidas. E ainda tem a Índia, o Japão, em suma, outras frentes onde lutar.
.
“Além disso, eu estou preocupado que a fraqueza militar de Taiwan e a incapacidade de montar uma força aérea confiável colocaria um fardo indevido sobre as forças norte-americanas desdobradas no nordeste da Ásia.”
Não é “além disso”. É tudo. Olhando o mapa, se a China dominar Taiwan o Pacífico estará aberto.
.
F-16V, o mais avançado caça de 4ª geração ?

Mauricio R.
Visitante

O Pacífico não estaria ainda aberto, somente a 1ª linha de ilhas que se estende das Aleutas às ilhas Curilas, ao arquipélago japonês, ao Ryukyus, a Taiwan, ao arquipélago das Filipinas e às Ilhas da Grande Sunda, estaria em parte comprometida.
Restaria ainda a 2ª linha de ilhas, que compreende os Bonins, as Marianas, Guam e o arquipélago de Palau.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Concordo plenamente com os Senadores americanos , não podemos permitir uma democracia sucumbir diante de uma ditadura!

GeneralSofá
Visitante

Gente parem de comparar Taiwan com o Brasil, a geopolítica é totalmente diferente

Maslow
Visitante
Maslow

Acho um risco colocar o F35 tão “ao alcance de Pequim”.
Se bem que o ocidente tem sido pródigo em colocar tudo ao alcance de Pequim.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Todos F 16 tem que ser modernizados, F 2000-5 podem receber MRO ? Façam-no.

Tudo que admite MRO em todos equipamentos militares, façam-no.

O que Taiwan tem e quase tudo testado e usado em muitos conflitos,

já os Han é muita foto e MKT.

Tem Patriot lá ?

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Temos um problema lá… Eu a primeira vista concordaria em colocar o F-35 em Taiwan pelas qualidades descritas já na reportagem, porém imaginemos se mesmo assim a China venha tomar a ilha… Eles iam pegar o F-35, realizar engenharia reversa e dar uma dor de cabeça terrível para os EUA e seus aliados que tem o respectivo caça. Acho que se deve entupir a ilha com caças F-16 V ou Block com dispositivo de autodestruição por parte de Taiwan ou EUA, ou ainda ambos para evitar que se a China tomasse a ilha não colocasse as mãos na tecnologia. De… Read more »

Gabriel
Visitante
Gabriel

Não acho que a China tenha empresas do mesmo aparato técnico que os EUA têm para replicar algo parecido com o F-35…são tecnologias refinadíssimas que exigem capacidade de engenharia de produção no estado de arte para serem produzidas em série.
Não é um processo simples como copiar um carro